Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 13 de outubro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 13 de outubro de 2017

No programa "Com a Palavra, o Governador", Raimundo Colombo fala sobre a entrega da SC-157 no Oeste do estado, do primeiro mês da nova rota internacional no Porto de Imbituba, da operação de transferência de carga da Ponte Hercílio Luz e sobre a Jucesc Digital.


Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Ricardo Lunge / ADR Blumenau

Um dia após o Dia do Professor a Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina (SED), o Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB) e a Universidade Regional de Blumenau (FURB) entregam aos professores o primeiro espaço de formação e experimentação em tecnologia educacional, em Blumenau. O  EfeX é um conceito de espaço físico para criação e compartilhamento de práticas pedagógicas inovadoras mediadas pela tecnologia. 

Voltado a professores das redes públicas, o espaço foi concebido para funcionar integrado às redes de ensino, permitindo ao professor experimentar tecnologias educacionais, ao mesmo tempo em que aprimora suas competências no uso de instrumentos e recursos digitais. “Queremos oferecer aos professores um local convidativo, onde se sintam à vontade para conhecer e testar dispositivos, recursos digitais e metodologias do seu jeito, desenvolvendo e compartilhando planos de aula que possam melhorar suas práticas pedagógicas”, diz Lúcia Dellagnelo, diretora-presidente do CIEB.

A proposta pedagógica do EfeX contempla, ainda, um conjunto inédito de diretrizes de formação para os educadores, com conteúdo e metodologias alinhadas ao conceito de experimentação e aprendizagem ativa. O material, elaborado em parceria com especialistas em tecnologia educacional, está organizado em módulos independentes, de temas como ensino híbrido, cultura maker, gamificação, educomunicação, plataformas adaptativas, recursos digitais para publicação e compartilhamento; e avaliação por meio de recursos digitais. Cada módulo apresenta textos conceituais, indicações de atividades, bibliografia, cases de sucesso e vídeos.

De acordo com o conceito EfeX, o espaço está equipado com recursos de ponta, como cortadora a laser, cortadora de vinil, kits de eletrônica e protoboard, kits de invenção e de robótica, além de notebooks e tablets. Também estão disponíveis ferramentas para criação de mídias, estrutura vinílica para filmagens de vídeo-aulas, câmera fotográfica e kits de iluminação. 

O uso de tecnologias educacionais requer também a transformação do espaço físico, que deve ser adaptado para abrigar novas formas de relacionamento e dinâmicas no processo de ensino-aprendizagem. Por isso, o EfeX propõe um modelo de ambiente diferenciado, que foi desenvolvido especificamente para estimular e favorecer a formação e a experimentação continuada. 

"Esta data está carregada de simbolismo. Um presente aos professores no momento em que vemos o impacto da tecnologia em sala de aula. Que este espaço possa ser um aliado importante para o professor avançar na customização das aulas e tornar o uso da tecnologia mais simples", destaca o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps.

EFEX Blumenau

Em Blumenau, o espaço foi instalado em uma área de 100  metros quadrados da FURB. Todos os professores da rede pública de ensino podem participar das atividades e formações do EfeX. Para isso, é preciso entrar em contato com a SED, que ficará responsável pelo gerenciamento das formações.

Também em parceria com o CIEB, a SED lançou o Plano Estadual de Inovação e Tecnologia Educacional, que teve ampla participação de representantes dos Núcleos de Tecnologia Educacional (NTEs), técnicos, gerentes e diretores da SED. "Lançamos o nosso Plano antes mesmo do Plano Nacional lançado pelo MEC. Mais uma vez Santa Catarina sai na frente no que diz respeito a tecnologia educacionais", finaliza Deschamps. 

Informações adicionais para a imprensa
Edinéia Rauta
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Educação  - SED
E-mail: edineiarauta@sed.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-0353 / 3664-0161 / 3664-0356 / 98843-5084
Site: www.sed.sc.gov.br

 

 


Fotos: Ricardo Lunge/ ADR Blumenau

Nesta segunda, 16, na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) Blumenau, foi realizada a solenidade de apresentação da nova unidade do Colégio Militar que será implantado em Blumenau. Será na rua Marechal Floriano Peixoto, número 651, onde hoje funciona a Escola Básica Municipal Tiradentes. O secretário de Educação de Santa Catarina, Eduardo Deschamps, fez o anúncio. As aulas começam em 2018 e terão duas turmas, 6º e 7º anos, com 35 alunos por turma. Deschamps destacou que as inscrições para estas turmas serão no mesmo período da rede estadual, inicialmente planejada para iniciar no dia 30 de novembro.

Vagas

 As escolas militares existentes em Santa Catarina recebem uma distribuição de vagas de 90% para filhos de militares e 10% para a população em geral. Segundo o tenente coronel da 7ª Região de Polícia Militar de Blumenau, Carlos Alberto Fritz Bueno, após um levantamento junto à corporação local, este percentual será diferente, devido ao baixo número de Policiais Militares com filhos nesta idade escolar. Nesta terça, começam as reuniões para definir este percentual.  As vagas que serão distribuídas para a sociedade civil serão realizadas por sorteio, ainda sem data definida.

O local

Em uma parceria entre Estado e município, a EBM Tiradentes será desativada, sendo que os alunos serão direcionados para a Escola Básica Estadual Pedro II (localizada do outro lado rua da Escola Tiradentes) e para a Escola Básica Professora Júlia Strzalkowska, localizada no bairro Garcia, que tem o uso compartilhado nas dependências da Escola Básica Estadual Arno Zadrozny (esta unidade também será desativada), e agora ficará com toda a estrutura.

Informações adicionais para a imprensa:
Ricardo Lunge
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Blumenau
E-mail: imprensa@bnu.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3378-8175 / 99232-6300
Site: sc.gov.br/regionais/blumenau


Foto: Jaqueline Noceti / Secom

O governador Raimundo Colombo liberou na tarde desta segunda-feira, 16, no Centro Administrativo em Florianópolis, R$ 586 mil para o aditivo do projeto de pavimentação da SC-340 que liga o município de Vitor Meirelles passando por Santa Terezinha e Nova Cultura até a BR-116.

“O aditivo está autorizado e o projeto da obra será retomado imediatamente. Já está com 83% pronto. Com isso, nós vencemos mais uma etapa e depois tem que fazer o financiamento para executar a obra igual àquela que nós estamos fazendo em Doutor Pedrinho até a BR-116”, explicou o governador.


Foto: Dovulgação / FCEE

A Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) promove o seminário "Aproximando práticas: vivências em equoterapia" na próxima sexta-feira, 20, quando também será laançado o livro “Equoterapia: exercícios terapêuticos, psicomotores e pedagógicos sobre o cavalo”, de autoria de profissionais da FCEE. As inscrições para o evento, que ocorre no Auditório da Fundação das 9h às 16h30, são gratuitas e podem ser feitas pela internet neste link. Mais informações sobre o evento na seção Cursos e Capacitações do site da FCEE.  

O serviço de Equoterapia da FCEE, que completou 19 anos de atuação em outubro, é realizado por uma equipe multidisciplinar do Centro de Reabilitação Ana Maria Philippi (CENER) da FCEE em parceria com a Polícia Militar de Santa Catarina e as atividades de atendimento às pessoas com deficiência e à comunidade ocorrem nas dependências da Guarnição Especial da Polícia Militar Montada, em São José. 

A equoterapia é um método terapêutico reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina, Conselho Federal de Fisioterapia, Terapia Ocupacional e pela comunidade científica internacional. A prática da equoterapia gera benefícios no corpo, na mente e na participação social.

A FCEE é uma entidade filiada à Associação Nacional de Equoterapia, órgão que normatiza, supervisiona e coordena a prática da equoterapia a nível nacional, além de promover pesquisas e avanços científicos relacionados à prática equoterápica.

O seminário, organizado pela Gerência de Capacitação, Articulação e Extensão da FCEE e coordenado pelo Centro de Reabilitação Ana Maria Phillipi tem como objetivo ampliar o conhecimento dos profissionais envolvidos no atendimento à pessoa com deficiência e transtorno do espectro autista (TEA) acerca das práticas no contexto da equoterapia, tendo em vista os benefícios comprovados deste método terapêutico.

O curso será ministrado por profissionais do Serviço de Equoterapia da FCEE e também por equitadores da Polícia Militar. 

Informações adicionais para a imprensa:
Aline Buaes
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Educação Especial - FCCE
E-mail: imprensa@fcee.sc.gov.br
Fone: (48) 3381-1693 / 99115-8918
Site: www.fcee.sc.gov.br


Foto: James Tavares/Secom

O primeiro mês de operação da nova escala de navios da Ásia no Porto de Imbituba apresenta números animadores: cumprindo a meta de um serviço por semana, ao todo, cinco grandes embarcações com destino ao continente asiático passaram por Imbituba nos últimos 30 dias, dobrando a movimentação mensal de contêineres no porto. Apenas a Linha Ásia movimentou 2.577 TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), uma média superior a 500 TEU por escala. A meta é chegar a 750 unidades por escala até o fim do ano.

Entre as principais cargas exportadas estão a carne de frango, o polietileno e a farinha de miudezas (utilizada na preparação de alimento de animais). Na importação, o ferro fundido e o polipropileno ficaram à frente.

Os resultados da linha de longo curso e da cabotagem (navegação na costa brasileira), de janeiro a setembro de 2017, apontam um crescimento prévio anual de 22,6% na movimentação de contêineres no Porto de Imbituba em relação a 2016. Já o faturamento da operação deste tipo de carga cresceu 65% de agosto para setembro, com o início da Rota Ásia.

O diretor-presidente da SCPar Porto de Imbituba, Rogério Pupo, avalia que o primeiro mês de operação da nova escala já demonstra uma perspectiva extremamente otimista para o crescimento e continuidade do serviço. “Esses números confirmam que a Linha Ásia veio para ficar e também nossas perspectivas de dobrar a movimentação de contêineres em Imbituba ainda este ano”, ressalta Pupo.

A Linha Ásia

Anunciada em 23 de junho deste ano, a nova linha é considerada uma conquista da comunidade portuária de Imbituba (SCPar Porto de Imbituba, Santos Brasil, sindicatos, ACIM, Facisc, práticos, rebocadores etc.), que vinha trabalhando em conjunto há aproximadamente dois anos para atrair a escala. O serviço de longo curso é formado por uma joint venture de oito armadores: Hamburg Sud; Hapag-Lloyd; Hyundai; NYK; ZIM; CMA CGM; Cosco e Evergreen.

A escala semanal conta com 13 embarcações porta-contêineres e atravessa 19 portos entre a América do Sul e a Ásia. O tempo médio de trânsito até a Coreia do Sul, destino final da rota, é de 45 dias. O primeiro navio chegou em Imbituba no dia 5 de setembro.

Com a infraestrutura atual e capacidade de movimentar até 500 mil TEU por ano, a Linha Ásia aproxima ainda mais Imbituba de grandes mercados produtores e consumidores.

Mais informações para a imprensa:
Géssica da Silva
Comunicação Social
SCPar Porto de Imbituba
Fone: (48) 3355-8908
E-mail: gessica.silva@portodeimbituba.com.br
www.portodeimbituba.com.br

Página 1 de 164