Foto: Arquivo/Secom

Das 1.073 escolas estaduais de Santa Catarina, 747 estão funcionando normalmente nesta quarta-feira, 30. Com a falta de combustível para o transporte escolar e a dificuldade de garantir a alimentação dos estudantes, 326 unidades suspenderam as aulas na manhã desta quata-feira, 30. Balanço da Secretaria de Estado da Educação mostra que há dificuldades em Florianópolis (93 escolas suspenderam as aulas), Lages (as 44 escolas da região suspenderam as aulas), Mafra (32 escolas sem aula) e Canoinhas (22 das 23 escolas sem aula).

A secretária Simone Schramm ressalta que todas as escolas estaduais - incluindo aquelas que suspenderam as aulas - estão com as portas abertas e preparadas para atender a comunidade. O andamento das aulas e o funcionamento das escolas está sendo acompanhado pela equipe da SED junto as Gerências Regionais diariamente.


Foto: Arquivo/Secom

A Secretaria de Estado da Educação informa que NÃO procede a informação veiculada nas redes sociais de que as escolas estaduais de Santa Catarina terão o recesso de JULHO antecipado. O ano letivo segue normalmente nas 1.073 unidades da rede estadual. Em todo o Estado, apenas 326 escolas estaduais suspenderam as aulas nesta quarta-feira (30) em razão da falta de combustível para o transporte escolar e falta de alimentação para os alunos. Nas outras 747 unidades, as aulas transcorrem normalmente hoje.

As escolas de todas as redes de ensino começam nesta quarta-feira, 30, a coleta de dados do Censo Escolar da Educação Básica 2018. Este processo, realizado todos os anos na última quarta-feira do mês de maio devido ao Dia Nacional do Censo Escolar, tem como objetivo reunir os dados dos estudantes, das turmas e de todo os profissionais das unidades escolares de Santa Catarina. O prazo termina dia 31 de julho.

Os dados serão coletados online ou via processo de Migração de Dados para as escolas que possuem sistema próprio. "Essa segunda opção é a forma como as escolas estaduais realizarão a coleta do Censo Escolar em Santa Catarina, por meio da migração dos dados do Sistema de Gestão Educacional de Santa Catarina (SISGESC)", explia a coordenadora doo Censo da Secretaria de Estado da Educação, Deborah Lopes da Conceicao Cavalcante.

A coordenadora esclarece que o Censo Escolar serve como base para o repasse de recursos do Governo Federal, que permite o planejamento, implementação e acompanhamento de Políticas Públicas de Educação. "Essas informações subsidiam as Avaliações realizadas pelo Inep, o monitoramento do Planos de Educação, e compõem os cálculos do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), dentre outras ações que necessitem de informações estatísticas educacionais", diz.

Na última semana, entre os dias 22 e 24, cerca de 100 profissionais participaram da Formação Continuada Censo Escolar 2018 – Matrícula Inicial e Migração de Dados, em São Carlos. Saiba mais sobre o curso aqui

Mais sobre o Censo Escolar 

O Censo Escolar trata-se de uma coleta obrigatória e autodeclaratória da Escola, onde as informações inseridas no Sistema Educacenso devem ter como base documentos administrativos e pedagógicos, sendo o Gestor Escolar o responsável pela fidedignidade dos dados declarados, pelo acompanhamento de todas as fases do processo censitário e pelo cumprimento dos prazos estabelecidos em Portarias.

A coleta é coordenada nacionalmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e em Santa Catarina pela Coordenação Estadual do Censo Escolar da Educação Básica (SED/DIPE/GAEBE), com a colaboração dos Coordenadores Regionais atuantes na Coordenadoria Regional da Grande Florianópolis, Gerências Regionais de Educação, Unidades de Atendimento, Instituto Estadual de Educação e usuários responsáveis pela inserção e verificação dos dados em todas as escolas públicas e privadas em Santa Catarina.

Informações adicionais para a imprensa:

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Educação
Rosane Felthaus (48) 99125-8513




Foto arquivo / ADR Blumenau

A Secretaria de Estado da Educação (SED) comunica que as aulas nas escolas estaduais da Grande Florianópolis continuam suspensas nesta quarta-feira, 30. A medida, que envolve diretamente cerca de 75 mil alunos matriculados em 93 escolas, é reflexo da decisão do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano e Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb) de manter a paralisação parcial dos ônibus.

Na quinta-feira, 31, com o feriado de Corpus Christi, as 1.073 escolas estaduais estarão fechadas. A manutenção das aulas na sexta-feira, 1º de junho, ainda será avaliada pela SED.

O Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Joinville,  está com 83 vagas gratuitas em cursos de pós-graduação. São seis cursos de mestrado e um de doutorado nas áreas de Engenharia Civil; Ciência e Engenharia de Materiais; Computação Aplicada; Física; Engenharia Mecânica e Química Aplicada.


Foto: Divulgação/Secom

Mesmo com a falta de combustível para o transporte escolar e as dificuldades para garantir a alimentação dos estudantes, 75% das escolas estaduais de Santa Catarina mantêm as aulas normalmente nesta terça-feira, 29. Balanço da Secretaria de Estado da Educação (SED) mostra que as aulas estão suspensas em 264 das 1.073 unidades, mas todas estão abertas e preparadas para dar informações e até mesmo receber os alunos que conseguirem se deslocar por conta própria.

"As nossas escolas estão de portas abertas e atendendo a comunidade em mais uma demonstração do compromisso do Governo do Estado em manter os serviços básicos ao cidadão", ressalta a secretária Simone Schramm (Educação). As informações estão sendo atualizadas diariamente.

Cidades

A situação é normal nas escolas estaduais das gerências regionais de Joinville, Joaçaba, São Lourenço do Oeste, Concórdia, Palmitos, Videira, Brusque, Jaraguá do Sul, Quilombo, São Joaquim, Taió e Curitibanos.

Na Grande Florianópolis, 100 das 135 escolas da região estão com as aulas suspensas nesta terça-feira, prejudicando cerca de 75 mil estudantes. A decisão foi tomada depois que o Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano de Passageiros da Região Metropolitana (Sintraturb) anunciou a paralisação da circulação de ônibus na Capital.

Há problemas ainda na Gerência Regional de Lages, onde todas as escolas estão com as aulas suspensas devido à falta de combustível para o transporte escolar, assim como na Gerência Regional de Mafra. No Planalto Norte, 27 das 42 escolas estão com as aulas suspensas.

Confira a situação das escolas da rede estadual de Santa Catarina:

Regional de Joinville
Número de escolas: 63
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Criciúma
Número de escolas: 61
Escolas sem aula nesta terça-feira: 10

EEB Cel Marcos Rovaris , Criciúma
EEB Joaquim Ramos, Criciúma
EEB Udo Deeke, Treviso
EEB Visconde De Taunay, Lauro Muller
EEB Barao Do Rio Branco, Urussanga
EEF Marechal Rondon, Criciúma
EEB Samuel Sandrini, Orleans
EEF José Antunes Mattos, Orleans
EEB Toneza Cascaes, Orleans
EEB Costa Carneiro, Orleans

Regional de Joaçaba

Número de escolas: 24
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Xanxerê

Número de escolas: 47
Escolas sem aula nesta terça-feira: 6

EEM Semente da Conquista
EEB Paulo Freire
EEB Abelardo Luz
EEB Altair Silva
EEB Anacleto Damiani
EIEF Vila Nova

Regional de São Lourenço do Oeste

Número de escolas: 11
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Ituporanga

Número de escolas: 16
Escolas sem aula nesta terça-feira: 3

EEF Rodolfo Fink, Vidal Ramos
EEF João Alberto Schimitz, Vidal Ramos
EEB Walter Probst, Aurora

Regional de Concórdia

Número de escolas: 20
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Palmitos

Número de escolas: 19
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Rio do Sul

Número de escolas: 69
Escolas sem aula nesta terça-feira: 2

EEB Maria Regina, Agronômica
EEB DR. Hermamm Blumenau

Regional de Araranguá

Número de escolas: 42
Escolas sem aula nesta terça-feira: 13

EEB Maria Garcia Pessi, Ararangua
EEB Otília da Silva Berti,  Ararangua
EEB Pedro Simon, Ermo
EEF Francisco Molgero, Jacinto Machado
EEF Ana Machado Dal Toé, Morro Grande
EEB Meleiro, Meleiro
CEJA, Araranguá
EEB. Apolonio Ireno Cardoso, Baln Arroio do Silva
EEF Abel Esteves de Aguiar, Praia Grande
EEB. Manoel Gomes Baltazar, Maracajá
EEB Prof Maria Solange de Borba, São João do Sul
EEB Catulo da Paixão Cearense, Sombrio
EEB João dos Santos Areão, Santa Rosa do Sul

Regional de Videira

Número de escolas: 21
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Caçador

Número de escolas: 19
Escolas sem aula nesta terça-feira: 11

EEB Dom Orlando Dotti
EEB Paulo Schiffler
EEB Dr. João Santo Damo
EEB Irmão Leo
EEB Wanda Krieger Gomes
CEJA
EEB Dante Mosconi
EEB Thomaz Padilha
EEF Graciosa Cpetti Pereira
EEB Prof Domingos da Costa Franco
EEB Dr Naya Gonzaga Sampaio

Regional de Grande Florianópolis

Número de escolas: 135
Escolas sem aula nesta terça-feira: 100

*As aulas de 100 escolas estaduais da Grande Florianópolis estão suspensas devido a greve do transporte público. Mais informações procure a sua escola.

Regional de Braço do Norte

Número de escolas: 15
Escolas sem aula nesta terça-feira: 5

EEB Professor Aldo Câmara, Santa Rosa de Lima
EEB São Ludgero, São Ludgero
EEF Bom Retiro
EEB Monsenhor Francisco Girsberts, Armazém
EEB Pe Jacob Luiz Neibel - Braço do Norte

Regional de Blumenau

Número de escolas: 46
Escolas sem aula nesta terça-feira: 2

EEB Frei Godofredo, Gaspar
EEB Nilo Borghesi, Blumenau

Regional de Timbó

Número de escolas: 26
Escolas sem aula nesta terça-feira: 1

Regional de Brusque

Número de escolas: 14
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Itajaí

Número de escolas: 44
Escolas sem aula nesta terça-feira: 3

EEB Ruizelio Cabral, Balneário Camboriú
EEB Paulina Gaya, Navegantes
EEB Carlos Fantini, Itajaí

Regional de Tubarão

Número de escolas: 40
Escolas sem aula nesta terça-feira: 13

Regional de Laguna

Número de escolas: 26
Escolas sem aula nesta terça-feira: 9

EEB André A. de Souza , Imbituba
EEB Eng Annes Gualberto, Imbituba
EEB Justina da Conceição Silva, Imbituba
EEB Pref Pedro Bitencourt
EEB Visconde Do Rio Branco
Ceja, Imbituba
EEB Prof Eulina Heleodoro Barreto
EEB Prof Julieta Pavan Simões
EEB Dr, Renato Ramos Da Silva

Regional de São Miguel do Oeste

Número de escolas: 19
Escolas sem aula nesta terça-feira: 1

Regional de Itapiranga

Número de escolas: 15
Escolas sem aula terça-feira: 3

EEB Balduíno Rambo, Tunápolis
EEB Santa Helena
EEB Pitangueira, Tunapólis

Regional de Campos Novos

Número de escolas: 17
Escolas sem aula nesta terça-feira: 1

EEB Deputado Augusto Bresola, Vargem

Regional de Dionísio Cerqueira

Número de escolas: 18
Escolas sem aula nesta terça-feira: 1

EEB Antenor Nascente, Princesa

Regional de Chapecó

Número de escolas: 42
Escolas sem aula nesta terça-feira: 2

EEFAdele Faccin Zanuzo
EEF Lidia Remos

Regional de Mafra

Número de escolas: 42
Escolas sem aula nesta terça-feira: 27

CEJA Mafra
Cedup Mafra
EEB Barão de Antonina, Mafra
EEB PROF. Maria Paula Feres, Mafra
EEB Jovino Lima, Mafra
EEB DR. Francisco Isabel, Mafra BEL 
EEB Santo Antonio, Mafra
EEB Gustavo Friedrich, Mafra
EEB Tenente Ary Rauen, Mafra
EEB Hercilio Buch, Mafra
EEF Cristo Rei, Mafra
UD de Papanduva
EEB Alinor Vieira Corte, Papanduva
EEB Manoel Estevão Furtado, Papanduva
EEB Irene Reva Zadorowski
EEB Lebon Regis, Campos Alegre
EEB Argemiro Gonçalvez, Mafra
EEB Virgílio Varzea
EEB Odir Zanelatto
EEM São João Batista
EEB AntÕnio Blaskowski
EEB Paulo Cristiano Heyse
EEB Amandus Bauer
EEB Francisco Nicolau Fuck, Monte Castelo
EEF Monteiro Lobato, Mafra
CEDUP Padre Afonso Hobl, São Bento do Sul
EEB Luiz Bernanrdo Olsen

Regional de Canoinhas

Número de escolas: 23
Escolas sem aula nesta terça-feira: 3

EEB Clementino Britto, Porto União
EEB Estanislau Schumann
Cedup Vidal Ramos, Canoinhas

Regional de Jaraguá do Sul

Número de escolas: 29
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Maravilha

Número de escolas: 28
Escolas sem aula nesta terça-feira: 2

Regional de Quilombo

Número de escolas: 9
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de São Joaquim

Número de escolas: 12
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0 

Regional de Lages

Número de escolas: 44
Escolas sem aula nesta terça-feira: 44

*As aulas das 44 escolas estaduais de Lages foram suspensas devido a falta de combustível e alimentação nas unidades. Mais informações procure a Gerência Regional de Lages.

Regional de Seara

Número de escolas: 18
Escolas sem aula nesta terça-feira: 1

EEF Deputado Massolini

Regional de Taió

Número de escolas: 16
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

Regional de Ibirama

Número de escolas: 18
Escolas sem aula nesta terça-feira: 1

EEB Bernardo Muller, Presidente Getulio

Regional de Curitibanos

Número de escolas: 14
Escolas sem aula nesta terça-feira: 0

 

Números totais 
Total de escolas: 1.073
Total de escolas sem aula nesta terça-feira: 264

Informações adicionais para a imprensa:

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Educação
Rosane Felthaus (48) 99125-8513

 

 

O Governo do Estado de Santa Catarina reafirma seu compromisso em manter os serviços básicos ao cidadão catarinense em meio à mobilização dos caminhoneiros e com isso minimizar os impactos desse movimento.

Nesta terça-feira, 29, a Secretaria de Estado da Educação (SED) informa que as aulas nas escolas estaduais da Grande Florianópolis estão suspensas devido à decisão do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb) em paralisar a circulação de ônibus na região.


Foto: Osvaldo Nocetti / Secom

Balanço atualizado da Secretaria de Estado da Educação mostra que 145 das 1.073 escolas estaduais catarinenses terão as aulas suspensas nesta terça-feira, 29. O cancelamento ocorre em razão da falta de combustível para o transporte escolar dos alunos ou ainda pelas dificuldades no fornecimento de alimentação. É importante ressaltar que todas as escolas, inclusive aquelas que não terão aulas regulares, estarão abertas e recebendo os alunos que conseguirem ir até o local por conta própria, conforme determinou a secretária de Estado de Educação, Simone Schramm.

Balanço da Secretaria de Estado da Educação (SED) mostra que 93% das escolas estaduais de Santa Catarina estão funcionando normalmente nesta segunda-feira, 28. Apenas 89 das 1.073 unidades tiveram que suspender as aulas em razão da falta de combustível para o transporte escolar ou ainda devido a dificuldades para garantir a alimentação dos estudantes. A secretária Simone Schramm observa que todas as escolas, mesmo aquelas que tiveram de suspender as aulas, estão abertas e recebendo os alunos normalmente ao longo do dia. As informações estão sendo atualizadas diariamente. Confira os dados neste link.


Fotos: Jeferson Baldo/Secom

Serviços essenciais nos principais setores do serviço público continuam sendo mantidos pelo Governo do Estado em Santa Catarina. Em entrevista coletiva, no fim da manhã desta segunda-feira, 28, os secretários de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli; da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, e a diretora de redes da Secretaria de Estado da Educação, Marilene Pacheco, apresentaram um balanço sobre os reflexos da paralisação dos caminhoneiros que completa oito dias de mobilização.

A coordenação do comitê, que trabalha na gestão de crise no Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), afirma que o diálogo com as lideranças regionais do movimento tem permitido que produtos essenciais cheguem às cidades, aos hospitais, aeroportos, às escolas e às agroindústrias, bem como a atuação da Segurança Pública para a manutenção da ordem, sem a necessidade do uso das forças federais.

 


>>> mais fotos na galeria

O secretário Rodrigo Moratelli avaliou que o fim de semana foi de muito trabalho porque o movimento ganhou o apoio da sociedade em núcleos urbanos, o que elevou para 174 os pontos de mobilização em Santa Catarina. Vale ressaltar que, segundo o comitê, na manhã desta segunda-feira, o número voltou para pouco mais de 130 pontos.

“Em todos os momentos o diálogo tem nos permitido avançar, e isso é fundamental para a assistência aos catarinenses com os insumos básicos para a proteção da vida, da sanidade animal e da segurança da sociedade, bem como dos próprios manifestantes”, afirmou Moratelli.

Segurança pública

No setor da Segurança Pública, o secretário Alceu de Oliveira Pinto Júnior reforçou que os comboios que transportam itens de assistência humanitária e animal, prioritariamente, combustíveis, remédios, gás de cozinha, oxigênio e produtos para a purificação da água continuam sendo escoltados e sem nenhuma intercorrência que tenha exigido emprego da força policial. O secretário também garantiu que o abastecimento das viaturas não tem sofrido alterações e que o setor já trabalhava dentro de um estoque planejado anteriormente pelo setor.

Paralelo ao trabalho relacionado à paralisação dos caminhoneiros, o secretário frisou que continuam os trabalhos junto à sociedade catarinense, com apreensões de drogas e cumprimento de mandados. “Nossos índices de criminalidade continuam na tendência de queda e isso nos dá uma tranqüilidade maior durante o trabalho no período de crise”.

Educação

Nesta segunda-feira, a falta de combustível para o transporte escolar suspendeu as aulas em algumas escolas da rede pública estadual. No entanto, conforme a diretora de rede da SED, Marilene Pacheco, todos os estabelecimentos estarão abertos para atender a necessidade dos pais que precisam trabalhar.

Das 1.073 unidades escolares estaduais, 89 precisaram suspender as atividades. As regiões mais afetadas são a Grande Florianópolis, Criciúma, Itajaí, Mafra, São Bento do Sul e Lages. “Estamos avaliando a situação diariamente de forma a minimizar os impactos na rede pública de ensino em Santa Catarina”. Marilene também informou que os cardápios da merenda escolar estão sendo adaptados, atendendo à demanda nutricional dos estudantes.

Comunicação

Durante a coletiva na manhã desta segunda-feira, 28, no Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres, o Cigerd, o secretário de Estado de Comunicação, Gonzalo Pereira, reforçou que todo o trabalho que vem sendo realizado no Estado é feito com absoluta transparência, destacando a importância do acesso da sociedade a informações oficiais.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br