Consultores da Agência de Assistência a Desastres dos Estados Unidos para América Latina e Caribe (Usaid/Ofda) participaram de uma série de visitas e atividades na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e organizações parceiras, em Florianópolis e Ibirama, na semana passada.

A programação foi articulada pelo Grupo Coordenado de Estudos, Pesquisa e Desenvolvimento em Gestão de Riscos para Emergência e Desastres da Udesc (Gceped).

No dia 15, três representantes da entidade dos EUA foram recebidos na Reitoria da Udesc. Além de reiterar parcerias em andamento entre as instituições, o encontro abordou a ampliação das ações, com intercâmbios internacionais e o desenvolvimento de novos projetos em redução de riscos e desastres para universidades e comunidades.

Participaram desse encontro os consultores Carlos Córdova (representante do Peru) e Vicente Aderbal Lapolli e Simone de Jesus (do Brasil) – Lapolli é o atual coordenador da Ofda no país e técnico universitário aposentado da Udesc.

A equipe foi recepcionada pelo vice-reitor da Udesc, Leandro Zvirtes, e professores integrantes do Gceped: Marino Luiz Eyerkaufer, coordenador do grupo e docente do Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí (Ceavi); Alfredo Balduíno Santos, coordenador de Extensão da universidade; e Felipe Eugênio Gontijo, docente do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag).

Visitas em Ibirama

No dia 16, a programação incluiu rodas de conversas, com a participação do consultor Carlos Córdova e integrantes do Gceped, na Udesc Ibirama e em organizações parceiras da universidade em ações relacionadas à redução de riscos e desastres no município.

Foram visitados o Corpo de Bombeiros Voluntários de Ibirama, que realiza trabalhos junto às escolas municipais, como o Projeto Bombeiro na Escola; e a Escola Caminho da Estação, onde o grupo foi recebido por organizadores do Programa Minha Escola é Segura, dentre eles a coordenação de Proteção e Defesa Civil de Ibirama e professores da rede municipal.

A atividades foram encerradas na Udesc Ibirama, onde foram apresentadas ações de ensino, pesquisa e extensão voltadas à redução de riscos e de desastres desenvolvidas pela universidade.

Pioneirismo

O consultor Carlos Córdova afirmou que a Udesc "realiza um trabalho pujante e deve liderar o processo de redução de riscos e desastres para universidades no Brasil". Ele também anunciou a realização de um seminário estadual sobre o tema, para universidades catarinenses, no ano que vem.

O chefe do Departamento de Ciências Contábeis da Udesc Ibirama, Diego Rafael Stüpp, destacou ser de "suma importância" a previsão, na matriz curricular dos cursos, de disciplinas que permitam levar aos acadêmicos conhecimentos de gestão e redução de riscos.

"Desastres geram dor e sofrimento, perdas patrimoniais e abalos econômicos, por isso devem ser tratados na formação dos futuros profissionais", afirmou.

Segundo o professor Eyerkaufer, o objetivo das visitas dos representantes da Usaid/Ofda foi de "estimular a conscientização e o desenvolvimento de um senso de percepção de riscos e desastres na comunidade acadêmica". Ele ressaltou que a organização representa uma porta de entrada para a internacionalização das ações da universidade na área.

Convênio desde 2012

A Udesc e a Usaid/Ofda mantêm convênio técnico-científico desde 2012 para o desenvolvimento de ações de capacitação de pessoal, que visem a formação comunitária universitária sobre gestão de riscos e redução de desastres em SC. O acordo foi assinado durante o Fórum Latino-Americano de Redução de Riscos de Desastres na Educação Superior, na Cidade do Panamá.

O convênio resultou em diversas ações, como a realização de um seminário sobre o tema, no Centro de Ciências Humanas e da Educação (Faed), em 2015, e a participação de representantes da Udesc em um intercâmbio promovido pela Usaid/Ofda nos EUA, em 2016, com membros de instituições de educação superior do Brasil, Paraguai e Uruguai.

A parceria também contribuiu para a elaboração de um plano de gerenciamento dos riscos de desastres para o município de Ibirama, em 2016, que teve, como modelo, a tese de doutorado do professor Eyerkaufer.

Sobre o Gceped

Criado em abril de 2009 e vinculado à Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade (Proex), o Gceped executa a política de gestão de riscos para emergências e desastres da universidade.

Suas finalidades são: promover o processo de formação integral dos estudantes e a segurança interna da comunidade universitária; e estimular as ações comunitárias que visam o fortalecimento da resiliência, buscando o desenvolvimento sustentável relacionado com a prevenção de desastres.

Entre as iniciativas apoiadas pelo grupo, estiveram as criações de um curso de especialização promovido pelo Departamento de Geografia da Udesc Faed e da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010

Obras da EEB Francisco Manfroi têm início após 51 dias de incêndio

O secretário regional da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages, João Alberto Duarte, assinou nesta quinta-feira, 22 de março, a ordem de serviço para dar início às obras de recuperação da ala da Escola de Educação Básica Francisco Manfroi, destruída por incêndio criminoso no último dia 30 de janeiro, no Bairro Santa Mônica, em Lages. Os trabalhos começaram com o aterramento do piso da ala e devem se estender pelos próximos cinco meses.

O contrato para recuperar a ala queimada foi feito em caráter emergencial, tem como valor global R$ 635.064,75 e prazo de execução de 365 dias. Porém, as obras deverão ser concluídas em 150 dias, até para que os alunos possam voltar a ocupar as novas salas de aula durante o ano letivo, após serem remanejados para outros espaços da escola, como a sala de vídeo e a biblioteca devido ao incêndio.

Obras da EEB Francisco Manfroi têm início após 51 dias de incêndio

Logo após o incêndio, a equipe técnica da ADR Lages reuniu toda a documentação necessária para solicitar a recuperação da escola em caráter emergencial junto à Secretária Estadual de Educação de Santa Catarina e ao Comitê Gestor. O processo foi entregue no último dia 21 de fevereiro e autorizado nesta semana. “Se passaram 51 dias desde que o incêndio destruiu a ala da Escola Francisco Manfroi. Colocamos a recuperação da escola como prioridade e estamos cumprindo todas as etapas do processo, demonstrando a agilidade da equipe técnica da ADR de Lages e o compromisso do Governo do Estado com uma educação de qualidade”, afirmou o secretário regional João Alberto Duarte.

De acordo com o empreiteiro John Lemos de Oliveira, o projeto de recuperação da ala destruída pelo incêndio prevê a construção de cinco salas de aula, além do refeitório, cozinha e banheiros. Para realização das obras, a ala destruída também foi isolada das áreas utilizadas diariamente pelos alunos e colaboradores da escola.  

Informações adicionais para imprensa:
Cristiano Rigo Dalcin 
Gerente de Comunicação ADR Lages
Imprensa.sdrlages@gmail.com
(48) 99984-3619/ (49) 98839-1727

Estudantes do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) de Lages, doaram cerca de 750 quilos de alimentos não perecíveis para três instituições do município. A arrecadação foi realizada pelos alunos da nona fase dos cursos de Agronomia, Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia Florestal e Medicina Veterinária. Além dos alimentos, a campanha incluiu produtos de limpeza, higiene pessoal e ração.

As doações foram entregues ao Hospital Infantil Seara do Bem, ao Lar Menino Deus, que abriga 51 idosos, e ao grupo de proteção animal Adote Lages. Os mantimentos foram arrecadados entres os acadêmicos participantes da Festa da Nona, um evento realizado todos os semestres pelos alunos. "É uma ação muito importante, na qual cada um ajuda um pouco e, no final, alcançamos uma arrecadação significativa", comenta a estudante Marina Bortoluzzi, uma das organizadoras da campanha.

Assessoria de Comunicação da Udesc Lages
E-mail: comunicacao.cav@udesc.br
Telefone: (49) 3289-9130


Foto: Divulgação / SED

As discussões sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nas escolas estaduais, municipais e particulares de Santa Catarina marcaram a terça-feira, 20, em todo o Estado. A ação, definida pelo Ministério da Educação, foi articulada pela Secretaria de Estado da Educação e União de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), juntamente com comunidade escolar, secretários de Educação, diretores de escola, equipe pedagógica, professores, pais e alunos.

Além da mobilização nas escolas, também houve formação dos gestores da SED, Conselho Estadual da Educação e Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE). “O objetivo das discussões é para que o documento seja analisado e estudado por todos os envolvidos, como educadores, alunos e familiares para que possa ser construído o novo currículo da Educação Infantil e do Ensino Fundamental”, explica a coordenadora da BNCC da SED, Julia Siqueira da Rocha.

A BNCC é um instrumento em que cada profissional, família e estudante sabe o que deve ser aprendido em cada ano letivo, durante toda a escolaridade básica: ensino infantil, fundamental e médio. Ela define os conhecimentos, as competências e as habilidades a serem desenvolvidas pelos estudantes. Mais de 400 profissionais da Educação participaram da discussão, em Brusque, articulada pela doutora em Educação Cassia Ferri que ressaltou a importância do trabalho coletivo e os desafios para a implementação da BNCC. “Precisamos adequar o Projeto Político de cada escola, os Planos de Ensino de cada docente, e a Proposta Curricular do Estado precisa ser reestudada à luz da Base Nacional Comum Curricular”, afirmou.

Na Regional de Maravilha, os profissionais das 47 escolas estiveram no período matutino em estudo sobre a BNCC que envolveu toda a comunidade escolar. O supervisor de Políticas e Planejamento Educacional, Sidnei Carlos Bernhard, acompanhou os estudos na EEB Santa Terezinha e enfatizou sobre a importância desta discussão. “Vamos ter um período de estudos e formação até 2020, sendo o nosso grande objetivo a formação integral do aluno, passando pela formação dos professores que por meio de novas metas e diretrizes poderão desenvolver suas atividades em sala de aula”.

Na Regional de Lages foi priorizado o contato e a discussão com os gestores, preparando-os para o trabalho com a comunidade escolar sobre BNCC dia 9 de abril. “Os gestores receberam todas as informações e materiais para realizarem a discussão na escola e saíram animados pelos esclarecimentos e pela metodologia utilizada”, conta o gerente Regional de Educação, Humberto Aloízio de Oliveira.

Sobre BNCC

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC)  deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino dos estados brasileiros, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.  

Informações adicionais para a imprensa
Edinéia Rauta
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Educação  - SED
E-mail: edineiarauta@sed.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-0353 / 3664-0161 / 3664-0356 / 9-9980-3136
Site: www.sed.sc.gov.br



A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) lançou a segunda edição do Catálogo de Extensão, com informações sobre mais de 170 ações, projetos e programas de extensão desenvolvidos em 2017, pelos 12 centros de ensino da instituição, em todo o território catarinense.

Elaborado pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade (Proex), com periodicidade anual, o catálogo traz um breve resumo sobre cada ação, o público beneficiado e os impactos produzidos.

Centro de Educação Superior da Região Sul (Ceres), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Laguna, aceita inscrições para a nova edição do Pré-Vestibular Comunitário em 22 e 23 de março, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30, na Direção de Extensão, na Rua Coronel Fernandes Martins, nº 270, Bairro Progresso.

Esta terça-feira, 20, é o último dia para os estudantes que desejam concorrer a bolsas universitárias do Uniedu se inscreverem. O programa ofertado pela Secretaria de Estado da Educação oferece bolsas de 25% até 100% do valor da mensalidade do curso em 68 instituições comunitárias e privadas.

Neste primeiro momento, serão 24 mil benefícios sendo duas opções de bolsa: Artigo 171, que beneficia o estudante até o término da graduação, e a outra é o Artigo 170, no qual é necessária a comprovação semestral de carência para manter o benefício. Ambos estão previstos na Constituição do Estado de Santa Catarina. Cerca de R$ 110 milhões serão investidos para graduação e pós-graduação. Para bolsas de pós-graduação ainda não há previsão de abertura de edital.

>>> Faça a inscrição

Podem participar do programa estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação das instituições cadastradas na SED mediante a apresentação dos documentos exigidos no edital e nos prazos definidos pela instituição de ensino superior. A seleção do bolsista pode variar de acordo com a análise da situação socioeconômica feita pela equipe técnica de cada instituição de ensino.

Mais sobre o Uniedu

O programa Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu) é uma iniciativa desde 2013 do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado da Educação. Voltado aos estudantes de graduação e pós-graduação, o programa oferece bolsas de estudo e de pesquisa e extensão fundamentados nos Artigos 170 e 171 da Constituição Estadual.

Até 2017, mais de 163 mil benefícios foram concedidos a estudantes cadastrados, que, em contrapartida, participaram de projetos sociais com visão educativa, em diferentes segmentos da sociedade conforme projetos aprovados nas Câmaras de Pesquisa.

Informações adicionais para a imprensa
Edinéia Rauta
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Educação  - SED
E-mail: edineiarauta@sed.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-0353 / 3664-0161 / 3664-0356 / 9-9980-3136
Site: www.sed.sc.gov.br

Estão abertas as inscrições para um curso gratuito de formação continuada em Direito Tributário, com foco em gestão municipal, oferecido na modalidade a distância pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Com 60 horas de duração e aulas entre 3 de abril e 31 de julho, o curso será ministrada pelo professor Fábio Pugliesi, do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag). As inscrições devem ser feitas pela internet.

O curso é voltado a pessoas que atuam na área tributária e servidores públicos, além de graduandos e pós-graduandos em Direito, Administração, Contabilidade e Economia e demais interessados pelo tema.

Faça aqui sua inscrição on-line

O curso visa disseminar e debater conhecimentos sobre o Direito Tributário e a gestão tributária nos municípios. Entre os conteúdos abordados, estão o sistema tributário, o imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana, o imposto sobre a transmissão de bens imóveis a título oneroso e normas gerais de Legislação Tributária, entre outros.

Para fazer as atividades, o estudante deverá utilizar o sistema moodle.udesc.br. Receberão certificados os alunos que participarem de pelo menos metade dos fóruns que integram cada um dos tópicos. 

Assista ao vídeo de divulgação do curso no canal do professor Pugliesi no YouTube:

Serviço
O QUÊ: Curso a distância de formação continuada em Direito Tributário.
QUANDO: De 3 de abril e 31 de julho.
QUANTO: Gratuito, com inscrições pela internet.

Assessoria de Comunicação da Udesc Esag
Jornalista Carlito Costa
E-mail: comunicacao.esag@udesc.br
Telefone: (48) 3664-8281

O Núcleo de Acessibilidade Educacional (NAE), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), acaba de lançar um formulário para identificar as atividades dos centros para alunos com deficiência e/ou necessidades educacionais específicas. A pesquisa busca conhecer o trabalho desenvolvido para esse fim, como adaptação de material, orientação a professores, projetos específicos e se há servidores habilitados para auxiliar os estudantes com deficiência e/ou necessidades educacionais específicas

>>> Acesse o formulário

O NAE é coordenado pela professora Rose Clér Estivalete Beche, do Centro de Educação a Distância (Cead), em parceria com a Pró-Reitoria de Ensino (Proen). Segundo ela, há espaço para sugestões no atendimento dessas demandas, conforme as especificidades de cada centro.

O formulário também foi encaminhado às direções de Ensino das unidades. "O preenchimento do questionário deve ser atribuído a um único responsável, que irá contatar as áreas de ensino, pesquisa e extensão da sua unidade para obter os dados", esclarece Rose.

De acordo com a pró-reitora de Ensino da Udesc, Soraia Tonon da Luz, essa é a primeira vez em que a Udesc faz esse tipo de levantamento. "A partir dessa pesquisa, entenderemos como os centros trabalham suas demandas para que possamos estruturar os fluxos dos processos."

A pró-reitora conta que o Centro de Ciências Humanas e da Educação (Faed) e o Centro de Educação a Distância (Cead), por exemplo, já têm seus núcleos setoriais. De acordo com ela, além de fortalecer os núcleos existentes, "temos que ajudar a estruturar os NAEs setoriais nos demais centros".

Sobre o NAE

Implantado neste ano, o Núcleo de Acessibilidade Educacional da Udesc quer desenvolver e executar ações de apoio pedagógico que promovam a acessibilidade de estudantes com deficiência e/ou com necessidades educacionais específicas.

"O NAE visa cumprir não somente as exigências disciplinadas pelas legislações sobre acessibilidade, mas também atender as carências apresentadas no cotidiano da vida universitária nos diferentes centros da Udesc", explica a pró-reitora Soraia. Com a iniciativa, a comunidade acadêmica terá apoio maior no aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem e no combate à evasão. 

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas com o NAE pelos telefones (48) 3664-8420 e 3664-8431, das 13h às 19h, e pelo e-mail nae@udesc.br.

Os contatos do Núcleo de Acessibilidade da Udesc Faed (Nuape) são os telefones (48) 3664-8517 e 3664-8523. Mais informações do Núcleo de Acessibilidade da Udesc Cead estão disponíveis na internet.

Acompanhe as novidades da universidade pelo FacebookInstagramTwitterYouTube e WhatsApp. Se você é estudante da instituição, acesse office.udesc.br e ative sua conta de e-mail da Udesc.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010

programa de extensão Música e Educação - MusE, do curso de Música do Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), está com inscrições abertas para a oficina de música para crianças e adolescentes, que tem início nos dias 5 e 6 de abril.