Compartilhe


Foto: Rafael Paulo/SAI

Pela primeira vez Santa Catarina recebeu uma delegação da Colômbia com fins comerciais. Nesta quinta-feira, 24, o diretor da Procolombia, Alejandro Pelaez, e a gerente da Agência de Cooperação e Investimentos (ACI) de Medellín, Paola Caballero, participaram do Seminário Oportunidades de Negócios, Parcerias e Investimento entre Santa Catarina e Colômbia, organizado pela Investe SC, agência de atração de investimentos formada pelo Governo do Estado e pela Fiesc.

“Este primeiro contato em solo catarinense apresentará as possibilidades de investimentos, comércio e cooperação entre a Colômbia, um país que vem demonstrando muita força em seu desenvolvimento, e Santa Catarina, o melhor estado no Brasil para se fazer negócio atualmente”, disse o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond.

O presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, vê grande potencial de crescimento no comércio com a Colômbia. Hoje, o país vizinho ocupa a 23º colocação nas exportações catarinenses e a 16º posição entre as importações. “Há espaço para aumentarmos o fluxo comercial e de investimento, tanto nosso para a Colômbia, quando de lá para Santa Catarina”, avaliou Côrte.

Amizade na tragédia

Na abertura, o secretário Virmond lembrou da tragédia com a delegação da Chapecoense em Medellín em 29 de novembro de 2016. “Naquele dia, recebi a missão do Governador Colombo de ir a Medellín em razão do acidente aéreo e lá pude observar toda solidariedade e amizade do povo colombiano, algo poucas vezes demonstrado com tamanho vigor”, lembrou. O diretor da Procolombia reforçou a amizade surgida a partir do acidente. “Foi uma tragédia que aproximou duas regiões: a Antioquia e Santa Catarina.

O foco da visita foi justamente a apresentação da Departamento de Antioquia e sua capital, a cidade de Medellín. “Normalmente o foco dos investidores está nas capitais dos países, mas não é o caso da Colômbia”, disse Pelaez. “Medellín é a casa das principais indústrias do País e do principal banco da Colômbia que agora está se internacionalizando”, elencou. De acordo com a gerente da ACI de Medellín, a “Antioquia é um dos departamentos mais importantes para o desempenho econômico da Colômbia”.

Os colombianos apontaram ainda, como áreas de interesse em cooperações e comércio, os setores agrícola, têxtil e de tecnologia. Para eles, a proximidade e a semelhanças culturais fazem do Brasil e de Santa Catarina locais muito competitivos para parcerias.

Mais informações para a imprensa:
Rafael Paulo
Assessoria de Comunicação
Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais
E-mail: rafael@sai.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2214 / (48) 99952-4504