Compartilhe

Deflagrada na última semana, a operação Rhea já é considerada uma das maiores em presença fiscal nos 181 de anos de história da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina (SEF). A fiscalização realizou visitas em 2.238 estabelecimentos do varejo em 56 municípios catarinenses. No total, 12% de irregularidades foram registradas.

“O resultado foi bem maior do que o esperado. Isso demonstra a importância da presença do Fisco para regular o comércio varejista e garantir um ambiente competitivo justo e legalizado”, afirmou o secretário Paulo Eli.

A maior parte das empresas que apresentaram irregularidades utilizavam o Programa Aplicativo Fiscal (PAF) desatualizado e máquina de cartão de crédito (POS) cujos destinatários são pessoas físicas ou jurídicas sem relação com o estabelecimento varejista.

Os 182 auditores, que participaram da operação da SEF, encontraram ainda irregularidades em equipamentos Emissores de Cupom Fiscal (ECF) e uso de calculadoras e impressoras não fiscais, usadas para simular documentos. Entre os estabelecimentos visitados estavam lojas de roupas, tecidos, presentes, cama, mesa e banho, joalherias, boutiques, além de mercados.

Número de estabelecimentos fiscalizados e irregularidades por região

GERÊNCIA REGIONAL DE ARARANGUA

25

GERÊNCIA REGIONAL DE BLUMENAU

231

GERÊNCIA REGIONAL DE CAÇADOR

76

GERÊNCIA REGIONAL DE CHAPECÓ

184

GERÊNCIA REGIONAL DE CRICIUMA

138

GERÊNCIA REGIONAL DE FLORIANOPOLIS

544

GERÊNCIA REGIONAL DE ITAJAI

237

GERÊNCIA REGIONAL DE JOACABA

29

GERÊNCIA REGIONAL DE JOINVILLE

484

GERÊNCIA REGIONAL DE LAGES

69

GERÊNCIA REGIONAL DE MAFRA

82

GERÊNCIA REGIONAL DE RIO DO SUL

11

GERÊNCIA REGIONAL DE SÃO MIGUEL DO OESTE

21

GERÊNCIA REGIONAL DE TUBARÃO

107

Total Geral

2238

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Michelle Nunes
Fone: (48) 3665-2575/ (48) 9929-4998
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 98843-8553
Site: www.sef.sc.gov.br