Entre os dias 6 e 9 de novembro, o secretário executivo de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, realizará uma missão internacional na Holanda para apresentação dos potenciais de negócios de Santa Catarina a empresários do país. Também está agendada uma reunião na Universidade Técnica de Aachen, na Alemanha.

“Com a realização de mais este seminário, seguimos com o nosso projeto de colocar Santa Catarina como a porta de entrada para investimentos e novos negócios no Brasil”, explica Virmond. “A participação de Santa Catarina no Brasil Network Day, na Holanda, com uma grande apresentação dos nossos pontos fortes, colocará o estado em uma posição de destaque neste importante parceiro comercial dos catarinenses”, completou.

A realização do seminário ocorrerá no dia 7 de novembro, em Utrech. O secretário Virmond fará a abertura com uma apresentação do panorama socioeconômico de Santa Catarina. O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Côrte, apresentará as oportunidades de negócios e investimentos no estado, com foco no setor de turismo. O presidente da Câmara de Tecnologia e Inovação da Fiesc, Alexandre Cunha, destacará Santa Catarina como o lugar para inovação no Brasil; e Djalma Vilela, presidente de um centro logístico no estado, falará sobre a logística e infraestrutura catarinenses.

Na noite anterior, 6, a delegação de Santa Catarina será recebida pela embaixadora brasileira Regina Dunlop, para um jantar de boas-vindas na Embaixada do Brasil em Haia. No dia 8, a delegação visitará a feira Europort, em Rotterdam. Um dos eventos de maior destaque no mundo da indústria náutica, a Europort recebe anualmente mais de 30 mil visitantes e 1,1 mil exibidores de 45 países e exibe inovações e tecnologias na área de construção naval. A cidade holandesa de Rotterdem abriga o maior porto marítimo da Europa.

Santa Catarina teve um saldo comercial de US$ 242.514.911 com a Holanda em 2016. Naquele ano, os Países Baixos foram o sétimo parceiro comercial de Santa Catarina nas exportações, somando US$ 315,5 milhões em vendas ou 4,2% do total. Os principais produtos exportados foram carnes e preparados de aves (39,4%), carnes de outros animais (31,7%) e fumo (12,9%).

Nas importações no ano passado, os holandeses ocuparam a 24º posição entre os parceiros do estado, com compras no valor de US$ 73 milhões e participação 0,7% do total. Os principais produtos importados foram hortícolas preparados (26,5%), polímeros (5,6%) e cebola (5,3%).

Após a passagem pelos Países Baixos, o secretário Virmond segue para uma visita à Universidade Técnica de Aachen, no dia 9, onde se reunirá com o diretor-executiva da instituição. A Universidade de Aachen – maior universidade Alemanha no setor de tecnologia e uma referência em engenharia – e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) têm um acordo de cooperação na área de engenharia mecânica há mais de 30 anos.

Além do secretário Carlos Adauto Virmond, o diretor de Economia Internacional da Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais (SAI), Guilherme Bez Marques, fará parte da delação pelo Governo do Estado.

Mais informações para a imprensa:
Rafael Paulo
Assessoria de Comunicação
Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais
E-mail: rafael@sai.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2214 / 99952-4504

Entre os dias 17, 18 e 19 de novembro será realizado o Startup Weekend EDU Palhoça, voltado para troca de ideias e criação de startups na área da educação. Os empreendedores, desenvolvedores, designers e entusiastas que têm interesse em participar do maior evento de startups do mundo podem se inscrever neste link. A edição do Startup Weekend acontece no Senac do município.

Promovido pela Techstars e Google Entrepeneurs, em parceria com o Sebrae/SC e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), o objetivo do evento é criar em 54 horas uma startup, como são chamadas as empresas iniciantes na área digital. “Santa Catarina é um celeiro de novos negócios. Recentemente foi divulgada uma pesquisa apontando que nosso Estado tem a maior proporção de startups do país, o que mostra que estamos no caminho certo, investindo no fomento à inovação e economia do conhecimento”, conta o secretário da SDS, Carlos Chiodini.

No primeiro dia, os participantes expõem suas ideias, recebem os feedbacks e formam seus times. Depois, as equipes devem criar um modelo de negócios e o produto que será apresentado para a banca avaliadora. Todo esse processo é acompanhado por mentores especializados na área da educação que auxiliam os participantes. No último dia, os times finalizam os projetos e apresentam para os jurados.

O Startup Weekend já teve edições em mais de 1.200 cidades ao redor do mundo. As duas próximas edições têm como patrocinadores o Sebrae/SC, SDS, Senac, Unisul, Pipz Automation, Sofplan, Scaliot, Darwin Starter, Foresee, e Pague Veloz.

Informações adicionais para a imprensa

Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Fone: (48) 3665-2261/ 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br

 


Foto: Divulgação / SEF

O secretário de Estado da Fazenda, Almir Gorges, pediu exoneração do cargo nesta terça-feira, 31. A decisão deverá ser publicada no Diário Oficial do Estado de quarta-feira, 1º de novembro, e se deu pela necessidade de Gorges retomar um tratamento de saúde. Como já havia usufruído licença saúde no último mês, ela não pode ser renovada. Quem assume interinamente a pasta é o secretário adjunto, Renato Lacerda.


Secretário da Comunicação representou o governador no evento. Fotos: James Tavares/Secom

A inovação é reconhecida como uma das principais formas para ampliar a competitividade internacional da economia de um região, estado ou país. Para fortalecer o ecossistema catarinense, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), lançou nesta segunda-feira, 30, o Pacto pela Inovação. “Principalmente em momentos de crise, os investimentos em inovação são os mais necessários para manter a economia forte, equilibrada e, sobretudo, competitiva diante o cenário internacional”, disse o secretário de Estado da Comunicação, João Evaristo Debiasi, que representou o governador Raimundo Colombo na abertura do evento.

>>> Galeria de fotos

A ideia é aumentar os níveis de conexão e convergência das ações do ecossistema catarinense a fim de multiplicar resultados e mostrar ao investidor, empreendedor e aos talentos externos que, além dos investimentos governamentais em inovação, os setores estão alinhados com o propósito.

No total, 29 entidades assinaram o Pacto pela Inovação. “O acordo envolve o Governo do Estado, universidades, instituições de apoio, empresas e outros atores que promovem Ciência, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo. O compromisso é multiplicar, coordenar e orientar ações na mesma direção, rumo à economia do conhecimento”, disse o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da SDS, Jean Vogel.

O presidente da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), Salésio Herdt, destacou que a mudança deve ser não apenas acadêmica, mas pedagógica, na pesquisa e em atitudes inovadoras. “O sistema universitário catarinense é um exemplo de superação empreendedora, onde as comunidades regionais desempenham papel preponderante no desenvolvimento. No atual modelo econômico, onde o conhecimento é um importante fator de produção e desenvolvimento, as universidades possuem ainda mais relevância”, disse Herdt, em nome das instituições de ensino.

Representando o setor empresarial, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Côrte, falou sobre o potencial da indústria 4.0, conceito que ganhou força na Alemanha em 2011, cujo fundamento básico implica que, conectando máquinas, sistemas e ativos, as empresas poderão criar redes inteligentes ao longo de toda a cadeia. “Diante deste movimento, que chegou rapidamente no Brasil, tínhamos duas opções: assistirmos ou sermos protagonistas. As indústrias catarinenses escolheram a segunda alternativa”, falou.

O Pacto pela Inovação foi uma ação firmada durante o 1º Encontro do Ecossistema Catarinense de Inovação, evento que está sendo realizado até esta terça-feira, 31, no Square Corporate, em Florianópolis. Após a abertura, foram proferidas palestras do presidente da Associação Internacional de Parques Científicos e Ambientes de Inovação (Iasp), o espanhol Josep Piqué; e da secretária de Inovação do Governo da Colômbia, Alicia Garavito.

>>> Confira a transmissão ao vivo do encontro 

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: michelle@sds.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2266 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br

Proprietários de veículos com placa final 0, que não optaram pelo parcelamento do IPVA 2017, têm até esta terça-feira, 31 de outubro, para quitar sua obrigação em cota única, sem multa. O prazo para parcelamento do imposto terminou no dia 10 de outubro.

A Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), responsável pelo recolhimento do imposto, lembra que os vencimentos dependem do final da placa do veículo, mas os contribuintes podem antecipar o pagamento a qualquer momento. A guia de pagamento, taxas, multas e seguro DPVAT podem ser emitidos na internet e paga nas agências bancárias conveniadas: Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal, Sistema Bancoob/Sicoob, HSBC, Sicredi e Cecred.

A quitação é um dos requisitos para licenciar o veículo. O não pagamento também implica em Notificação Fiscal, com multa de 50% do valor devido, mais juros Selic ao mês ou fração. Para saber qual o valor do IPVA do seu carro, acesse a tabela disponível no site da Secretaria da Fazenda.

>>> Faça o pagamento

Imposto está 4,4% menor em 2017

Os proprietários de veículos emplacados em Santa Catarina estão pagando em média 4,4% menos de IPVA em 2017. A redução é atribuída à queda do valor de mercado dos automóveis, uma vez que a base para o cálculo do imposto é a tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Este é o segundo ano consecutivo que o imposto acaba ficando mais barato no Estado. Em 2016, o valor do IPVA ficou, em média, 4% menor do que no ano anterior.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO

FINAL DE PLACA

COTA ÚNICA

PARCELAMENTO-COTAS

     1ª

     2ª

    3ª

1

último dia do mês de janeiro

10.01

10.02

10.03

2

último dia do mês de fevereiro

10.02

10.03

10.04

3

último dia do mês de março

10.03

10.04

10.05

4

último dia do mês de abril

10.04

10.05

10.06

5

último dia do mês de maio

10.05

10.06

10.07

6

último dia do mês de junho

10.06

10.07

10.08

7

último dia do mês de julho

10.07

10.08

10.09

8

último dia do mês de agosto

10.08

10.09

10.10

9

último dia do mês de setembro

10.09

10.10

10.11

0

último dia do mês de outubro

10.10

10.11

10.12

 

O IPVA mais caro: R$ 65.953,44

Será pago pelo proprietário do I/Ferrari FF, ano de fabricação 2016

 O IPVA mais barato: R$ 1,33

Será pago pelo proprietário da Caloi/Mobylette SR 50, ano de fabricação 1985

IPVA SC - Alíquotas vigentes

- 2% para veículos terrestres, de passeios e utilitários, e motor-casa (fabricação nacional ou estrangeira);

- 1% para veículos terrestres, de duas ou três rodas e os de transporte de carga ou passageiros (fabricação nacional ou estrangeira);

- 1% para veículos terrestres destinados à locação.

Grupo

Tipo de veículo

Variação no valor venal entre 2014 e 2015

A

Automóveis

- 4,9%

B

Camionetas e utilitários

- 4,8%

C

Caminhões

- 8,1%

D

Ônibus/Microônibus

- 5,5%

E

Motos e Similares

-2,5%

F

Motor-casa

- 6,3%

Média

 

 - 4,4%

Mais informações: Para saber qual o valor do IPVA do seu carro, acesse a tabela disponível na página da Secretaria da Fazenda na internet, clicando aqui.

Caso tenha dúvidas, entre em contato com a Central de Atendimento Fazendária neste link ou pelo telefone 0300-645-1515.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Fazenda - SEF
Aline Cabral Vaz
E-mail: avaz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2575 / (48) 98843-8352
Cléia Schmitz
E-mail: cschmitz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2572/ (48) 99157-1980
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 98843-8553
Rosane Felthaus
E-mail: rosanef@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3506/ (48) 99109-8513
Site: www.sef.sc.gov.br 


Foto de arquivo: Jaqueline Noceti / Secom

O desemprego vem caindo em Santa Catarina e a tendência é que continue assim nos próximos meses, principalmente em função das festas natalinas e da temporada de verão.  A economia estadual está contratando mais do que demitindo pelo terceiro mês consecutivo, apontam os dados de setembro divulgados pelo Ministério do Trabalho. Com os 8 mil novos postos gerados no mês, já são 37,2 mil acumulados no ano.

“Muitas incertezas permanecem, mas a perspectiva de inflação e juros em patamares historicamente baixos traz um alento para a consolidação da atividade econômica e a consequente geração de novos postos de trabalho”, avalia o economista Paulo Zoldan, consultor da Diretoria de Planejamento Orçamentário da Fazenda (DIOR/SEF). A indústria da transformação, a mais afetada pela crise, é quem mais está contratando agora.

A expectativa é de que a taxa de desemprego, divulgada trimestralmente pelo IBGE, apresente nova queda em novembro, quando será publicado o resultado do 3º trimestre. Em Santa Catarina, ela chegou a 7,9% no 1º trimestre e depois caiu para 7,5% no 2º trimestre. Em 2014, essa taxa era de 2,7%. Embora alto, o desemprego em Santa Catarina ainda é o menor entre todos os estados brasileiros e está bem abaixo da média nacional, de 13%.

O economista Zoldan cita uma série de razões pelas quais o Estado tem sobrevivido à crise com a mais baixa taxa de desocupação, entre elas: diversidade da produção, capacitação da força de trabalho, cultura de empreendedorismo, grande participação das pequenas empresas na matriz produtiva e melhor equilíbrio das contas públicas em comparação aos demais Estados.

Os últimos dados da economia catarinense estão reunidos no Boletim de Indicadores Econômico-Fiscais de setembro de 2017, elaborado pela DIOR/SEF. Acesse aqui.

Assessoria de Comunicação SEF
Aline Cabral Vaz
Fone: (48) 3665-2575 / (48) 8843-8352
avaz@sef.sc.gov.br cscmitz@sef.sc.gov.br 
www.sef.sc.gov.br 
Twitter: @fazenda_SC


Ato em Porto Belo - Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

O governador Raimundo Colombo e o presidente da Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc), José Caramori, assinaram na tarde desta quinta-feira, 26, contratos do programa Badesc Cidades com os municípios de Canelinha, Tijucas e Porto Belo. Os recursos de R$ 9,4 milhões vão garantir investimentos em infraestrutura, pavimentação e geração de empregos e renda. Os convênios foram assinados em atos nos municípios.

“Nossa proposta é impulsionar ações nas cidades. Esse dinheiro faz parte de um fundo que não volta para o governo, que é reemprestado para as prefeituras. Essa parceria permite realização de obras que melhoram a infraestrutura nos municípios, dinamiza a economia e contribui para geração de empregos e renda, o que melhora a vida das pessoas. A grande ação de uma gestão pública é dar voz a quem não tem voz, é criar oportunidades e devolver a esperança para população”, explicou o governador.


Foto: Rafael Paulo / SAI

A imagem de Santa Catarina como Estado líder em competitividade na área internacional no Brasil foi reforçada durante o Santa Catarina Day, evento destinado a mostrar os potenciais de negócios no Estado para representantes consulares, de câmaras de comércio, de escritórios de apoio a investidores e para empresários nacionais e internacionais. O evento foi realizado nesta quinta-feira, 26, em São Paulo, com organização da Investe SC, a agência público-privada catarinense para atração de investimentos.

“Tivemos muito sucesso ao reunir, em um evento dinâmico, um público altamente qualificado. Com todo certeza, o Santa Catarina Day colocou o Estado em uma posição de destaque no radar daqueles que querem investir no Brasil”, avaliou o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, que apresentou um panorama socioeconômico de Santa Catarina.


Foto de arquivo: James Tavares / Secom

O governador Raimundo Colombo sanciona nesta sexta-feira, 27, a lei que institui a Rota Turística Caminhos da Neve. O ato será realizado a partir das 10h, na sede da Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim, Rua Getúlio Vargas, Centro.

A lei, de autoria do deputado estadual Milton Hobus, prevê que a rota turística contemple os municípios de Bom Retiro, Rio Rufino, Urupema, Painel, Bocaina do Sul, Lages, São Joaquim, Urubici e Bom Jardim da Serra.

Os objetivos são, de acordo com o texto da lei, fomentar o turismo catarinense; promover a conservação dos ecossistemas existentes nos municípios abrangidos; valorizar o legado cultural e histórico característico da Serra Catarinense; motivar novos investimentos e novas estratégicas para agregar valor e competitividade aos serviços e produtos da cadeia produtiva local; e caracterizar a rota turística em razão de sua tipicidade climática, aspectos sociais, ambientais e culturais.

A lei também prevê fortalecer os eventos turísticos constantes nos calendários oficiais dos municípios abrangidos; e articular ações conjuntas do poder público com o trade turístico regional e operadores estaduais, visando à qualificação das atividades turísticas típicas da região.

A obra Caminhos da Neve

Para promover o turismo da região, o Governo do Estado também trabalha na obra de pavimentação da Rodovia Caminhos da Neve (SC-114), que liga as Serras de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Do lado catarinense, equipes do 1º Batalhão Ferroviário trabalham em um trecho de cinco quilômetros, resultado de um convênio iniciado em maio deste ano e que vai garantir R$ 9 milhões em investimento. A obra está em fase de terraplenagem.

O projeto completo prevê pavimentação de 29,4 quilômetros do lado catarinense. Destes, 14 já estão concluídos, resultado de um investimento de R$ 15,2 milhões.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Com um investimento na ordem de R$ 9,415 milhões, as cidades de Canelinha, Tijucas e Porto Belo serão beneficiadas pelo programa Badesc Cidades que possibilitará investimentos em obras de infraestrutura, pavimentação e geração de emprego e renda. Os contratos com as prefeituras serão assinados nesta quinta-feira, 26, entre o Governo do Estado e a Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc). As cerimônias serão realizadas em cada cidade, com a presença do governador Raimundo Colombo, do presidente da agência, José Caramori, da diretoria do Badesc, de prefeitos e demais autoridades.

Desde 2011, o programa Badesc Cidades já atendeu 231 municípios, disponibilizando mais de R$ 841 milhões em investimentos. O presidente do Badesc ressalta que os recursos vão diretamente aos caixas das prefeituras e se transformam em obras e equipamentos públicos. “É uma ação importante para os municípios e para a sociedade catarinense. Importante para nós também como agência de fomento, o braço governamental, que possibilita que o Governo do Estado possa contribuir de forma ativa para os municípios que hoje têm muitas dificuldades para executar suas obras”, disse.

O Badesc Cidades é uma linha de crédito que financia até 100% do valor de investimentos ligados ao sistema viário, apoio ao turismo, desenvolvimento institucional, empreendimentos e equipamentos comunitários, infraestrutura de habitação, saneamento básico (água e esgoto), saúde, saneamento e transporte escolar. Por meio dele, cada município, com base no que arrecada, pode obter financiamentos com um ano de carência e três anos para amortização (pagamentos).

Cidades

O primeiro ato acontece às 15h, em Canelinha. O governador assina o contrato do Programa Badesc Cidades no auditório da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte. O contrato, no valor de R$ 1,5 milhão, é para aquisição do terreno para novos investimentos no município com a expectativa de gerar aproximadamente R$ 120 milhões de investimentos na cidade. A estimativa, segundo o prefeito de Canelinha, Moacir Montibeler, é gerar cerca de 400 vagas de emprego, sendo inicialmente 180 diretos e 130 indiretos até o final de 2018, com um faturamento médio mensal de 5,5 milhões. 

Em Tijucas, os recursos na ordem de R$ 4,5 milhões do programa Badesc Cidades viabilizam obras de pavimentação asfáltica de diversas ruas da cidade. Segundo o prefeito, Eloi Mariano Rocha, os recursos do Badesc serão aplicados na pavimentação asfáltica das ruas Florianópolis, Antônio Cherem, Antônio Bayer, Coronel Gallotti e Valério Gomes. A assinatura do contrato ao Badesc Cidades será realizada às 16h30.

Às 18h, o governador e o presidente do Badesc estarão na cidade de Porto Belo para a assinatura do contrato de R$ 3,415 milhões que serão investidos em obras de pavimentação. 

Cidadão Honorário

Após a agenda com o Badesc, Colombo segue para Bombinhas, onde recebe o Titulo de Cidadão Honorário na Câmara de Vereadores. A cerimônia está marcada para as 19h.

Serviço:
O quê: assinatura de contrato do Programa Badesc Cidades com Canelinha
Quando: nesta quinta-feira, 26, às 15h
Onde: Secretaria de Educação, na Avenida Cantório Florentino da Silva, 1.663, Centro, em Canelinha

O quê: assinatura de contrato do Programa Badesc Cidades com Tijucas
Quando: nesta quinta-feira, 26, às 16h30
Onde: Anfiteatro Leda Regina de Souza, na Rua Elói Silva, Centro, em Tijucas

O quê: assinatura de contrato do Programa Badesc Cidades com Porto Belo
Quando: nesta quinta-feira, 26, às 18h
Onde: Centro de Eventos do Hotel Morro do Sol, na Rua do Sol, 100, Centro, em Porto Belo

Informações adicionais para a imprensa:
Monica Foltran
Assessora de Imprensa
Badesc
Email: monicaa@badesc.gov.br
Fone: (48) 3216-5013/99696-1366
www.badesc.gov.br