O governador Eduardo Pinho Moreira participa nesta terça-feira, 13, em Florianópolis, do II Seminário Internacional de Proteção e Defesa Civil. O evento será realizado no Centro de Eventos Governador Luiz Henrique da Silveira, no Norte da Ilha e segue até a próxima quarta-feira, 14. São mais de 50 palestras nacionais e internacionais totalmente gratuitas. O seminário é aberto ao público e as inscrições podem ser realizadas neste link.

O objetivo do SIPDC 2018 é aumentar o senso de percepção de risco da sociedade e debater sobre a importância das políticas públicas na redução de riscos de desastres. O Seminário vai destacar também os projetos realizados para aumentar a resiliência dos catarinenses, diante do maior evento severo ocorrido no Estado: a enchente de 2008, que completa 10 anos.

Além das palestras, também serão apresentados estudos de caso e experiências de sucesso em defesas municipais do país. Também serão discutidas questões ligadas ao desenvolvimento com sustentabilidade.

O SIPDC é uma realização da Defesa Civil de Santa Catarina com apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), Instituto Federal Catarinense (IFC), Lab-Red, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Revista Gestão & Sustentabilidade, e Associação Brasileira de Pesquisa Científica, Tecnológica e Inovação em Redução de Risco de Desastres (APB-RRD).

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br

Xanxerê - Inauguração do  Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd)
Foto: Flavio Vieira Junior - Defesa Civil

O Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) de Xanxerê foi entregue à comunidade na manhã desta sexta-feira, 9. O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Morateli, explicou que a entrega do projeto representa uma resposta mais rápida para a população da Região. "Logo todos os Cigerds serão entregues e o Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Florianópolis finalizado, assim uma verdadeira rede de proteção e defesa civil estará a disposição dos catarinenses", comentou.

De acordo com Moratelli, o Cigerd é muito mais que uma ferramenta de gestão. "Mapeamos o território catarinense e constatamos que teríamos que melhorar a Defesa Civil criando procedimentos nos municípios. "O Centro converge em um local de debate em época de normalidade, e em situações de crise, o local onde as decisões serão tomadas.

A estrutura possui cerca de 160 metros quadrados e foi construída com nove módulos de ferro galvanizado. O Cigerd é autossuficiente capaz permanecer operacional mesmo com falta de energia elétrica na cidade. Possui equipamentos modernos, sala de reunião e situação, garagem, depósito, banheiro e cozinha. Foram investidos cerca de R$ 853.082,57.  O projeto foi colocado em prática graças a uma parceria da Secretaria de Estado da Defesa Civil e a Prefeitura de Xanxerê que cedeu o terreno.

Para o coordenador regional de Defesa Civil, Luciano Peri, o Centro regional busca justamente integrar os órgãos envolvidos na Defesa Civil e aproximar a Secretaria de Estado da Defesa Civil dos municípios abrangentes. "Com isso podemos melhorar e preparar as cidades para o enfrentamento das situações de crise",  disse Peri.

O Centro Regional é parte de um projeto inovador onde referências internacionais em funcionalidade foram utilizadas para que exista praticidade na construção de uma defesa civil assertiva. Para a elaboração do conceito foram utilizadas  referencias adquiridas através de trocas de experiências com outros países, a exemplo do Japão.

O Cigerd Regional de Xanxerê atende os 20 municípios das Associações dos Municípios do Alto Irani (AMAI) e dos Municípios do Noroeste Catarinense (AMNOROESTE) São eles: Abelardo Luz, Bom Jesus, Coronel Martins, Entre Rios, Faxinal dos Guedes, Galvão, Ipuaçu, Jupiá, Lajeado Grande, Marema, Novo Horizonte, Ouro Verde, Passos Maia, Ponte Serrada, São Bernardino, São Domingos, São Lourenço do Oeste, Vargeão, Xanxerê, Xaxim

A secretaria de Estado da Defesa Civil está implantando 20 centros do mesmo modelo, estrategicamente distribuídos no Estado. A exemplo do Cigerd Regional de Lages, todos serão interligados com a base em Florianópolis. Isso facilita a gestão da crise e possibilita uma resposta rápida ao cidadão.

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br

 

A Secretaria de Estado da Defesa Civil, em parceria com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), realiza na próxima segunda-feira, 12, o I Seminário Catarinense de Avaliação dos Alertas do Cemaden. Durante o encontro também será assinado o contrato de aquisição de uma antena para a captação de imagens meteorológicas de satélite (GOES-R). O evento será na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), em Palhoça, a partir das 9h.

Segundo Rodrigo Moratelli, secretário de estado da Defesa Civil, o evento é de suma importância para a avaliação dos alertas, conteúdo, assertividade e todos os fatores para a qualidade das informações que são repassadas tanto para a área pública, no quesito de mobilização, quanto para a população em uma situação crítica. O principal produto do Cemaden é o alerta de movimento de massa/deslizamentos.

"Nós temos uma diferença em relação ao restante do Brasil. Os alertas emitidos no país são responsabilidade do Governo Federal e os alertas divulgados em Santa Catarina são resultado da analise de especialistas do CIRAM e da Defesa Civil das informações divulgadas pelo Cemaden e pelos radares próprios da Defesa Civil que cobrem 100% do território Catarinense", ressaltou o secretário.

No seminário está previsto o Espaço de Diálogos, momento destinado para que os participantes compartilhem relatos sobre o uso dos alertas nas ações de prevenção e resposta. Da mesma forma serão abordadas as aplicações dos dados da rede observacional do Cemaden nas ações de monitoramento de risco de desastres.

>>> Mais informações sobre a programação e inscrições para o seminário no site do evento

Imagens de Radar

Na abertura do Seminário de Avaliação dos Alertas do Cemaden mais um passo será dado pela Defesa Civil de Santa Catarina. Será assinado o contrato de aquisição de uma antena para a captação de imagens do satélite GOES-R, que entrou em operação em 2017. "O equipamento proporciona uma visão mais nítida da costa leste americana, América central e América do Sul. Trazendo informação em tempo real, ampliando a área de monitoramento", comentou o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli.

De acordo com ele, com o equipamento será possível captar imagens e gerar informações com maior antecedência indicando deslocamento de massas e sistemas que possam ameaçar o Estado. Serão investidos R$ 974.278,70.

O Satélite

O GOES 16, foi construído pela Lockheed Martin sob um contrato com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional Americana (NOAA). O satélite tem uma expectativa de vida útil operacional de 10 anos em órbita, precedidos de 5 anos em estado de armazenamento em órbita. O satélite fornece observações por instrumentos de forma quase contínua, maximizando a coleta de dados científicos.

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br


Foto: Flávio Jr. / SDC

Em visita ao Centro Integrado Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), da Defesa Civil de Santa Catarina, o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Leonardo Almagro Lemes, disse que a estrutura do Estado é de primeiro mundo e que serve de exemplo para outros países. A visita foi conduzida pelo secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, na tarde desta sexta-feira, 2, no Cigerd estadual em Florianópolis, com o objetivo de fortalecer a troca de informações e experiências tornando cada vez mais eficientes os protocolos de gerenciamento, atendimento e prevenção de desastres naturais.

Moratelli fez uma apresentação ao secretário-geral, pontuando como o Estado vem avançando no modelo de Defesa Civil e de proteção às pessoas em situações de crises. A necessidade de construção do atual modelo - que além do Centro estadual, trabalha integrado com outras 20 unidades regionais, todas as setoriais de Governo e órgãos federais como Exército, Marinha e Aeronáutica - leva em consideração a recorrência e a diversidade de fenômenos climáticos que atingem Santa Catarina. "Somos o terceiro Estado do país que mais sofreu com os prejuízos causados por desastres naturais em 20 anos", apontou o secretário de Estado da Defesa Civil.



>>> Mais imagens na galeria

O Cigerd estadual concentra os setores de Meteorologia, Hidrologia, Geologia, Cartografia, Mapeamento de Áreas de Risco, Planos de Contingência e Ações Emergenciais, Gestão Integrada de Crise e Resposta a Desastres. A estrutura, que conta com investimentos de R$ 100 milhões do Governo do Estado, ainda não foi inaugurada mas já gera serviços como o de emissão de alertas meteorológicos e demais funções operacionais da Defesa Civil.

O secretário de Estado da Defesa Civil destacou que o trabalho baseia-se no pilar: Estrutura; Apoio aos Municípios; Capacitação da comunidade para a Consciência e Percepção do Risco. "De nada adianta você ter toda essa estrutura se as pessoas não souberem o quê e como fazer, muitas vezes num curto espaço de tempo. Por outro lado, as forças do Estado precisam atuar em conjunto e de forma organizada em todos os setores afetados. Quanto mais tempo dura uma crise, maior a chance de ela se tornar um desastre e isso causa um desgaste, até emocional, junto à população", observou Moratelli.

Depois de visitar o Centro Integrado de Operações e o Centro de Planejamento, Pesquisas, Monitoramento e Alertas, as duas principais estruturas do Cigerd Estadual, o secretário-geral da OEA reforçou que ficou impressionado com o modelo que está sendo implantado em Santa Catarina. "Estou muito impressionado pelo o que vi, que, definitivamente é de nível de primeiro mundo. Um exemplo para ser replicado nas Américas, onde enfrentamos muitos desastres naturais que nos custam parte do PIB e da infraestrutura. Precisamos buscar a capacidade de prevenção, resposta e reparação que Santa Catarina possui e que está muito adiantada com a utilização de tecnologia e um trabalho técnico de coordenação exemplar", salientou.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Centro Regional da Defesa Civil de Maravilha é inaugurado
Foto: Suzana Francieli Ferrari/ADR Maravilha

O novo Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) de Maravilha oferece ferramentas mais eficientes que garante ações de qualidade junto aos municípios, foi inaugurado na tarde desta quinta-feira, 1º de março. A implantação foi resultado de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Defesa Civil e a Agência de Desenvolvimento Regional de Maravilha (ADR), que cedeu o terreno.

De acordo com o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, uma nova política de defesa civil está sendo implantada em Santa Catarina. Moratelli afirmou que o projeto vai resultar em uma resposta mais rápida para a população da Região. "O objetivo é interligar todo o Estado em uma estrutura onde a Defesa Civil irá trabalhar de forma integrada com as outras secretarias facilitando e direcionando as ações em crises", explicou.

O Cigerd foi construído com nove módulos de aço galvanizado, totalizando cerca de 160 metros quadrados. É uma estrutura auto-suficiente capaz permanecer operacional em situações extremas. Foram disponibilizados equipamentos modernos, sala de reunião e situação, garagem, depósito, banheiro e cozinha. No total foram investidos cerca de R$ 800 mil.

"É uma estrutura preparada para a adversidade, um local para concentrar autoridades nos momentos difíceis para que as decisões sejam tomadas", destacou o secretário da Agência Regional de Desenvolvimento Regional de Maravilha, Jonas Dall'Agnol. O Ssecretário aproveitou a oportunidade e agradeceu pela implantação do Cigerd na Região.

O objetivo do Centro Regional é integrar os órgãos envolvidos na Defesa Civil e aproximar a Secretaria de Estado da Defesa Civil dos municípios. O Cigerd Regional de Maravilha atende os 17 municípios da Associação dos Municípios do Entre Rios (Amerios). São eles: Bom Jesus do Oeste, Caibi, Campo Erê, Cunha Porã, Cunhataí, Flor do Sertão, Iraceminha, Maravilha, Modelo, Palmitos, Riqueza, Romelândia, Saltinho, Santa Terezinha do Progresso, São Miguel da Boa Vista, Saudades e Tigrinhos.

A secretaria de Estado da Defesa Civil está implantando no total 20 centros do mesmo modelo, estrategicamente distribuídos no Estado.

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Defesa Civil
Telefone: 48 99651-5888

Informações adicionais para a imprensa
Suzana Francieli Ferrari
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Maravilha
E-mail: imprensa@mvh.adr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3664-6532 / (49) 98839-1117
Site: sc.gov.br/regionais/maravilha
Facebook: www.facebook.com/regional.maravilha

São Miguel do Oeste - Inauguração do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres
Fotos: Gisele Vizzotto/Regional de São Miguel do Oeste

O Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) de São Miguel do Oeste é um marco para as ações de Defesa Civil na região Extremo-Oeste. A estrutura, inaugurada na manhã desta quinta-feira, 1º de março, possui cerca de 160 metros quadrados e foi construído com nove módulos de ferro galvanizado.

O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, destacou que a ação vai resultar em uma resposta mais rápida para a população da região. "Estamos interligando todo o Estado. Em Florianópolis entramos na fase final do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres. Temos que pensar em integração, onde todos os agentes do Governo Estadual trabalhem na mesma sintonia facilitando e direcionando as ações em crises", explicou Moratelli.

A estrutura é autossuficiente, capaz de permanecer operacional mesmo com falta de energia elétrica na cidade. Foram disponibilizados equipamentos modernos, sala de reunião e situação, garagem, depósito, banheiro e cozinha. No total, foram investidos cerca de R$ 850 mil.

São Miguel do Oeste - Inauguração do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres

O Cigerd foi construído graças a uma parceria da Secretaria de Estado da Defesa Civil (SDC) e o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) que cedeu o terreno na Rua Marcílio Dias, Centro de São Miguel do Oeste. O novo espaço oferece ferramentas mais eficientes para garantir uma ação de qualidade junto aos municípios. O Centro regional vai integrar os órgãos envolvidos na Defesa Civil com os municípios, que serão mais bem preparados.

O secretário executivo da Agencia de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste, Volmir Giumbelli, destacou que a sala de operação possibilita ações mais planejadas. "Essa estrutura não serve apenas para a defesa civil, poderá ser usada em qualquer evento que coloque em risco a saúde ou a segurança da população", disse, lembrando de todo o trabalho já realizado pela SDC que fortalece a importância do planejamento. “A Secretaria de Estado da Defesa Civil está de parabéns, não apenas por essa ação, mas por todo trabalho realizado”, completou Giumbelli.

O Cigerd Regional de São Miguel do Oeste atende os 19 municípios da Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina (Ameosc). São eles: Anchieta, Bandeirante, Barra Bonita, Belmonte, Descanso, Dionísio Cerqueira, Guaraciaba, Guarujá do Sul, Iporã do Oeste, Itapiranga, Mondaí, Palma Sola, Paraíso, Princesa, Santa Helena, São João do Oeste, São José do Cedro, São Miguel do Oeste e Tunápolis.

Asecretaria de Estado da Defesa Civil está implantando 20 centros do mesmo modelo por todo o Estado. A exemplo do Cigerd Regional de São Miguel do Oeste, todos são interligados com a base em Florianópolis. Isso facilita a gestão da crise e possibilita uma resposta rápida ao cidadão.

Mais informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Defesa Civil
48 9 9185 - 3889 / 3664 – 7009
www.defesacivil.sc.gov.br
Twitter @defesacivilsc
facebook.com/defesacivilsc
Instagram: @defesacivilsc

Nesta sexta-feira, 2, o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luiz Leonardo Almagro Lemes, visita o Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres em Florianópolis. O objetivo é conhecer o projeto catarinense de Defesa Civil que está sendo pioneiro na América Latina. Na oportunidade, o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, vai dialogar com Almagro para a troca de conhecimentos entre as instituições.

"Buscamos sempre aperfeiçoar o sistema de Defesa Civil catarinense e multiplicar nosso conhecimento com outros Estados e países, através da Escola de Defesa Civil", comentou Moratelli.

Há cerca de um mês, uma comitiva de Santa Catarina apresentou o projeto e a nova maneira de pensar em proteção e defesa civil que está sendo colocada em prática em Santa Catarina para a Organização das Nações Unidas (ONU).

Serviço:
O quê: Visita do secretário-geral da OEA 
Quando: Sexta-feira, 2 de março, às 15h
Onde: Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), na Avenida Ivo Silveira, Capoeiras, Florianópolis

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br

O governador Eduardo Pinho Moreira dá posse ao novo comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, coronel João Valério Borges, nesta quarta-feira, 28, às 10h, no Centro de Ensino Bombeiro Militar, em Florianópolis. O cargo atualmente é ocupado pelo coronel Onir Mocellin. 

O coronel João Valério Borges, que assumirá a corporação, tem vasta experiência na administração pública e na vida militar. Ele assumiu o subcomando-geral em junho do ano passado. A maior parte da carreira militar passou na região Serrana, comandando os Batalhões de Lages e Curitibanos. O subcomandante-geral será o coronel Vanderlei Vanderlino Vidal e o chefe do Estado-Maior-Geral será o coronel Alexandre Corrêa Dutra.

Concórdia recebe o CIGERD
Fotos: Flávio Vieira Júnior

Na  quinta-feira, 22, a nova estrutura do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) de Concórdia foi inaugurada. O ato contou com a presença do secretário de estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli.

Segundo ele, esta ação faz parte do maior projeto de Defesa Civil já colocado em prática em Santa Catarina. "Todo o Estado está sendo interligado em uma grande rede de proteção Civil. Desta forma, o Cigerd de Concórdia vai representar uma resposta mais rápida para a comunidade", afirmou Moratelli. O secretário completou explicando que com a finalização do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Florianópolis o Estado estará pronto para qualquer adversidade.

O Cigerd foi criado para ser o local onde todas as esferas do Governo atuarão nas mais diferentes situações de crise. "Poderemos agir em catástrofes climáticas, ações de segurança púbica, saúde ou sanidade animal", explicou Moratelli.

Concórdia recebe o CIGERD

A estrutura foi construída graças a uma parceria da Secretaria de Estado da Defesa Civil e a Secretaria de Estado da Educação que cedeu o terreno.

O Cigerd possui cerca de 160 metros quadrados e foi construído com nove módulos de ferro galvanizado. É uma estrutura autossuficiente capaz permanecer operacional mesmo com falta de energia elétrica na cidade. Foram disponibilizados equipamentos modernos, sala de reunião e situação, garagem, depósito, banheiro e cozinha. Foram investidos cerca de R$ 800 mil, recursos do Fundo de Proteção e Defesa Civil-FUNPDEC e do Pacto por Santa Catarina.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, a Defesa Civil de Santa Catarina é reconhecida internacionalmente pelo trabalho de excelência. Ele destacou que a estrutura inaugurada é o local preparado para coordenar as ações em situações de emergência. "O Cigerd Regional é fundamental para os 16 municípios da AMAUC (Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense)", completou.

São atendidos pelo Cigerd de Concórdia: Alto Bela Vista, Arabutã, Arvoredo, Concórdia, Ipira, Ipumirim, Irani, Itá, Jaborá, Lindóia do Sul, Paial, Peritiba, Piratuba, Presidente Castello Branco, Seara e Xavantina.

A secretaria de Estado da Defesa Civil está implantando 20 centros do mesmo modelo, estrategicamente distribuídos no Estado. A exemplo do Cigerd Regional de Chapecó, todos serão interligados com a base em Florianópolis. Isso facilita a gestão da crise e possibilita uma resposta rápida ao cidadão.

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br

Chapecó - Inaugurado novo Cigerd

O Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) de Chapecó foi entregue à comunidade na manhã desta quinta-feira, 22. O ato contou com a presença de autoridades e marcou o início das atividades do Cigerd na região.

O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, destacou que o Centro vai representar uma resposta mais rápida para a comunidade. "Todo o Estado está sendo interligado em uma grande rede da Defesa Civil", ressaltou Moratelli. Com a finalização do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Florianópolis o Estado estará pronto para qualquer adversidade.

O Cigerd é um local onde todas as esferas do Governo atuarão nas mais diferentes situações de crise. "Poderemos agir em catástrofes climáticas, ações de segurança púbica, saúde ou sanidade animal", explicou.

Segundo a secretária Executiva da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Chapecó, Astrit Savaris Tozzo, é um dia que deve ser comemorado. "É uma grande conquista para Chapecó e região que vai trazer grandes benefícios. Este Centro vai ligar nossos municípios com todo o Estado", afirmou.

Estrutura

O centro possui cerca de 160 metros quadrados, construído com nove módulos de ferro galvanizado. É uma estrutura autossuficiente capaz permanecer operacional mesmo com falta de energia elétrica na cidade. Possui equipamentos modernos, sala de reunião e situação, garagem, depósito, banheiro e cozinha. Foram investidos cerca de R$ 800 mil, recursos do Fundo de Proteção e Defesa Civil-FUNPDEC e do Pacto por Santa Catarina.

A estrutura foi construída graças a uma parceria da Secretaria de Estado da Defesa Civil e a Prefeitura de Chapecó que cedeu o terreno, junto ao Radar do Oeste. “O município de Chapecó é parceiro e acredita nas ações que trabalham a tecnologia a serviço da vida. Integrar os órgãos envolvidos na Defesa Civil certamente agilizará os processos, contribuindo com a eficiência dos resultados”, afirma o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon.

O Cigerd Regional de Chapecó atende os 20 municípios da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (Amosc). São eles: Águas de Chapecó, Águas Frias, Arvoredo, Caxambu do Sul, Chapecó, Cordilheira Alta, Coronel Freitas, Formosa do Sul, Guatambu, Irati, Jardinópolis, Nova Erechim, Nova Itaberaba, Paial, Pinhalzinho, Planalto Alegre, Quilombo, Santiago do Sul, São Carlos, Serra Alta, Sul Brasil e União do Oeste.

A secretaria de Estado da Defesa Civil está implantando no total 20 centros do mesmo modelo, estrategicamente distribuídos no Estado. A exemplo do Cigerd Regional de Chapecó, todos serão interligados com a base em Florianópolis. Isso facilita a gestão da crise e possibilita uma resposta rápida ao cidadão.

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br