Compartilhe


Fotos: Ana Paula Keller / ADR Joinville

Joinville terá a partir de 2018 um Colégio Policial Militar para atender filhos de civis e de integrantes das forças de segurança pública. Em princípio, a unidade vai iniciar com turmas do sexto e do sétimo ano do ensino fundamental, estudantes entre 11 e 12 anos, depois será ampliado gradativamente. As cidades de Florianópolis e Lages possuem os colégios reconhecidos pela disciplina e bom desempenho nas avaliações de ensino e aprendizagem. A cidade do Norte do Estado será a próxima a ser contemplada e há pedidos para implantar em Laguna e Blumenau.

Nesta terça-feira, 5, a secretária executiva da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Joinville, Simone Schramm, recebeu a coronel e diretora de Instrução de Ensino da Polícia Militar de Santa Catarina, Claudete Lehmkuhl, para tratar da efetivação da unidade. O local escolhido é a Escola de Educação Básica Osvaldo Aranha, no Bairro Glória. A equipe técnica da Gerência Regional da Educação (Gered), o comandante da 5ª Região de Policia Militar, Amarildo de Assis Alves, e o diretor do Colégio Militar de Florianópolis, José Geraldo Rodrigues de Menezes, também participaram da reunião e depois visitaram o espaço.

Joinville - Avançam as tratativas para implantação do Colégio Militar no Norte do Estado

“A entrada no processo de tramitação junto ao Conselho Estadual de Educação (CEE) nós faremos no dia 18 deste mês. É uma determinação do governador Raimundo Colombo para que nós atendamos a essa demanda. O anúncio oficial foi realizado no ano passado, mas naquele momento não houve tempo de aprovar a documentação em apenas 15 dias”, explicou Simone Schramm, também conselheira do CEE. A reunião agendada terá presença do secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, e integrantes da Polícia Militar.

De acordo com diretora de Instrução de Ensino da Polícia Militar de Santa Catarina, a direção do colégio e o corpo administrativo serão compostos de oficiais que estão na reserva da corporação. O quadro de professores, efetivos ou temporários, deverá ser contratado pela Secretaria de Estado da Educação (SED), mas é preciso passar por uma avaliação. “O Colégio Policial Militar se diferencia, principalmente, pelas regras de disciplina que são exigidas dos alunos e professores. Acreditamos que vamos conseguir efetivar para o próximo ano”, avalia a coronel Claudete Lehmkuhl.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Keller
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville
E-mail: anakeller@jve.adr.sc.gov.br / imprensa@jve.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3461-1225 / 99240-8064
Site: sc.gov.br/regionais/joinville