A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca comemora a reação da suinocultura em Santa Catarina. A cotação do animal vivo sobe em todas as regiões, a Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS) aponta que o produtor recebe R$ 2,70 por quilo de peso vivo, e a Bolsa de Suínos rejustou em R$ 2,85 por quilo. O aumento é devido à movimentação do mercado das carnes no país, ação desenvolvida pelo Governo do Estado e as exportações.

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, João Rodrigues, destaca a importância das medidas adotadas pelo Governo do Estado para dar suporte aos produtores enquanto enfrentavam a crise na suinocultura no ano passado e a conquista do mercado japonês à carne suína neste ano. “O Governador Raimundo Colombo solicitou aumento na utilização de carne suína nas refeições oferecidas pelo Estado nas escolas, abrigos e centros de atenção social, hospitais e nos presídios, e as primeiras exportações da carne suína catarinense ao mercado japonês já iniciaram”, completou Rodrigues.

O secretário defende que a abertura de mercados como o japonês representa um grande passo para garantir estabilidade para a suinocultura catarinense, setor que nos últimos anos passou por diferentes momentos de crise diante do alto custo de produção e da oscilação dos preços pagos aos produtores. A entrada da carne suína catarinense foi autorizada pelo governo japonês em maio deste ano. Em junho, o governador Raimundo Colombo e o secretário João Rodrigues estiveram em Tóquio para oficializar a parceria histórica.

Oito frigoríficos de cinco empresas foram habilitados a exportar carne suína ao mercado japonês nesta etapa: BRF (com as unidades de Campos Novos e de Herval D’Oeste), Seara (unidades de Seara e de Itapiranga), Pamplona (Rio do Sul e de Presidente Getúlio), Aurora (Chapecó) e da Sul Valle (São Miguel do Oeste). Os primeiros embarques foram enviados em julho e chegam ao Japão no final deste mês.

Entrevista com o secretário-adjunto de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies:

  Baixar áudio

A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca promove nesta terça-feira (13), no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês, em Chapecó, a partir das 19h, o painel “Qualidade da Carne Suína Catarinense e o Mercado Japonês", que será ministrado pelo adido agrícola na Embaixada do Brasil em Tóquio (Japão), Gutemberg Barone de Araújo Nojosa, na abertura da sexta edição do Simpósio Brasil Sul de Suinocultura. O evento será realizado de 13 a 15 de agosto.

O simpósio é considerado um dos mais importantes eventos técnicos de suinocultura com a missão de debater tendências e antecipar temas e tecnologias relacionadas à produção de suínos. Vão participar do painel, além do adido agrícola do Brasil na Embaixada em Tóquio, o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, João Rodrigues, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), José Zeferino Pedrozo, o presidente da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipesc), Rui Vargas, e o presidente da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), Enori Barbieri.

“Com a habilitação de frigoríficos catarinenses para exportar para o Japão, agroindústrias e técnicos estão atentos às exigências desse cobiçado mercado, por isso, a importância desse evento para o setor”, destaca o secretário João Rodrigues. O acesso ao painel de abertura do simpósio é gratuito.

As novas perspectivas mundiais com a abertura de novos mercados também serão apresentadas pelos convidados. Durante os três dias do simpósio, promovido pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnicas (Nucleovet), com a presença de palestrantes nacionais e internacionais. Uma das apostas do simpósio será a palestra "Perspectivas Mundiais para a Carne Suína Brasileira: Mitos e Fatos" com Rui Vargas, presidente da Abipecs. Vargas abordará os reflexos no país com a abertura de novos mercados como o Japão, que passará a comprar carne produzida em Santa Catarina.

Maior importador mundial do produto, o Japão compra cerca de um 1,2 milhão de toneladas por ano. Atualmente, Santa Catarina é o único Estado brasileiro que pode vender carne suína ao país japonês, pois é o único livre de febre aftosa sem vacinação.

A palestra "Qualidade da Carne Suína e Fatores que a Influenciam" será apresentada pela professora Dra. Ana Maria Bridi. Para a especialista, as etapas da cadeia produtiva devem ser normatizadas e certificadas para garantir a padronização do produto e satisfazer os novos conceitos de qualidade que foram incorporados recentemente, como a segurança alimentar e o respeito dos sistemas de produção ao bem-estar do homem, dos animais e pelo ambiente.

Entre os temas técnicos, destaque para "Disenteria Suína: Situação brasileira", "Disenteria Suína Controle e Erradicação", "Análises de Resíduos Veterinários e Contaminantes em Carnes" e "Atualizando o Manejo Nutricional de Matrizes Suínas Hiperprolíficas". Mais informações e a programação completa estão no site www.nucleovet.com.br.

Confira o boletim produzido pela Rádio Secom

  Baixar áudio

Confira o programa semanal com Raimundo Colombo. Veículos de comunicação podem baixar vídeo e áudio

 

vargem 20130810 1541800746

O governador Raimundo Colombo esteve em Vargem, na tarde deste sábado,10, onde visitou o prefeito e oficializou o repasse de R$ 900 mil ao município, por meio do Fundo de Apoio aos Municípios, o Fundam. Colombo ressaltou que a parceria do governo do Estado é fundamental para a realização das obras que representam as prioridades locais. “No Pacto por Santa Catarina, estão contempladas as grandes obras, e, muitas vezes, os municípios pequenos, que já enfrentam dificuldades financeiras não conseguem executar suas demandas sem os recursos que o governo está repassando a todas as cidades catarinenses”, destacou o governador. 

Durante a conversa com outras autoridades da região, o governador também explicou sobre outros programas de financiamento aos quais os gestores podem ter acesso para fazerem investimentos. Entre elas, está o Badesc Cidades - o programa, lançado no mês de fevereiro, oferece financiamentos de médio e longo prazo para ações de melhorias de infraestrutura e de serviços nas cidades catarinenses, promovendo o crescimento econômico com geração de emprego e renda. Neste ano, estão disponibilizados R$ 350 milhões, com 100% dos encargos subsidiados pelo governo do Estado.

De acordo com o prefeito de Vargem, Nelson Gasperin Junior, os R$ 900 mil liberados pelo Fundam serão aplicados na execução de duas ações prioritárias, uma delas é a pavimentação da principal rua do município, a Benjamin Margotti, na área central. O projeto contempla não só o asfalto, mas a urbanização do trecho e a implantação de passeios públicos. O restante do recurso será investido na aquisição de maquinário para o trabalho de manutenção das estradas vicinais, já que a base da economia do município vem da produção agrícola.

vargem 20130810 1547866463

{text}

O governador Raimundo Colombo palestrou nesta sexta-feira, dia 9, para a plateia do 15º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão, em Florianópolis, apresentando um balanço da sua gestão e destacando a importância da economia de Santa Catarina no cenário nacional. O evento, que termina nesta sexta, é uma promoção da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert) e tem apoio institucional do Governo do Estado. O secretário de Estado da Comunicação, Nelson Santiago, também participou do evento.

O governador abriu a palestra ressaltando a diversidade da economia catarinense, lembrando que apesar de ter apenas 1,1% do território nacional, Santa Catarina tem uma indústria com grande participação na economia nacional. Colombo citou o peso do agronegócio catarinense, ressaltando que Santa Catarina é o maior produtor de carne suína do país e o segundo maior produtor de carne de frango. Lembrou ainda que o modelo de negócio implantando nas empresas do Estado virou referência nacional, citando o caso do empresário Atílio Fontana, que fundou a Sadia, e outros exemplos de pioneirismo catarinense.

Colombo falou também dos desafios à frente do Governo do Estado. Ele apresentou dados das contas públicas, demonstrando que hoje, de cada R$ 100 arrecadados em SC, a divisão é a seguinte: R$ 25 é repassado para os municípios, R$ 25 para a educação, R$ 12 para a saúde, R$ 20 para os poderes e R$ 13 para o pagamento da dívida do Estado, sobrando R$ 5 para os demais investimentos. O governador destacou o trabalho da atual gestão para reduzir o custeio do Estado, por meio de um sistema que permite a comparação de preços de serviços e produtos com o pago em outros estados.

O governador citou exemplos práticos da economia que já está sendo feita com a troca de fornecedores, mas sempre mantendo contrato com empresas com todas as credenciais necessárias. Para realizar, por exemplo, o teste do pezinho (aplicado em recém-nascidos), o Governo do Estado gastava R$ 8,4 milhões por ano (dados de 2011), valor que passou para R$ 2,6 milhões, uma redução de 69%. O gasto com compra de medicamentos, mantendo a mesma lista e os mesmos produtos, passou de R$ 42 milhões por ano para R$ 22,2 milhões, redução de 47%. Ele lembrou ainda o trabalho da atual equipe para a renegociação da dívida com o Governo Federal, reduzindo os juros.

Outro ponto de destaque da palestra foi o programa Pacto por Santa Catarina, que vai garantir R$ 10 bilhões em investimentos no Estado. O governador ressaltou as obras em estradas catarinenses, que receberão R$ 3 bilhões, e as obras na área da saúde, onde serão aplicados R$ 500 milhões, além de investimentos que contemplam segmentos como segurança, educação, defesa civil e cultura.

Em entrevista aos jornalistas, o governador Colombo falou sobre a importância do Congresso Catarinense de Rádio e Televisão e do papel desse setor na sociedade. “Um evento como esse integra e discute modernidade, avanços tecnológicos e profissionalismo e fortalece todo o setor. Quem ganha com isso é a sociedade catarinense, todos estão de parabéns”, destacou.

{text}

O governador Raimundo Colombo estará em Lages, na Serra Catarinense, nesta quarta-feira, 7, para participar da cerimônia de abertura do 1º Fórum Desenvolvimento e Inovação de Santa Catarina. A abertura do evento será às 14h, no Centro Serra Convention Center, com a palestra do governador na sequência.

O Fórum da Serra é um evento fomentador de conteúdo que visa estimular a gestão e a inovação, contribuindo para o desenvolvimento da Serra Catarinense. Através da troca de experiências e com palestrantes e instituições que são referência no cenário nacional, o evento agregará valores significativos aos currículos dos participantes e profissionais envolvidos, com foco em empresários, estudantes e formadores de opinião.

{text}

O Centro de Eventos de Canasvieiras, no Norte de Florianópolis, poderá ser entregue em abril de 2014. Retomadas em agosto de 2012, as obras estão, hoje, 54% concluídas. Com investimentos de R$ 26,8 milhões do Governo do Estado, por meio do Pacto por Santa Catarina, o local terá espaço para exposições, lojas, serviço de alimentação, dois auditórios, além de reaproveitamento da água da chuva e captação de energia solar. A ideia é oferecer uma estrutura para movimentar o turismo de eventos no Norte da Ilha fora da temporada de verão.

centro de eventos canasvieiras 20130806 1755121990
Foto Antônio Carlos Mafalda/Secom

Iniciada em 2009, as obras previam a construção de um Centro Multiuso, mas foram paralisadas em 2010 com a intenção de alterar o projeto para Centro de Eventos. Em 2011 foi criada a Proposta de Readequação da Arena Multiuso de Canasvieiras, após manifestações dos moradores e comerciantes do Norte da Ilha. Eles questionaram a construção da arena esportiva que, segundo eles, não atenderia à expectativa da comunidade. Em agosto de 2012, as obras foram retomadas com base no novo projeto do um Centro de Eventos. Ainda em 2012, foram aprovados o alvará da prefeitura, a licença ambiental e os documentos necessários para a liberação dos recursos da Caixa Econômica Federal (CEF) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES).

Segundo o engenheiro responsável pela obra, Pedro Pereira, toda a cobertura já está pronta e a parte de alvenaria e reboco das paredes, junto com a parte hidráulica estão sendo executadas. “Desde o ano passado, as obras seguem normais e dentro do cronograma. Daqui dois meses, pretendemos iniciar o revestimento dos pisos”, explica.

centro de eventos canasvieiras 20130806 1924519992
Foto Antônio Carlos Mafalda/Secom

A estrutura total de 17,1 mil metros quadrados terá dois pavimentos e contará ainda com reaproveitamento de água da chuva, captação de energia solar e sistema de tratamento de esgoto. O piso térreo com 7,8 mil m² terá local para exposições, oito lojas, depósitos, bilheteria, palco, camarins, sanitários, elevadores e ambulatório. Já no piso superior, com área total de 6,4 m², serão abrigados um espaço para convenções com capacidade para 3,5 mil pessoas, auditório para 250 pessoas, salas de apoio, administração e sanitários.

Confira o boletim produzido pela Rádio Secom

  Baixar áudio

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC

O Levantamento Aerofotogramétrico do território catarinense será entrega para outros 48 municípios catarinenses das regiões Meio Oeste e Norte nesta quinta e sexta-feira, 8 e 9. O primeiro evento será 11 horas de quinta-feira, no auditório da Associação dos Municípios do Meio Oeste Catarinense (AMMOC), em Joaçaba. Em seguida, às 14h30, a entrega será feita aos associados da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (AMAUC) no Plenário da Câmara de Vereadores, em Concórdia.

Na sexta-feira, a partir das 8h30, o entrega aos associados da Associação de Municípios do Nordeste de Santa Catarina (AMUNESC) na Câmara de Vereadores de Joinville. A última entrega ocorrerá às 14 horas de sexta-feira, em Mafra, no auditório da Associação dos Municípios do Planalto Norte Catarinense (AMPLANORTE). "Estamos entregando um mecanismo de gestão pública fundamental para as prefeituras catarinenses", afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Paulo Bornhausen.

O levantamento aerofotogramétrico é um trabalho coordenado pela Diretoria de Recursos Hídricos (DRHI) da SDS, iniciado em 2008, mas que foi acelerado há dois anos, pela necessidade de atualização da rede hidrográfica estadual. "A consciência sobre planejamento foi crescendo com o desenvolvimento do projeto. No decorrer do tempo, viu-se que havia uma necessidade maior para os municípios, um pedido do governador Raimundo Colombo", diz Bornhausen. Os dados geoespaciais poderão ser utilizados para várias finalidades, entre elas, planejamento urbano, expansão da rede viária, uso e ocupação do solo, além de estudos socioeconômicos.

O material foi lançado dia 14 de junho, em São José, e já foi entregue para as cidades que fazem parte da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis (Granfpolis), da Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali), da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri), da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc), da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), da Associação de Municípios da Região de Laguna (Amurel), da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), da Associação dos Municípios do Planalto Sul de Santa Catarina (Amplasc), da Associação dos Municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (Amarp), da Associação dos Municípios da Região do Contestado (Amurc), da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi).

Programação

08 de agosto de 2013 - 11 horas
Auditório da AMMOC
Rua Roberto Trompowski, 68 - Centro
Joaçaba/SC

08 de agosto de 2013 - 14h30
Plenário da Câmara de Vereadores de Concórdia
Rua Leonel Mosele, 96 - Centro
Concórdia/SC

09 de agosto de 2013 - 8h30
Câmara de Vereadores de Joinville
Rua Hermann August Lepper, 1100 - Centro
Joinville/SC

09 de agosto de 2013 - 14 horas
Auditório da AMPLANORTE
Rua Maria do Espírito Santo, 400 - Centro
Mafra/SC

Informações adicionais:
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável
Telefone: (48) 3665-2253


brde 20130806 1285794968

Santa Catarina teve participação de destaque no balanço do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para o primeiro semestre deste ano. Foram aprovados R$ 723 milhões em operações de crédito no Estado nos primeiros seis meses de 2013, número que representa um aumento de 180% em relação ao mesmo período do ano passado e o maior incremento entre os três estados do Sul. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, dia 6, em Florianópolis, em reunião da diretoria do banco com o governador Raimundo Colombo. O secretário da Fazenda, Antonio Gavazzoni, também participou do encontro.

“Conseguimos bater todos os recordes. O montante investido no Estado beneficia diversos setores e isso se transforma em emprego. São resultados que deixam todos os catarinenses orgulhosos”, destacou o governador Raimundo Colombo. Santa Catarina respondeu por 40,4% do movimentado pela instituição nos três estados do Sul (o Paraná ficou com 41,8%, e o Rio Grande do Sul, com 17,8%).

Entre as ações que se destacaram no semestre, está o contrato com a BMW, no valor de R$ 240 milhões, o maior da história do BRDE. E ainda as reestruturações de dívidas com os produtores de maçã, que totalizaram contratos no valor de R$ 41 milhões no Estado. “O banco cumpriu muito bem sua função de desenvolver setores, tendo uma participação essencial na conquista que foi trazer a BMW para SC, e também em proteger aqueles segmentos que enfrentam desafios econômicos, como ocorreu com os produtores de maçã”, avaliou Colombo.

O governador lembrou, ainda, que o BRDE será o operador do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam), que vai disponibilizar R$ 500 milhões em investimentos nas 295 cidades catarinenses. A intenção do Governo do Estado é que as prefeituras recebam, no mínimo, R$ 700 mil e que municípios com mais de 50 mil habitantes possam pleitear cerca de R$ 3 milhões.

> Confira mais imagens na nossa galeria de fotos

brde 20130806 2043679640

O balanço do BRDE

O total de contratações do BRDE nos três estados do Sul alcançou R$ 1,78 bilhão no primeiro semestre deste ano. A agência de Santa Catarina efetivou R$ 723 milhões em contratações, um volume 180% maior do que no primeiro semestre de 2012. Com as contrapartidas previstas pelos empresários, o valor a ser investido no Estado chega a R$ 1,38 bilhão. Medidas pela repercussão social, estas operações asseguram a geração ou manutenção de 21.340 empregos diretos e indiretos no Estado e projetam a geração de R$ 180,8 milhões em ICMS em SC.

No primeiro semestre, foram firmados 1.411 contratos de financiamentos a longo prazo e juro baixo pelo BRDE em SC. Do total de operações no Estado, 87% foram destinadas para micro e pequenos empreendedores. Na divisão do valor por setores, a indústria catarinense respondeu por 67% (R$ 478 milhões contratados), a agropecuária por 17% (R$ 122 milhões), o setor de infraestrutura por 10% (R$ 75 milhões) e o de comércio e serviços por 6% (R$ 45 milhões). Foram atendidos clientes de 260 dos 295 municípios catarinenses, o que representa uma cobertura de 88% do Estado.

“Batemos o recorde em investimentos em todos os setores produtivos. Estamos celebrando essa parceria em que, desde o início, o governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Pinho Moreira acreditaram no BRDE, que tem o papel de promover o desenvolvimento sustentável de todos os setores da economia, oferecendo crédito a longo prazo. Hoje, compartilhamos esse resultado com o nosso maior sócio, o Governo do Estado”, destacou o diretor de planejamento do BRDE, Renato de Mello Vianna. Entre as autoridades presentes na reunião desta terça, também estavam o diretor de operações do BRDE, Neuto Fausto de Conto; o presidente da Fiesc, Glauco José Corte; e o presidente da FCDL-SC, Sérgio Medeiros.

Também nesse primeiro semestre, os estados controladores capitalizaram o BRDE em R$ 400 milhões, sendo que R$ 200 milhões foram integralizados pelo Estado de Santa Catarina em maio de 2013. Com três agências e 556 funcionários nos três estados do Sul, o BRDE tem 29.265 clientes com operações em vigor, patrimônio líquido de R$ 1,6 bilhão e, com R$ 8,7 bilhões em operações de crédito, obteve lucro líquido de R$ 45,9 milhões no primeiro semestre de 2013.

>>> Rádio Secom: confira o que Raimundo Colombo e o diretor do BRDE falam sobre os valores

Os números

Contratações do BRDE no primeiro semestre de cada ano

Total
2012 – R$ 1,195 bilhão
2013 – R$ 1,788 bilhão

SC
2012 – R$ 257 milhões
2013 – R$ 723 milhões

RS
2012 – R$ 255 milhões
2013 – R$ 318 milhões

PR
2012 – R$ 683 milhões
2013 – R$ 747 milhões

 

{text}

encontro prefeitos 20130802 1373926747

A Secretaria de Estado do Planejamento presta serviço de atendimento aos prefeitos, servidores e assessores municipais que queiram tirar dúvidas sobre o Pacto por SC no Encontro Estadual com Prefeitos e Prefeitas, em São José, nesta sexta-feira, 2 de agosto. O estande no ginásio do Centro Multiuso funciona até às 18h.

Murilo Flores, secretário do Planejamento, comenta que todos os municípios catarinenses serão beneficiados com alguma ação do Pacto, seja na área de infraestrutura, saúde, educação, assistência social ou segurança pública. Além disso, o governo estadual aportará recursos aos municípios, sem contrapartida, por meio do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam), instituído pelo decreto 1.621/ 2013. O documetno tem acesso disponível pelo site da Procuradoria Geral do Estado

O objetivo do evento é auxiliar os novos gestores neste primeiro ano de mandato em relação à execução dos programas federais, bem como apresentar oportunidades de financiamento para os projetos municipais.

O encontro contou com a presença da Ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti; do Ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias; da Ministra do Planejamento, Miriam Belchior; e do Ministro do Turismo, Gastão Dias. O evento é uma promoção da Secretaria das Relações Institucionais da Presidência da República e conta com o apoio do Governo do Estado, da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), da prefeitura de São José e da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis.

Informações adicionais:
Rosália Dors Pessato 
Assessora de Comunicação
Secretaria de Estado do Planejamento 
E-mail: rosalia@spg.sc.gov.br 
Telefone: (48) 3665-3319/ 9186-9740