Foto: Peterson Paul/Secom

Dando sequencia às reuniões de trabalho com prefeitos, na tarde desta quinta-feira, 21, o governador Carlos Moisés recebeu na Casa d'Agronômica administradores municipais das regiões Oeste e Meio-Oeste. As principais solicitações foram melhorias na infraestrutura rural, com maior capacidade na rede de energia elétrica, e melhores condições viárias.

Grande parte dos prefeitos manifestou agradecimento por serem recebidos pelo governador na residência oficial e apoio à atual gestão. “Precisamos fazer um governo diferente e nós, nos municípios, devemos seguir o exemplo de economizar, gastar só quando há condição e dizer que acreditamos nessa forma diferente de fazer política e que estaremos juntos”, declarou o prefeito de São Carlos.

O governador destacou que a comunicação com os municípios é um dos principais elos entre o Estado e o cidadão catarinense: “Quanto mais próximos estivermos, mais eficientes seremos no atendimento das demandas locais. Somos um só e somente com união vamos vencer os desafios”.

Participaram da reunião o secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, o deputado Altair Silva e os prefeitos: de Água Doce, Antônio José Bissini; Arroio Trinta, Cláudio Spricigo; Cerro Negro, Ademilson Conrado; Entre Rios, Jurandi Dell Osbel; Ibiam, Ivanir Zanin; Jardinópolis, Dorildo Pegorini; Mondaí, vice-prefeito João Zarych; Nova Itaberaba, Marciano Mauro Pagliarini; São Carlos, Rudi Miguel Sander; São José do Cedro, Antônio Plínio de Castro Silva; Serra Alta, Darci Cerizolli, Frei Rogério, Jairo da Silva Ribeiro; Guatambú, Silvestre Fávaro; Seara, Flávio Ragagnin; vice-prefeito de Pinhalzinho, Darci Fiorini; Calmon Pedro Spautz Netto e Riqueza, Leandro Alba.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 Foto: Peterson Paul/Secom

O governador Carlos Moisés recebeu na tarde desta quarta-feira, 20, na Casa d’Agronômica, prefeitos e deputados do Extremo-Sul de Santa Catarina. Durante o encontro, o governador recebeu demandas da região: entre as principais estão a conclusão da Serra do Faxinal (SC-290) e a implantação da SC-100, entre Laguna e Passo de Torres.

Diante de depoimentos de apoio ao Governo, prefeitos salientaram a vontade de serem parceiros no que for possível para buscar soluções mais ágeis e com um custo menor. “Queremos fazer caber a ‘roupa’ do Estado no ‘corpo’ dos nossos municípios, com a certeza de que nossos gargalos serão resolvidos”, disse Arlindo Rocha, prefeito de Maracajá.

>>> MAIS IMAGENS NA GALERIA DE FOTOS

O governador reforçou que a cooperação é fundamental para atender as prioridades regionais e reiterou que o diálogo com os municípios será uma prioridade, seja pela Central de Atendimento (que será criada), seja via associações: “Estamos no caminho certo, avançamos muito em pouco mais de dois meses de governo e a demonstração de união que temos recebido nos dá a convicção de que, juntos, vamos construir um modelo de gestão exemplo para o resto do Brasil”.

Sobre as duas obras de infraestrutura apresentadas como demandas prioritárias, as autoridades reforçaram que são importantes, especialmente para o desenvolvimento do turismo, valorizando as belezas naturais da região.

Por fim, Moisés reiterou que o Governo estará sempre atento às demandas de todos os municípios catarinenses: “Não temos nenhuma vaidade em ter o nome assinado em obras, a forma como fomos alçados a governar Santa Catarina é a prova de que faremos isso como missão”, concluiu.

Participaram da reunião o secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, os deputados Felipe Estevão, Ada de Luca, Jessé Lopes, José Milton Scheffer, Luiz Fernando Vampiro e Rodrigo Minotto.

Também estiveram presentes os prefeitos de Araranguá, Mariano Mazzuco; de Balneário Arroio do Silva, Juscelino da Silva Guimarães; de Balneário Gaivota, Ronaldo Pereira da Silva; de Ermo, Aldoir Cadorin; de Jacinto Machado, João Batista Mezzari; de Maracajá, Arlindo Rocha; de Meleiro, Éder Mattos; de Morro Grande, Valdionir Rocha; de Passo de Torres, Jonas Gomes de Souza; de Praia Grande, Henrique Matos Maciel; de Santa Rosa do Sul, Nelson Cardoso de Oliveira; de São João do Sul, Moacir Francisco Teixeira; de Sombrio, Zenio Cardoso; de Timbé do Sul, Roberto Biava; de Turvo, Tiago Zilli, além da vice-prefeita de Sombrio, Gislaine Cunha, e do vice-prefeito de São João do Sul, Edson Trajano.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 Foto: James Tavares/Secom

Uma parceria firmada na tarde desta terça-feira, 19, entre o Governo do Estado e a Federação Catarinense de Municípios (Fecam), permitirá a criação de Núcleos de Gestão de Convênios (NGC) em todas as regiões de Santa Catarina. Com a desativação das Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs), essas estruturas farão o gerenciamento de convênios novos e antigos celebrados entre Estado e Prefeituras. O governador Carlos Moisés também anunciou o pagamento de 108 convênios de obras finalizadas, em andamento ou paralisadas, somando aproximadamente R$ 65 milhões.

A proposta de criação dos NGCs foi feita pela Casa Civil durante o 1º Encontro de Articulação entre Estado e Municípios, na sede da Defesa Civil, na Capital. O governador Carlos Moisés abriu o evento, que reuniu os presidentes das 21 associações de municípios de Santa Catarina.  “Acredito que é um momento muito importante para criar e fortalecer esse elo entre os prefeitos e a gestão estadual, a fim de atender os municípios da melhor forma possível”, disse o governador.

Os núcleos, vinculados à Secretaria da Casa Civil, contarão com servidores efetivos estaduais e funcionarão dentro das associações. O secretário Douglas Borba ressaltou que esta é uma etapa importante para reforçar o perfil de governo municipalista implantado por Moisés, além de adotar uma solução econômica e eficaz para a administração pública. “Nós fizemos a visita às Regionais para montar um diagnóstico de todos os convênios ativos e pendentes e elencar as particularidades das regiões para que os serviços não sofram prejuízos com a desativação total das ADRs”, afirmou.

Modelo aplicado na Granfpolis

Os servidores que trabalharão dentro das associações já realizam o trabalho atualmente nas ADRs e conhecem as demandas das regiões. O modelo de Núcleo de Gestão de Convênios existe desde 2016 dentro da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis (Granfpolis) e foi criado após a extinção da antiga Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR). Agora, o formato será replicado para as demais regiões.

Para o presidente da Fecam, Joares Ponticelli, o fechamento das ADRs não deve prejudicar o relacionamento com as prefeituras. “Temos grande interesse em participar desse novo modelo de relação entre Governo e município. É uma oportunidade de cada município assumir um protagonismo mais forte”, salientou.

Uma das funções dos núcleos, além do gerenciamento dos convênios e prestação de contas, é dar os encaminhamentos necessários para que ocorram repasses estaduais a entes públicos, organizações da sociedade civil e pessoas físicas.

A presidente da Associação dos Municípios do Alto Irani (Amai), Eliéze Comachio, parabenizou o Governo pela iniciativa de ter chamado todos para a mesa de negociação e estreitar os laços com os municípios. “As demandas dos cidadãos batem na nossa porta e é muito importante o Estado ter esse olhar sensível e comprometido”, afirmou.

Pagamento de convênios

O Governo do Estado também se comprometeu a quitar 108 convênios pendentes com os municípios que somam cerca de R$ 65 milhões. “Estamos anunciando o pagamento dos convênios que estão esperando desde 2014 para serem honrados. Determinamos que novos convênios não serão assinados enquanto não quitarmos esse compromisso, mesmo que ele tenha sido feito por governos anteriores”, afirmou Moisés.    

A previsão é que todos os convênios sejam honrados até julho deste ano. Também participaram do evento na Defesa Civil os secretários executivos das associações, o secretário adjunto da Casa Civil, Matheus Hoffmann, e o coordenador da Central de Atendimento aos Municípios, Silvestre Manoel Ferreira Neto.

Informações adicionais à imprensa
Mauren Rigo
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Casa Civil
E-mail: comunicacao@casacivil.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2005 / 98843-3497
Site: www.scc.sc.gov.br
www.fb.com/casacivilsc / @CasaCivilSC

 

Foto:Gil Leonardi/Imprensa MG

A criação de um consórcio entre os sete estados que compõem as regiões Sul e Sudeste do Brasil foi tema de encontro, em Belo Horizonte, com a participação do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, e outros cinco governadores das duas regiões. A ideia do Cosud é integrar esforços em 10 áreas comuns: segurança, saúde, educação, turismo, sistema prisional, logística/transporte, combate ao contrabando, desburocratização, desenvolvimento econômico e inovação, além de tecnologia. Os sete estados juntos são responsáveis por 70% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Moisés defendeu que a união por meio do Consórcio Integrado entre Estados do Sul e Sudeste pode resolver a disputa fiscal existente entre as unidades federativas. “É oportunidade de discutirmos os incentivos fiscais que hoje acabam promovendo essa guerra. Os estados quando unidos de maneira regionalizada promovem regiões mais fortes e consequentemente um país mais forte”, ressaltou.

O governador anfitrião, Romeu Zema, acrescentou que o projeto vem reunir esforços, para que os estados possam compartilhar práticas e fazer aquisições em conjunto, via consórcio. “Todos serão beneficiados dessa integração”, afirmou.

A reunião deste sábado contou com a presença dos governadores Renato Casagrande, do Espírito Santo, Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, e João Doria, de São Paulo, além de Moisés e Zema. O representante do Paraná, Ratinho Júnior, não compareceu por problema de agenda.

Outro tema abordado foi a reforma da previdência em tramitação no Congresso Nacional, que contou com o apoio de todos os governadores presentes: “Santa Catarina apresenta apoio incondicional à reforma por entender que o desenvolvimento do nosso estado e da nossa região passa pelo investimento estrangeiro, pela confiança do empresariado e tudo isso passa pela reforma da previdência”, disse Moisés.

Essa também foi a opinião dos demais governadores. Em pronunciamento à imprensa, Zema disse que o grupo de chefes de Executivo compartilham da opinião de que a votação da reforma é essencial para o crescimento econômico dos estados e para a superação da crise financeira atual.

Outros pontos tratados também durante a reunião neste sábado foram o combate ao contrabando e a segurança nas fronteiras interestaduais, além da Lei Anticorrupção, que irá ajudar os governantes em diversas frentes. Além disso, a desburocratização do Estado e de impostos também esteve em pauta.

O governador de São Paulo, João Doria, que será o anfitrião do próximo encontro do Cosud, pontuou que o objetivo é reunir, já em abril, governadores e seus secretários de Estado para prosseguir com o trabalho de integração iniciado em Minas.

*Com informações da Agência Minas Gerais

 Foto Kássia Lucidi/Divulgação
A vice-governadora Daniela Reinehr participou na manhã desta sexta-feira, 15, em Chapecó, da reunião plenária da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc). O encontro reuniu a classe empresarial e representantes do legislativos federal e estadual para buscar soluções para as principais demandas da região Oeste. 
 
“É um dia histórico. O governo do Estado acredita na união de esforços para que possamos desenvolver nosso Estado. Essa é a boa política. Temos um modelo excelente de cooperativismo em Santa Catarina, especialmente no Oeste, que é uma das minhas inspirações. Acredito que o associativismo foi e será responsável pelo sucesso de nossa região e assim será,  para que possamos entregar os resultados que a sociedade espera há tanto tempo”, disse Daniela Reinehr.  
 
As necessidades foram definidas por cada região: Oeste, Noroeste, Meio-Oeste e Extremo-Oeste. A principal prioridade apresentada são as estradas. "O único modelo que temos é o rodoviário e investindo em infraestrutra conseguimos trazer desenvolvimento, gerar receita e assim investir nas outras áreas. Já está na nossa pauta, existe uma equipe técnica do Governo do Estado fazendo a identificação das nossas rodovias para que possamos operacionalizar com maior premência possível essa questão”, destacou a vice-governadora. 
 

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria do Gabinete da Vice-Governadora
Elisabety Borghelotti
Fone: (48) 3665-2281 | (48) 98843-5460
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br


Foto: Divulgação / Cidasc

A médica veterinária Luciane de Cássia Surdi, funcionária concursada da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) desde 1986, tomou posse como presidente nesta terça-feira, 12, em Florianópolis. Ela é a primeira mulher a assumir a presidência da Cidasc em 39 anos. A posse foi concedida pela vice-governadora do Estado, Daniela Cristina Reinehr, no auditório da Companhia.

A vice-governadora do Estado, Daniela Cristina Reinehr, desejou boas-vindas e sucesso à nova presidente, destacando a importância da Companhia em contexto nacional e internacional “Uma empresa que oportuniza a abertura de novos mercados, com um trabalho que garante a sanidade animal e vegetal. Com esse serviço a Cidasc fomenta a economia, gera renda, empregos e consequentemente melhora a qualidade de vida da população”, destaca.

A presidente da Cidasc, Luciane, em seu discurso reafirmou sua missão frente à Cidasc. “O mérito de chegar onde estou, compartilho com toda minha equipe da Cidasc, e em especial aos colegas e funcionários da Regional de Chapecó. O convite chegou, não pude recusar. É a hora de sair da zona de conforto e fazer algo mais”, destacou Luciane.

 

O secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa, deu destaque ao comprometimento da nova gestão “Temos um compromisso com a sociedade e a Cidasc tem um papel fundamental para SC. Uma empresa reconhecida internacionalmente pela excelência do trabalho”, ressaltou.

Os médicos veterinários, Carolina Damo e Ramon Becker Nasario, prestaram homenagem à nova presidente representando todos os colaboradores da Companhia, em especial, os colegas do Departamento Regional da Cidasc de Chapecó.

Compondo a mesa de honra da solenidade, além da vice-governadora, estavam Ricardo de Gouvêa, o secretário da Agricultura e Pesca de Santa Catarina, a superintendente federal do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Uéllen Lisoski Duarte Colatto, a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, e o, agora, ex-presidente da Companhia, Luiz Alberto Rincoski Faria.

Informações adicionais para a imprensa:
Jaqueline Vanolli
Assessoria de Imprensa
Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina - Cidasc
E-mail: ascom@cidasc.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-7037 / 98802-9741
www.cidasc.sc.gov.br

 Fotos: James Tavares/ Secom

Um encontro para discutir medidas de prevenção à violência doméstica e saúde mental no ambiente de trabalho marcou a programação do Governo do Estado no Dia Internacional da Mulher nesta sexta-feira, 8, em Florianópolis. A vice-governadora Daniela Reinehr abriu o evento e destacou a importância do debate dos temas e a presença feminina em posições importantes na administração estadual.

“Esse é um evento qualificado, com palestras que abordam temas atuais, relevantes e importantes para todas nós. É uma forma que encontramos de retribuir um pouco a dedicação diária das servidoras e de todas as mulheres assim como marcar esse novo tempo que estamos vivendo na administração do nosso estado, com mais mulheres protagonistas”, afirmou. Além da vice-governadora, a administração também conta com a secretária de Desenvolvimento Social (Maria Elisa da Silveira De Caro), procuradora-geral do Estado (Célia Iraci da Cunha), presidente da Casan (Roberta Maas dos Anjos), presidente da Santur (Flavia Didomenico), presidente da Fundação Catarinense de Cultura (Ana Lúcia Coutinho), defensora pública-geral (Ana Carolina Dihl Cavalin), presidente da Epagri (Edilene Steinwandter) e diretora do Detran (Sandra Mara Pereira).



Coragem para denunciar

Em 2018, foram registrados 19.148 casos de violência doméstica em Santa Catarina. O número representa um aumento em relação ao ano anterior, quando haviam sido registrados 11.704 ocorrências. “Nossa leitura é que as mulheres estão cada vez mais encorajadas a denunciar a violência doméstica”, afirmou o major da PM Mauro Almir Marzarotto Junior, Chefe da Seção de Doutrina e Emprego. Ele apresentou o trabalho da Rede Catarina de Proteção à Mulher que trabalha na prevenção  e no atendimento de casos de violência contra a mulher no Estado.

Em seguida, Patrícia Zimmermann D´Ávila, delegada e coordenadora das delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso de Santa Catarina, falou sobre a atuação da Polícia Civil na área. O Estado vem conseguindo reduzir o número de feminicídios desde 2015.  Em 2018, foram 42 casos de mulheres que perderam a vida por questão de gênero. No ano anterior, haviam sido 50. Para a delegada, no entanto, não há motivo para comemorar. “Cada morte é investigada à exaustão pela Polícia Civil catarinense. Enquanto uma única mulher perder a vida por ser mulher ou por uma relação íntima de afeto, isso não pode ser tolerado” afirmou.

Saúde no trabalho

O encerramento do encontro tratou da saúde mental no ambiente de trabalho. A psicóloga Rafaela Luiza Trevisan, da Secretaria de Estado da Administração, destacou que mais da metade dos afastamentos de saúde dos servidores públicos é por transtornos mentais ou comportamentais. De acordo com ela, é importante que as mulheres formem redes de apoio e percebam a importância do suporte mútuo no cotidiano. 

O evento foi organizado pela Secretaria de Administração do Estado.

Informações adicionais para a imprensa:

Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Administração
(48) 3665-1636 / 99105-4085
comunicacao@sea.sc.gov.br
krisoechsler@gmail.com

Arte: Sal Santos/Secom

A força, a esperança, a persistência e a superação. Atributos importantes no trabalho, nos estudos e na vida familiar são destacados na mensagem em vídeo divulgada nas redes sociais e compartilhado em grupos de WhatsApp. Foi a forma simples, mas cheia de significado, que o Governo de Santa Catarina encontrou para homenagear as mais de 3,6 milhões de mulheres catarinenses. Além de enaltecer todas essas qualidades, o vídeo encerra com a conclusão de que não é à toa que as palavras que as descrevem sejam todas femininas.

>> Assista ao vídeo

Elas são mais da metade da população do estado. Segundo projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há aproximadamente 55 mil mulheres a mais que homens em Santa Catarina, diferença que tende a aumentar nas próximas décadas.

A importância delas nos lares e na economia é revelada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). De acordo com o levantamento, as famílias catarinenses que tinham uma mulher como principal responsável eram 23,5% em 2006 e passaram a ser 32,7% em 2015, ano mais recente do estudo. Isso significa que há mais de 820 mil casas em que a principal referência da família é feminina de acordo com os entrevistados.

No Governo de Santa Catarina, as mulheres também ocupam posição de destaque. Além da vice-governadora Daniela Reinehr, a administração também conta com a secretária de Desenvolvimento Social (Maria Elisa da Silveira De Caro), procuradora-geral do Estado (Célia Iraci da Cunha), presidente da Casan (Roberta Maas dos Anjos), presidente da Santur (Flavia Didomenico), presidente da Fundação Catarinense de Cultura (Ana Lúcia Coutinho), defensora pública-geral (Ana Carolina Dihl Cavalin), presidente da Epagri (Edilene Steinwandter) e diretora do Detran (Sandra Mara Pereira).

Leia também:

Estado promove encontro sobre prevenção à violência doméstica e feminicídio e saúde mental da mulher

#NadaJustifica: campanha visa combate à violência contra mulheres

  Foto: Mauricio Vieira/ Secom

A vice-governadora Daniela Reinehr e mais 17 mulheres receberam na noite desta terça-feira, 7, a medalha Albertina Krummel Maciel, em sessão solene na Câmara de Vereadores de São José. A homenagem entregue em comemoração ao Dia Internacional da Mulher é concedido àquelas que se destacam profissionalmente e prestam relevantes serviços em diferentes setores do município.
Por indicação do vereador Túlio Maciel, a vice-governadora foi uma das homenageadas. “É com muita alegria que recebo essa medalha, com o nome dessa mulher tão inspiradora, Dona Albertina. Santa Catarina tem como marca mulheres fortes, aguerridas, batalhadoras, que vão à luta. Mulheres que se organizam e trabalham juntas, que têm uma capacidade incrível de trabalhar em prol de objetivos maiores, pelo bem da sociedade”, disse Daniela. Cada um dos parlamentares escolheu uma mulher que para receber a medalha.

História

Albertina Krummel Maciel foi a primeira mulher a ocupar uma cadeira no legislativo josefense (1963-1967) e também a primeira eleita como presidente de uma Câmara de Vereadores em Santa Catarina (1963-1964). “Eu acho muito importante a mulher na política. A minha vó Albertina foi a primeira presidente de uma Câmara no Estado, e a Daniela é a primeira vice-governadora de Santa Catarina. São dois exemplos de trabalho e dedicação, além de colocar as mulheres em destaque”, salientou o vereador Túlio Maciel.
O evento contou com a presença da prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, o presidente da Câmara, Michel Schlemper, e demais vereadores, deputados e comunidade.

 

Informações adicionais: 
Elisabety Borghelotti 
Fone: (48) 3665-2281 |  (48) 98843-5460
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br
 

Para lembrar o Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, o Governo do Estado coloca em pauta assuntos atuais do universo feminino: prevenção à violência doméstica e feminicídio e saúde mental da mulher no ambiente de trabalho. As temáticas serão abordadas por meio de um Painel que acontecerá nesta sexta-feira, entre 13h e 15h, no Teatro Pedro Ivo, localizado no Centro Administrativo, em Florianópolis. O evento, organizado pela Secretaria de Estado da Administração, será aberto pela vice-governadora do Estado, Daniela Reinehr, e será exclusivo ao público feminino.

Confira a Programação do Painel

13h - Abertura com a vice-governadora Daniela Reinehr

13h15 - Painel: Rede Catarina de Proteção à Mulher
Tema: prevenção à violência doméstica e feminicídio a partir de visitas preventivas e de fiscalização de medidas protetivas de urgência
Painelista: Major PM Mauro Almir Marzarotto Junior - chefe da Seção de Doutrina e Emprego

13h45 - Painel: Polícia Civil por Elas
Tema: atendimento a mulheres em situação de violência doméstica
Painelista: Patrícia Zimmermann D´Ávila- delegada e coordenadora das delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso de Santa Catarina.

14h15 - Painel: Ser mulher: trabalho, saúde mental e empoderamento
Tema: a saúde mental da mulher no ambiente de trabalho e estratégias de empoderamento feminino
Painelista: Rafaela Luiza Trevisan- Psicóloga  SEA, doutoranda Psicologia - UFSC.

Informações adicionais para imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Administração - SEA
E-mail: comunicacao@sea.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-1636 /(48) 99105-4085
http://www.sea.sc.gov.br