Compartilhe


Foto: Banco de dados

O setor agropecuário influencia a retomada da economia brasileira. Após oito trimestres de queda, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil volta a crescer e avança 1% em relação ao 4º trimestre de 2016. O grande destaque foi para a agropecuária que registrou a maior expansão em 20 anos, com um crescimento de 13,4% no último trimestre, gerando R$ 93,4 bilhões. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o PIB no primeiro trimestre de 2017 totalizou R$ 1,595 trilhão.

A boa fase do setor agropecuário pode ser explicada pela safra recorde de grãos. De acordo com o IBGE, soja, milho, arroz e fumo respondem por 50% do PIB da agropecuária do país. E é justamente na produção de arroz e fumo que Santa Catarina se destaca – o estado é o segundo maior produtor nacional desses produtos.

A região Sul é uma grande produtora de arroz e tabaco, concentrando, respectivamente, 81% e 98% da safra brasileira. Só em Santa Catarina, esses dois produtos geraram mais de R$ 2,8 bilhões em Valor Bruto da Produção em 2016, sem contar a movimentação de toda cadeia produtiva com insumos, serviços e industrialização das matérias primas.

“A agropecuária resiste à crise e mostra um bom desempenho. Resultado de uma boa safra, impulsionada pelo clima favorável, alta produtividade e pelos agricultores que utilizaram tecnologia de ponta”, explica o secretário adjunto da Agricultura e da Pesca, Airton Spies. Outro fator importante para alta no PIB da agropecuária é o desempenho positivo das exportações no último trimestre.

Para Santa Catarina as expectativas também são de crescimento no PIB agropecuário. Com recordes de produtividade no milho e soja e um bom desempenho na produção de carnes, o estado espera um crescimento no setor em 2017. “Estamos confiantes de que este ano será excelente para o agronegócio catarinense, já registramos recordes de produtividade no milho e na soja e a maçã, uva e as frutas de caroço também têm uma boa safra. Sem contar o setor de carnes que se mantém em destaque com alta nas exportações e possibilidade de conquista de novos mercados”, ressalta Spies.

Além do setor agropecuário, a indústria também registrou crescimento no PIB, porém muito menor, com 0,9% de alta, gerando R$ 291,1 bilhões. O setor de serviços se mantém estável com R$ 996,4 bilhões.

A publicação completa do IBGE pode ser acessada aqui.



Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br 
Fone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br 
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/