O governador Raimundo Colombo, apresentou, na noite desta quinta-feira, 28, em Joinville, a palestra “Pacto por SC: prestando contas”. A ação faz parte do roteiro de palestras que pretende detalhar as obras realizadas, desde janeiro de 2011, e em andamento ou previstas pelo programa Pacto por Santa Catarina. O evento realizado na Expoville foi aberto para a comunidade e está acontecendo em todas as regiões catarinenses. “Queremos mostrar o que já realizamos e também receber reivindicações e avaliações, para ajudar a melhorar a nossa gestão, tanto em obras como em serviços nas diversas áreas”, destacou Colombo.

 Nos municípios de Joinville, São Francisco do Sul, Garuva, Balneário Barra do Sul, Araquari, Itapoá, Barra Velha e São João do Itaperiú foram investidos pelo Governo do Estado R$ 635,5 milhões, sendo R$ 264,3 milhões em obras já concluídas. Outros R$ 314,5 milhões estão aplicados nas obras em andamento e mais R$ 56,7 milhões estão previstos para ações a serem iniciadas.

pacto por sc prestando contas - joinville 20131129 1689174396
Na ocasião, Colombo também liberou recursos para a região. Foto: Neiva Daltrozo/Secom

>>> Acesse a Galeria de Fotos

 Na área da Infraestrutura, o Estado investiu cerca de R$ 290 milhões com destaque na conclusão das pavimentações da SC-415, em Itapoá e da Costa do Encanto no trecho Gibraltar e Estaleiro, em São Francisco do Sul. Em andamento, a construção do contorno de Garuva, do Binário Vila Nova em Joinville, e as pavimentações das Ruas Tuiuti, Portugal e Albano Schmidt, também em Joinville, estão entre as obras de destaque na região.

{source}
<!-- You can place html anywhere within the source tags -->
<iframe src="http://www.slideshare.net/slideshow/embed_code/28716883" width="427" height="356" frameborder="0" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" style="border:1px solid #CCC;border-width:1px 1px 0;margin-bottom:5px" allowfullscreen> </iframe> <div style="margin-bottom:5px"> <strong> <a href="https://www.slideshare.net/Pactoporsc/sdr-joinville" title="Pacto Por SC: Prestando Contas - apresentação Joinville" target="_blank">Pacto Por SC: Prestando Contas - apresentação Joinville</a> </strong> from <strong><a href="http://www.slideshare.net/Pactoporsc" target="_blank">Pacto por SC </a></strong> </div>

<script language="javascript" type="text/javascript">
    // You can place JavaScript like this
    
</script>
<?php
    // You can place PHP like this
    
?>
{/source}

 Para Assistência Social, foram aplicados R$ 23 milhões, destacando a aquisição de um terreno para construção de complexo multiuso no Bairro Boehmerwald, em Joinville. Ainda nessa área, foram investidos R$ 4,3 milhões na manutenção da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.

 Em Energia, os investimentos chegaram a R$ 116,9 milhões com destaque na construção de uma subestação em Garuva, já concluída, e a substituição da rede de distribuição de energia elétrica aérea por subterrânea nas ruas centrais de Joinville, que está em andamento.

 A área da Saúde da região recebeu R$ 42,4 milhões. Em uma das obras, o Estado participou com R$ 5 milhões na construção do hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça, em São Francisco do Sul. Outro investimento foi o repasse de R$ 14 milhões para ativação completa do complexo emergencial Ulysses Guimarães 2 do Hospital Municipal São José de Joinville.

 Em Educação foram investidos R$ 78,2 milhões, com destaque na construção da Escola Indígena Jataity, em Barra do Sul; da reforma e ampliação da Escola Osvaldo Aranha e da reforma geral e ampliação da Escola Maria Amin Ghanem.

 Saneamento Básico, Justiça e Cidadania, Turismo, Cultura, Esporte, Desenvolvimento Tecnológico e Científico, Agricultura e Pesca, receberam juntos R$ 83,6 milhões, com destaque para a conclusão da nova ala do semiaberto da penitenciária com 176 vagas e do centro de atendimento socioeducativo, ambos em Joinville.

Leia também:

>>> Governo do Estado libera R$ 11 milhões para a região de Joinville

{text}

O governador  Raimundo Colombo assinou na noite desta quinta-feira, 28, em Joinville, no Norte do Estado, convênios no total de R$ 4,7 milhões, contratos de manutenção e com o Programa Badesc Cidades Juro Zero no valor de R$ 3,1 milhões e ordem de serviço para a reforma e ampliação em escola da região, com investimentos de R$ 1,3 milhão. Também foram anunciados convênios de R$ 1,9 milhão para sete municípios. “São recursos que vão ajudar no desenvolvimento das cidades que mais precisam e que tiveram uma queda na arrecadação. Os prefeitos poderão aplicar em diversas áreas, principalmente na revitalização e pavimentação de ruas”, explicou Colombo.

As primeiras assinaturas foram dos contratos de financiamento do Programa Badesc Cidades Juro Zero para os municípios de Garuva, São João do Itaperiú e Balneário Barra do Sul. Garuva terá R$ 1 milhão para ser usado na compra de um rolo compactador e um caminhão basculante para a realização de obras públicas.

>>> Governador presta contas de investimentos do Pacto por Santa Catarina na região de Joinville

pacto por sc prestando contas - joinville 20131129 1478895755
Foto: Neiva Daltrozo/Secom

>>> Acesse a Galeria de Fotos

São João do Itaperiú assinou o contrato de R$ 800 mil para a compra de uma escavadeira e um caminhão para coleta de lixo. Já Balneário Barra do Sul financiou R$ 1 milhão, que será usado na aquisição de uma escavadeira hidráulica, uma retroescavadeira, dois caminhões 4x2, um rolo compactador de lixo e um tanque pipa.

Os recursos, que são do Programa da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) Cidades Juro Zero, servem para apoiar a realização de obras de infraestrutura e a melhoria dos serviços de responsabilidade dos municípios catarinenses, priorizando o crescimento econômico e a geração de emprego e renda ao cidadão. Podem ser encaminhados ao Badesc projetos de obras de saneamento básico, pavimentação asfáltica, construção de escolas e postos de saúde, entre outros que se caracterizam como investimento. Foram recentemente incluídos, a construção de pavilhões industriais e projetos de engenharia. Nessa modalidade de financiamento, o município terá carência de um ano e prazo de 36 meses para pagar e os juros são pagos pelo Governo do Estado.

Convênios

O governador assinou também convênios que vão beneficiar o município de Balneário Barra do Sul com R$ 400 mil para a realização de obras no sistema de esgoto. Barra Velha terá R$ 50 mil para aquisição de um veículo tipo camioneta para atender a área da Agricultura e obras. Joinville também foi beneficiada com o apoio financeiro de R$ 150 mil, que serão usados pela Sociedade Distribuidora de Água para Irrigação de Joinville (Sodaj) para recuperação de valas e barragens. Também foi assinado convênio com a Escola de Teatro Bolshoi no Brasil no valor de R$ 4,14 milhões, que serão usados na manutenção da entidade.

Colombo assinou ainda R$ 369 mil em contratos de manutenção em unidades de saúde de Joinville e rodovias estaduais do Norte do Estado. Em melhorias na Maternidade Darcy Vargas e no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt serão investidos R$ 55 mil e R$ 50 mil, respectivamente. Trechos de seis vias da região irão receber serviços de sinalização e correção asfáltica, com investimento de R$ 264 mil.

Na oportunidade, o Hospital Regional também recebeu um sistema de videobroncoscopia, um analisador de tromboelastometria, um equipamento de ultrassom 3D e um ultrassom portátil. Os equipamentos somados custaram R$ 814 mil.

Ordem de serviço

Também foi dada a ordem de serviço para reforma e ampliação da Escola Estadual Prefeito Higino Aguiar, onde serão aplicados mais de R$ 1,3 milhão. Entre as ações previstas no projeto estão a cobertura do pátio de recreação, recuperação do piso e da cobertura da quadra de esportes, readequação das instalações elétricas e paisagismo. Situada em Araquari, a unidade também será maior, com a construção de elevador e rampa de acessibilidade para portadores de necessidades especiais, praça de leitura e bicicletário. 

Contratos anunciados

Araquari

2 veículos para a Defesa Civil e Sub Prefeitura

R$ 60 mil

Aquisição de adubo orgânico para os agricultores

R$ 20 mil

Balneário Barra do Sul

Aquisição de material esportivo

R$ 100 mil

Contratação de horas máquina para desassoreamento e limpeza dos rios e valas

R$ 100 mil

Barra Velha

Aquisição de um veículo para a Secretaria Municipal de Assistência Social

R$ 25 mil

Garuva

Construção de galerias em estrutura de concreto armado tipo pré-moldado

R$ 400 mil

Construção de espaço para feira livre

R$ 150 mil

Ampliação do sistema de água

R$ 150 mil

Aquisição de instrumentos musicais

R$ 25 mil

Canalização de águas pluviais na Rua Casemiro de Abreu (aquisição de 50 tubos de concreto armado para drenagem)

R$ 50 mil

Joinville

Apoio na substituição da Cobertura da piscina da Associação Amigos dos Autistas

R$ 50 mil

Apoio financeiro para a conclusão das obras da Sede da Associação de Beneficência Evangélica Luterana

R$ 40 mil

Apoio na elaboração do Plano Intermunicipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (AMUNESC)

R$ 667,7 mil

São Francisco do Sul

Apoio financeiro para aquisição de material esportivo (Associação Desportiva Francisquense)

R$ 20 mil

São João do Itaperiú

Construção de quadra de esportes

R$ 50 mil

 

 

TOTAL

R$ 1,9 milhão

 

Leia também:

>>> Governador participa da inauguração de nova unidade da empresa Whirlpool, em Joinville

>>> Biblioteca pública de Joinville é reinaugurada na presença do governador do Estado

>>> Governo do Estado entrega 180 viaturas para as Polícias Militar e Civil e Instituto Geral de Perícias

 

{text}

O governador Raimundo Colombo participou nesta quinta-feira, 28, em Joinville, da inauguração de uma nova linha de montagem da Whirlpool Latin America. O processo permitirá aumentar em 10% a capacidade produtiva de refrigeradores. O governo do Estado, por meio do Pró-Emprego, concedeu à fábrica joinvilense tratamento tributário diferenciado do Imposto Sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS). “Foi uma forma de valorizar a decisão da Whirpool de continuar investindo em Santa Catarina. Em contrapartida, foram criados 850 novos empregos, uma contribuição à nossa economia”, garantiu.

inauguracao da whirlpool latin america 20131128 1560691673
Foto: Natália Silva/SDR Joinville

>>> Mais imagens na galeria de fotos

Segundo o presidente da Whirlpool Latin America, João Carlos Brega, as primeiras conversas entre a multinacional e o governador para tratar do investimento ocorreram há pouco mais de um ano. “Fizemos o nosso pedido e recebemos apoio. Hoje estamos apresentando essa conquista, que contribui para o desenvolvimento da região, em parceria com o Estado”, afirmou. A fábrica de Joinville possui 13 mil colaboradores diretos. A cada cinco segundos, sai um produto pronto da empresa.  

A Whirlpool Latin America lidera o mercado latino-americano de eletrodomésticos. No Brasil, a empresa é fabricante das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid. Além de Santa Catarina, possui unidades nos estados de São Paulo e Amazonas. Com mais de um mil pesquisadores e cinco centros de tecnologia, a multinacional é a segunda maior depositante de patentes do País. É a única empresa brasileira entre as 500 maiores depositantes de patentes no mundo.

Pró-Emprego
O programa visa gerar de emprego e renda no território catarinense, incentivando empreendimentos a realizarem projetos de implantação, expansão, reativação, modernização tecnológica, considerados prioritários ao desenvolvimento econômico, social e tecnológico do Estado. Desde 2007, o Pró-Emprego gerou investimentos de R$ 20 bilhões. De janeiro a outubro de 2013, o programa teve 26 novos processos concedidos, com estimativa de geração de 4.092 empregos e investimentos de R$ 1,15 bilhão.

{text}

A partir do dia 1º de dezembro, as empresas de transporte de mercadorias inscritas no Simples Nacional serão obrigadas a usar o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), documento fiscal exclusivamente digital que permite um controle mais efetivo do fluxo de produtos pelo Fisco. O cronograma de implantação do CT-e começou em setembro de 2012 com a obrigatoriedade de uso para as grandes transportadoras. Em agosto deste ano, foi estendido aos demais contribuintes do regime normal de ICMS. A obrigatoriedade é válida em âmbito nacional e extensiva a todos os modais de transporte.

O CT-e traz uma série de benefícios, não só para o Fisco. Os contribuintes têm redução de custos de impressão e armazenamento, uma vez que o documento é emitido eletronicamente. Além disso, as empresas ganham com a simplificação dos processos fiscais que reduzem, por exemplo, o tempo de parada de caminhões em postos de fronteira. "Para a Fazenda, o CT-e traz muitas vantagens, entre elas, maior controle fiscal e suporte aos projetos de escrituração eletrônica contábil e fiscal (SPED)", explica Ian Peter Kohanevic, coordenador do Grupo Especialista Setorial de Transportes da Secretaria de Estado da Fazenda (GESTRAN/SEF).

Saiba mais:
O CT-e é um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar, para fins fiscais, uma prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modal (Rodoviário, Aéreo, Ferroviário, Aquaviário e Dutoviário). Sua validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente (garantia de autoria e de integridade) e pela recepção e autorização de uso, pelo Fisco.

Assessoria de Comunicação da SEF
Aline Cabral Vaz / Cléia Schmitz
(48) 3665-2575 / 2572

O curso de Fundamentos de Liderança Pública contou com a participação de mais de cem pessoas, entre prefeitos, vice-prefeitos e secretários municipais de Araquari, Garuva, Gravatal, Itajaí, Jaraguá do Sul, Santo Amaro da Imperatriz e São Francisco do Sul. O encontro, realizado nesta quinta-feira, 28, em Florianópolis, faz parte do projeto Gestão Municipal para a Nova Economia, lançado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e coordenado pelo Centro de Liderança Pública (CLP). “Este projeto, com duração prevista de um ano, visa capacitar os gestores públicos para que estes apliquem em seu Governo uma gestão com eficácia, comprometimento e qualidade”, salientou a secretária em exercício da SDS, Lucia Dellagnelo.

Foram abordados tópicos sobre metas, valores, gestão, institucionalização e desafios. Para o diretor-presidente do CLP, Luiz Felipe d’Avila, a ideia é formar políticos transformadores. “Mudança é uma simples troca. Já a mudança transformadora requer uma mudança cultural, de crença, atitude e valor”, declarou.

Professora da Fundação Getúlio Vargas nas áreas de Poder e Política Organizacional, Patricia Tavares falou sobre como a cultura organizacional pode alavancar negócios. “Cada organização é composta de quatro dimensões: estratégia, conhecimento aplicado, estrutura e pessoas. O trabalho do gestor é conseguir equilibrar estas dimensões”, sintetizou. Patricia disse, ainda, que os critérios para a mudança incluem a identificação, priorização e desenvolvimento de um plano de ação. “A mudança não precisa ser para o ano seguinte. Muitas vezes, ela refletirá apenas na próxima geração, em dez, vinte anos ou mais”, esclareceu.

Para o prefeito de Garuva, José Chaves, este projeto é uma oportunidade de organizar e planejar a cidade. “Após estas capacitações, teremos uma nova modalidade de gestão pública. Hoje pudemos vivenciar o trabalho com profissionais de gestão e este conhecimento é muito importante para nós”, revelou. O encontro contou também com a presença do prefeito reeleito de Olímpia (SP), Eugênio José Zuliani, que falou sobre suas experiências após ter concluído os cursos do CLP.

Participaram da capacitação os prefeitos de Araquari, João Pedro Woitexem; de Gravatal, Jorge Nesi; de Jaraguá do Sul, Dieter Iansen; de Santo Amaro da Imperatriz, Sandro Vidal; além dos vices de Itajaí, Dalva Rhenius; e de São Francisco do Sul, Marcos Scarpato.

{text}

 

O governador Raimundo Colombo sobrevoou, nesta quinta-feira, 28, o terreno onde será construída a fábrica da BMW, em Araquari, no Norte do Estado. O sobrevoo ocorreu durante a viagem do governador a Joinville.

sobrevoo terreno bmw 20131128 1307107742
Foto: frame do vídeo produzido por Cláudio Thomas/Secom

Ainda em dezembro, será lançada a pedra fundamental da fábrica. A licença ambienta para a instalação foi assinada no início deste mês pelo presidente da Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma), Gean Loureiro.

A construção para a fábrica da BMW contará com 757 funcionários, além de 90 para a área administrativa. Além disso, depois de construída, serão mais 1.150 empregos diretos para trabalhar na montagem dos 45 a 85 mil veículos que serão produzidos anualmente. Uma das exigências da Fatma é que o empreendedor utilize mão de obra local. A área total do empreendimento é de 492.750,00 km² e 252.520,00 km² de área construída.

As imagens do sobrevoo estão disponíveis para a imprensa no FTP do Governo do Estado. Para acessar, entre em ftp://ftp2.ciasc.gov.br (login: governosc/senha:comunicacao).

{text}

A presidente Dilma Rousseff, acompanhada do governador Raimundo Colombo e do vice Eduardo Pinho Moreira, participou, nesta quarta-feira, 27, em Florianópolis, da assinatura do contrato de financiamento com o Banco do Brasil, no valor de R$ 2 bilhões para as ações do Pacto por Santa Catarina, e o contrato de R$ 34 milhões para a execução de Dragagem do Porto de Imbituba, no Sul do Estado.

presidente dilma rousseff em florianopolis 20131127 1659443241
Foto: Jaqueline Noceti/Secom

>>> Mais imagens na galeria de fotos

“A parceria que firmamos com os Estados é um aprimoramento da democracia no Brasil. Se nós tivermos a colaboração de todos conseguimos levar um projeto que tenha envergadura para beneficiar  a população. Não temos obras individuais, tem que ter esse aspecto federativo e colaborativo para aumentar o emprego e a renda, e tornar a nossa economia ainda mais pujante. A melhoria nos portos, por exemplo, é muito importante para o nosso país dar um salto no sentido de construir uma infraestrutura moderna, capaz de nos colocar onde nós merecemos, como lideranças econômicas e políticas no mundo”, disse Dilma.

O financiamento do Banco do Brasil vai garantir a continuidade das ações do Pacto Por Santa Catarina, para melhoria na malha rodoviária, aumento da competitividade dos portos, construção de novas unidades no sistema penitenciário, da segurança pública, construção de barragens para contenção de cheias, ampliação de unidades hospitalares e investimentos na área de turismo de eventos. O programa que reúne obras e aquisições para atender às principais demandas da sociedade soma R$ 9,4 bilhões captados, o maior pacote de investimentos da história catarinense.

No Porto de Imbituba, serão investidos R$ 34 milhões pelo governo federal e R$ 3 milhões pelo governo do Estado. A dragagem vai garantir o aprofundamento do canal de acesso (dos atuais 15 metros para 17 metros), da bacia de evolução (de 13 para 15,5 metros) e dos berços (de 12,5 para 15 metros). O prazo para execução da obra é de seis meses. Com a dragagem, o Porto poderá receber navios de até 360 metros de comprimento, embarcar e desembarcar mais cargas para comercialização. Atualmente, recebe 35 navios por mês, o que representa 70 operações de entrada e saída no local. 

O Porto de Imbituba é administrado pelo governo do Estado, por meio da SC Parcerias. O governo assumiu o porto no final de dezembro de 2012 e a estrutura deve fechar 2013 com uma movimentação de 2,6 milhões de toneladas, um aumento de cerca de 30% em relação ao ano anterior.

O governador Raimundo Colombo disse que Santa Catarina vive um momento importante em vários aspectos. Ele citou o Porto Imbituba que cumpre um papel de estratégico para o fortalecimento da economia, do emprego, renda e o desenvolvimento do Estado e as ações do Pacto por Santa Catarina. “Santa Catarina cresceu muito nos últimos anos. Isso demandou em novas estradas, duplicações, e melhorias no serviço público e por isso desenvolvemos o Pacto por Santa Catarina. Não tínhamos condições de executar todas as obras somente com os recursos do Estado, mas existe uma forte parceria com os municípios e Governo Federal. O que é e foi fundamental para construir um cenário de desenvolvimento e de assegurar a qualidade de vida para o nosso povo.”

Florianópolis foi a terceira cidade catarinense que Dilma visitou nesta quarta-feira. A agenda da presidente começou às 11h em São Francisco de Sul. No início da tarde, assinou a ordem de serviço para a sobre-elevação das barragens de Taió e Ituporanga, obras fundamentais para contenção de enchentes no Estado. 

>>> Confira o boletim da Rádio Secom e faça download

{text}

Os prefeitos de Seara (Laci Grigolo), Herval d' Oeste (Nelson Guindani), Concórdia (João Girardi), Chapecó (José Claudio Caramori), Capinzal (Andevir Isganzella), Salto Veloso (Claudemir Cesca), Fraiburgo (Ivo Biazzolo) e o prefeito eleito de Videira (Wilmar Carelli), estiveram na Secretaria de Estado da Fazenda nesta quarta-feira, 27, para falar sobre o Movimento Econômico, que é o índice que determina quanto cada município recebe na distribuição do ICMS. Os municípios da região reclamam que a maior parte do Valor Adicionado (VA) que compõe o Movimento Econômico, fica atrelada aos municípios que sediam os escritórios contábeis e centros de distribuição das indústrias, e não aos locais onde se dá a produção.

A comitiva foi recebida pelos secretários da Fazenda, Antonio Gavazzoni, da Casa Civil, Nelson Serpa, da Infraestrutura, Valdir Cobalchini, e pelo assessor de assuntos tributários da Fazenda, Ari Pritsch, responsável pelo Movimento Econômico. Também participaram da reunião os deputados Moacir Sopelsa, Marcos Vieira e Neodi Saretta.

De acordo com os prefeitos, a produção sai da indústria e vai para centros de distribuição, muitos deles fora do estado, geralmente localizados próximos a portos e grandes centros de consumo, por um preço de custo. Assim, as atividades de saída de mercadoria, que compõem o Movimento Econômico, acabam sendo atribuídas ao município onde o Centro de Distribuição está estabelecido, onde fica o lucro, e não ao município produtor. O pleito dos prefeitos é por uma alteração imediata no regulamento do ICMS.

Gavazzoni concordou com os argumentos dos prefeitos: “Tem alguma coisa muito errada nessa situação jurídica, e não é de agora que estamos tentando mudar esse quadro. Vamos colocar todos à mesa e estudar a legislação com os setores tributários das empresas”, disse o secretário. Segundo ele, dois procuradores também serão destacados para estudar o caso junto à equipe técnica da Fazenda.

O secretário Serpa concordou em estudar junto com a Fazenda uma forma de melhorar a situação. “Colocaremos todo nosso empenho para agilizar a solução, mas com segurança jurídica”, disse.

O deputado Marcos Vieira apresentou aos participantes da reunião um projeto de sua autoria que tramita na Comissão de Constituição e Justiça e propõe que, indiferente do local do escritório contábil da indústria, o imposto volte em grande parte para a origem.

Os prefeitos deixaram um estudo que será objeto de análise pela equipe técnica da Fazenda, para posterior retorno aos participantes.

Assessoria de Comunicação SEF
Aline Cabral Vaz/Cléia Schmitz
avaz@sef.sc.gov.br/ cschmitz@sef.sc.gov.br
www.sef.sc.gov.br
Twitter: @fazenda_sc

Os prefeitos de Araquari, Garuva, Gravatal, Itajaí, Jaraguá do Sul, Santo Amaro da Imperatriz eSão Francisco do Sul participarão do curso de Fundamentos de Liderança Pública, nesta quinta-feira, 28, a partir das 10h, no auditório da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), em Florianópolis.

A atividade faz parte do projeto Gestão Municipal para a Nova Economia, lançado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e coordenado pelo Centro de Liderança Pública (CLP). “Esta é uma oportunidade para os gestores aprimorarem o conhecimento em busca de uma gestão mais eficiente”, declara a secretária em exercício da SDS, Lucia Dellagnelo.

Com duração prevista de 12 meses, o objetivo do projeto é estimular o desenvolvimento socioeconômico destas cidades. Na primeira reunião de trabalho, realizada no mês passado, foi apresentado o cronograma que inclui capacitações dos gestores e secretários municipais, desenvolvimento de um plano econômico estratégico, criação de um modelo de governança, entre outras ações.

“Neste encontro serão abordados os desafios de liderança na área pública, focando os obstáculos e as resistências que envolvem mudanças de valores, crenças e atitudes, bem como estratégias de mobilização de pessoas em torno de objetivos comuns”, relata o diretor-presidente do CLP, Luiz Felipe d’Avila.

{text}

A presidente Dilma Rousseff, na presença do governador Raimundo Colombo, inaugurou o novo ponto de atracação das embarcações no cais do Porto de São Francisco, o berço 201. Com investimentos de R$ 30 milhões do governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e R$ 5 milhões de recursos próprios do porto, o berço passou de 150 para 280 metros de extensão. Também houve a entrega de 59 máquinas motoniveladores e dez caminhões caçamba para 69 municípios catarinenses.

presidente dilma rousseff em sao francisco do sul 20131127 1426907455
Foto: Neiva Daltrozo/Secom 

>>> Mais imagens na galeria de fotos

O novo berço vai permitir a operação de navios maiores com capacidade para operar com Guindastes Portuário Móvel sobre Pneus (MHC), em inglês - Mobile Habour Crane. Com o novo espaço, o aumento do movimento no Porto será de 30%. “O Brasil tem grandes desafios e um deles é a logística, a competitividade e a eficiência. Conseguimos aumentar a nossa produção e o mercado internacional, extraordinariamente, cresceu e com isso, precisamos de obras como estas para escoar a nossa produção”, explicou Colombo.

A obra, feita pelo 10º Batalhão de Engenharia de Construção de Lages, torna São Francisco um porto de múltiplo uso, mais especificamente em granéis agrícolas, e permitirá o melhor ordenamento dos diversos tipos de cargas embarcadas e desembarcadas. A capacidade atual, de 12 milhões de toneladas/ano, será ampliada em 2 milhões de toneladas/ano. “Aproximadamente 12% da exportação de grãos do Brasil é realizada pelo Porto de São Francisco, que geralmente acontece em menos de 24 horas. O nosso Porto é o segundo maior em carga geral e o sétimo em movimento, no ranking do Brasil”, destacou o governador.

Na oportunidade, a presidente oficializou a entrega de 59 máquinas motoniveladoras e dez caminhões caçamba para prefeituras catarinenses, por meio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), com investimento aproximado de R$ 26 milhões. Os equipamentos serão usados na conservação de estradas vicinais, que não são pavimentadas.

Serão 269 municípios em Santa Catarina, que receberão, cada um, uma máquina motoniveladora, uma retroescavadeira e um caminhão caçamba. O valor estimado para cada município é de R$ 1 milhão que somam a aquisição dos três equipamentos.

“Esse programa vai ajudar muito as cidades menores, ou seja, com menos de 50 mil habitantes, além de dar mais autonomia para os prefeitos. As máquinas poderão ser usadas para abrir uma vala ou fazer melhorias nas estradas de terra. É muito importante esse programa porque é um grande desafio conservar estradas, e em alguns casos, onde alguns municípios tem aproximadamente 2 mil quilômetros de estradas”, comentou a presidente Dilma.

Cidades que receberam motoniveladores
Agrolândia, Agronômica, Apiúna, Araquari, Ascurra, Atalanta, Aurora, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, Bela Vista do Toldo, Benedito Novo, Botuverá, Braço do Trombudo, Campo Alegre, Chapadão do Lageado, Corupá, Dona Emma, Doutor Pedrinho, Garuva, Guabiruba, Guaramirim, Ibirama, Ilhota, Imbuia, Irineópolis, Itaiópolis, Itapoá, Ituporanga, José Boiteux, Laurentino, Lontras, Major Vieira, Massaranduba, Mirim Doce, Monte Castelo, Papanduva, Petrolândia, Pomerode, Porto União, Pouso Redondo, Presidente Getúlio, Presidente Nereu, Rio do Campo, Rio do Oeste, Rio dos Cedros, Rio Negrinho, Rodeio, Salete, Santa Terezinha, São Francisco do Sul, São João do Itaperiú, Schroeder, Taió, Timbó, Três Barras, Trombudo Central, Vidal Ramos, Vitor Meireles, Witmarsum.

Cidades que receberam caminhões-caçamba
Antônio Carlos, Balneário Piçarras, Bombinhas, Canelinha, Luis Alves, Nova Trento, Penha, Porto Belo, São João Batista e Tijucas.

Ouça o discurso da presidente Dilma:

{source}
<!-- You can place html anywhere within the source tags --><iframe width="100%" height="166" scrolling="no" frameborder="no" src="https://w.soundcloud.com/player/?url=https%3A//api.soundcloud.com/tracks/122151264"></iframe>


<script language="javascript" type="text/javascript">
    // You can place JavaScript like this
    
</script>
<?php
    // You can place PHP like this
    
?>
{/source}

>>> Confira o boletim da Rádio Secom e faça download

{text}