Compartilhe


Foto: Rafael Paulo/SAI

Uma delegação chinesa da Província de Fujian foi recebida nesta sexta-feira, 14, pelo secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, e representantes de outros órgãos do Governo do Estado e instituições catarinenses com o objetivo de conhecer os principais potenciais de Santa Catarina que nortearão cooperações futuras com entre os dois lados.

“Santa Catarina tem muito interesse em firmar boas parcerias e cooperações na China, que é hoje o nosso principal parceiro comercial. O Governo do Estado vê que Fujian pode se tornar uma grande porta de entrada de Santa Catarina na China, assim como podemos ser a porta de entrada de Fujian no Brasil”, avaliou o secretário Virmond.

Um grupo de trabalho formado pela equipe da Secretaria de Assuntos Internacionais e do Escritório de Relações Internacionais da Univali foi criado no final de 2016 para tratar da formatação de um acordo de cooperação entre Santa Catarina e Fujian.

“Nas próximas semanas, uma delegação oficial do Governo de Santa Catarina visitará Fuzhou e Pingtan, em Fujian, para que os nossos governos possam avançar nas conversas sobre futuras parcerias e identificar as áreas com maior potencial de resultados já no curto prazo”, lembrou Virmond.

O secretário de Assuntos Internacionais acredita que as informações apresentadas na visita de desta sexta-feira, bem com a missão a Fujian em agosto, darão um impulso para que o acordo saia ainda neste ano.

Os chineses, liderados diretora da Divisão Consular e Cultural do Departamento de Assuntos Internacionais do Governo Provincial de Fuijian, Maya Chen, tiveram um panorama sobre o desempenho de Santa Catarina em diferentes áreas.

O professor de Relações Internacionais Walter Barbieri representou a Univali na reunião e falou do setor de ensino superior em Santa Catarina. Os chineses conheceram os roteiros turísticos do estado, apresentados pelo consultor Nikolas Bottós, da Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes.

Já o diretor de Cooperativismo e Agronegócios da Secretaria de Agricultura e da Pesca, Athos de Almeida Lopes Filho, apresentou os esforços para manter a qualidade da produção de carnes catarinenses. Segundo Athos, 23% da carne suína exportada pelo estado é destinada para a China.

Os detalhes da economia foram introduzidos pelo representante da agência catarinense de investimentos Investe SC, Guillermo Antonio Davila Calle. O painel apresentado pela Investe SC aponta para o crescimento na produção industrial catarinense e na confiança do empresariado em investir no estado.

Mais informações para a imprensa:

Rafael Paulo
Assessoria de Comunicação
Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais
E-mail: rafael@sai.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2214 / (48) 99952-4504