O Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) informa que o evento "Ceart Aberto à Comunidade", marcado para este sábado, 26, no campus da Udesc no Itacorubi, está cancelado em função da greve dos caminhoneiros que chega ao quinto dia no País, afetando a mobilidade urbana.

A próxima edição do evento, que promove ações gratuitas de formação e difusão artística e cultural, está marcada para o dia 30 de junho. A proposta é que as atividades previstas para este sábado, 26, sejam realizadas no próximo mês, mediante disponibilidade dos ministrantes de atividades.

A programação completa da próxima edição será divulgada nos canais da Udesc Ceart (sitepágina no facebookinstagramtwitter) e do projeto Ceart  Aberto à Comunidade (sitepágina no facebookevento no facebookinstagram).

Informações adicionais à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Udesc Ceart
E-mail: comunicacao.ceart@udesc.br
Telefone: (48) 3664-8350

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Turismo Cultura e Esporte (SOL), disponibiliza no portal Cultura.SC um espaço para a divulgação de eventos culturais e artísticos dos municípios catarinenses. As informações serão publicadas em um mapa aberto para que o público possa obter informações sobre a programação artística e cultural das cidades.

Neste primeiro momento o envio das informações pode ser feito por prefeituras, secretarias, fundações, departamentos ou entidades públicas da área cultural. Serão destacados eventos como festivais, encontros de música, teatro, dança, folclore, artes visuais, patrimônio cultural, museus e feiras literárias, entre outros. "A FCC deu nesse ano um passo importante na consolidação da sua inserção no meio digital com a implantação do novo portal, que está focado no serviço ao cidadão e nas ações de Estado. Agora colocamos essa ferramenta também a serviço dos municípios catarinenses para compartilharem seus eventos em um grande calendário de ações e na expressão da nossa diversidade cultural e artística", destaca o presidente da FCC, Ozeas Mafra Filho.

A gerência de Projetos Culturais da FCC é o setor responsável pela atualização do serviço e os municípios já estão sendo contatados pela equipe. Para saber mais informações basta entrar em contato pelo e-mail ricardo@fcc.sc.gov.br.

O público poderá acessar as informações sobre a agenda cultural do município de interesse clicando nos ícones do mapa.

Acesse aqui o mapa e confira a programação dos municípios.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

 Atividades artísticas e culturais gratuitas serão oferecidas pelo Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) no dia 26 de maio, sábado, integrando o projeto “Ceart Aberto à Comunidade”.


O evento ocorre pela segunda vez neste formato, oferecendo à comunidade catarinense ações de formação e difusão artística e cultural, por meio de atividades desenvolvidas pelos departamentos da Udesc Ceart, nas áreas do ensino, pesquisa, extensão; além de feiras, espaço de convivência, disponibilização de salas para estudos e ensaios, e atividades convidadas.

18052018 mhsc mhm 2018 MHM7375
Foto: Márcio H. Martins / FCC

Miniaturas do mundo naval poderão ser vistas em Florianópolis a partir da próxima semana. É que o Museu Histórico de Santa Catarina, sediado no Palácio Cruz e Sousa, no Centro, receberá a exposição "Barcos do Brasil e do Mundo: a coleção de modelismo naval do Museu Nacional do Mar", a partir do dia 29.

A intenção da mostra é trazer parte do acervo do Museu Nacional do Mar de São Francisco do Sul que, assim como o Museu Histórico, também é administrado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), para ser exposto em Florianópolis. São mais de 200 peças de modelismo e artesanato naval, formando o maior acervo do gênero no país e que, por um breve período, deixará a exposição permanente em São Francisco do Sul para ser exibida no Palácio Cruz e Sousa.

"Maio é o mês dos museus e, sendo a FCC administradora de seis dos principais museus de Santa Catarina, promove essa conexão dos acervos destes que estão entre os mais representativos: o Museu Histórico e o Museu do Mar. É uma experiência rica, de troca e que possibilitará ao público de Florianópolis conhecer um recorte muito importante da magnitude que é o patrimônio naval brasileiro", explica o presidente da FCC, Ozeas Mafra Filho.

A mostra, que vai até 15 de julho, foi viabilizada por meio de uma parceria entra a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O horário de atendimento ao público do Museu Histórico de Santa Catarina é de terça a sexta-feira das 10h às 18h e aos sábados, domingos e feriados das 10h às 16h. Os ingressos custam R$ 5 ou R$ 2 (meia).

Sobre o Museu Nacional do Mar – Embarcações Brasileiras

Inaugurado em 1992, o Museu Nacional do Mar- Embarcações Brasileiras ocupa os históricos galpões de uma antiga empresa de navegação às margens da Baía da Babitonga. Reúne não só o maior acervo de embarcações, 91 no total, como também a grande diversidade de peças oriundas de todas as regiões do país.

O espaço recebe anualmente de 40 mil visitantes, entre grupos de estudantes, pesquisadores e turistas vindos de todas as partes do Brasil e do mundo procuram pelo espaço, interessados em conhecer melhor as artes e saberes do homem do mar.

Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

 

MIS expo almofadas
Fotos: Márcio H. Martins / FCC

O filme Almofada de Penas, animação em stop motion produzida em Florianópolis, foi selecionado para participar do Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy (França). O evento é considerado o maior e mais importante festival de animação do mundo e será realizado em junho. O curta, que tem 12 minutos, é o único filme catarinense selecionado para o festival, exatamente no ano em que o Brasil será homenageado por suas animações.

O projeto para a criação do filme Almofada de Penas começou como tese do diretor Joseph Specker Nys no curso de design gráfico na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Foi lá que nasceu o roteiro e foram feitos os primeiros estudos sobre impressão 3D e sistemas de expressões para os futuros bonecos da animação. Trata-se de uma adaptação do conto “El Almohadón de Plumas”, do escritor uruguaio Horacio Quiroga.

O primeiro passo para começar a financiar o projeto foi por meio do crowdfunding, uma forma de arrecadar recursos entre apoiadores pela internet. Esses recursos nos permitiram iniciar estudos relacionados a bonecos, cenários e expressões. Posteriormente, o projeto foi contemplado no programa Rumos Itaú Cultural 2013/14, entre mais de 15 mil projetos inscritos. A produção do curta-metragem foi concluída em janeiro de 2018. Foram necessários aproximadamente dois anos de conclusão e mais de seis anos desde a sua concepção.

No Festival de Annecy, o filme estará na seleção oficial de curtas “Perspective”. O júri para este prêmio será composto por três jovens estudantes de arte.

A estreia mundial acontecerá na França no Festival de Annecy, e a estreia nacional acontecerá no maior festival de animação da América Latina, o Festival Anima Mundi.

Wolrd Premiere no Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy - Seleção Oficial de Annecy, 2018
De 11 a 17 de junho.

Festival Internacional de Animação Anima Mundi - Selecção Oficial Anima Mundi 2018.
De 24 a 29 de julho no Rio de Janeiro e de 1º a 5 de agosto em São Paulo.

EXPOSIÇÃO MIS/SC

Peças como cenários, bonecos, moldes e figurinos utilizados durante as gravações estão expostas desde o dia 22 de março no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), na capital. A mostra, que segue até 17 de junho, já recebeu a visita de cerca de três mil pessoas. A pré-estreia do filme foi realizada junto com a abertura da mostra, em três sessões na Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC).

Sinopse
Logo após seu casamento, Alicia contrai uma doença inexplicável, enquanto seu marido Jordão presencia tudo de modo indiferente. Algo oculto a está enlouquecendo. A doença faz a jovem mulher mesclar a realidade com alucinações monstruosas.

Equipe do filme:
Diretor e Roteirista: Joseph Specker Nys
Produção Executiva: Maria Emília de Azevedo e José Manuel Sappino
Assistente de Direção: Matias Eastman
Diretor de Animação: Pedro Peluso
Diretor de Fotografia: Marcos Vinicius D'Elboux
Diretor Musical: Júlio Miotto
Foley: Daniel Becker
Diretor de Arte: Joseph Specker Nys
Artista Conceitual: Icaro Yuji
Puppetmaker: Marcos Telles e Ana Barroso
Vestiários: Andressa W. Klawa
Diretor de Pós-Produção e VFX: Moacir Barros - Siso
Realização: Dois Platanos Filmes (Brasil) 
Coprodução: Plural Filmes (Brasil) e Muringa (Brasil)
Produtor Associado: Cuenco Cine (Uruguai) e Flow Images (Brasil)

Trailler oficial:
https://vimeo.com/260687004


Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.brFacebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

Termina no dia 31 de maio o prazo para que representantes de prefeituras ou entidades da sociedade civil enviem informações sobre seus municípios para integrar o banco de dados do Projeto Horizontes do Patrimônio Pioneiro Catarinense. A iniciativa é da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), que lançou a proposta com o objetivo de conhecer e inventariar o patrimônio histórico e cultural de Santa Catarina.

O Prêmio Catarinense de Cinema terá dois encontros abertos ao público para a apresentação do edital. O primeiro acontece em Florianópolis no dia 21 de maio, às 19h, na Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC). No dia 22, a equipe da Comissão de Organização e Acompanhamento do Prêmio estará em Lages a partir das 14h, no auditório da Fundação Cultural de Lages, parceira na realização do encontro junto com o Coletivo Audiovisual Lageano. O prêmio está com as inscrições abertas até o dia 8 de junho e destinará R$ 8,4 milhões para 23 produções cinematografias e televisivas em Santa Catarina.

cinema


Os dois encontros serão mediados pela coordenadora da COA e administradora do Museu da Imagem e do som de Santa Catarina (MIS/SC), Ana Lígia Becker, que fará a leitura completa do edital do Prêmio Catarinense de Cinema 2018. “O objetivo dessas apresentações de leitura pública é o de estimular a participação dos proponentes para que tirem suas dúvidas a respeito do edital, que está em sua fase de inscrições e por isso estar nesses encontros é fundamental”, explica Ana Lígia.

A reunião do dia 21 em Florianópolis será transmitida ao vivo pela internet a partir do site www.cultura.sc.gov.br, além de ser gravada na íntegra e disponibilizada para visualização na mesma plataforma.

Sobre o Prêmio

O edital do Prêmio Catarinense de Cinema já está publicado e o período de inscrições segue até 8 de junho de 2018. Neste ano serão destinados R$ 8,4 milhões aos vencedores. O valor representa o maior montante já pago entre todas as edições do edital, que foi implementado por lei estadual em 2002. Do total dos recursos, R$ 3,5 milhões são do Governo do Estado e R$ 4,9 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual da Agência Nacional de Cinema (Ancine).

As inscrições no Prêmio Catarinense de Cinema deverão ser feitas mediante envio dos projetos pelo correio ou protocolado diretamente na sede da FCC. Ao fim do prazo de inscrições, caberá à Comissão Permanente de Licitação (CPL) da FCC junto à Comissão de Organização e Acompanhamento do edital proceder com a análise documental e consequente habilitação e não-habilitação dos projetos inscritos. Após a etapa de habilitação os proponentes ainda passarão pela etapa de avaliação dos projetos e de envio da documentação complementar. A previsão para a assinatura dos contratos por parte da FCC é outubro de 2018.

As orientações sobre como participar estão na minuta do edital, que está disponível para leitura neste link e no site www.portaldecompras.sc.gov.br onde os participantes também podem acompanhar o passo a passo da premiação e obter mais informações. A Comissão de Organização e Acompanhamento (COA) do edital abriu um canal de esclarecimentos por meio do endereço eletrônico editalcinemasc@fcc.sc.gov.br e as respostas serão publicadas exclusivamente no site da FCC e Portal de Compras, não sendo enviadas respostas individuais por correio eletrônico.

SERVIÇO

Leitura pública do Edital Prêmio Catarinense de Cinema 2018

Dia: 21/5/2018 - Florianópolis
Local: Florianópolis – Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), Avenida Irineu Bornhausen, 5600, Bairro Agronômica
Horário: 19h
Entrada: livre
Informações sobre o evento: mis@fcc.sc.gov.br

Dia: 22/5/2018 - Lages
Local: Rua Benjamin Constant, 141, Centro Lages
Horário: 14h
Entrada: livre
Informações sobre o evento: mis@fcc.sc.gov.br

Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br

Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

Palestra Arte nas Prisões - Udesc
Arte: Núcleo de Comunicação/Udesc Ceart

O Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) promove no dia 24 de maio a palestra "Arte nas Prisões: A experiência do Prison Creative Arts Project (PCAP), da Universidade de Michigan", com a professora Ashley Lucas – docente na universidade americana e coordenadora do projeto. O evento ocorre às 15h, no auditório Profa. Dra. Maria Cristina Alves dos Santos Pessi, na Udesc Ceart, com entrada gratuita e aberta ao público.

PCAP – projeto de arte criativa nas prisões – foi fundado em 1990 com o objetivo de levar arte para contextos de privação de liberdade, por meio das artes visuais, dança, música, teatro e literatura. Atualmente, engloba programas acadêmicos e voluntários desenvolvidos pela Universidade de Michigan, incluindo a participação de estudantes, professores, funcionários, voluntários, comunidade, jovens e adultos encarcerados e em programas de recuperação, além de ex-detentos.

20180420 arte aborigene mhm 25 copy
Foto: Márcio H. Martins / FCC

Fica em cartaz até 3 de junho a exposição Tempo dos Sonhos – Arte Aborígene Contemporânea da Austrália, no espaço anexo ao Museu de Arte de Santa Catarina (Masc), na Capital. 

As obras que compõem o acervo são de artistas renomados como Rover Thomas, Tommy Watson e Emily KameKngwarray, entre outros, que já tiveram os seus trabalhos expostos no MoMA e Metropolitan, de Nova Iorque, Bienais como a de Veneza, São Paulo e Sidney, entre outros eventos de prestígio internacional. Emily KameKngwarray (1910-1996) é uma das estrelas da mostra. Mulher, negra, começou a pintar aos 79 anos e é considerada pela crítica uma das maiores pintoras expressionistas do século 20.

A exposição, que já passou por São Paulo, Fortaleza, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba reúne mais de 50 obras, selecionadas por importância histórica, com uma linguagem moderna e contemporânea e técnicas diversas, tais como pinturas, esculturas, litografia e barkpaintings (pinturas em entrecasca de eucalipto). De Florianópolis seguirá para outras cidades da América do Sul.

Também estão em cartaz as mostras Desterro Desaterro, Projeto Claraboia (Zé Kinceler) e o Projeto Armazém do Masc, todas comemorativas aos 70 anos do Masc. A visitação é de terça a domingo, das 10 às 21h, com entrada gratuita.

Outras agendas para o fim de semana:

- Teatro Ademir Rosa, CIC

Espetáculo Bee Gees e Queen (Argentina), Sexta (11), às 20h30

Peça Só para Maiores, sábado (12), às 21h

- Sala de Cinema do CIC

Filme Eden
Quinta, sexta, sábado e domingo às 20h, entrada gratuita.

Sessão de Curtas Nacionais
Cineclube Infantil
Sábado, 16h, entrada gratuita.

- Museu da Imagem e do Som (MIS/SC)

Palestra Animação e Pós-Produção
Almofada de Penas
Sábado (12), às 14h.

Assessoria de Comunicação

Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.brFacebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira, acompanhado da primeira dama Nicole Torret Moreira, partilhou, nesta sexta-feira, 4, com milhares de fiéis, momentos de fé e emoção que marcaram os 170 anos da festa em homenagem à Nossa Senhora Mãe dos Homens, em Araranguá, no Sul do Estado. A missa, seguida de procissão com a imagem de Nossa Senhora pelas ruas centrais da cidade, é o grande destaque das comemorações. Neste ano, o evento também marca a elevação da Igreja Matriz de Araranguá a santuário.

“Renovar a fé e agradecer são gestos que enchem o coração de esperança, que fazem homens, mulheres e crianças reforçarem princípios e valores, que independem de crença, para a construção de uma sociedade mais justa e mais humana. Um evento desta magnitude é a prova de que o bem é o melhor caminho a se praticar. Começa na fé de cada um e se estende a essa demonstração coletiva forte e transformadora”, enfatizou o governador.