Estudantes do ensino médio e superior que buscam oportunidade no mercado de trabalho já podem se inscrever no programa de estágio Novos Valores 2019. Para participar do processo, o aluno deve ter no mínimo 16 anos e a instituição que estuda estar cadastrada na Secretaria de Estado da Educação (SED). O edital foi publicado no Diário Oficial nesta quarta-feira, 13.

Na tarde desta quarta-feira, 13, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) publicou a segunda chamada do Vestibular de Verão 2019 para cursos presenciais de graduação. Acesse a lista no site oficial do concurso. Os 510 convocados deverão se matricular na próxima sexta-feira, 15, na secretaria acadêmica do seu curso. Confira os horários de matrícula de cada centro.

Foto: Dafnée Canello/SED

Com o retorno das aulas da rede estadual de ensino para aproximadamente 530 mil estudantes em mais de mil unidades nesta segunda-feira, 11, o secretário da Educação Natalino Uggioni optou por visitar escolas da região serrana catarinense. O critério das escolhas foi o baixo desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação (IDEB) e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do município.

A primeira, de sete visitas ao longo do dia, foi na EEB Armando Ramos de Carvalho, em Lages, que obteve nota 4.5 nos anos iniciais (1° ao 5° ano) e 3.3 nos anos finais (6° ao 9°), conforme o último resultado divulgado pelo Ministério  da Educação (MEC) em setembro de 2018. Lembrando que a escala é de 0 a 10 com avaliação dos alunos em língua portuguesa e matemática.

O município possui nota 0,770, de acordo com a publicação realizada na mesma época pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. "É evidente que as comunidades mais vulneráveis devem ter programas diferenciados, mas o engajamento da família na escola e o comprometimento dos profissionais devem ser prioridade. Quem não está em sala de aula deve trabalhar para quem está, tanto os alunos como professores, para que o processo de ensino aprendizagem tenham melhores resultados", pontua o secretário.

O Cartão Serviço, nova ferramenta para auxiliar os professores na contratação de serviços de manutenção, é novidade para o diretor Luiz Anderson Antune, que atua há três anos na gestão da escola. "Além de facilitar, esse novo recurso vai adiantar bastante as pequenas pendências", diz o diretor.

O Cartão Serviço foi criado como complementação do que já existe, chamado Cartão de Pagamento do Estado de Santa Catarina, para compra de materiais de serviço, como, por exemplo, latas de tintas, torneiras etc.

Meta 2019

Está no planejamento deste ano criar uma ferramenta de avaliação própria de Santa Catarina para monitorar, diagnosticar e solucionar com mais eficácia os déficits. A ação foi divulgada em coletiva de imprensa na última quinta-feira.

Agenda

Ainda nesta segunda-feira, Natalino acompanhado pelo diretor de Articulação com os Municípios da pasta, Osmar Matiola, visitou a EEB Prof. Jorge Augusto N. Vieira, EEB Otília Ulysséa Ungaretti, em Cerro Negro e na EEB Major Otacílio Couto, em Campo Belo.

Na terça-feira, a visita será na EEB Belisário Ramos, Parque Tecnológico Orion e IFSC, em Lages, além da EEB Martinho de Haro, em São Joaquim e na EEB Padre Antonio Trivelin, em Painel.

Matrículas

Quem ainda não efetuou a matrícula, pode comparecer na escola mais próxima da residência ou do endereço profissional para consultar a disponibilidade de vaga. Caso não haja, a equipe escolar direcionará o interessado à escola mais próxima. Documentos necessários para matrícula: Certidão de Nascimento; Carteira de Identidade; Atestado de Frequência com indicação da etapa/ano em 2018 ou histórico escolar; Comprovante de residência atualizado (até três meses anteriores a matrícula); 1 foto 3x4; Carteira de vacinação, para  os estudantes do Ensino Fundamental e Fotocópia do CPF dos pais ou responsáveis.

Escolas que não iniciarão o ano letivo nesta segunda-feira, 11

Das 1.073 escolas, apenas sete tiveram o início das aulas prorrogadas. Confira abaixo as escolas e os motivos:

RIO FORTUNA - início das aulas dia 12, juntamente com o município devido ao transporte escolar.

EEB Nossa Senhora de Fátima

IMARUÍ - devido ao transporte escolar (em licitação)

EEB Prof Luiz Felix Barreto
EEB Prof Eulina Heleodoro Barreto

JOSÉ BOITEUX - devido ao transporte escolar (em licitação)

EIEF Vanhecu Patte
EIEF Luzia Meiring Nunc Nfoonro
EIEB Laklano

SÃO JOSÉ

EEB Nossa Senhora da Conceição - Roçado (devido ao vendaval da sexta-feira, 1). Início das aulas dia 18/02.

CHAPECÓ

30 escolas - retorno das aulas quarta-feira, 13/02

Informações adicionais à imprensa:
Edinéia Rauta - (48) 3664-0353 / 9980-3136
Dafnée Canello - (48) 3664-0347 / 996826562
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
Site: www.sed.sc.gov.br
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação - SED

Em virtude das modificações decorrentes com a desativação das Agências de Desenvolvimento Regional (ADR) do Estado de Santa Catarina, a Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), em parceria com a Federação das APAEs de Santa Catarina (Feapaes-SC), promove nesta terça-feira, dia 12 de fevereiro, a capacitação “Nova Operacionalização para Repasses e Prestações de Contas 2019”, voltada para instituições especializadas em educação especial e setores de prestações de contas das Gerências Regionais de Educação e da própria FCEE. O evento, que já conta com mais de 400 inscritos provenientes de todo o Estado, ocorrerá no Teatro Governador Pedro Ivo Campos, em Florianópolis, das 13h30 às 18h.

A capacitação, de extrema importância devido às mudanças significativas nos processos de repasses e prestações de contas entre o Estado e as instituições especializadas, como APAEs e congêneres, é voltada principalmente para os responsáveis pela área administrativo-financeira das instituições que recebem recursos de acordo com a Lei 13.334/2005, mas também para servidores das Gerências Regionais de Educação e da própria FCEE.

O Estado de Santa Catarina, através da Fundação Catarinense de Educação Especial, possui convênios com cerca de 220 instituições especializadas em educação especial, entre APAEs e congêneres, que beneficiam mais de 21 mil alunos com necessidades educativas especiais. Os convênios preveem a transferência de recursos do Fundo Social e a cedência de professores ou repasses financeiros visando estabelecer condições adequadas para a manutenção das atividades contínuas e desenvolvimento pedagógico destes alunos.

A capacitação será ministrada pelo contador da Fazenda Estadual, Dielis Heder Fiorentini, e abordará os seguintes conteúdos: Legislação de Termos de Fomento e Termos de Colaboração relacionadas às APAEs e instituições especializadas de Santa Catarina; Lei 13.019/2014; Decreto 1.196/2017; Instrução Normativa do Tribunal de Contas do Estado (TCEE/SC) nº 14/2012; Prestações de Contas; e informações gerais sobre o ano de 2019 como valores, planos de trabalhos, termos aditivos, tramitação e operacionalização com a FCEE.

SERVIÇO:

Capacitação: Nova Operacionalização para Repasses e Prestações de Contas 2019
Público-alvo: Instituições especializadas em educação especial de Santa Catarina e setores de prestações de contas das Gerências Regionais de Educação e da FCEE
Data: 12/02/2019 (terça-feira)
Horário: 13h30 às 18h
Local: Teatro Governador Pedro Ivo Campos
Rodovia SC 401, Km 15, nº 4600
Bairro Saco Grande 2 – Florianópolis/SC

Informações para imprensa
Aline Buaes
Assessoria de Comunicação FCEE - (48) 3664-4943 / (48) 99115-8918
E-mail: imprensa@fcee.sc.gov.br
www.fcee.sc.gov.br

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O ano letivo para aproximadamente 600 mil alunos da rede estadual começa na próxima segunda-feira, 11. A Secretaria de Estado de Educação (SED) está trabalhando para elevar a qualidade de ensino ao patamar de países como Cingapura e Finlândia, fazendo de Santa Catarina uma referência na educação pública.

O secretário de Estado de Educação, Natalino Uggioni, tem como perspectiva, nos próximos anos, que as instituições públicas de ensino sejam ainda mais atrativas para um maior número de famílias. “Queremos que a escola pública do Estado de Santa Catarina se torne referência e, com isso, os próprios pais percebam que o nível de educação pública melhorou, que está no nível de expectativa deles”, projeta.

Para garantir que o começo dessa transformação ocorra bem, os preparativos foram intensos nas últimas semanas. Escolas passam por manutenção e reformas. O quadro de docentes em sala de aula foi reforçado com 911 novos professores efetivos para as disciplinas de Artes, Língua Portuguesa e Inglesa, Matemática, Geografia, História, Sociologia, Química, Filosofia e Educação Física.

Para finalizar, os profissionais da educação se reúnem durante toda esta semana para planejar e alinhar ações do primeiro semestre letivo. A formação é realizada para os mais de 40 mil professores, gestores e coordenadores, nas 1.073 escolas da rede estadual.

Na abertura da capacitação, Uggioni agradeceu o engajamento dos profissionais durante a preparação e pediu que esse entusiasmo seja mantido ao longo do ano. Segundo ele, o empenho de todos deve ter como foco o trabalho em sala de aula. “Nós não vamos medir esforços para que os professores tenham as melhores condições. Todos devem trabalhar por isso. Em troca, o professor deve ajudar a cuidar bem das escolas e zelar pela boa formação dos alunos. Quem paga por tudo é a sociedade e ela quer respostas, quer educação de qualidade”.

Professora de biologia do Instituto Estadual de Educação (IEE), em Florianópolis, Cintia Kaefer projeta um ano letivo com uma integração positiva entre professores, alunos, pais e todo o ambiente escolar. Tudo isso foi discutido nas capacitações promovidas pela SED. “É muito importante esse momento para a gente sentar com o corpo docente e toda a equipe pedagógica. Temos uma boa infraestrutura aqui, com muitos projetos”, avalia Cintia.

Da escola pública, a preparação para a vida

Foto: Maurício Vieira/Secom

Enquanto o Governo do Estado trabalha para transformar a realidade da educação, ex-alunos da rede estadual de ensino são a prova de que um futuro próspero e feliz está ao alcance de todos, independentemente da condição financeira.

Desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Altamiro de Oliveira passou no concurso para a magistratura há quase 30 anos. Mas a trajetória dele começou bem antes, nas salas de aula da Escola Antonieta de Barros e no Instituto Estadual de Educação, em Florianópolis.

“Estudar em escola pública nunca me prejudicou em nada, muito pelo contrário. Foram colégios que me prepararam muito bem para o vestibular e para a vida. A maioria dos meus colegas cursou ensino superior. São formados em Letras, Direito, Medicina. Também há engenheiros, bioquímicos, dentistas”, conta Oliveira.

O segredo, segundo ele, foi nunca negligenciar os estudos, mesmo precisando trabalhar fora desde cedo para ajudar na renda de casa. O pai acompanhava o dia a dia na escola e exigia que todos os filhos tivessem as lições de casa feitas antes de saírem para brincar. Nada disso impediu que Altamiro tivesse uma infância feliz, cultivando a paixão pelo futebol, pelo teatro e, mais tarde, pelo Direito. Ao mesmo tempo, em casa, ele e os irmãos competiam para ver quem tirava as melhores notas, disputa estimulada dentro da família. “Meus pais foram fundamentais”, reconhece.

“Hoje, com a tecnologia, o leque de opções é muito maior. O estudo dá uma bagagem para que você descubra o caminho que quer seguir. Para quem está começando o ano letivo agora, recomendo que tenha foco, estude e tenha sempre em mente os seus objetivos”, aconselha o magistrado.

O aluno de Brusque que virou CEO

Foto: Maurício Vieira/Secom

Em outras cidades de Santa Catarina, histórias como a do desembargador também abundam, inclusive na iniciativa privada. O jovem empreendedor Tiago Vailati estudou todo o ensino fundamental na Escola Estadual Dom João Becker, em Brusque. Hoje é CEO de uma empresa de tecnologia que emprega 120 pessoas e atende a mais de 14 mil clientes em todo o país. “Nunca cheguei a ser o primeiro aluno da classe, mas nunca deixei de levar os estudos a sério. Hoje olho para trás e vejo que fiz muito bem”, lembra Vailati.

Enquanto estudava, ele conseguiu uma vaga de estágio em uma grande empresa de varejo na cidade. Ao passar por vários setores, aprendeu em todos e percebeu uma oportunidade de desenvolver software para ajudar microempresários a dar os primeiros passos no comércio. Assim, criou uma empresa junto de dois colegas de trabalho e, hoje, já tem clientes em 1,8 mil municípios de todas as regiões do Brasil.

Segundo Vailati, muito do que aprendeu no ensino fundamental é importante hoje na gestão da empresa. Essas habilidades também são cobradas dos colaboradores, em especial a língua portuguesa e a matemática básica. “Eu diria que é muito importante ter um bom português. Como não temos contato físico com nossos clientes, o canal de comunicação é o e-mail. Por isso é fundamental ter bom vocabulário, saber se expressar bem e de forma correta”, conta o empreendedor. “E talvez não vamos ter que descobrir a raiz quadrada, o seno ou o cosseno todos os dias. Mas entender os conceitos e saber aplicá-los desenvolve o raciocínio lógico, algo que é muito importante para quem trabalha com tecnologia”, acrescenta.

O conselho dele para quem está se preparando para o início do ano letivo é levar os estudos a sério. “Minha sugestão é que extraia o máximo possível e se dedique, porque lá na frente pode fazer falta”, orienta.

Ensino médio com jornada ampliada

Arte: Sal Santos/Secom

A rede estadual de ensino já oferece oportunidades para quem quer ir além das aulas regulares. Em todas as regiões catarinenses, há ampla oferta de jornada ampliada no ensino. As três opções são Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI), Inovador (EMI) e Integrado à Educação Profissional (EMIEP).

EMITI

O EMITI está disponível em 32 escolas de todas as regiões. O objetivo da modalidade é incentivar o protagonismo juvenil, em parceria com o Instituto Ayrton Senna e apoio do Instituto Natura.  De forma integrada à aprendizagem dos conteúdos de português, matemática, história, entre outros, também consegue incentivar os jovens a desenvolverem competências altamente valorizadas no mundo atual, como resolução de problemas, responsabilidade, comunicação, abertura para o novo e criatividade.

EMI

O Ensino Médio Inovador (EMI) é ofertado em 115 escolas e tem como objetivo oportunizar ao jovem a ampliação do tempo escolar com a inserção de atividades que tornem o currículo mais integrado e dinâmico, com conteúdos curriculares organizados a partir de um planejamento interdisciplinar. As atividades envolvem dimensões do trabalho, da ciência, da tecnologia e da cultura.

EMIEP

O Ensino Médio Integrado a Educação Profissional enfoca uma concepção de formação humana, tendo como base o trabalho como princípio educativo, a integração entre trabalho, ciência e cultura. A proposta é integrar as disciplinas técnicas às grandes áreas do conhecimento do Ensino Médio.

Mais recursos para o transporte escolar

Em 2019, o Governo do Estado repassará R$ 95,5 milhões para que os municípios arquem com os custos do transporte escolar dos alunos da rede estadual. O valor representa um incremento de quase R$ 8 milhões em relação ao ano passado.

Esse aumento é resultado de um acordo entre a SED, a Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e a União dos Dirigentes Municipais de Educação de Santa Catarina (Undime/SC). “Mais uma vez tivemos agilidade neste processo e iniciaremos o ano letivo com os valores já definidos. A parceria entre SED e Fecam continua forte”, comenta o prefeito de Tubarão e presidente da Fecam, Joares Ponticelli.

O documento foi assinado por Uggioni, Ponticelli e o secretário Municipal da Educação de Águas Mornas e representante da Undime/SC, Mário Fernandes. Com os recursos adicionais, os 119 mil alunos da rede estadual que utilizam o transporte têm a garantia da continuidade do serviço e do acesso às escolas com segurança.

Escolas que não iniciam aula dia 11 de fevereiro:

RIO FORTUNA: início das aulas dia 12 juntamente com o município devido ao transporte escolar.

EEB Nossa Senhora de Fátima

IMARUÍ - devido ao transporte escolar (em licitação)

EEB Prof Luiz Felix Barreto
EEB Prof Eulina Heleodoro Barreto

JOSÉ BOITEUX - devido ao transporte escolar (em licitação)

EIEF Vanhecu Patte
EIEF Luzia Meiring Nunc Nfoonro
EIEB Laklano

SÃO JOSÉ - roçado (devido ao vendaval da sexta-feira, 1)

EEB Nossa Senhora da Conceição - Início das aulas previsto para dia 18/02

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) ainda tem vagas para o curso de extensão de um ano que oferece formação complementar em Administração para pessoas com mais de 45. O curso é oferecido pelo programa Esag Sênior, do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), no campus da Udesc no bairro Itacorubi, em Florianópolis.


Foto: Luiz Schmitt/Divulgação

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) abriu nesta semana o período para candidatos do Vestibular de Inverno 2019 pedirem isenção da taxa de inscrição. O prazo irá até 6 de março pelo critério socioeconômico e até 26 de março para doadores de sangue e/ou medula. Veja os editais e os formulários de solicitação.

Foto: Divulgação/SED

A Secretaria de Estado da Educação está com inscrições abertas para o Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (UNIEDU) até 18 de março. São mais de 70 instituições de ensino superior comunitárias e privadas cadastradas que selecionarão estudantes para bolsas de 25 a 100% do valor da mensalidade por meio do Artigo 170 e 171. Interessados devem realizar cadastro pelo site

Foto: James Tavares/Secom

Ao mesmo tempo em que acerta os últimos detalhes para o início do ano letivo, marcado para a próxima segunda-feira, 11, a Secretaria de Estado da Educação (SED) trabalha em outras frentes para elevar a qualidade e ensino em Santa Catarina. As novidades foram comunicadas pelo secretário, Natalino Uggioni, em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, 7, em Florianópolis. Os anúncios foram transmitidos ao vivo pelas redes sociais do Governo do Estado.

CONFIRA A TRANSMISSÃO AO VIVO NA ÍNTEGRA

“Já iniciamos as tratativas com a Fecam e a Undime (entidades que representam os municípios catarinenses e os dirigentes municipais de educação, respectivamente) para desenvolver um índice de avaliação catarinense. Os índices que usamos hoje são nacionais e a gente quer desenvolver uma avaliação própria”, detalhou Uggioni.

Segundo ele, o objetivo é melhorar o monitoramento da realidade da educação em Santa Catarina, para agilizar a tomada de decisões e as ações necessárias. Um grupo de trabalho foi formado para desenvolver a metodologia, com planos de utilizá-la em caráter experimental ainda neste ano.

“Imagine se tivermos um painel de indicadores em cada escola. Poderemos ver os resultados das iniciativas que dão certo, copiar as boas práticas e subir a régua do nível da educação. Excelência é isso”, afirmou o secretário.

Participação da comunidade escolar

Santa Catarina dispõe de 1.073 escolas da rede estadual. O secretário frisou que a participação de toda a comunidade é importante para o desenvolvimento da educação. Todos os atores envolvidos, como profissionais, alunos e pais, correspondem a 20% da população catarinense, de acordo com Uggioni.

“Imagina a revolução que conseguiremos fazer se todo esse percentual estiver bem preparado”, considerou. “Os nossos indicadores não vão tão mal quando comparados a outros estados, mas temos que medir de acordo com os melhores do mundo, como Finlândia, Hong Kong e Cingapura”.

Inovações tecnológicas

O secretário também lembrou que há inovações tecnológicas em andamento, como a aquisição de lousas digitais, sistemas online para a realização de matrículas e para que professores e estudantes possam acompanhar os resultados do dia a dia na escola. “Quanto mais essas informações estiverem ao alcance das mãos, mais vamos aproximar a escola do que os alunos, a sociedade e o mundo esperam, que é um ambiente mais conectado”, disse.

A SED planeja criar e fortalecer parcerias com entidades como Instituto Ayrton Senna, Sesi, Senai e Sebrae para aumentar a oferta de ensino técnico e atividades no contraturno escolar, de modo que os alunos saiam do ensino médio mais bem capacitados para o mercado de trabalho. A ideia é ampliar o número de escolas que ofertam um segundo idioma. 

“Já conversamos com Embaixada da Espanha e com Consulado Italiano. Nosso desejo é que em 2019 já tenhamos alguns projetos-piloto ampliados nesse sentido”, projetou Uggioni.

 

Escolas não iniciam aula dia 11 de fevereiro

RIO FORTUNA: início das aulas dia 12, juntamente com o município devido ao transporte escolar.

EEB Nossa Senhora de Fátima

IMARUÍ - devido ao transporte escolar (em licitação)

EEB Prof Luiz Felix Barreto
EEB Prof Eulina Heleodoro Barreto

JOSÉ BOITEUX - devido ao transporte escolar (em licitação)

EIEF Vanhecu Patte
EIEF Luzia Meiring Nunc Nfoonro
EIEB Laklano

SÃO JOSÉ

EEB Nossa Senhora da Conceição - Roçado (devido ao vendaval da sexta-feira, 1)
Início das aulas dia 18/02

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Interessados em cursar mestrado ou doutorado em Administração na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) – no Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), em Florianópolis – já podem acessar o edital e se preparar para o processo seletivo, com inscrições de 18 de março a 17 de abril.