Foto: Jaqueline Noceti / Secom

A conquista de Santa Catarina como o segundo estado mais competitivo do país foi o principal assunto do programa Com a Palavra, o Governador desta sexta-feira, 22. Raimundo Colombo destacou o avanço do Estado, que, de 2011 para 2017, saltou da sétima para a segunda posição, atrás apenas de São Paulo. O ranking, que mede a competitividade entre os estados brasileiros e analisa 66 indicadores de abrangência nacional, é um levantamento coordenado pelo Centro de Liderança Pública (CLP). 

“Nós estamos passando pela maior crise da história do país e muitas decisões difíceis precisaram ser tomadas, esse reconhecimento nos mostra que estamos no caminho certo. Mas o vitorioso não é o Governo é toda a sociedade catarinense, cada um que contribuiu com esse processo que foi de evolução desde 2011. Temos que comemorar”, disse o governador.

O outro assunto foi o Fundam 2. Colombo informou que todas as etapas foram vencidas e a assinatura dos convênios com os municípios começa nas próximas semanas. O governador salientou, que, a exemplo da primeira edição, o programa vai distribuir recursos para as 295 prefeituras catarinenses, priorizando especialmente os pequenos municípios.

“Isso vai gerar emprego, vai fazer um movimento anticrise, porque você injeta na economia recursos, obras, serviços, melhora a infraestrutura, reduz o custo, num momento em que quase ninguém está investindo. O Governo tem que pensar na sociedade como um todo, se a prefeitura vai bem, está realizando obras é melhor pra gente também, dentro da filosofia que é preservar o modelo catarinense”, concluiu Colombo.

A entrevista completa pode ser conferida pelo canal do governo noVimeo ou no canal do Youtube. O Com a Palavra, o Governador também está disponível na Rádio Secom para download.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

ATUAÇÃO
A Polícia Militar possui cinco aeronaves: três helicópteros (que ficam sediados em Florianópolis, Joinville e Lages), e dois aviões (na Capital).

SEGURO
Após a liberação de recursos pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), o processo de licitação - realizado pela Polícia Militar - para renovação dos seguros das aeronaves foi concluído nesta terça-feira, 19.
As apólices têm previsão de emissão até a próxima sexta-feira, 22. Com a medida, o helicóptero Águia 01 (Joinville) e o avião Águia 03 (Fpolis) estarão liberados para voo. As outras aeronaves encontram-se seguradas.

PEÇAS/COMPONENTES

A PMSC já recebeu os recursos necessários para aquisição/manutenção dos componentes que impedem o emprego das seguintes aeronaves:
Águia 05 (avião, Fpolis) – componente foi enviado para conserto fora do Brasil, sem previsão de retorno.
Águia 02 (helicóptero, Fpolis) – o componente Fuel Control Unit (FCU) já foi adquirido e tem previsão de instalação para esta sexta-feira, 22.
Águia 04 (helicóptero, Lages) – com a liberação de recursos serão realizados os procedimentos para importação do componente FCU.

Quartel do Comando Geral, 20 de setembro de 2017

JOÃO BATISTA RÉUS
Tenente-Coronel PM Chefe
Centro de Comunicação Social


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A edição dessa semana do programa Com a Palavra, o Governador, Raimundo Colombo falou da atual situação da saúde, as ações que são executadas e as projeções para o futuro econômico de Santa Catarina. “Não é um problema de má gestão, não é isto. É que aumentaram realmente o volume e os custos dos serviços que são oferecidos à sociedade”, ressaltou Colombo.

“Nós estamos investindo bastante recurso na Saúde e é claro que houve um aumento muito grande de demanda. Primeiro porque muitas pessoas que tinham um emprego tranquilo, que tinham um plano de saúde, perderam o emprego, perderam o plano e se obrigaram a usar o serviço de saúde pública, o que é natural”, explicou.


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O programa Juro Zero e a chegada do navio Cap San Juan, com 331 metros de comprimento, ao Porto de Imbituba, no Sul do Estado, foram os destaques do programa Com a Palavra, o governador dessa semana. O governador Raimundo Colombo falou que as duas ações representam importantes oportunidades de crescimento econômico, competitividade e geração de renda para o Estado.

“Santa Catarina trabalhou e se preparou muito para este momento, e, agora, definitivamente, estamos na rota das grandes embarcações com destino aos maiores mercados comerciais do mundo”, disse Colombo. A cada semana um navio chegará a Imbituba dentro da nova linha comercial. Serão 13 navios se revezando na nova linha, saindo de Busan, na Coreia do Sul, e passando por países como China, Singapura, Malásia, Argentina e Uruguai, além do Brasil, antes de retornar para Coreia do Sul. O governador salientou que a nova linha traz competitividade e passa a ser uma alternativa importante pra quem importa e exporta.

Sobre o programa Juro Zero, Colombo explicou que, diferente dos grandes empresários, o pequeno e micro empreendedor muitas vezes têm dificuldades de acessar linhas de financiamento e sofrem com processos burocráticos. “Com esse programa, o Estado paga o juro e dá a esse pequeno empresário uma ajuda importante de desenvolver seu negócio, se tornar competitivo e contribuir com a geração de renda e emprego no Estado”, observou Colombo, ao acrescentar que não se trata de uma obra física, mas de uma ação de governo fundamental para o desenvolvimento econômico e social.

Desde 2011, o programa Juro Zero já distribuiu cerca de R$ 200 milhões em empréstimos para aproximadamente 77 mil pequenos empresários em todo o Estado. O Juro Zero disponibiliza até R$ 3 mil em linha de crédito para MEIs formalizados com receita anual inferior a R$ 60 mil. Este valor pode ser parcelado em até oito prestações. Se as sete primeiras forem pagas em dia, a última, que corresponde aos juros, é quitada pelo Governo do Estado.

Veja a íntegra da entrevista nos canais oficiais do Governo do Estado no Vimeo e no Youtube. O áudio do programa pode ser acessado na Rádio Secom.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: James Tavares / Secom

Após pouco mais de um ano do lançamento, a iniciativa do Dia de Ação do Governo entra em uma nova etapa. Organizado pela secretaria executiva de Assuntos Estratégicos, o programa tem como objetivo aproximar os diferentes órgãos do governo da população catarinense. Para tratar dos próximos passos, o governador Raimundo Colombo reuniu o secretariado na tarde desta segunda-feira, 4, na Casa d’Agronômica.


Foto: James Tavares/Arquivo Secom

As comemorações alusivas ao 195º aniversário da Proclamação da Independência do Brasil começam nesta segunda-feira, 4, em Florianópolis, no Instituto Estadual de Educação (IIE). O evento de abertura da Semana da Pátria é organizado pelo Governo do Estado, prefeitura de Florianópolis, comandos das guarnições militares da Marinha, Exército, Aeronáutica, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Liga de Defesa Nacional.

A programação tem início às 14h, no Ginásio de Esportes Rosendo Lima, no IEE. O destaque da solenidade é a chegada do Fogo Simbólico. Neste ano, o Fogo Simbólico sairá da Base Aérea de Florianópolis, às 13h, em direção ao Ginásio de Esportes do Instituto Estadual de Educação. Durante o trajeto, 16 militares das Forças Armadas (Marinha, Exército e Força Aérea Brasileira) e das Forças Auxiliares (Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar) farão o revezamento na condução da tocha.

Além da chegada do Fogo Simbólico, a solenidade é marcada também pelas apresentações culturais organizadas pelo IIE. Neste ano, serão feitas quatro apresentações de diferentes grupos culturais formados por alunos do instituto.

Desfile cívico militar

Em Florianópolis, o desfile cívico militar referente ao Dia da Independência, na quinta-feira, 7, será realizado a partir das 8h45, na Passarela Nego Quirido.

O desfile se inicia com os grupos escolares e com as entidades civis participantes. Neste ano, farão parte do desfile escolar da Capital a EEB Maria do Carmo Vieira e a EEB Ivo Silveira (ambas de Palhoça), a EEB Laércio Caldeira de Andrade (de São José) e a EEB Ildefonso Linhares (de Florianópolis), além do Instituto Estadual de Educação e do Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires. Serão aproximadamente 1,5 mil alunos.

Após o desfile dos grupos escolares e das entidades civis, acontecerá o desfile das Forças de Segurança (Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Defesa Civil) e das Forças Armadas (Marinha, Exército e Força Aérea Brasileira). As instituições desfilarão com seus diversos grupamentos, demonstrando os serviços e especialidades que cada uma das instituições executa.

O desfile motorizado encerra o evento, trazendo as viaturas militares e das Forças de Segurança, além de veículos antigos do Veteran Car Club. Também serão promovidos desfiles cívicos em outras cidades catarinenses, com representantes locais dos órgãos de segurança e estudantes. 

Mudança no trânsito

O desfile na Capital vai provocar algumas alterações no trânsito. Vias serão fechadas e haverá mudanças na circulação de veículos em alguns pontos da cidade. 

Confira no mapa: 

Serviço
O quê: Solenidade de abertura da Semana da Pátria
Quando: Segunda-feira,  4, às 14h
Onde: Ginásio de Esportes Rozendo Lima, no IEE (Av. Hercílio Luz, 418, Centro)

O quê: Desfile Cívico Militar da Independência
Quando: Quinta-feira, 7, às 8h45
Onde: Passarela Nego Quirido

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) informa que outro artefato explosivo foi arremessado contra a sede do Departamento de Administração Prisional (Deap) no início da manhã deste domingo, 3, por volta das 6h30. Desta vez, o artefato explodiu no pátio do departamento mas sem causar grandes danos ao patrimônio público. Apenas uma viatura sofreu pequenas avarias e ninguém ficou ferido.

Equipes especializadas da Polícia Militar do Estado de Santa Catarina e do Instituto Geral de Perícias estiveram no local para realizar todos os procedimentos cabíveis. As demais providências legais e periciais foram adotadas e todo material será encaminhado para autoridade policial competente para investigação.

Informações adicionais para a imprensa
David Santana
Assessoria de Imprensa 
Departamento de Administração Prisional - Deap
E-mail: deap@deap.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-5808 / 99142-0089
Site: www.deap.sc.gov.br

A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) informa que um artefato explosivo foi arremessado contra a sede do Departamento de Administração Prisional (Deap), em Palhoça. O objeto, que não explodiu, foi encontrado pela equipe de vigilância durante inspeção de rotina no pátio do edifício por volta das 13h deste sábado, 2.

Uma equipe do Batalhão de Operações Especiais e do Comando de Operações, Busca, Resgate e Ação (Bope/Cobra) da Polícia Militar de Santa Catarina esteve no local e confirmou se tratar de um artefato explosivo artesanal conhecido como Pipe Bomb. A detonação do objeto foi realizada por equipe especializada no local por volta das 15h30. Não houve feridos ou quaisquer danos materiais na estrutura do Deap.

Todas as medidas legais e periciais foram adotadas e o caso será devidamente investigado pela Polícia Civil. A Diretoria de Inteligência e Informação e a Corregedoria-Geral da SJC também estiveram no local e irão colaborar com a investigação.

Informações adicionais para a imprensa
David Santana
Assessoria de Imprensa 
Departamento de Administração Prisional - Deap
E-mail: deap@deap.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-5808 / 99142-0089
Site: www.deap.sc.gov.br


Foto: Jaqueline Noceti / Secom

A entrevista semanal com o governador Raimundo Colombo dessa semana traz como destaques a situação fiscal e econômica de Santa Catarina, a chegada do primeiro navio de grande porte ao Porto de Imbituba, no Sul do Estado e o projeto de fortalecimento da cadeia produtiva da Piscicultura na Serra Catarinense.

Colombo destacou que Santa Catarina está conseguindo manter o equilíbrio fiscal honrando pagamentos, realizando obras e elevando o esforço na contenção de gastos​.​

O governador Raimundo Colombo vê como positiva a decisão do procurador-geral de Justiça, Sandro José Neis, de solicitar ao Tribunal de Contas do Estado uma auditoria de todo o sistema de saúde e à Assembleia Legislativa o resultado dos julgamentos das contas do Governo dos últimos cinco anos. Trata-se de uma ação legítima que vai mostrar aos catarinenses a complexidade do sistema e o que está sendo feito na área da saúde pelo Governo do Estado.

Colombo lembra que Santa Catarina tem indicadores positivos como o menor índice de mortalidade infantil e a maior expectativa de vida entre todos os estados brasileiros, e excelentes resultados na realização de transplantes.

Importante ressaltar que a crise na saúde é nacional e produto de vários fatores, como o aumento da demanda por serviços públicos - apenas em Santa Catarina, no ano passado, mais de 25 mil pessoas cancelaram seus planos de saúde, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) -, a falta de reajuste da tabela SUS e o aumento do custo dos remédios e dos materiais hospitalares que são balizados pelo dólar.

Ao cenário soma-se a queda na arrecadação de tributos que o Governo do Estado, uma situação que em Santa Catarina busca-se enfrentar apoiando e incentivando os pequenos e médios produtores e empresários, em vez de simplesmente aumentar a alíquota dos impostos.

O governador Colombo lembra que o Estado nunca deixou de investir em saúde. Mas é preciso reconhecer a complexidade do sistema. Apenas no primeiro semestre de 2017, os 13 hospitais públicos administrados pela Secretaria da Saúde registraram 585.953 atendimentos (internação, ambulatório e emergência); 23.303 cirurgias e 1,6 milhão de exames. O mutirão da cirurgia - até esta sexta-feira, 01/09 - tinha 17 instituições cadastradas para realizar cerca de 8 mil procedimentos, de acordo com dados preliminares da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Referência nacional, o Hospital Infantil Joana de Gusmão, de Florianópolis, já abriu quatro dos nove leitos de UTI e a chegada de novos profissionais por meio de processo seletivo em andamento permitirá o funcionamento pleno da unidade, normalizando a realização de cirurgias eletivas.

Também na Capital, mas atendendo gente de todo o Estado, o Hospital Celso Ramos é a unidade que mais faz cirurgia em pacientes com Mal de Parkinson no Brasil. A cada mês, são realizados 40 cirurgias de alta complexidade em portadores de Parkinson, Acidente Vascular cerebral (AVC), aneurismas e tumores. Ainda neste mês 70 novos profissionais deverão ingressar no HCR por meio do processo seletivo.

Exemplo de sucesso, o programa SC Transplantes segue líder nacional na captação de órgãos. No primeiro semestre de 2017, foram viabilizadas 128 doações.

São conquistas que precisam ser respeitadas, visto que alguns setores apontam a área da saúde como uma “terra arrasada”, o que não corresponde com a verdade. 

Governo do Estado de Santa Catarina