Cultura e diversão fazem parte do clima carnavalesco e também movimentam as equipes escolares da rede estadual. Com o projeto Folia do Bem, estudantes e professores do Ensino Médio Inovador (EMI) da EEB Jandira D’ávila, em Joinville, além de estudarem em sala de aula sobre o assunto, foram às ruas para fomentar valores como responsabilidade, tolerância e respeito por meio de abraços com a comunidade, nesta sexta-feira, 1.

Realizada na tarde desta quinta-feira, 28, reunião entre diretores da Secretaria de Estado da Educação (SED), liderada pelo secretário Natalino Uggioni, o coordenador de Negociações do Governo, Décio Vargas, e dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte). O encontro, que tinha como item de pauta a anistia de faltas, evoluiu com o chamamento para que o Sinte seja parceiro da SED na melhoria da educação catarinense.

Segundo Uggioni, esta gestão está trabalhando para que possamos, com os esforços conjuntos, conseguirmos recursos necessários, tanto para reajustes salariais quanto para que tenhamos a melhor ambiência e as melhores condições para que os professores atuem nas suas escolas, em sala de aula, onde todo o processo começa e para onde todos os esforços devem ser direcionados. Assim como fez no encontro anterior com os representantes dos professores, o secretário enfatizou a importância do trabalho conjunto.

“Queremos ser parceiros, trabalhar juntos na otimização do recurso público, na reenturmação, na reorganização dos espaços, sempre que possível, de modo que tenhamos o melhor uso das nossas instalações, no equilíbrio das ações, o que nos permitirá a valorização de quem está em sala de aula, com disponibilidade para continuarmos o processo de a descompactação da carreira do magistério”, destaca o secretário.

Em resposta ao motivo principal da reunião, a Secretaria confirmou que o Governo do Estado vai cumprir o disposto nos artigos 15 e 17 da Lei Complementar nº 716/2018. O encontro seguiu com apresentação dos números do Fundeb e sua utilização na folha de pagamento do magistério estadual e questionamentos sobre municipalização, desafios para motivar os adolescentes para as aulas e educação de jovens e adultos entre outros.

Atendendo à solicitação do Sinte, a SED realizará um estudo sobre o impacto da anistia da falta do dia 17 de abril de 2012 aos cofres do Governo. O assunto será retomado em uma próxima reunião, em data a ser agendada de comum acordo. Por fim, o presidente do Sinte, Aldoir José Kraemer, solicitou ao secretário que sempre participe das reuniões e uma proposta de reajuste salarial para ser apresentado à categoria.

Prontamente seu primeiro pedido foi confirmado pelo próprio secretário que assumiu o compromisso de participar nas reuniões com o Sindicato. A equipe fará uma proposta do Governo e agendará uma nova reunião. Para Vargas, que conduz as negociações entre Governo e Sindicatos, este é um novo momento. “Vimos hoje a ampliação das discussões, não mais somente conversando sobre salário e sim em criar condições para Santa Catarina evoluir na qualidade da educação, construindo um modelo sustentável”, finaliza.

Informações à imprensa
Edinéia Rauta - (48) 3664-0353 / 9980-3136
Dafnée Canello - (48) 3664-0347 / 996826562
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
Site: www.sed.sc.gov.br
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação - SED

Na próxima quarta-feira, 6, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) finalizará o período para candidatos do Vestibular de Inverno 2019 pedirem isenção pelo critério socioeconômico no pagamento da taxa de inscrição. Para doadores de sangue e/ou medula, o prazo irá até 26 de março. Veja os editais e os formulários de solicitação.

A universidade receberá inscrições para os cursos entre 1º de abril e 6 de maio e aplicará as provas em 2 de junho. Acesse o site oficial e confira o Guia de Cursos Udesc.

Além disso, já é possível ver o conteúdo das provas no programa das disciplinas e na lista das obras literárias:

  • "Marina Colasanti - Crônicas para jovens", com seleção de Antonieta Cunha (Global Editora);
  • "Os melhores contos de Lygia Fagundes Telles", com seleção de Eduardo Portella (Global Editora);
  • "Os melhores poemas de Manuel Bandeira", com seleção de Francisco de Assis Barbosa (Global Editora);
  • "Quarto de despejo - Diário de uma favelada", de Carolina Maria de Jesus (Ática)

Cursos e início das aulas

A relação dos cursos de graduação do Vestibular de Inverno 2019 e o edital serão publicados pela Coordenadoria de Vestibulares e Concursos da Udesc (Covest) no dia inicial do prazo de inscrição.

A primeira chamada dos aprovados da seleção está prevista para 24 de junho, enquanto a matrícula ocorrerá em 15 e 16 de julho e as aulas começarão em 29 de julho.

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas na página oficial e com a Covest pelo e-mail vestiba@udesc.br.

Acompanhe as notícias do vestibular pelo Facebook, pelo Instagram, pelo Twitter e pela Udesc em Rede.


Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010 

A primeira visita foi na EEB Bom Pastor. A escola oferece Ensino Fundamental e Médio, atendendo cerca de 2,2 mil estudantes. Com bom desempenho no IDEB, a unidade conta com projeto de robótica desenvolvido no contraturno - que proporcionou participação em campeonatos nacionais e internacionais -, e projeto de educação física, com atividades após término das aulas.

Na sala do 5º ano, o secretário perguntou aos estudantes que profissão querem seguir. Apenas um disse que quer ser professor, momento usado por Uggioni para enaltecer o trabalho dos docentes. “O professor é a profissão mais importante na vida de vocês. É o professor que forma bons médicos, cientistas, advogados. Sem professor a gente não tem nada disso. Então valorizem o professor de vocês”, destacou.

À tarde, juntamente com a vice-governadora Daniela Reinehr, Uggioni reuniu-se com os servidores na Gerência Regional de Educação (Gered) de Chapecó. No local, reforçaram a intenção de manter uma gestão técnica da pasta, que valorize servidores e a qualidade do ensino. Após bate-papo, Daniela e Uggioni assinaram a ordem de serviço para reforma da EEB Zélia Scharf no valor de 1,7 milhão. Ao todo, a unidade receberá R$ 3,7 milhões de investimentos contando também com a reforma do telhado.

“Isso era algo que a sociedade chapecoense ansiava muito. Hoje chegou o grande dia. É uma alegria muito grande. Essa é a primeira grande obra que nós conseguimos trazer para a região, então eu estou muito feliz”, destacou a vice-governadora.

A dupla também visitou as instalações da futura EEB Professora Zita Flach, que deve passar por adaptações sugeridas pelo Ministério Público antes de entrar em funcionamento. Depois da ida ao colégio, o secretário foi à sede local do MP para discutir como serão realizadas as adequações sugeridas.

Na sequência, foi realizada reunião como prefeito de Chapecó, Luciano José Buligon, e a secretária de Educação da cidade, Sandra Maria Galera. Município e Estado trabalharam juntos para liberação o quanto antes da escola Zita Flech. Também foi acordado um estudo para municipalizar duas unidades do interior de Chapecó que estão com baixa demanda de alunos do ensino fundamental e visando ampliar a oferta da educação infantil. O estudo deve ser concluído até julho.

Visitas continuaram na terça-feira

A manhã de terça-feira começou em Guatambú, na EEF Agilberto Zandavalli. Professores e direção receberam o secretário e equipe da educação. Os destaques da escola são os projetos que envolvem saúde, o Proerd e a parceria com município.

Há poucos quilômetros dali a visita foi na EEB Lourdes Tonin, em Planalto Alegre. A escola completa 70 anos em 2019 e conta com 228 alunos do Ensino Fundamental e Médio. Com paredes coloridas por cartazes e ajudantes em sala de aula, os alunos e professores conduzem seu dia a dia. Informações do colégio para a comunidade escolar e frases espalhadas pelos corredores tornam o ambiente harmonioso e cheio de vida. A diretora da unidade destaca a participação da família na escola e mantém atividades para aproximar ainda mais a comunidade ao ambiente escolar.

Para finalizar a viagem a região, foi a vez de conhecer a EEB Marcolino Rodrigues da Silva e seu belo e importante projeto de inclusão. Três alunos surdos e suas famílias são beneficiadas com a sala de Atendimento Educacional Especializado, que realiza atividades aos alunos no contraturno escolar.

O secretário pode conversar com a professora e instrutora de surdos, Andressa Focco, que é totalmente surda com ajuda do intérprete de libras Robson Felles Maia. “Este é um trabalho inclusivo maravilhoso, principalmente com surdos. Essas boas práticas devem ser repassadas e compartilhadas com outras escolas”, comenta o secretário. Os pais também recebem instruções para melhor compreenderem seus filhos. “Quando os pais caminham junto com os professores e a escola sempre se consegue maior êxito ao final do ano”, enfatiza a professora da escola Elizandra Sillas.

“A nossa presença nas escolas, onde o mundo da educação acontece, é muito importante, pois somente conhecendo a realidade conseguiremos tomar decisões acertadas para melhoria continua da qualidade da educação em Santa Catarina. A conversar com os estudantes foi muito proveitosa no sentido de motivá-los e provocá-los para que continuem investindo com zelo como futuros cidadãos e profissionais e que continuem aproveitando bem este que é o melhor período da nossa vida”, finaliza Uggioni.

Informações adicionais à imprensa:
Edinéia Rauta - (48) 3664-0353 / 9980-3136
Dafnée Canello - (48) 3664-0347 / 996826562
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
Site: www.sed.sc.gov.br
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação - SED

Devido à demanda de estudantes nos bairros Ingleses e Rio Vermelho, região Norte de Florianópolis, a escola Intendente José Fernandes abriu novas vagas para alunos que estão sem matrícula entre o 5º e 9º ano do Ensino Fundamental. Os pais interessados devem ir até a unidade escolar nesta quarta, 27, e quinta-feira, 28, para efetuar a matrícula.

Arte sobre imagem do Freepik

As 1.073 escolas da rede estadual de ensino de Santa Catarina realizam ao longo do mês de março a eleição para composição do Conselho Deliberativo Escolar (CDE) com mandato para os próximos dois anos de gestão. Com orientações e esclarecimentos, a Secretaria de Estado da Educação disponibilizou vídeos a partir desta segunda-feira, 25, às equipes escolares e Gerências Regionais de Educação (Gereds).

 Foto: Leonardo Gorges/ Secom

Esperada por anos pela comunidade de Chapecó, a reforma da escola estadual Professora Zélia Scharf começou a sair do papel na tarde desta segunda-feira, 25. Acompanhado pela vice-governadora Daniela Reinehr e pelo secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, um ato na unidade de ensino marcou a assinatura da ordem de serviço para o início dos trabalhos. O investimento será de R$ 1,7 milhão, com prazo de pouco mais de dois anos de conclusão pela empresa IGM. O projeto prevê melhorias na parte estrutural, hidráulica e elétrica, além da pintura interna e externa.

“Isso era algo que a sociedade chapecoense ansiava muito. Hoje chegou o grande dia. É uma alegria muito grande. Essa é a primeira grande obra que nós conseguimos trazer para a região, então eu estou muito feliz”, destacou a vice-governadora.

O secretário Natalino Uggioni ressaltou que, além da reforma estrutural, já estão em curso os trâmites para realizar também a reforma do telhado da escola, com um investimento de cerca de R$ 2 milhões, totalizando R$ 3,7 milhões liberados. Segundo ele, a visita serviu também para conhecer a estrutura dos colégios da região de Chapecó.

“Nós estamos seguindo uma diretriz do governo para conhecermos a realidade das escolas públicas de todas as regiões do Estado. Essa era uma unidade que estava precisando de um olhar atento da Secretaria. Felizmente, nós conseguimos resgatar o processo e convidar a empresa, que aceitou o desafio. Então viemos aqui trazer isso como um presente para a comunidade”, afirmou Uggioni.

Antes de assinar o contrato, o secretário e a vice-governadora se reuniram com os servidores na Gerência Regional de Educação (Gered) de Chapecó. No local, eles reforçaram a intenção de manter uma gestão técnica da pasta, que valorize servidores e a qualidade do ensino. No fim da tarde, Daniela e Uggioni também visitaram as instalações da futura EEB Professora Zita Flach, que deve passar por adaptações sugeridas pelo Ministério Público antes de entrar em funcionamento. Depois da ida ao colégio, o secretário ainda foi à sede local do MP para discutir como serão realizadas as adequações sugeridas.

 

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

 

 

Foto: Divulgação/Udesc Esag/CGU

Pesquisadores da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) estão trabalhando com a Controladoria-Geral da União (CGU) para aperfeiçoar as ouvidorias públicas no Brasil. O Laboratório de Tecnologias de Gestão (LabGES), grupo de pesquisa ligado ao Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag) da universidade, em Florianópolis, desenvolverá quatro projetos nesse sentido com a colaboração do órgão federal.

Os rumos da parceria foram acertados em uma rodada de reuniões na sede da CGU em Brasília, nos dias 13 e 14. O órgão recebeu uma equipe de pesquisadores do Labges da Udesc Esag envolvidos com o projeto ParticipACT (plataforma que usa a colaboração dos cidadãos por meio de aplicativo de celular como ferramenta para gestão urbana, desenvolvida pelo LabGES com instituições parceiras).

Integração

De acordo com o coordenador do ParticipACT, professor Carlos Roberto De Rolt, a ideia agora, é integrar o aplicativo e a plataforma às ouvidorias públicas. “Assim, os gestores receberão as demandas da sociedade de forma mais ágil e poderão dar o feedback para cada caso, também de forma mais agilizada”, afirma De Rolt.

Para a professora Gabriela Botelho Mager, também da equipe do ParticipACT, trata-se de pensar na relação do cidadão com o Estado. “Assim, tanto o ferramental tecnológico como a própria gestão pública poderão se adaptar às necessidades da cidadania e, desta forma, facilitar a participação social e o engajamento nas questões de interesse coletivo”, avalia.

Novos projetos

A equipe saiu de Brasília com quatro projetos para desenvolver em parceria com a CGU. “Mapeamos as funcionalidades do ParticipACT e do sistema de ouvidorias e-Ouv. Identificamos então quatro grandes áreas em que podemos atuar conjuntamente”, explica a pesquisadora Gisiela Klein, doutoranda em Administração na Udesc Esag.

Entre os projetos está a adequação do aplicativo para atender à Lei 13.460/2017, que prevê a criação de conselhos do usuário pelas ouvidorias públicas. Como esses conselhos não precisam ser presenciais, é possível pensar em um serviço on-line para que alguns usuários da ouvidoria atuem como conselheiros, avaliando as políticas públicas e propondo melhorias.

Outro projeto, já iniciado, é a integração tecnológica dos sistemas ParticipACT e e-Ouv, plataforma da rede de ouvidoras públicas do Brasil. O usuário poderá registrar uma reclamação apontar um problema urbano pelo aplicativo. O sistema reconhecerá automaticamente a demanda e a localização, encaminhando ao órgão responsável.

Os outros dois projetos têm relação com o monitoramento de políticas públicas. Os pesquisadores buscarão descobrir formas de interação cidadão-Estado e entender o que motiva uma pessoa a assumir as responsabilidades em uma sociedade democrática. A partir daí, é possível propor soluções tecnológicas que facilitem tal interação.

Além dos dois professores e da doutoranda da Udesc Esag, também participaram das reuniões o programador Claudionor Oliveira que, juntamente com o Fabio Bergmann, foi contratado pelo grupo de pesquisa para realizar a integração dos sistemas.

Próximos passos

A partir de agora, há uma tramitação burocrática para os termos de cooperação entre as duas instituições. Na prática, entretanto, servidores da CGU e pesquisadores da Udesc Esag já estão encaminhando os estudos e trocando informações para conduzir os projetos, com prazos e responsáveis definidos.

Conheça o aplicativo ParticipACT.

Assessoria de Comunicação da Udesc Esag
Jornalista Carlito Costa
E-mail: comunicacao.esag@udesc.br
Telefone: (48) 3664-8281


Foto: Divulgação/SED

Um projeto desenvolvido em sala de aula proporcionou espaço para um professor e três alunos da Escola de Educação Básica (EEB) Irmã Irene, em Santa Cecília, representar Santa Catarina na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) 2019. O evento, promovido pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), será em São Paulo entre os dias 18 e 22 de março. Chamado de Desafio Alfa, o site criado dispõe de desafios pedagógicos interdisciplinares para contribuir com o processo de ensino-aprendizagem.

“Desde o início estávamos empolgados, mas não imaginávamos ir tão longe. Com certeza é uma ideia que pode beneficiar muito para o ensino. Estamos felizes pelo reconhecimento”, conta o recém-formado no ensino médio Cleberson André da Silva, que ajudou na criação do projeto em 2018.

Com a proposta de tornar as aulas mais dinâmicas, os estudantes Cleberson André da Silva, Leonardo Atanásio (3º ano), Felipe França (1º ano), e o professor Elizeu Domingos Tomasi, professor de língua portuguesa, criaram o projeto Desafio Alfa: A Tecnologia Transformando a Sala de Aula. Um site que propõe desafios conforme as áreas de conhecimento: Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Linguagens e Códigos.

“É uma realidade mais próxima dos jovens e que se tornou uma importante ferramenta para as disciplinas serem trabalhadas de modo interdisciplinar, e, consequentemente, os alunos exercitam e aprendem de maneira mais ativa e engajada”, explica o professor Tomasi.

O Desafio foi apresentado da Mostra de Conhecimentos EEB Irmã Irene e na etapa regional da 8ª Mostra Científica da Região do Contestado, em Curitibanos, ambos em 2018. Após o retorno positivo de colegas e professores, os jovens inscreveram o projeto para participar da FEBRACE, onde foi avaliado e aprovado pela banca.

Clique aqui e conheça o Desafio Alfa.

Sobre a Febrace

A Feira Brasileira Ciências e Engenharia (Febrace) é o maior evento do segmento do Brasil, reunindo alunos e professores de todo o Brasil e classificando projetos para diversas outras feiras nacionais e internacionais como a International Science & Engineering Fair 2019 (Intel ISEF), nos Estados Unidos.

Informações adicionais para a imprensa
Edinéia Rauta - (48) 3664-0353 / 9980-3136
Dafnée Canello - (48) 3664-0347 / 996826562
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
Site: www.sed.sc.gov.br
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação - SED

Reitores das universidades comunitárias de Santa Catarina foram recebidos por Carlos Moisés na Casa D'Agronômica no fim da tarde desta quinta-feira, 21. Em pauta: desafios da educação e a ampliação de parcerias entre o Governo do Estado e as escolas de ensino superior do sistema Acafe. Em sua explanação, o governador salientou a importância histórica das instituições para o desenvolvimento regional e reforçou a necessidade dos dois lados andarem de mãos dadas.

“O encontro foi muito produtivo, pois reuniu todo o sistema Acafe. As universidades estão capilarizadas em toda Santa Catarina através desse sistema, que democratiza o acesso à educação. Discutimos, então, os projetos que o Estado pode desenvolver em parceria com essas universidades em todas as áreas. Nós precisamos usar a força da universidade em favor dos catarinenses, é isso que foi gestado hoje aqui”, destacou Moisés, relembrando que o governo passará a ter um indicador próprio para medir a qualidade do ensino. 

Também presente ao encontro, o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, destacou a necessidade de o governo voltar a investir na formação de novos professores. Segundo ele, essa política está estagnada desde a década de 1990 e gera empecilhos tanto na melhora da qualidade de ensino da rede estadual quanto no desenvolvimento dos alunos nas universidades:

“Nós vemos um grande potencial de implementar ações em parceria para nos ajudar a formar os estudantes, que são a base das universidades. Os universitários podem ajudar os jovens na preparação para o vestibular, com aulas de reforço, por exemplo. Além disso, queremos criar uma grande frente de trabalho na formação de novos docentes e também reciclagem daqueles que já lecionam. Isso é um incentivo para que os mais jovens ingressem no magistério. Bons professores formam bons cidadãos”, ressaltou Uggioni.

Presidente do sistema Acafe, Günther Lother Perschy agradeceu a oportunidade de poder discutir a educação com a maior autoridade do Estado e colocou as universidades à disposição para implementar as parcerias.

“Posso resumir esse encontro em duas palavras: muito positivo. É uma grande oportunidade, já que temos uma grande capilaridade. Percebemos que o Estado está em um momento propício para novos projetos. E nós temos o capital humano, a infraestrutura e a vontade de contribuir. Essa é uma iniciativa muito salutar”.

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC