Foto: Márcio Henrique Martins/FCC

O projeto Cinema ao Vivo, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) por meio do Museu da Imagem e do Som (MIS/SC), terá uma edição no Teatro do SESC de Lages com a banda Skrotes fazendo, ao vivo, a trilha sonora para a exibição do filme de terror Nosferatu, clássico do diretor Friedrich Wilhelm Murnau, de 1922, adaptado do romance Drácula, de Bram Stoker. A sessão ocorrerá no dia 30 de agosto, às 19h, e faz parte da programação do Encontro Estadual de Patrimônio Cultural que a FCC promove nos dias 29 e 30 de agosto em Lages.

Sobre o Cinema ao Vivo

O projeto do MIS/SC tem como objetivo promover exibições de longas-metragens clássicos do cinema mundial, com a execução de sua trilha sonora ao vivo feita por bandas de música e outros artistas renomados. Assim, o Museu visa proporcionar ao público a oportunidade de assistir gratuitamente grandes espetáculos que remontam às origens do cinema mundial, resgatando-se a tradição do antigo “cinema mudo”, onde, devido a limitações tecnológicas, o som era executado ao vivo por uma banda e, exatamente por isso, cada sessão era única.

Ao Todo, o MIS/SC já promoveu três edições do projeto. A primeira foi realizada em novembro de 2015, com a exibição do filme O Circo, de Charlie Chaplin, e a trilha sonora executada pela centenária Banda da Lapa, de Florianópolis (SC). A segunda edição foi realizada em maio de 2016, com a exibição de Nosferatu, de Friedrich Wilhelm Murnau, e a trilha sonora executada pela banda Os Skrotes, de Florianópolis (SC); e a terceira, ocorreu em novembro de 2016, com a exibição de A General, de Buster Keaton, e a trilha sonora executada pela Orquestra de Choro da Escola Livre de Música, de Florianópolis (SC).

Todas as sessões foram um grande sucesso, com ingressos esgotados e a necessidade de apresentações extras para atender à demanda do público.

Sobre o filme

O longa narra a história de Conde Orlok, um vampiro dos Montes Cárpatos que se apaixona perdidamente por Ellen e traz o terror à cidade dela, Wisborg. Nosferatu é considerado um dos primeiros representantes do gênero de terror no cinema, além de sua concepção visual ter exercido forte influência no gênero. Ao mesmo tempo, com um protagonista demoníaco e seu caráter perturbado, a obra é considerada uma representação fiel do cinema da República de Weimar.

O roteiro é uma adaptação do romance Drácula, de Bram Stoker, embora com nomes de personagens e lugares alterados, pois os herdeiros do escritor não concederam aos produtores autorização para adaptar a obra. Processado por violação de direitos autorais, a justiça ordenou a destruição das cópias do filme, mas algumas delas, entre as muitas já distribuídas, permaneceram guardadas até a morte da viúva de Bram Stoker e estão, hoje em dia, disponíveis em versões restauradas.

A trilha sonora original de Nosferatu foi composta por Hans Erdmann (1888-1942), para ser executada ao vivo durante as exibições, como era comum na era do cinema mudo. Erdmann criou temas doces e melodiosos para as cenas que mostravam o amor verdadeiro entre Hutter e Ellen, contrastando com a percussão pesada para os momentos de tensão e o fortissimo que acompanha os horrores a bordo do Empusa. A maior parte das partituras de Erdmann, porém, se perdeu, restando apenas o trecho que foi publicado sob o título Fantastisch-romantische Suite (1926), além de anotações e instruções do compositor que permitiram reconstituições da trilha.

Sobre a banda

O som dos Skrotes nasceu em 2009, em Florianópolis, a partir da diversidade da formação musical dos seus integrantes. Chico Abreu, Guilherme Ledoux e Igor De Patta transitam entre a música clássica, o jazz, o samba, a música brasileira, o punk rock, o metal e a música eletrônica de forma tão natural que as diferenças entre estilos se diluem e variados ritmos soam como uma coisa só. Uma música baseada na liberdade, desconstrução e transgressão das estéticas musicais.

Durante seis anos de atividades lançaram quatro registros de forma independente e fizeram mais de 180 shows por Santa Catarina e outros estados brasileiros. O álbum NessunDorma, lançado em janeiro de 2014, em referência à ópera homônima de Puccini, foi viabilizado através de uma campanha de crowdfunding que contou com o apoio de mais de 300 colaboradores (amigos e fãs). Nessun Dorma entrou na lista de melhores discos da música brasileira em 2014 pela publicação virtual O Embrulhador, na 22ª posição em uma lista de 100 discos que contava com vários artistas reconhecidos e valorizados nacionalmente como Tom Zé, Criolo, Mombojó, Nação Zumbi, Andre Mehmari, Zeca Baleiro entre outros.

Em julho de 2017, os Skrotes lançaram seu novo disco, Tropical Mojo.

Serviço
O quê: Cinema ao Vivo, com exibição do filme Nosferatu e trilha sonora executada ao vivo pela banda Skrotes
Quando: 30 de agosto, às 19h.
Onde: Teatro do SESC, localizado na Avenida Dom Pedro II, n. 1.693 – Bairro Universitário
Entrada gratuita – Os ingressos serão distribuídos dois dias antes do espetáculo no SESC.
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1781854565446628

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

Estão abertas as inscrições para duas oficinas gratuitas de fotografia que serão oferecidas pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) em agosto e setembro, por meio das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC). Interessados nos cursos de Construção de Câmeras Artesanais e Fotografia em Sala de Aula devem se inscrever on-line, nos links indicados abaixo, até o dia 25 de agosto, às 18h. Ambas as oficinas serão ministradas pelo professor Sergio Sakakibara.

Construção de Câmeras Artesanais - Turma 11

Inscrições: pelo formulário disponível em https://goo.gl/forms/1xIDgqPqdwL34XAD2, até 25 de agosto às 18h.
Comunicação dos selecionados: dia 26 de agosto, por e-mail.
Aulas: dias 31 de agosto; 5, 12, 14, 19, 21 e 26 de setembro de 2017 - Sete encontros - Total de 21 horas/aula - Será fornecido certificado.
Horário: das 8h30 às 11h30.
Ementa: Neste curso os alunos irão construir câmeras fotográficas artesanais com lentes simples de lupas ou de câmeras antigas, usando materiais baratos diversos, reaproveitando materiais fora de uso. Desde câmeras apenas para visualização como câmeras pinhole e até câmeras artesanais mais sofisticadas, dependendo dos materiais disponíveis e habilidades do aluno.
Requisitos: Conhecimento básico de fotografia, desejável em laboratório P&B/pinhole, ou ter feito algum dos cursos anteriores: Fotografia Experimental, Fotografia de Grande Formato, Fotografia para Professores. Habilidade manual, disponibilidade de algum tempo para pesquisa de mateirais, eventualmente trabalho extra aula. Material individual de acordo com o projeto de cada um, rateio de custos do material de uso coletivo.
Vagas: 12 vagas preenchidas conforme critérios:
1- ordem de inscrição;
2- experiência em fotografia / artes, atendimento a requisitos;
3- freqüência em cursos anteriores / absenteísmo;

Será formada lista de espera para próximas edições do curso.
Falta na primeira aula ou duas faltas implicam no cancelamento da vaga; o absenteísmo é critério de seleção para próximos cursos.


Fotografia em Sala de Aula - Turma 4

Inscrições: pelo formulário disponível em https://goo.gl/forms/5NMAVfFXToJOkb3o2, até 25 de agosto às 18h.
Comunicação dos selecionados: dia 26 de agosto, por e-mail.
Aulas: dias 30 de agosto; 1º, 6, 13, 15, 20 e 22 de setembro de 2017 - - Sete encontros - Total de 21 horas/aula - Será fornecido certificado.
Horário: das 8h30 às 11h30.
Ementa: Estes encontros vão abordar o uso da fotografia em sala de aula. A partir de materiais simples o curso procura dar um panorama de possibilidades de usos e conexões com aulas de arte, biologia, química, história, etc.
Conteúdo:
- introdução e digital, operação de câmeras e celulares, edição com softwares gratuitos, exibição, publicação. Algumas práticas;
- construção de câmera obscura e de lupa; outras câmeras artesanais;
- pinhole, uso de filme raio=x preparação de reveladores alternativos;
- antotipia, fitotipia, impressão de imagens com sucos de plantas;
- cianotipia e processos férricos;
- caseína bicromatada e outros processos similares.
Requisitos: ser aluno de licenciatura ou professor.
Vagas: 12 vagas preenchidas conforme critérios:
1- ordem de inscrição;
2- experiência em fotografia / artes, atendimento aos requisitos;
3- freqüência em cursos anteriores / absenteísmo.

Será formada lista de espera para próximas edições do curso.
Falta na primeira aula ou duas faltas implicam no cancelamento da vaga; o absenteísmo é critério de seleção para próximos cursos.

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 


Foto: Márcio Henrique Martins/FCC

A Biblioteca de Arte e Cultura do Centro Integrado de Cultura (CIC) ganhará uma plataforma online para curadoria de suas coleções com a colaboração do público que visita o espaço. O lançamento do site será nesta sexta-feira, 18, às 17h, quando também estará disponível para acesso pelo endereço www.artecultura.inf.br. Na ocasião, o escritor Alcides Buss participará de uma conversa sobre livros.

A plataforma é inovadora, pois as informações sobre os livros disponíveis nas estantes da biblioteca estarão representadas em forma de conteúdo, como textos e vídeos, e não apenas com a tradicional ficha catalográfica das obras, como normalmente encontramos em sistemas de automação de bibliotecas. A ideia é que as pessoas da comunidade que visitem a biblioteca também possam colaborar sugerindo novas coleções, a partir da interação junto à bibliotecária responsável.

A página é responsiva, ou seja, pode ser acessada do computador, celular ou tablet. O projeto-piloto foi desenvolvido em uma parceria entre a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), administradora do espaço, e a ExtraLibris, utilizando o Sistema de Curadoria de Coleções, e adota uma metodologia que busca articular, de forma efetiva, a cultura digital com a comunidade local, para ressignificar a forma de organização e acesso aos seus artefatos culturais.

A biblioteca, localizada entre o Museu da Imagem e do Som (MIS) e o Espaço Lindolf Bell, no CIC, conta com cerca de 1,5 mil títulos entre livros e dicionários de Artes nas áreas de dança, cinema, música, teatro, artes plásticas e outros, que serão progressivamente catalogados no site, a partir da interação com comunidade. A Biblioteca de Arte e Cultura do CIC atenderá ao público de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h. Neste primeiro momento, os livros serão apenas para consulta local, sem possibilidade de empréstimo domiciliar. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail biblioarte.fcc@gmail.com ou no telefone (48) 3664-2683.

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 


Foto: Márcio Henrique Martins/FCC

Para celebrar a Semana do Folclore, a Casa da Alfândega recebe a segunda edição do Encontro de Histórias. O evento promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), em parceria com a Academia Brasileira de Contadores de Histórias ABCH (Matriz) e a Fundação Franklin Cascaes, ocorrerá na terça-feira, 22, das 10h às 17h.

A programação inclui contação de histórias para o público infantil, para grupos previamente agendados, numa abordagem de "causos" da Ilha e histórias de pescador. O evento terá, ainda, apresentação do grupo folclórico de Boi de Mamão com as crianças da Escola Dom Rafael e palestra com o historiador e museólogo Gelci José Coelho (Peninha), numa abordagem sobre o Projeto Herança Cultural de base açoriana.

Programação:

Das 10h às 11h - Contação de História com a Academia Brasileira de contadores de História e Fundação Franklin Cascaes - grupos já agendados previamente
Das 11h às 12h - Apresentação do Grupo Folclórico de Boi de Mamão da Escola Dom Rafael
Das 15h às 16h - Palestra com o historiador e museólogo Gelci José Coelho (Peninha) - Lugares limitados a 50 cadeiras
Das 16h às 17h - Abertura para perguntas

Serviço:

O quê: 2º Encontro de Histórias na Semana do Folclore
Quando: 22/08/2017 (terça-feira), das 10h às 17h.
Onde: Casa da Alfândega
Rua Conselheiro Mafra, 141 - Centro - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
Informações: (48) 3665-6095

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

Florianópolis - Obra de Jandira Lorenz é tema do próximo Gerações MASC

A 25ª edição do Gerações MASC - Museu em Movimento apresenta a conversa A sobrevivência das imagens em Jandira Lorenz: uma poética da montagem, de Vanessa Bortucan de Oliveira, no dia 30 de agosto, às 17h, no Museu de Arte de Santa Catarina (MASC), localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. A entrada é gratuita.

A pesquisa foi concluída no ano de 2014 com o objetivo de dar maior amplitude ao repertório visual produzido pela artista Jandira Lorenz. O trabalho apresenta possibilidades de pensar a obra de Jandira Lorenz em relação ao pensamento teórico contemporâneo. Vanessa partiu da observação quanto ao conhecimento, técnica e poética da artista e relaciona seu repertório imagético ao seu processo criativo e seus desenhos. A reunião e a catalogação da produção artística de Jandira permitiu a construção de reflexões abarcando o caráter das imagens e a relação entre presente e passado, bem como entre as possibilidades de análises e vínculos entre memória, tempo, poética e montagem.

Sobre a palestrante

Vanessa Bortucan de Oliveira é Mestre em Teoria e História da Arte pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Licenciada em Artes Visuais pela mesma Universidade. Atua no Ensino e Pesquisa de Artes Visuais e como artista independente. Foi aceita para Doutorado em 2016 na Universidade de Edinburgo (Escócia) para desenvolver um projeto de teórico-prático em desenho.

Tem experiência no Ensino de Artes, Inclusão e Produção de Arte. Desenvolve projetos, atua na área da pesquisa em Teoria e História da Arte e Crítica de Arte, escrevendo e publicando em periódicos nacionais e internacionais.

Serviço:

O quê: sobrevivência das imagens em Jandira Lorenz: uma poética da montagem - Gerações MASC
Palestrante: Vanessa Bortucan de Oliveira
Quando: 30/08/2017 (quarta-feira), às 17h.
Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
Informações: (48) 3664-2630
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/2025130971099757

 

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

 

Abertas inscrições para Oficina de Gravura da FCC

Estão abertas as inscrições para a Oficina de Iniciação à Gravura que a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) oferecerá, por meio das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC), no segundo semestre de 2017. As aulas são gratuitas e ocorrerão de 4 de setembro a 15 de dezembro em três turnos: matutino (das 9h às 12h, às segundas, quartas e sextas-feiras); vespertino (das 14h às 18h, às segundas, quartas e sextas-feiras); e noturno (das 18h às 21h, às segundas e quartas-feiras).

As inscrições devem ser feitas pelo link https://goo.gl/forms/vEdBpZFgoaXzUJry2. Além de preencher este formulário, o interessado deverá comparecer à etapa presencial, nos dias 30 e 31 de agosto, das 13h às 18h, na secretaria das
Oficinas de Arte do CIC. Caso haja mais inscrições do que vagas disponíveis, será realizado sorteio no dia 1º de setembro.

As aulas serão ministradas pelo professor: Carlos Roberto Nascimento de Oliveira (Bebeto) na Sala 9 das Oficinas de Arte do CIC. É pré-requisito ter noções básicas de desenho e ilustração. Os alunos devem levar para os encontros um conjunto de ferramentas com 5 Goivas e papéis de gramatura mínima de 180g.

O curso abordará aspectos históricos, técnicos e plásticos; técnicas de gravação; conhecimentos e usos dos equipamentos e instrumentos para gravação; uso de material específico no preparo das matrizes; exercícios abordando técnicas de gravação e tiragem de cópias; representações gráficas em gravura; gravuras preto e branco, gravuras coloridas e técnicas mistas de impressão.

Mais informações: (48) 3664-2639 ou e-mail fabricio@fcc.sc.gov.br

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

A sessão Cinemática de agosto traz o tema "Fronteiras de Linguagem, Ocupação e Políticas Culturais" com a projeção e debate do filme "Satyrianas, 78 horas em 78 minutos" na próxima quarta-feira, 16, às 19h. A realização tem entrada gratuita e é uma produção da Cinemateca Catarinense, em parceria com o Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) e Fundação Catarinense de Cultura (FCC), com periodicidade mensal. Os temas tratados e debatidos têm curadoria de Pedro MC.

Nesta edição, os convidados são Rena Costa, ativista trans do Grupo ETC de intervenção urbana; a professora Fatima Costa de Lima, de Artes Cênicas da Udesc; o editor da revista de teatro "Caixa de Ponto", Marco Vasques; e o fundador do ERRO Grupo, Pedro Bennaton; com a mediação de Cristine Larissa Clasen, diretora de comunicação da Cinemateca Catarinense.

Satyrianas

O filme dirigido pelo trio paulistano Daniel Gaggini, Fausto Noro e Otávio Pacheco retrata de forma inovadora as fronteiras entre ficção e documentário a partir da festa teatral de rua promovida pela Cia. Os Satyros de São Paulo, onde cinema, música, fotografia, literatura e artes visuais se encontram para celebrar a chegada da primavera. Durante 78 horas, as ruas no entorno da Praça Roosevelt, na capital paulista, mais de 30 mil espectadores participam do evento Satyrianas de ocupação urbana. Diretores conhecidos como Mario Bortolotto e José Celso Martinez Correa em meio a anônimos e personagens são alvo da filmagem, que mistura linguagem de ficção e documentário. A transexual cubana Phedra de Córdoba rouba a cena como diva do evento, entre dezenas de outros personagens.

>>> Confira o trailer

Ficha técnica
Duração: 93 minutos
Ano de Produção: 2012
Produção: Daniel Gaggini por MUK, Regina Campos por Na laje Filmes e Roberto Vitorino por Teleimage
Distribuidora: Vitrine Filmes

Serviço

O quê: Sessão Cinemática - Satyrianas, 78 horas em 78 minutos
Duração: 93 min
Classificação Indicativa: 16 anos
Quando: 16 de agosto (quarta-feira), às 19h
Onde: Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Informações: (48) 3664-2650 ou 98866-6012

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 


Foto: Isabela Vargas/Udesc

Na noite desta quinta-feira, 10, foi realizada em Joinville o espetáculo Era do Rádio, em comemoração aos 20 anos de fundação da Rádio Udesc FM, ligada à Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Servidores e alunos da instituição, pessoas da comunidade e autoridades lotaram o Teatro Juarez Machado para prestigiar a apresentação.

Entre os presentes, a viúva do radialista Ramiro Gregório, Liliosa Rossi da Silva, e a professora Regina Célia Santos, que foram homenageadas pela universidade pela contribuição à implantação da rádio em Joinville. “Para mim, é motivo de muito orgulho e muita felicidade essa comemoração dos 20 anos da rádio Udesc. Até porque ela é a primeira rádio educativa do Estado e da cidade de Joinville”, disse a professora.

O vice-reitor da Udesc, Leandro Zvirtes, explicou que o espetáculo faz parte do projeto Interiorizando Ceart, que busca veicular a produção artística e cultural da Udesc. “É um projeto importante da gestão, que consiste em levar um pouco da cultura, da arte, da música desenvolvida pelo Centro de Artes para o interior do Estado, para tornar cada vez mais acessível o acesso à arte e à cultura para todos os centros da nossa universidade”, disse.

O espetáculo apresentou performances musicais para retratar clássicos das décadas de 1940 e 1950, intercaladas por intervenções cênicas. Alunos e professores da universidade subiram ao palco, com a participação da Orquestra Acadêmica da Udesc, da Big Band Udesc, Grupo de Choro da Udesc e Madrigal.

Mais informações para a imprensa:
Isabela Vargas
Assessoria de Comunicação
Udesc Joinville

E-mail: comunicacao.cct@udesc.br
Telefone: (47) 3481-7930
www.cct.udesc.br

Centro de Educação a Distância (Cead), da Universidade do Estado e Santa Catarina (Udesc), e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promoverão o 2º Encontro de Saberes: Diálogos, Desafios e Alianças, com a participação de representantes da comunidade indígena do Brasil e do México, pesquisadores e interessados em geral, entre 15 e 18 de agosto, no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.

Florianópolis - CIC 8:30 apresenta Grande Encontro de Blues

A segunda edição do CIC 8:30, projeto da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), terá o show The Teacher's Rules - O Grande Encontro de Blues no próximo dia 23 de agosto, às 20h30, no palco do Teatro Ademir Rosa. A noite terá o lançamento do segundo álbum do guitarrista Cristiano Ferreira e a reunião de músicos da cena blues de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Argentina.

O segundo álbum de Cristiano Ferreira é composto por canções autorais e releituras de músicos que o influenciaram ao longo de pouco mais de 20 anos de carreira dedicados ao blues. Para esta noite, estão confirmadas as presenças do baterista porto-alegrense Clark Carballo (Ale Ravanello Blues Combo e The Beatles no Acordeon) e do gaitista Adrián Jiménez, um dos principais nomes do instrumento na Argentina.

Além do combo que vem acompanhando Cristiano nos últimos anos - formado pelos músicos Dayvk Martins (bateria), Danilo Brito (baixo), Alexandre Green (teclado) e Juampi Carranza (contrabaixo acústico) - a banda conta, ainda, com o naipe de sopros composto por Giann Thomasi (sax alto e tenor - Blues SC in Concert), Aurélio Martins (trombone - Brass Groove Brasil) e Xuan Arfenoni (sax tenor - TBZ Blues).

Serviço:

O quê: The Teacher's Rules - CIC 8:30 - Grandes Encontros
Quando: 23/08/2017 (quarta-feira), às 20h30
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Ingressos: R$ 30 inteira e R$ 15 meia-entrada
Informações: (48) 3664-2628 (bilheteria do Teatro) / www.fcc.sc.gov.br/cic830 
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1897604980489839

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br Twitter: www.twitter.com/fccoficial 
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura