Compartilhe


Foto: Cleiton Ferrasso/ Ascom Defesa Civil SC

O radar meteorológico do Oeste, em Chapecó, será inaugurado em 25 de agosto, às 15h. O ato entra na grade de eventos do aniversário do centenário do município de Chapecó. A programação foi acertada entre o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli e o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, com a aprovação do governador Raimundo Colombo.

Moratelli destaca que a entrega do radar significa um grande avanço para a região, fruto de trabalho em equipe. "O terreno foi doado pela prefeitura de Chapecó na gestão do ex-prefeito José Caramori, através de lei aprovada pela Câmara de Vereadores. Ressaltamos a aprovação do Ministério Público para a utilização da área. Também contamos com o suporte da Agência de Desenvolvimento Regional Chapecó", lembra o secretário.

O radar recebeu investimento de mais de R$ 14 milhões, do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Defesa Civil. Os recursos são do Fundo de Proteção de Defesa Civil e do financiamento com Banco do Brasil através do programa Pacto por SC. A torre e a infraestrutura representam cerca de 20% do investimento, e os equipamentos do radar 80%.

O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, afirma que o radar reforça a rede de segurança que Santa Catarina está montando. “É o primeiro Estado do país a ter cobertura de radares meteorológicos em 100% dos seus municípios. Esse equipamento do Oeste vai ajudar o restante do Estado também", diz.

As obras de instalação da torre foram supervisionadas pelo coordenador Regional de Defesa Civil, Clair Bazi, e fiscalizadas pelo engenheiro Civil da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Chapecó, Leonardo Colpani. “Tínhamos uma meta estabelecida na assinatura da ordem de serviço para a aquisição do radar: construir a torre, instalar o equipamento e colocar em operação dentro de um ano. Conseguimos e hoje podemos comemorar”, celebra Moratelli.

A secretária Executiva da ADR Chapecó, Astrit Savaris Tozzo, avalia que o radar é uma grande obra que fará a diferença na vida dos catarinenses. “O investimento do Governo do Estado nesta tecnologia demonstra o comprometimento com a segurança da população, será mais uma importante ferramenta para fortalecer o sistema de prevenção, alerta e atuação diante de desastres naturais”, salienta.

Serviços do radar

  • Identifica formação de instabilidades associadas a tempestades, tais como sistemas convectivos de meso escala e frentes frias, vindas do RS, PR e Argentina.
  • Identifica a precipitação de chuva, de granizo e até de neve e é capaz de detectar a direção e intensidade de vento.
  • Monitoramento meteorológicodo Oeste e Meio Oeste de Santa Catarina, Noroeste do Paraná, Sudoeste do Rio Grande do Sul e fronteira com o Norte da Argentina.
  • Uso para previsão de curtíssimoprazo, comaté três horas de antecedência.
  • Contribui para emissão de avisos meteorológicose de alertas.
  • Possui alcance operacional de 200 km com monitoramento detalhado, podendo chegar até 400 km no modo de vigilância.
  • Cobertura de aproximadamente 138 municípios
  • Está situado a 822m de altitude, sendo quea torre tem 16,5m de altura.

Importância

O Radar Meteorológico do Oeste é um instrumento primordial para o Gerenciamento de Riscos e Desastres. Junto com os radares do Vale (em Lontras) e do Sul, móvel, (Araranguá), Santa Catarina terá 100% de cobertura meteorológica ainda nesse ano.

Os radares são ferramentas essenciais para a previsão de curtíssimo prazo (nowcasting) e emissão de avisos e alertas. Aliado com estações meteorológicas de superfície, sensores de detecção de raios, sondagens atmosféricas, modelos de previsão numérica do tempo e imagens de satélite, haverá um ganho significativo na detecção e principalmente na antecipação de tempestades. Isso possibilita a preparação e mobilização de equipes para atendimento e a emissão de alertas e avisos a população, reduzindo os riscos e os danos decorrentes de crises que atingem o Estado.

A aquisição deste equipamento faz parte da estratégia do Estado para contribuir na estruturação de uma rede de radares do Sul do Brasil. Atualmente a região conta com cinco radares meteorológicos operacionais: Teixeira Soares e Cascavel no Paraná, Lontras e Urubici em Santa Catarina e Santiago e Canguçu no Rio Grande do Sul.

Informações adicionais para a imprensa
Cleiton Ferrasso
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br