Para estimular o desenvolvimento de projetos, o presidente do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc), Ivan Ranzolin, e o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Sergio Gargioni, assinaram um acordo de cooperação técnica para a implantação de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I).

“É uma nova etapa para o Ciasc. Nosso objetivo é ser uma empresa de tecnologia que acredita e investe em inovação”, afirma o presidente do órgão, Ivan Ranzolin. Ele reforça o compromisso do Ciasc em potencializar, simplificar e agilizar o acesso aos recursos institucionais destinados à pesquisa.

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Fone: (48) 3665-2266 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br


Foto: Jeferson Baldo / GVG

O vice-governador Eduardo Pinho Moreira recebeu o cônsul de Israel, Dori Goren, no Centro Administrativo do Governo do Estado nesta segunda-feira, 31. “Santa Catarina precisa muito da experiência de Israel no desenvolvimento de produtos competitivos em todos os setores, especialmente nas áreas de tecnologia e segurança”, salientou Eduardo Moreira.

Nesta sua primeira visita oficial, Goren, que já representou Israel em outros países latino-americanos, se disse surpreso com o nível de progresso do Estado, com algumas estrutura como o Observatório da Indústria, da Fiesc, e semelhanças com seu país, como na densidade demográfica: 9 milhões de habitantes e 7 milhões em SC.

Para aumentar a visibilidade de SC no exterior, adiantou o secretário de Articulação Internacional, Adauto Vieira, que também participou da reunião, o Governo do Estado promoverá o SC Day em Brasília e São Paulo nos próximos meses. Os eventos serão voltados, principalmente, para representações diplomáticas.

Mais informações para a imprensa:
Vitor Hugo Louzado
Assessoria de Comunicação
Gabinete do Vice-Governador
Fone: (48) 3665-2283 / 99118-9821
E-mail: vhlouzado@hotmail.com 



 


Foto: Divulgação / SAI

O secretário de Estado de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira, recebeu nesta segunda-feira, 31, em Florianópolis, o ministro de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Manuel Heitor, para tratar da realização na Capital catarinense de evento da Atlantic International Research Center (AIR Center), entidade que estuda tecnologias para monitoramento do oceano atlântico.

No encontro a ser realizado em Florianópolis, em novembro deste ano, está prevista a assinatura de um memorando de entendimento entre os membros fundadores da AIR Center para a sua oficial implementação. Devem participar do evento ministros de Ciência e Tecnologia de 11 países.

A sede Centro Internacional de Investigação do Atlântico fica em Açores, Portugal. A proximidade cultural com Florianópolis e a vocação tecnológica da Capital catarinense foram alguns dos fatores que contribuíram para a escolha de Santa Catarina como sede do evento, segundo o secretário Carlos Adauto Vieira.

Na visita desta segunda-feira, 31, o ministro português também conheceu as instalações do Sapiens Parque, acompanhado do presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado (Fapesc), Sérgio Gargioni. E participou, ainda, de reuniões na Universidade Federal de Santa Catarina para tratar de parcerias que buscam promover estudos e aplicações de energias alternativas para o setor automotivo. Foi assinado um acordo de cooperação entre a universidade e o Centre of Engineering and Product Development (CeiiA)

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

A partir da próxima segunda-feira, 31, estarão abertas as inscrições para programadores, analistas de sistemas, estudantes de Engenharia, Computação e Design, entre outros inovadores, que queiram participar de uma maratona de desenvolvimento entre 1º e 3 de setembro, na sede da Celesc, em Florianópolis. Todas as informações estão disponíveis no site www.celesc.com.br/hackathon2017.

O 1º Hackathon Celesc visa incentivar os novos talentos empreendedores na busca de soluções inovadoras para Gestão de Perdas Financeiras Não Técnicas e de Relacionamento com Clientes para a Celesc Distribuição. “Serão dois dias e meio de trabalho ininterrupto dedicado ao desenvolvimento de contribuições que nos ajudem a trabalhar melhor para nossos consumidores e clientes. Essa proposta, neste formato, é inédita na área de distribuição do setor elétrico”, diz o presidente da Celesc, Cleverson Siewert.

Ao todo, estarão disponíveis 70 vagas para interessados em formar equipes e apresentar projetos. A equipe que apresentar o melhor projeto será premiada com uma viagem à Colômbia para conhecer projetos e soluções inovadoras. Também serão premiadas as equipes dos projetos que ficarem em segundo e terceiro lugar (veja adiante).

Siewert aponta que há um diferencial importante desse hackathon. “Após o evento, essas equipes terão condições de pré-incubar os seus projetos, viabilizando a produção final das soluções”, diz. "Inovação é um de nossos valores corporativos e temos investido para consolidar essa cultura em nosso contexto. Isso fará desse hackathon, certamente, um marco para a Celesc e para o setor de energia”, conclui.  

Inscrições 

As inscrições podem ser feitas exclusivamente em www.celesc.com.br/hackathon2017 entre as 8h de 31 de julho até as 23h55 do dia 15 de agosto, com valor promocional de R$ 29 por pessoa até o dia 7 de agosto. A partir de 8 de agosto, o valor será de R$ 49 por pessoa. Além disso, no dia do evento, deverá ser entregue à organização um quilo de alimento não perecível. O pagamento deve ser feito por meio de boleto bancário.

A inscrição é individual, mas é obrigatória a indicação da equipe à qual pertence o participante. Cada equipe pode ter de quatro a cinco participantes e deverá ser composta por, no mínimo, um analista de negócios, um designer e dois desenvolvedores. A inscrição somente será homologada após o pagamento da taxa de inscrição.

A Celesc vai receber os inscritos em sua sede, no Bairro Itacorubi, na Capital. O Hackathon começa às 17h do dia 1º de setembro e se encerra às 18h do dia 3 de setembro, com a apresentação dos melhores projetos: “Serão oferecidas alimentação completa, segurança, serviços de saúde e área para descanso”, informa Siewert.

A equipe que apresentar o melhor projeto será premiada com uma viagem à Colômbia para conhecer soluções inovadoras no âmbito de cidades, tecnologias e práticas sociais. Também serão premiadas as equipes que ficarem em segundo lugar (smartphones) e terceiro lugar (vale-compras).

Para realizar o evento, a Celesc tem o apoio da Softoplan, do Grupo Sonda, da A Vero Domino, da APC Associação dos Profissionais da Celesc e da Fundação Celos, além de contar com a colaboração do Governo do Estado. 

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br


Foto: Udesc Joinville

Está em funcionamento no Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Joinville, uma microusina fotovoltaica. A instalação do sistema faz parte do projeto do mestrando em Engenharia Elétrica, Leonardo Catafesta, que tem como objetivo realizar o projeto e estudo de um gerador fotovoltaico para operação como microgeração distribuída.


Foto de arquivo: Jeferson Baldo / GVG

O vice-governador Eduardo Pinho Moreira e o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho, inauguram o primeiro laboratório de captura de CO2 da América Latina nesta segunda-feira, 24, em Criciúma. O laboratório utiliza uma tecnologia própria e está instalado no Centro Tecnológico de Carvão Limpo (CTCL) da Faculdade Satc. 

O processo usado será o de adsorção, quando o gás liberado na queima do carvão é capturado e armazenado em zeólitas - cinzas beneficiadas para se transformar em estrutura areada, semelhante a uma minúscula esponja. As zeólitas carregadas de CO2 poderão ser depositadas em minas desativadas ou o gás ser disponibilizado para consumo industrial, como na perfuração de petróleo e na produção de bebidas gaseificadas. Demais métodos de captura se valem de solventes líquidos, mais caros e que praticamente inviabilizam a implantação em escala industrial.

No Brasil, 100% das jazidas de carvão conhecidas estão no Sul do Brasil, sendo 90% no Rio Grande do Sul. Cerca de 14 empresas utilizam o carvão mineral no Brasil, a maior parte delas na Região Sul. No Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná, a cadeia Termelétrica gera em torno de 53 mil empregos diretos e indiretos e movimenta cerca de R$ 12 bilhões/ano. No mundo, 41% da energia gerada tem como fonte o carvão. Na Polônia, 83%; Alemanha, 44%; na Índia, 71% e, na Austrália, 69%. A construção do laboratórios de Criciúma recebeu aporte financeiro de R$ 4,4 milhões da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Governo do Estado (Fapesc).

Roteiro do ministro e do vice-governador

- 09h50: Visita às instalações da Satc
- 10h20: Inauguração do Laboratório de Captura de CO2, na Rua Pascoal Meler, 72, Bairro Universitário - Criciúma

Informações adicionais para a imprensa
Vitor Louzado
Assessoria de Imprensa 
Gabinete do Vice-governador
E-mail: vhlouzado@hotmail.com
Fone: (48) 99118 9821
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: James Tavares/Secom

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e o governador Raimundo Colombo participaram de uma reunião com a diretoria da Fundação Certi e lideranças do setor na manhã desta quinta-feira, 20, em Florianópolis, para tratar de parcerias entre poder público e iniciativa privada.

A Certi (Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras) é uma entidade para promover a inovação. Criada em 1984 e administrada por uma superintendência e por conselhos próprios, conta com a participação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), empresas privadas e públicas e órgãos dos governos federal e estadual como entidades membro. “A Certi e a UFSC são referências que sustentam o desenvolvimento em inovação que existe em Santa Catarina”, afirmou Colombo.

O ministro Kassab disse que o encontro representa a continuidade da parceria com a fundação, pela credibilidade e pela relevância do trabalho realizado em Santa Catarina. E destacou a importância do setor em momentos como o cenário atual. “Não há país que consiga superar uma crise, um cenário de dificuldade econômica, sem investir em ciência, pesquisa e inovação. Por isso, vamos continuar dando todo apoio ao setor para encontrar saídas para a crise, para gerar empregos e riquezas e superar as dificuldades econômicas”, explicou.

O presidente da Certi, Carlos Alberto Schneider, e o superintendente geral José Eduardo Fiates recepcionaram a comitiva. “Nosso objetivo foi mostrar a importância do ministério e das ações do Governo do Estado para o desenvolvimento tecnológico de produtos e inovações que hoje são fundamentais para a cadeia produtiva de empresas de Santa Catarina e de todo o Brasil. A ideia é reforçar parceria entre governos e setor privado por meio de entidades como a Certi”, explicou Fiates.

Entre as ações, ele destaca os trabalhos do LABelectron, um laboratório-fábrica que fornece ao mercado soluções tecnológicas inovadoras, por meio do desenvolvimento de projetos e da manufatura de produtos eletrônicos. A iniciativa conta com apoio financeiro do governo federal.

Do Governo do Estado, também participaram do encontro o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Carlos Chiodini, e o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Sergio Gargione. “Inovação é tudo, qualquer lugar do mundo tem o desafio de transformar conhecimento em negócio. E felizmente Santa Catarina tem o melhor ecossistema para gerar inovação”, acrescentou Gargione.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Cristiano Schmidt Andujar / PMF

Em reunião entre o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini, e o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, na terça-feira, 4, foi definido que o Centro de Inovação da Capital será construído no terminal de ônibus de Capoeiras, na região continental. “O terminal está desativado e, como isso, o Centro de Inovação estaria mais próximo de outros municípios, como São José e Palhoça”, explica Chiodini.

A diretoria de Ciência, Tecnologia e Inovação da SDS vai realizar um estudo sobre a vocação econômica do Centro de Inovação de Florianópolis, que deve atender projetos para turismo, mobilidade, além de tecnologia. A unidade faz parte da política do Governo do Estado para desenvolver Santa Catarina por meio da inovação, do conhecimento e do empreendedorismo.

Serão 13 Centros de Inovação em várias regiões catarinenses. O primeiro a ser inaugurado foi o de Lages, em junho de 2016 e, estão em construção Centros em Jaraguá do Sul, Chapecó, São Bento do Sul, Joaçaba, Tubarão, Brusque, Blumenau e Itajaí. Estão previstos projetos também para Joinville, Criciúma e Rio do Sul.

Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Fone: (48) 3665-2261 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br

O programa de extensão "Construindo diálogos entre indústria cultural e educação" e o grupo de pesquisa "Nexos: teoria crítica e pesquisa interdisciplinar - Sul" promoverão entre segunda, 3, e quarta-feira, 5, palestras e aulas abertas gratuitas no Centro de Educação a Distância (Cead), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), no Bairro Itacorubi, em Florianópolis.

O Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (Ciasc) lançou na quarta-feira, 28, o 2º Hackathon #DesenvolveSC. A competição de programação, que será realizada entre os dias 18 e 20 de agosto, pretende desenvolver soluções para melhorar o relacionamento do setor público com o cidadão. “Queremos estimular a colaboração entre o Governo e a comunidade universitária, com a criação de projetos que possam atender às necessidades da sociedade para o tema desta edição, que é Segurança Pública”, explica o presidente do Ciasc, Ivan Ranzolin.

Serão 80 vagas para jovens acima de 18 anos e as inscrições poderão ser feitas pelo site www.ciasc.sc.gov.br/hackathon entre os dias 12 de julho a 12 de agosto. “Os projetos poderão em versões mobile, web e IOT, sendo que para mobile deverão ser planejados para utilização em dispositivos móveis, que utilizam o sistema operacional Android e/ou iOS”, explica o vice-presidente de Tecnologia do Ciasc, Luiz Antônio da Costa Silva.

O evento é realizado em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Fone: (48) 3665-2261 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br