Nesta terça-feira, 22, foi realizada no Centro de Ciências Tecnológicas (CCT) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Joinville, a instalação de uma antena da WND Brasil,  operadora da multinacional Sigfox – líder mundial em serviços de comunicação dedicada à Internet das Coisas (IoT).

Programadores, analistas de sistemas, estudantes de Engenharia, Computação e Design têm até as 23h55 do próximo domingo, 27, para realizar inscrição no 1º. Hackathon Celesc, com valor de R$ 49 por participante.

Essa maratona de desenvolvimento será realizada entre 1º e 3 de setembro, na sede da Celesc, em Florianópolis. As informações estão disponíveis em www.celesc.com.br/hackathon2017.

Com o Hackathon, a Celesc busca soluções inovadoras para as áreas de Relacionamento com Clientes e Gestão de Perdas Financeiras e Não Técnicas. Serão dois dias e meio dedicados ao desenvolvimento de contribuições que ajudem a trabalhar melhor para consumidores e clientes. A proposta, neste formato, com acesso a uma amostra de dados reais, é inédita na área de distribuição do setor elétrico.

Ao todo, estarão disponíveis 70 vagas para interessados em formar equipes e apresentar projetos. A equipe que apresentar o melhor projeto será premiada com uma viagem para Medellín, na Colômbia, para conhecer projetos e soluções inovadoras. Também serão premiadas as equipes dos projetos que ficarem em segundo – com smartphones – e terceiro lugar – com vale-compras.

Após o evento, as melhores equipes terão condições de pré-incubar os seus projetos, viabilizando a produção das soluções: “Isso fará desse Hackathon, certamente, um marco para a Celesc e para o setor de energia catarinense”, aponta o presidente da Celesc, Cleverson Siewert.

Um grande diferencial será dado pela parceria com a IBM, que vai disponibilizar a Plataforma Cloud, com mais de 120 serviços, incluindo ferramentas cognitivas como IBM Watson, para uso pelos participantes.

Na logística, a Celesc tem o apoio da Via Estação do Conhecimento, grupo de pesquisa da área de Inovação e Empreendedorismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O evento conta com o apoio e a parceria de instituições da área de Inovação e empresas tecnológicas.

Inscrições 

As inscrições podem ser feitas exclusivamente  em www.celesc.com.br/hackathon2017. Além disso, no dia do evento, deverá ser entregue à organização um quilo alimento não-perecível. O pagamento deve ser feito por meio de boleto bancário.

A inscrição é individual e deixou de ser obrigatória a indicação da equipe, pois todos inscritos sem equipe poderão formá-la no primeiro dia do evento, durante a recepção aos participantes. Cada equipe pode ter até cinco participantes, devendo ser composta por, no mínimo, um analista de negócios, um designer e dois desenvolvedores. A inscrição somente será homologada após o pagamento da taxa de inscrição.

A Celesc vai receber os inscritos em sua sede, no Bairro Itacorubi, na Capital. O evento começa às 17h de 1º de setembro e encerra às 18h de 3 de setembro, com a premiação dos melhores projetos. “Serão oferecidas alimentação completa, segurança, serviços de saúde e área para descanso”, informa Siewert.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br


Foto: James Tavares/Secom

Com a meta de levar mais tecnologia e inovação para a rotina do meio rural catarinense, foi lançado nesta terça-feira, 22, o Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA). O ato, em Florianópolis, contou com a presença do governador Raimundo Colombo, do coordenador setorial para Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, e do secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, entre outras lideranças do setor.

>>> Galeria de fotos

“Nós temos que reconhecer o grande sucesso da agricultura familiar catarinense. E para continuar com esse sucesso, temos que dar condições para as novas gerações, oferecendo estrutura, competitividade e rentabilidade. A iniciativa do NITA contribui para projetar um futuro seguro do setor para as próximas décadas”, afirmou o governador Colombo.

O NITA funcionará como um elo entre startups e pequenas e médias empresas desenvolvedoras de inovações com as cadeias produtivas organizadas dos agricultores. A intenção é identificar quais são as demandas, onde estão os gargalos tecnológicos e se já existe uma tecnologia para atender e resolver esse aspecto. O grande desafio será levar essas tecnologias de ponta a um baixo custo para os agricultores catarinenses.

Em Santa Catarina, 90% dos produtores são agricultores familiares que, juntos, respondem por cerca de 70% de toda a produção agropecuária do estado. “Esse é um momento em que Santa Catarina mais uma vez se diferencia dos demais estados do país. O NITA vai permitir que a agricultura familiar catarinense seja ainda melhor atendida. Os polos tecnológicos estarão mais pertos do campo, ajudando a melhorar a nossa produtividade”, acrescentou o secretário Sopelsa.

O presidente da Cooper Rio Novo, Valmor Raul de Farias, destacou a importância do novo programa. A cooperativa reúne 73 cooperados, de 23 famílias, que são produtores de banana na região de Corupá. Valmor, que junto à esposa e seus dois filhos, cultiva uma área de 16 hectares, reconhece a necessidade de buscar aprimoramentos para o trabalho diário. “A agricultura tem se modificado tanto. As ferramentas mais antigas têm que ser conciliadas com as mais recentes, e o NITA vai nos ajudar a buscar essa união”, afirmou.


Lineu Del Ciampo

O otimismo também é forte entre as empresas que participarão do núcleo. Criada neste ano, a i4AGRO oferece serviços em inteligência geoespacial, como a elaboração de diagnósticos por imagens coletadas por satélites ou drones. “Vamos participar do núcleo com o objetivo de tornar o nosso serviço mais acessível para diferentes produtores. Enquanto a direção do núcleo nos ajuda com a parte burocrática e com a intermediação, nos dedicamos a fazer o que sabemos fazer melhor, que é lidar com a tecnologia”, afirma o representante da empresa, Lineu Del Ciampo.

Parceria com o Banco Mundial

O Banco Mundial é o grande apoiador do projeto, e Santa Catarina representa a América Latina em uma lista de nove iniciativas como essa ao redor do mundo. O objetivo do banco é repetir o sucesso alcançado no estado com o programa SC Rural, focado no aumento de competitividade no meio rural.

O coordenador setorial para Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, elogiou a trajetória catarinense no desenvolvimento do agronegócio ao longo das últimas décadas. “Santa Catarina é um exemplo para o Brasil e queremos levar o modelo do trabalho que estamos fazendo aqui também para outros países”, ressaltou.

Composição do NITA

O NITA é composto por diferentes entidades e seu conselho gestor é constituído por dirigentes das seguintes instituições: secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca (SAR), secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), Associação Catarinense de Fundações Educacionais(Acafe), Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi) e Universidade Católica de Santa Catarina.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br 

Ana Ceron
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Telefone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br


Divulgação/Santur

Os turistas que estão planejando sua viagem por Santa Catarina agora podem contar com uma nova ferramenta de tecnologia: a Catarina, uma assistente virtual que ajuda turistas a montarem seus roteiros de viagem por todo o Estado, explorando mais de 1.800 pontos de interesse e atividades em 130 cidades.

A Catarina pode ser acessada por meio de computadores e smartphones e - através do diálogo - traça o perfil do turista considerando suas preferências e apresenta diversas opções tais como aventura, ecoturismo, praias, compras, negócios e atividades culturais. Para conhecer a Catarina, acesse: www.catarinasc.com.br.

Todo o conteúdo conta com recursos de geolocalização e inteligência artificial para melhoria constante na escolha e exibição dos conteúdos, baseando-se no comportamento dos públicos que a utilizam. Além de ser uma ferramenta de apoio aos turistas, Catarina conta com recursos de data intelligence que irão apoiar o Governo do Estado de Santa Catarina na coleta de dados para análises de perfil e preferências dos viajantes.

Para o presidente da Santur, Valdir Walendowsky, esses dados serão essenciais para a continuidade das ações de promoção do turismo: "O engajamento do turista na internet e nas redes sociais está transformando a forma de viajar. Precisamos estar atentos a esse comportamento e mostrar toda a diversidade de destinos de SC de maneira atrativa".

O projeto faz parte da campanha “Descobrindo Santa Catarina”, que conta com diversas ações de comunicação no Brasil e Mercosul. A ferramenta foi criada pela agência Neovox em parceria com a Globalbot, empresa especializada em chatbots. Segundo Felipe Volpato, da Globalbot, a Catarina será uma personagem indispensável para apoio ao turista “além de todo o conteúdo que ela dispõe, utiliza uma interface baseada em diálogos para entregar uma nova experiência na forma de explorar o local da viagem". “O chatbot permite uma experiência relevante do turista com Santa Catarina e, através dos dados recebidos, entrega inteligência para ações futuras", afirma Vinícius Koch, gerente de Planejamento da Neovox.

Informações adicionais para a imprensa:

Ana Paula Flores
Assessora de Comunicação
Santur - Santa Catarina Turismo S/A
(48) 3212- 6311
(48) 98844-1240/98821-7367 (whatsapp)
www.turismo.sc.gov.br 

A falta de colaboração no ambiente de trabalho é um problema que atinge instituições públicas e privadas. Para incentivar a cooperação e a mudança de cultura no ambiente organizacional, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) está promovendo a Oficina de Trabalho Intersetorial Colaborativo, que será realizada nesta quinta-feira, 17, às 14h, no Sapiens Parque, em Florianópolis. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela internet.

>>> Fazer a inscrição na Oficina de Trabalho Intersetorial Colaborativo

A ação faz parte do Festival de Aprendizado HubGov, programa interinstitucional de inovação que a WeGov está realizando há cinco meses, com 14 instituições públicas. O objetivo do HubGov é o compartilhamento de conhecimentos sobre inovação, comunicação e gestão, entre servidores e agentes públicos de diversas instituições.

A SDS está representada pelos profissionais Ana Letícia Aquino e Gustavo Ferrer Monteiro Diôgo, da Diretoria de Mudanças Climáticas e Sustentabilidade (DMUC); Carlos Eduardo Lozano Leonel, da Diretoria de Ciência, Tecnologia e Inovação (DCTI); e Diego Fabrício Damiani, do Conselho Estadual de Combate à Pirataria (Cecop). O encerramento do Festival de Aprendizado HubGov é no dia 23 de agosto.

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Fone: (48) 3665-2266 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br

O Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (Ciasc) realizará a partir da próxima sexta-feira, 18, às 18h30, a 2ª edição do Hackathon #DesenvolveSC. Com o tema segurança pública, a competição tem como objetivo promover o desenvolvimento de soluções tecnológicas em versões mobile, web e Internet of Things (IoT), estreitando o relacionamento do setor público com o cidadão.

“Tivemos êxito na primeira edição, realizada em 2016, e este é mais um desafio que estamos lançando, com intuito de ampliar e aprimorar a política de transparência, valorizando projetos que contribuam para a sociedade catarinense”, diz o presidente do Ciasc, Ivan Ranzolin. Serão premiados os dois melhores projetos com R$ 5 mil e R$ 3 mil, respectivamente.

As equipes serão compostas na abertura do evento, com no mínimo três e no máximo cinco participantes, e terão até às 15h de domingo, 20, para apresentar um produto mínimo viável à comissão julgadora.  “Durante este período serão realizadas mentorias, brainstorming, além de intercâmbio de experiências e ideias que ajudarão os participantes no desafio de desenvolver o planejamento da solução”, revela o vice-presidente de Tecnologia do Ciasc, Luiz Antônio da Costa Silva.

O evento é realizado por meio do Ciasc, com parceria das Secretarias de Estado de Segurança Pública (SSP) e do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Além da competição, serão realizados workshops sobre modelos de negócios, licenças open source e usabilidade.

O Hackathon conta com patrocínio da Keyrus, Amazon e RW3, e apoio da Secretaria de Estado da Defesa Civil (SDC), Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), Code Floripa, WeGov, Departamento de Engenharia do Conhecimento (EGC), Laboratório de Empreendedorismo e Inovação da Estácio de Sá, Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional (Logo) e Neuron Consultoria.

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Fone: (48) 3665-2266 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br

1º Edital do Inventor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) segue com inscrições abertas até 31 de agosto para alunos, professores e técnicos da instituição interessados em proteger suas invenções por meio da propriedade intelectual, usando, como procedimento, o depósito de pedidos de patentes. O edital e o formulário para se inscrever estão disponíveis na página da Coordenadoria de Projetos e Inovação (Cipi), setor da Udesc responsável pela iniciativa.

Por meio dessa ação, a universidade pretende selecionar invenções para a busca de anterioridade e a elaboração de patentes conforme a Lei da Propriedade Industrial (Lei Federal n° 9.279/1996). Esses procedimentos serão feitos até o fim de fevereiro de 2018 por uma empresa especializada na área, contratada com recursos da Udesc.

A universidade concederá até nove buscas de anterioridades, e as quatro melhores classificadas ganharão um relatório descritivo para dar entrada no depósito do pedido de patente junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi).

O edital também quer fomentar a proteção do conhecimento científico e tecnológico gerado na Udesc por meio da propriedade intelectual; disseminar a cultura de patentes; e viabilizar novas parcerias com os setores público e privado, visando o desenvolvimento tecnológico de SC.

Mais informações podem ser obtidas com a Cipi pelo e-mail cipi.reitoria@udesc.br.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-8006/8010


Foto: Celesc/Divulgação

A Celesc esteve presente com estande e ganhou premiações no IX Congresso de Inovação Tecnológica em Energia Elétrica (CITENEL) e no V Seminário de Eficiência Energética no Setor Elétrico (SEENEL), realizado de 2 a 4 de agosto, em João Pessoa, na Paraíba. Promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel a cada dois anos, o evento reúne os melhores cases de Eficiência Energética e de Pesquisa e Desenvolvimento desenvolvidos por empresas e instituições associadas ao setor elétrico brasileiro, abrangendo geradoras, transmissoras, distribuidoras e comercializadoras de energia, além de empresas de base tecnológica, indústrias, ESCOs (Energy Services Company), agências do setor, centros de pesquisa, certificadoras e universidades.

Em meio aos 170 participantes, a Celesc conseguiu selecionar 16 projetos e artigos para a edição de 2017, que teve como tema Inovação e Integração: Respostas Locais para Barreiras Globais. Para Marco Aurélio Gianesini, gerente da divisão de pesquisa e desenvolvimento e eficiência energética da Celesc, presente no evento, além de ter sido destaque pela quantidade de projetos selecionados, os prêmios obtidos demonstram a relevância do trabalho da Empresa para o setor elétrico. “Estamos atentos às transformações e inovações do setor para trazer cada vez mais satisfação aos nossos clientes e sustentabilidade para a Celesc”, observa.

Durante o evento, a Celesc foi reconhecida pela qualidade dos trabalhos apresentados, o que lhe garantiu prêmios nas três categorias do Evento: segundo lugar para melhor artigo sobre Chamada Pública para Programas de Eficiência Energética; terceiro lugar para melhor artigo na área de P&D para sala de treinamento virtual, sobre treinamento em segurança, e segundo lugar para seu sistema de comunicação sem fio para dispositivos instalados na rede, na categoria Melhor Produto.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

 

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) fará um encontro para discutir o papel do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da instituição na próxima terça-feira, 15, das 9h às 18h, no Plenarinho da Reitoria, em Florianópolis.

O cenário de inovação como estratégia de crescimento é um dos temas do encontro que será realizado nesta quinta-feira, 10, às 19h, na Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs). O evento, uma parceria da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Comitê de Implantação do Centro de Inovação e Acijs, contará com participação do professor espanhol e Presidente da Associação Internacional de Parques Científicos e Áreas de Inovação (IASP), Josep Piqué.

“Inovação é uma das bandeiras do Governo do Estado, na realização de políticas públicas para desenvolver Santa Catarina por meio do conhecimento e do empreendedorismo. Estamos trabalhando na construção do Distrito de Inovação no Vale do Itapocu, com a construção do Centro de Inovação e o Centro UP! Em Jaraguá do Sul.”, explica o secretário da SDS, Carlos Chiodini.

Josep Piqué é um dos principais nomes no cenário internacional da inovação. O espanhol auxiliou nos modelos dos 13 Centros de Inovação que estão sendo construídos em todo Estado. O primeiro a ser inaugurado foi o de Lages, em junho de 2016 e, estão em construção além de Jaraguá do Sul, Chapecó, São Bento do Sul, Joaçaba, Tubarão, Brusque, Blumenau e Itajaí. Estão previstos projetos também para Joinville, Criciúma e Rio do Sul.

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: michelle@sds.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-4243 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br