Tamanho da Fonte

 

Programa Pintando a Liberdade

O programa do Ministério do Esporte, desenvolvido em Santa Catarina em convênio com a Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), promove a ressocialização de internos do sistema penitenciário por meio da fabricação de materiais esportivos. Além da profissionalização, os detentos reduzem a pena para a qual foram condenados e recebem salário de acordo com a produção.

No Estado, o programa é desenvolvido com cerca de 400 detentos da Penitenciária Estadual de Florianópolis, localizada no Bairro Agronômica. No local, são produzidas camisetas e bolas de futsal adulto e infantil, de futebol de campo adulto e infantil, de vôlei, de basquete e de handebol feminino. As bolas são destinadas a escolas das redes públicas estadual e municipal.

A cada três dias de trabalho, os presos diminuem um dia da pena e recebem um pequeno salário pelos serviços prestados. O pagamento pode variar de R$ 5 a 7 por unidade produzida. A camiseta, dependendo do trabalho desenvolvido (corte, costura, acabamento, bordado etc.), varia de R$ 1,50 a R$ 3.

O índice de reincidência carcerária nas penitenciárias onde está instalado o projeto é de cerca de 30%, enquanto em outras instituições é de 60% a 90%. Com isso, ex-detentos conseguem transformar suas vidas com novas perspectivas e oportunidades.

 

Contato:

Coordenador Ademar José da Silva

Fone: (48) 3665-6155

E-mail: ppl@fesporte.sc.gov.br

Desenvolvimento: CIASC | Gestão do Conteúdo-SECOM | Tecnologia-Open Source