Compartilhe


Julia Marcelino, 18 anos, que tem paralisia cerebral, vai representar Florianópolis nos Parajasc na modalidade bocha - Foto: James Tavares / Secom

Começam nesta sexta-feira, 1º de dezembro, em Criciúma no Sul do Estado, os Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc). Serão mais de 1,7 mil atletas, de 52 municípios participantes, que vão disputar o título desta 13ª edição do evento que vai até 6 de dezembro. A cerimônia de abertura está programada para as 19h no Ginásio Municipal Irmão Walmir Antônio Orsi.

O coordenador do Parajasc, João Batista Cascaes, contou sobre a importância e o objetivo dos Parajasc. “Além de ser um evento de inclusão e de busca também de novos talentos tem esse objetivo maior que é trazer os atletas para a sociedade.”

Serão 12 modalidades em disputa: atletismo, basquetebol, basquetebol em cadeira de rodas, bocha, bocha paralímpica, ciclismo, futsal, golbol, handebol em cadeira de rodas, natação, tênis de mesa e xadrez, nos segmentos físico, auditivo, intelectual e visual.

São cerca de 165 troféus e mais de 3,6 mil medalhas, além de uma medalha de participação para cada atleta, chegando a quase 5 mil medalhas distribuídas no evento. Além da premiação aos três primeiros colocados na pontuação geral, a entrega de troféus também acontece a cada um dos três primeiros de cada segmento.

O evento tem a promoção do Governo do Estado, por meio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), em parceria com a Agência de Desenvolvimento Regional local e a Prefeitura de Criciúma.

Os Parajasc

Chegam à sua 13ª edição como um dos principais modelos de evento paradesportivo do país. Atletas que levaram o Brasil às competições paralímpicas, como Flávio Reitz e Ádria Santos, ambos do atletismo, Bruna Alexandre, do tênis de mesa, e Soelito Gohr, do ciclismo, também têm seus nomes na bem sucedida história dos Parajasc. A primeira edição dos Parajasc, realizada em Chapecó, contou com cerca de 1.000 atletas representantes de 42 municípios, competindo em 10 modalidades, nos quatro segmentos.

As competições

Das 12 modalidades, a maior parte acontece por gênero e algumas competições são mistas. Apenas o atletismo, a bocha e a natação abrangem os quatro segmentos. Confira o quadro abaixo.

MODALIDADE

NAIPE

SEGMENTO

Atletismo

Masculino e Feminino

Auditivo

Intelectual

Físico

Visual

Basquetebol

Masculino

 

Intelectual

   

Basquetebol Cadeirante

Masculino/Misto

   

Físico

 

Bocha

Masculino e Feminino

Auditivo

Intelectual

Físico

Visual

Bocha Paralímpica

Misto

   

Físico

 

Ciclismo

Masculino e Feminino

     

Visual

Futsal

Masculino

Auditivo

Intelectual

   

Goalball

Masculino e Feminino

     

Visual

Handebol CR – 4

Masculino

   

Físico

 

Natação

Masculino e Feminino

Auditivo

Intelectual

Físico

Visual

Tênis de mesa

Masculino e Feminino

Auditivo

Intelectual

Físico

 

Xadrez

Masculino e Feminino

Auditivo

 

Físico

Visual

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC