Compartilhe

Fotos: Mauren Rigo/SPG

A formação dos diferentes povos que viveram em Santa Catarina e a transformaram no que ela é hoje está contada no 3º Fascículo do Atlas Geográfico do Estado, lançado na tarde desta sexta-feira, 30, no Centro Administrativo do Governo, em Florianópolis. O livro, que também está disponível em pen-card e no site da Secretaria do Planejamento (SPG), é composto por mapas, fotos raras, dados históricos, análises sobre a complexidade da formação social do território catarinense e projeções populacionais para 2050. 

O evento contou com a participação do secretário de Estado do Planejamento, Francisco Cardoso de Camargo Filho, secretário-adjunto João Vicente Scarpin, diretor de Estatística e Cartografia, Thobias Rotta Furlanetti, equipe técnica, professores e autores da obra.   

“O Atlas Geográfico não é feito por se tratar de uma boa causa, mas sim por ser uma causa essencial, que é mantermos a memória de Santa Catarina. Sem documentos como esse, perderemos materiais antigos e relevantes para o Estado. A história flutua na base do conhecimento, e o conhecimento está nessas páginas”, afirmou o secretário. 

O material foi produzido pela Secretaria de Estado do Planejamento, através da Diretoria de Estatística e Cartografia (Dege), em convênio de parceria técnica com a Udesc. “Este é um trabalho coletivo e intenso de pesquisa, que reuniu profissionais que trabalharam nas fotografias e na elaboração dos mapas. Sem falar na colaboração voluntária dos melhores pesquisadores das temáticas”, disse a organizadora da obra, Isa de Oliveira Rocha. O fascículo é dividido em nove capítulos, escritos por estudiosos da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Novo fascículo do Atlas Geográfico

Em geral, o livro aborda o processo de conquista e colonização do Estado, passando pelo povoamento indígena, afrodescendente, caboclo, açoriano-madeirense e europeu até as migrações internas e internacionais recentes. Também são apresentadas projeções da população do Estado para daqui 30 anos.A obra, que será distribuída para instituições de ensino a fim de subsidiar a educação escolar e universitária, traz informações de fácil visualização e interpretação para interessados de diferentes faixa etárias, órgãos públicos e empresas.

Homenagens 

Durante o lançamento, foram feitas homenagens aos autores e colaboradores do atlas. Estiveram presentes os pesquisadores Maria Graciana Espellet de Deus Vieira, Tânia Welter, Angela Bernadete Lima e Francisco Canella, além de parentes de uma das escritoras, Raquel Fontes do Amaral Pereira, que faleceu recentemente. O marido Hamilton e a filha Lúcia relembraram o amor da pesquisadora pela geografia brasileira. “Minha mãe se dedicou muito ao trabalho, pois sabia da importância dele. Hoje está pronto o terceiro fascículo do Atlas, do qual ela faz parte, mas não podemos deixar esse trabalho morrer. O documento é extremamente importante para os catarinenses e para os futuros intelectuais da área”, afirmou Lúcia.

Novo fascículo do Atlas Geográfico
Hamilton e a filha Lúcia representaram a pesquisadora já falecida Raquel Fontes do Amaral Pereira

 

O diretor de Cartografia reforçou que o terceiro fascículo do Atlas Geográfico é uma leitura obrigatória para quem deseja conhecer Santa Catarina. “Ele mostra quais foram os povos e como se deu o desenvolvimento do nosso território. Não só os catarinenses, mas também as pessoas de fora podem conhecer mais sobre a história do Estado que escolheram para viver”, disse Furlanetti.

Primeiros atlas de SC

A primeira edição do Atlas Geográfico data de 1958 e foi o primeiro documento do gênero no Brasil, tornando-se modelo para elaboração de atlas similares em outros estados.Ainda foram publicadas edições em 1986 e 1991, sempre com o intuito de manter atualizados os dados cartográficos do Estado de Santa Catarina e fornecer informações adequadas às necessidades dos órgãos públicos e dos cidadãos. 

Em 2013, a partir da parceria com a Udesc, a Secretaria de Estado do Planejamento passou a disponibilizar o Atlas Geográfico em fascículos avulsos, com volumes sobre temas variados, possibilitando um melhor manuseio e facilidade na atualização.

O Fascículo 1, de 2013, é voltado à questão territorial do Estado, com dados da localização, evolução político-administrativa e os símbolos estaduais. Já o Fascículo 2, de 2015, apresenta a diversidade da natureza, com informações a respeito dos geossistemas de Santa Catarina, geologia, clima, geomorfologia, hipsometria, hidrografia, solos, vegetação e uso da terra e ilhas costeiras.

>>> Acesso os 3 fascículos do Atlas Geográfico de SC

 

Mais informações para a imprensa:
Mauren Rigo
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Planejamento - SPG
Fone: (48) 3665-3319 / 99186-9740
E-mail: mauren@spg.sc.gov.br
www.spg.sc.gov.br
www.facebook.com/PlanejamentoSC
@PlanejamentoSC