Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo reuniu o colegiado de secretários executivos das Agências de Desenvolvimento Regional para apresentar as conquistas de Santa Catarina ao longo de 2017 e os encaminhamentos para o fechamento do ano. O encontro realizado nesta sexta-feira, 17, em Lages também contou com a participação dos secretários de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa e da comunicação, João Debiasi e dos assessores de comunicação ADRs.

A reunião teve um tempo reservado ao debate para aprimorar estratégias e posicionamentos do Governo do Estado para o próximo ano.
"É um momento importante para trocarmos ideias, discutirmos os desafios e, principalmente, partilharmos o que deu certo, porque Santa Catarina tem bons indicadores e foi um exemplo de superação em meio à maior crise econômica e política do país", disse Colombo na abertura da reunião.


Foto: Jaqueline Noceti / Secom

Santa Catarina tem a menor taxa de desemprego do Brasil. De acordo com o estudo divulgado nesta sexta-feira, 17, pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), realizada pelo IBGE, o índice de desemprego no Estado é de 6,7%. A pesquisa refere-se ao 3º trimestre de 2017.

Para o governador Raimundo Colombo, o número significa mais uma importante etapa na retomada da economia brasileira. “Os dados do desenvolvimento econômico do nosso país e sobretudo a taxa de emprego são animadores para os catarinenses. No primeiro trimestre tínhamos uma taxa de desemprego de 7,9%, no segundo trimestre 7,5% e agora 6,7%. Isto quer dizer que os catarinenses estão trabalhando e com isso estamos cuidando da qualidade de vida das pessoas. Parabéns para todos aqueles que trabalham, que empreendem e nos ajudam a enfrentar a crise e sairmos vencedores”, disse Colombo.

A Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) lança nesta sexta, 17, a terceira edição da operação Concorrência Leal, que fiscaliza as empresas do Simples Nacional. Um total de 15.645 empresas apresentou inconsistência nos levantamentos feitos pela equipe do fisco catarinense. A ação contempla os períodos de 2014 a 2016. A relação de empresas que deverão prestar informação à Fazenda já está disponível aos contribuintes e seus contadores no Sistema de Administração Tributária (SAT).

“As inconsistências poderão ser sanadas com a apresentação da escrita contábil ou com a retificação da declaração do Simples Nacional”, explica o auditor fiscal Luís Carlos Feitoza, coordenador do Grupo de Planejamento e Monitoramento (GPLAM). O prazo para cumprimento dessa primeira etapa termina em 28 de fevereiro de 2018. Após esta data, a Fazenda fará um novo processamento e apresentará valores com as inconsistências definitivas”, disse.

A primeira edição da Operação Concorrência Legal foi lançada em dezembro de 2012 e se tornou um case de sucesso do fisco catarinense, despertando a atenção de outros estados. Em outubro de 2012, a arrecadação das empresas do Simples Nacional em SC era de R$ 41,2  milhões. Em outubro de 2017, esse valor chegou a R$ 76,5 milhões, um crescimento de 85%. 

Concorrência Leal 1 e 2

A Secretaria da Fazenda já efetuou o lançamento de mais de R$ 18 milhões em notificações fiscais. As notificações foram emitidas para 250 empresas que não cumpriram com as orientações de autorregularização nas Operações Concorrência Leal 1 e 2. A maior parte delas já está sendo excluída do Simples Nacional por ter cometido infração à Lei Complementar n° 123/2006 nos períodos fiscalizados. Restam 350 empresas a ser fiscalizadas e excluídas do regime.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Fazenda - SEF
Aline Cabral Vaz
E-mail: avaz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2575 / (48) 98843-8352
Cléia Schmitz
E-mail: cschmitz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2572/ (48) 99157-1980
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 98843-8553
Rosane Felthaus
E-mail: rosanef@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3506/ (48) 99109-8513
Site: www.sef.sc.gov.br 


Fotos: Rafael Paulo/SAI

Empresários, parlamentares e lideranças políticas e empresariais do estado alemão de Baden-Württemberg conheceram mais sobre Santa Catarina durante a visita ao Governo do Estado nesta quinta-feira, 16, em Florianópolis. Para o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, a visita marca um avanço na relação entre Santa Catarina e Baden-Württemberg.

“A vinda de mais de 40 representantes de Baden-Württemberg comprova que Santa Catarina é um dos estados que mais chamam a atenção para investimentos e parcerias no Brasil”, comemora o secretário. “Essa aproximação, que temos construído ao longo dos últimos anos, abre importantes portas para Santa Catarina em um dos estados mais desenvolvidos da Alemanha, com muitas possibilidades de cooperação e também de expansão de negócios entre os dois lados”, avalia.

Virmond apresentou um panorama de Santa Catarina. Indicadores econômicos e oportunidades de negócios no Estado foram introduzidas pelo coordenador da agência catarinense de atração de investimentos Investe SC, Guillermo Antonio Davila Calle. Já o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), Sergio Luiz Gargioni, falou sobre o ecossistema catarinense de pesquisa e inovação.

Florianópolis - Delegação político-empresarial da Alemanha visita o Governo do Estado

A área de inovação figura entre as mais interessantes para os alemães, segundo o líder da delegação, Christoph Schnaudigel. “Queremos fazer os contatos de incubadoras daqui com um projeto semelhante que temos lá”, pontuou. Novas parcerias e cooperações entre universidades dos dois estados também devem surgir após as visitas.

Em Florianópolis, o grupo esteve também no Sapiens Parque e na sede da Associação de Empresas de Tecnologia de Santa Catarina (Acate). Depois foi recepcionado pelo presidente Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Côrte.

A agenda na Capital faz parte de uma programação por algumas cidades catarinenses entre os dias 13 e 19 de novembro, com a cidade de Brusque como ponto de partida. Em 2011, Brusque assinou, com o distrito de Karlsruhe, em Baden-Württemberg, um acordo de cidade-irmãs, e em 2015, firmou uma cooperação na área climática com o mesmo distrito.

A delegação já passou por Itapema, Porto Belo e Guabiruba, onde participaram da inauguração do obelisco em homenagem aos imigrantes badenses. Para os próximos dias, a agenda prevê visita ao Centro Universitário De Brusque (Unifebe), recepção na prefeitura de Brusque, e a entrega da estação climática na Praça Sesquicentenário, implantada com recursos alemães por meio do acordo de cooperação com Karlsruhe.

Mais informações para a imprensa:
Rafael Paulo
Assessoria de Comunicação
Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais
E-mail: rafael@sai.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2214 / (48) 99952-4504


Foto: Michelle Nunes / SDS

O vice-governador Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini, assinaram nesta terça-feira, 14, o repasse de R$ 300 mil para continuidade do projeto Desenvolvimento Territorial da Rota da Baleia Franca 2018. “Não temos dúvidas de que esta é uma das regiões mais lindas de Santa Catarina e temos que nos organizar. Queremos oferecer ainda mais estrutura para receber turistas, movimentando a economia local sempre com foco na sustentabilidade“, disse o vice-governador durante o evento, em Imbituba.

A Rota da Baleia Franca é uma área de Proteção Ambiental (APA) com 156 mil hectares, criada há 17 anos por decreto federal. Em sua rota migratória reprodutiva, a baleia franca passa pela região entre os meses de junho e novembro. As riquezas naturais protegidas pela APA incluem outras espécies de animais e vegetais nativos, incluindo as praias, áreas de restinga, dunas e sítios arqueológicos.


Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Em Blumenau, na noite desta segunda-feira, 13, durante o encontro de líderes religiosos do Vale do Itajaí, o governador Raimundo Colombo destacou as ações para manter o dinamismo econômico catarinense, as medidas anticrise, o bom andamento das obras do Governo do Estado e a retomada do crescimento da economia. 

Colombo disse que, mesmo diante de um cenário de crise, Santa Catarina optou por não aumentar impostos para garantir a competitividade e não punir a população. Citou que, em setembro, Santa Catarina foi destaque nacional na geração de empregos, gerando um saldo de oito mil novas vagas com carteira assinada. “Conseguimos vencer etapas importantes. Não paramos obras, mantivemos as contas equilibradas e fizemos investimentos em diversos setores da economia”, ressaltou.

>>> Galeria de fotos

O governador também falou dos desafios do cenário econômico nacional, demonstrando otimismo para os próximos meses. “O cenário é de recuperação da economia. É um tempo de acreditar, de agir, de aproveitar as oportunidades e de gerar riquezas”, explicou. 

Colombo ressaltou que na região de Blumenau, em 2016, foram investidos R$ 632 milhões em incentivos fiscais para indústrias. O setor têxtil recebeu R$ 494,8 milhões, direcionados a 463 indústrias, resultando em 21.533 empregos, sendo que 25% do total dos investimentos no segmento foram para indústrias da região. O setor da importação recebeu R$ 110,7 milhões em incentivos para 122 indústrias da região.

Como incentivo ao empreendedorismo, o governador falou do Sinapse da Inovação e dos Centros de Inovação. Serão 13 centros de inovação em diferentes regiões de Santa Catarina. O de Lages foi o primeiro a ficar pronto, em junho de 2016. Além de Lages e Blumenau, outras 11 cidades terão estruturas semelhantes (Brusque, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Rio do Sul, São Bento do Sul e Tubarão).

No setor da tecnologia, Colombo destacou o Programa Entra21 Blusoft, de Blumenau, que prepara jovens para o mercado de trabalho. Entre 2015 e 2016, foram investidos R$ 2 milhões. Para 2018, está programado investimento de R$ 800 mil. O programa atende 330 alunos por ano com idade de 16 a 29 anos.

Na Defesa Civil, Colombo destacou obras como as melhorias nas barragens de Ituporanga e Taió, que beneficiam toda a região do Vale; a cobertura por radares (com equipamentos fixos em Lontras, no Vale, e em Chapecó, no Oeste, e um aparelho móvel no Sul); e o pioneiro serviço de envio de alertas por SMS. Em Blumenau, também está sendo concluído o Centro Regional de Defesa Civil (Cigerd). “Santa Catarina evoluiu muito na área de Defesa Civil para proteger a população. São ações que trazem muitos resultados positivos”, salientou o governador.

“Entendemos que o homem público deve prestar contas da sua caminhada, trajetória e efetivamente dos trabalhos executados. E este foi o objetivo nesta noite com a palestra do governador”, relatou o deputado Ismael dos Santos, que promoveu o encontro de líderes religiosos na cidade.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: SCPar Porto de Imbituba

Nesta terça-feira, 14, às 11h30, será firmado o convênio entre Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC) para o projeto Desenvolvimento Territorial da Rota da Baleia Franca 2018. O ato será na Câmara de Vereadores de Imbituba.

“Esta ação para fortalecimento do turismo agora conta com apoio do Governo do Estado e o objetivo é aumentar a atividade econômica, sobretudo dos pequenos negócios, no litoral sul catarinense”, diz o vice-governador Eduardo Pinho Moreira, que estará presente no evento.

O aporte financeiro para o projeto é de R$ 300 mil do Governo do Estado, com contrapartida de R$ 310 mil do Sebrae/SC. A estratégia consiste em ampliar o mercado econômico, elevando a qualidade dos serviços e produtos, além do desenvolvimento e diagnóstico empresarial e do desenvolvimento territorial dos municípios. “A Rota da Baleia Franca compreende as cidades de Laguna, Imbituba e Garopaba. Esta ação beneficia toda a cadeia produtiva da região, estimulando o setor de comércio e serviços, respeitando a vocação regional voltada ao turismo”, explica o secretário da SDS, Carlos Chiodini.

A Rota está localizada em uma Área de Proteção Ambiental (APA), uma extensa área natural destinada à proteção e conservação da fauna e flora, criada por decreto federal no ano 2000. O projeto foi criado há dois anos e, neste período, foram realizadas mais de 15 mil horas de consultoria aos empreendedores, para gestão financeira, de recursos humanos, planejamento em marketing e outros. Entre as metas estão a ampliação de receita das empresas em 20%, sustentabilidade do negócio e satisfação dos turistas.

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: michelle@sds.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2266 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O programa Com a Palavra, o Governador desta sexta-feira, 10, traz o comentário do governador Raimundo Colombo sobre a Defesa Civil, o programa Juro Zero, os Jogos Abertos de Santa Catarina e outros temas. O assunto que abriu a entrevista semanal foi o convênio da Defesa Civil para mapear nos 295 municípios todas as áreas de risco geológico e hidrológico com foco no planejamento urbano, prevenção e proteção à população.

O convênio de R$ 20,7 milhões foi assinado pelo governador, pelo secretário da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, e pelo diretor de Geologia e Recursos Minerais do Ministério de Minas e Energia, Jose Andriotti.

Segundo Colombo, também foi firmado um protocolo de intenções com universidades de Santa Catarina para a criação e a implementação da Escola Estadual de Proteção e Defesa Civil. Todo o trabalho está sendo feito em parceria com o governo japonês para minimizar os riscos de desastres naturais. 

“Estamos avançando de forma pioneira e com muita tecnologia para ter precisão nas informações, correção e segurança para informar e proteger a sociedade. Por outro lado, essa parceria com as universidades vai nos permitir qualificar as pessoas ligadas à Defesa Civil, pra que você possa contar e agir da forma mais adequada com esse reforço numa situação de emergência”, destacou o governador.

Os assuntos que completaram a entrevista dessa semana foram a implantação da Ferrovia das Bromélias entre os municípios de Lontras e Apiúna, no Alto Vale do Itajaí; os seis anos do programa Juro Zero com mais de R$ 200 milhões em operações de empréstimo para pequenos empresários; a cerimônia de entrega da farda para os mais de 900 policiais militares que estão em formação e a edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina em Lages. “Está sendo um sucesso de público. A cidade abraçou a competição e está se resgatando toda a tradição dos Jasc. O esporte é uma alegria, uma oportunidade de lazer, de relacionamento e de convívio entre as pessoas”, finalizou Colombo.

A íntegra do Com a Palavra, o Governador está disponível nos canais oficiais do Governo no Vimeo e no Youtube. Na Rádio Secom está disponível a versão em áudio.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Florianópolis sediará, no dia 21 de novembro, o evento “A gestão de projetos como instrumento de governança: a experiência do Governo de Santa Catarina”. O encontro, coordenado pelo Escritório de Gestão de Projetos (Eproj/SC), busca compartilhar a experiência de gestão e desenvolvimento de projetos do Programa Pacto por SC. O evento é direcionado a servidores públicos e estudantes de cursos de Administração Pública. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através de formulário online até o dia 19 de novembro. 

Criado através do Decreto n° 1.289, de 5 de setembro de 2017, pelo Governo do Estado, o Eproj é responsável pelo gerenciamento e execução de 617 projetos do Pacto por SC, reunindo conhecimento na aplicação de métodos, ferramentas e técnicas para iniciar, planejar, contratar, executar, monitorar e encerrar projetos. 

O evento, que será realizado no Teatro Pedro Ivo, junto ao Centro Administrativo, na SC-401, contará com a abertura de Glauco José Côrte, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), além de palestras com o secretário de Estado do Planejamento, Murilo Flores, com o ex-secretário de Planejamento e atual secretário da Educação do Estado de Pernambuco, Frederico da Costa Amâncio, e com a coach Vanessa Tobias. 

Os temas dos debates envolvem a formação do Eproj/SC e a gestão de projetos na administração pública. “Nós tínhamos que colocar em pé um processo de gestão de mais de R$ 10 bilhões que seriam transformados em quase 700 projetos e um número superior de obras. Era uma tarefa muito difícil, pois não tínhamos uma estrutura para isso”, comentou o secretário de Planejamento, Murilo Flores, sobre os desafios no início do programa Pacto por Santa Catarina.

O secretário ainda faz um levantamento sobre as os ganhos para o Estado nos últimos anos. “O Estado tem, hoje, sistemas informatizados de alto padrão, equipes foram formadas dentro das secretarias e na Secretaria de Planejamento para controlar todo esse processo, prestar contas aos órgãos financiadores e ao cidadão, de tal forma que tivemos um resultado que deixa um grande legado ao serviço público catarinense. O evento do dia 21 vai mostrar exatamente essa história: como chegamos a resultados tão concretos com grandes dificuldades no início”, disse.

“O evento apresentará o Escritório de Projetos do Estado de Santa Catarina, sua criação, desafios e resultados. Mostraremos as dificuldades históricas enfrentadas pelos gestores de projetos na administração pública e as estratégias que o Estado adotou para superar tais obstáculos”, complementa a coordenadora do Pacto, Valéria Vieira.

Programação:
13h – Credenciamento
13h30 - Abertura
13h40 – Glauco José Côrte (presidente da Fiesc) - O momento brasileiro e a gestão
14h20 – Murilo Flores (secretário de Planejamento de SC) - Estratégias acertadas podem transformar momentos de crise em oportunidades de melhorar a gestão pública
15h - Frederico da Costa Amâncio (ex-secretário de Planejamento e atual Secretário de Educação de PE) - Um caso de referência: o modelo de gestão do Estado de Pernambuco
15h40 - Giuliano Silveira Martins (contador da Fazenda Estadual e técnico do EPROJ/SC) - O desafio: Implantar a gestão por projetos na administração pública
16h20 – Vítor Corrêa (contador da Fazenda Estadual e técnico do EPROJ/SC) - A estratégia de Santa Catarina: Criação do Escritório de Projetos
17h - Coffee break
17h30 - Homenagens
18h – Coach Vanessa Tobias - Desafios pessoais Versus Desafios públicos
18h40min - Encerramento 

Serviço:
Quando: 21 de novembro, a partir das 13h
Onde: Teatro Governador Pedro Ivo, na SC-401, Km 15, n° 4600, Saco Grande, Florianópolis
Informações: e-mail eproj@spg.sc.gov.br

Mais informações para a imprensa
Maykon Adriano Flor
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Planejamento - SPG
Fone: (48) 3665-3319 / 99186-9740
E-mail: maykon@spg.sc.gov.br
www.spg.sc.gov.br


Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

Em palestra realizada na noite desta quinta-feira, 9, em Rio do Sul, o governador Raimundo Colombo falou da economia de Santa Catarina, dos desafios e das superações conquistadas pelo Estado diante da maior crise econômica do Brasil. O governador apresentou ações e medidas adotadas que permitiram minimizar os efeitos da crise e alcançar indicadores como o segundo estadado mais competitivo do país. Colombo ainda assinou convênios para investimentos em saúde, educação e infraestrutura. 

"Quando a crise começou a se aprofundar, nossa maior preocupação foi proteger e promover as pessoas. Nosso Estado respondeu a esse desafio com trabalho e determinação e por isso estamos numa condição diferenciada que nos permite reagir e retomar ao crescimento de uma forma mais rápida e sólida", disse Colombo.