Compartilhe


A secretaria de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina iniciou o II Seminário Regional: A gente não pode mudar o passado, mas pode prevenir o futuro. O roteiro começou nesta sexta-feira, 5, em Canoinhas. Logo pela manhã o auditório do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) teve os assentos ocupados.

Gestores municipais, técnicos da defesa civil, voluntários, ONGs, alunos e pessoas de áreas relacionadas ao assunto participaram. Público dos municípios abrangentes da Regional da Defesa Civil de Canoinhas puderam conhecer melhor o tema. São 10 municípios que a coordenadoria abrange: Canoinhas, Monte Castelo, Itaiópolis, Papanduva, Major Vieira, Bela Vista do Toldo, Irineópolis, Porto União, Três Barras e Mafra.

Na abertura, autoridades agradeceram e parabenizaram a iniciativa do Estado em discutir com os municípios os problemas. O prefeito de Canoinhas, Gilberto dos Passos, salientou a importância de ter uma defesa civil municipal em conjunto com toda a estrutura do Estado. "A Defesa Civil SC é uma secretaria nova que está investindo em estrutura para atender da melhor maneira a população", disse.

O secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Canoinhas Aloísio Francisco Salvatti salientou que a secretaria de Estado da Defesa Civil SC é referência no Brasil. "Santa Catarina está na frente de todos os Estados em relação à proteção e defesa civil", comentou.

Em sua fala, o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, agradeceu a presença de todos. "Defesa Civil é um sistema. O objetivo dos seminários é sensibilizar os gestores municipais  sobre a gestão de risco e desastres, visando aumentar a resiliência local e minimizar os efeitos adversos. Salientar a importância de ter um plano de contingência municipal para que uma crise não se torne um desastre. Com o Plano, cada instituição (municipal, estadual, sociedade civil organizada) saiba a respectiva função na hora do evento crítico. Isso agiliza a resposta à população", comentou.

Moratelli abordou dois temas na apresentação: O Sistema Estadual de Proteção de Defesa Civil e sua estruturação; e a importância da estruturação da Política de Proteção de Defesa Civil Municipal. No período da tarde, a diretoria de Prevenção e a diretoria de Resposta da Defesa Civil SC continuou o trabalho em Canoinhas.

Além de apresentar o tema, todas as palestras levaram os participantes a refletir sobre o sistema de proteção de defesa civil. Vídeos de desastres e exemplos práticos foram apresentados para refletir com simples atitudes tudo pode mudar e servir de prevenção.

Nesta segunda e terça-feira, 8 e 9, haverá a Oficina Regional da Defesa Civil, também no IFSC.

Nesta segunda, na parte da manhã, os presentes participaram da oficina: Gestão de Risco e Plano de Contingência, já durante toda a tarde, das 13h30 às 18h, acontece a oficina: Plano de Contingência: contribuição para a elaboração em cada município.

Na terça, 9, a partir das 8h inicia-se a oficina com o assunto: Plano comunitário de gestão de riscos e NUPDEC’s, e a partir das 13h30 a oficina tratará do assunto: Planos familiares e emergência.

Informações adicionais para a imprensa:
Sérgio Teixeira da Silva
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Canoinhas
E-mail: comunicacao@cni.adr.sc.gov.br / sdrcanoinhas@spg.sc.gov.br
Fone: (47) 3627-4021 / 98802-2391
Site: sc.gov.br/regionais/canoinhas