Concórdia. Foto: Guilherme Miranda/Epagri

A Epagri/Ciram emitiu um aviso hidrológico nesta quinta-feira, 3, informando que há 14 rios em 11 cidades em situação extrema por conta da estiagem em Santa Catarina. De acordo com o órgão, as cidades com rios em estado de emergência são: José Boiteux, São João Batista, Passos Maia, Tangará, Concórdia. E em alerta estão Forquilhinha, Canoinhas, Alfredo Wagner, Braço do Norte, São Martinho, Rio Negrinho. Os locais onde apresentam um dos maiores déficits hídricos no estado estão localizados nas regiões Oeste e Meio-Oeste.

“As chuvas registradas na madrugada desta quinta-feira, entre Florianópolis e o Litoral Norte do Estado, não foram suficientes para alterar o déficit hídrico”, informou o pesquisador em hidrologia da Epagri/Ciram, Guilherme Miranda.

De acordo com a previsão da Epagri/Ciram, Santa Catarina deve ter chuvas isoladas até a próxima semana. A chuva melhor distribuída está prevista entre 11 e 13 de maio. “Essa condição de chuva pode reverter a situação da estiagem no Estado”, disse Guilherme Miranda.

A orientação é que a população dessas cidades economize água, usando apenas o necessário para as atividades diárias até que os níveis dos rios voltem ao normal.

A Epagri/Ciram monitora os níveis dos rios a cada 15 minutos e emite dois boletins diários sobre a situação pelo site www.ciram.epagri.sc.gov.br.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Último relatório de balneabilidade do Litoral catarinense feito pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) mostra que dos 215 pontos analisados, 156 (72,6%) estão próprios para banho. As coletas para monitoramento da qualidade da água do mar foram realizadas entre os dias 23 a 27 de abril. 

Em Florianópolis, 75 pontos foram analisados. Destes, 43 (57,3%) estão próprios para banho. No restante do Litoral, 113 (80,7%) estão próprios para banho. Em relação ao relatório anterior, 37 pontos passaram da condição de impróprio para próprio e 15 de próprio para impróprio.

As amostragens e ensaios foram efetuados nos municípios de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo e São José.

O relatório das condições das praias catarinenses é divulgado mensalmente, sempre na última sexta-feira de cada mês. “Além do relatório, sempre orientamos que o banhista também fique atento e considere o histórico do ponto”, explica o gerente de Pesquisa e Análise da Qualidade Ambiental, Oscar João Vasques Filho.

O IMA recomenda ainda que os banhistas consultem, sempre que necessário, o relatório online, pois constatou-se que placas estão sendo danificadas, queimadas e até excluídas do local onde foram implantadas para informar a condição da qualidade da água. O relatório completo pode ser acessado no www.fatma.sc.gov.br ou no aplicativo Praias SC, disponível para Android. 

Informações adicionais para a imprensa
Claudia Xavier
Assessoria de Imprensa
Instituto do Meio Meio Ambiente - IMA (ex-Fatma)
E-mail: comunicacao@fatma.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-4177
Site: www.fatma.sc.gov.br


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

Com um fluxo de turistas que chegou aos 4,2 milhões em 2017, Balneário Camboriú está a poucos passos de uma obra inédita para atrair ainda mais visitantes. O governador Eduardo Pinho Moreira, acompanhado do ministro do Turismo Vinicius Lummertz, entregou ao prefeito, Fabrício Oliveira, a Licença Ambiental Prévia para a obra de alargamento da faixa de areia da Praia Central. O evento nesta sexta-feira, 27, contou também com a presença do secretário de Estado da Cultura, Turismo e Esportes, Tufi Michreff Neto e do presidente Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Alexandre Waltrick Rates.

“O turismo de Balneário Camboriú é reconhecido em todo o mundo. Agora, esta obra vai permitir a vinda de ainda mais turistas. O alargamento da faixa de areia e conclusão do centro de eventos em breve, são duas grandes conquistas, que vão contribuir muito para o município e para Santa Catarina” , afirmou o governador.


Foto: IMA

O presidente do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Alexandre Watrick Rates, realizou na quarta-feira, 25 de abril, a assinatura online da primeira licença totalmente digital do órgão. Este é o primeiro sistema integrado de licenciamento ambiental do Brasil com assinatura e certificado digitais.

O sistema, conhecido como Sinfat, vai possibilitar mais agilidade e segurança na emissão das licenças ambientais. Com a assinatura digital, um e-mail é encaminhado ao usuário informando sobre a emissão do documento. O solicitante, por sua vez, não precisa mais se deslocar ao IMA ou às CODAMs – Coordenadorias Regionais – para ter acesso à autorização. Pelo próprio sistema, ele recebe a licença.

Além de facilitar a entrega, o sistema dificulta a falsificação dos documentos. Por meio de certificados de segurança como QR Code, consulta no sistema do IMA e da validade da assinatura, data, hora, usuário e certificado, é possível verificar a autenticidade da licença, da assinatura e do conteúdo da autorização ambiental.

O sistema foi desenvolvido durante seis meses pelos analistas do próprio Instituto e deve facilitar a entrega da licença, garantir mais segurança, agilizar o atendimento no protocolo e reduzir o uso de papéis, pois a partir de agora todas as licenças serão apenas digitais.

Este é o primeiro clique para a total informatização do instituto. Em breve, novos projetos inovadores serão lançados, tornando o IMA referência no uso de tecnologia para aprimorar a qualidade do trabalho. “Esta é a modernização que o instituto veio trazer, colocando os processos de forma eletrônica, garantindo mais segurança e rapidez. É o início de uma nova era”, destacou o presidente do IMA, Alexandre Waltrick Rates.

Informações adicionais para a imprensa
Claudia Xavier
Assessoria de Imprensa
Instituto do Meio Meio Ambiente - IMA (ex-Fatma)
E-mail: comunicacao@fatma.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-4177
Site: www.fatma.sc.gov.br

O governador Eduardo Pinho Moreira entrega em Balneário Camboriú nesta sexta-feira, 27, ao prefeito, Fabrício Oliveira, a Licença Ambiental Prévia para a obra de alargamento da faixa de areia da Praia Central. A entrega do documento está marcada para as 14h30, no Atracadouro da Barra Sul, e terá a presença do ministro do Turismo Vinicius Lummertz. 

A licença, emitida pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), é a primeira e mais complexa das três autorizações ambientais necessárias para a execução da obra de alargamento, que prevê um aumento de aproximadamente 60 metros a serem incorporados na faixa de areia ao longo de toda a extensão da praia.

O volume de chuva esperado para a Santa Catarina durante o mês de abril seria em torno de 100 milímetros, conforme o técnico em hidrologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Guilherme Miranda. No entanto, as chuvas têm sido irregulares e abaixo da média. No Extremo-Oeste, por exemplo, choveu em torno de 75mm, e no Planalto Norte, 10mm.

Conforme o aviso hidrológico da Epagri/Ciram emitido nesta quarta-feira, 25, há 12 rios em situação de emergência e alerta por conta da estiagem no estado. De acordo com o órgão, as cidades com rios em estado de emergência são: José Boiteux, São João Batista, São Martinho, Braço do Norte e Concórdia. Em alerta, estão rios das cidades de Forquilhinha, Canoinhas, Concórdia, Camboriú e Rio Negrinho.

“A orientação é para que a população dessas cidades economize água, utilizando apenas o necessário para as atividades diárias até que os níveis dos rios voltem ao normal. A tendência é que a situação se agrave, pois ainda não há previsão de chuva significativa para os próximos dias”, explicou o Guilherme Miranda.

Rios

aviso estiagem 05 25 04 2018

Previsão do tempo para os próximos dias

Para a quinta e sexta-feira, o tempo segue seco com predomínio de sol em SC. A temperatura estará mais amena na madrugada e bem elevada durante o dia (grande amplitude térmica).

No sábado, 27, a previsão é de sol, com aumento de nuvens em todo Estado. Podem ocorrer pancadas de chuva com descarga elétrica, bem isoladas, entre a tarde e a noite, devido à aproximação de uma nova frente fria. A temperatura segue elevada para época do ano.

A Epagri/Ciram alerta para condições de umidade do ar extremamente baixa em SC durante esses dias, com valores de 30% a 40% à tarde.

Tendência de 29 de abril a 7 de maio

Permanece com sol e temperatura elevada durante o dia em SC, devido à atuação da massa de ar seco e quente no Centro-Sul do Brasil. Especialmente do Oeste ao Norte do Estado, o tempo seco predomina. Entre o fim de abril e início de maio, podem ocorrer pancadas de chuva, sem valores significativos, devido à passagem de uma frente fria no mar. Logo após, a temperatura diminui, mas até o momento sem indicativo de frio intenso.

>>> Acompanhe a previsão do tempo

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: James Tavares/Secom

Os catarinenses terão um fim de semana de tempo estável e ensolarado. Nesta sexta-feira, 20, a temperatura deve ser acima dos 30°C na maioria das regiões. O vento sopra de nordeste a norte, fraco. Um sistema de massa de ar seco (alta pressão) atua no Sul do Brasil.

Para o sábado, 21, a previsão da Epagri/Ciram indica o predomínio de sol em todas as regiões com nevoeiros isolados na madrugada e amanhecer. No Oeste e Meio-Oeste, aumento da nebulosidade à tarde, com pequena chance de pancadas de chuva bem isolada, devido ao calor. A temperatura segue elevada, especialmente no Oeste.

No domingo, 22, sol em todas as regiões. Do Oeste ao Sul do Estado, haverá aumento da nebulosidade entre a tarde e noite, com pequena chance de pancadas de chuva no Planalto Sul e Litoral Sul, devido ao calor. A temperatura estará elevada para essa época do ano.

Mais informações para a imprensa:
Central de Meteorologia
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5007 e (48) 3665-5172
E-mail: contatociram@epagri.sc.gov.br
Site: www.ciram.epagri.sc.gov.br
Facebook

O último relatório semanal da temporada sobre as condições das praias catarinenses divulgado pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), órgão que substitui a Fatma, nesta quinta-feira, 29, mostra que dos 215 pontos analisados, 147 (68,4%) estão próprios para banho. As coletas foram realizadas entre os dias 26 e 30 de março. O relatório completo pode ser acessado no www.fatma.sc.gov.br ou no aplicativo Praias SC, disponível para Android.

Em Florianópolis, dos 75 pontos analisados, 42 (56%) estão próprios para banho. No restante do Litoral, 105 (75%) estão próprios para banho. Em relação ao relatório anterior, 17 pontos passaram para a condição de impróprio e oito para próprio. Com o fim da temporada os relatórios das condições das praias catarinenses voltam a ser divulgados mensalmente, sempre na última sexta-feira de cada mês. “Além do relatório, sempre orientamos que o banhista também fique atento e considere o histórico do ponto”, explica o gerente de Pesquisa e Análise da Qualidade Ambiental, Oscar João Vasques Filho.

Como a balneabilidade é feita

Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, o IMA analisa a presença da bactéria Escherichia Coli, encontrada em fezes de animais e humanos. São necessárias cinco coletas consecutivas para se obter o resultado. Além da estrutura do Instituto, outros dois laboratórios parceiros contribuem para as análises.“Começamos a colher as amostras para o início da temporada em 6 de novembro. Quando em 80% das análises a quantidade da bactéria é inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio”, explica Marlon Daniel da Silva, responsável técnico pelo laboratório do IMA.

Os pontos analisados são nos municípios Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Porto Belo e São José.

Texto: Anne Caroline Anderson

Mais informações para a imprensa:
Instituto do Meio Ambiente (IMA)
comunicacao@fatma.sc.gov.br
(48) 9-9172-8277


Foto arquivo: Anne Caroline Anderson/Fatma

Os animais marinhos resgatados em Santa Catarina que precisarem de reabilitação para retornarem ao habitat natural vão ganhar um local novo e especial no Parque Estadual do Rio Vermelho, em Florianópolis. O Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos será inaugurado nesta quarta-feira, 28, às 10h. A obra, executada pelo Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos, terá 3 mil metros quadrados de área construída e poderá receber mais de 170 animais marinhos ao mesmo tempo.

O Centro será administrado Associação R3 Animal. A R3 é uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos. Este será o maior local especializado em reabilitação e despetrolização de animais marinhos do Brasil. 

CAPACIDADE PARA RECEBER 120 ANIMAIS

Serão 12 piscinas, sendo uma para abrigar pinguins; outra para aves voadoras; golfinhos; lobos/leões marinhos e oito para uso misto. O Centro ainda contará com ambulatório, salas de estabilização, internação e isolamento, laboratório de análises clínicas, sala de necropsia, para o caso dos animais encontrados mortos, cozinha para preparação de alimentos para animais e área administrativa. Será possível receber 120 pinguins, 50 aves voadoras, dois leões/lobos-marinhos e um golfinho ao mesmo tempo.

O Centro atenta para a sustentabilidade e terá seu próprio sistema de tratamento de efluentes, captação de água da chuva e sistema de energia fotovoltaica.

Em caso de avistamento de animal marinho ferido ou morto, recomenda-se manter a distância, evitar aglomerações e acionar imediatamente a instituição, pelo telefone 0800 642 3341.

Mais informações

(48) 3018 2316 - Cristiane Kolesnikovas – Coordenadora do PMP- BS/Associação R3 Animal
(47) 9 9950 5906 – Nilson Coelho – Assistente de Comunicação PMP-BS/Associação R3 Animal

Mais informações para a imprensa:
Ênio Novaes
Assessoria de Comunicação
Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA)
E-mail: comunicacao@fatma.sc.gov.br / enionovaes@fatma.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-4177 / 99172-8277
www.fatma.sc.gov.br

O Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), órgão que substitui a Fatma, emitiu nesta quinta-feira, 22, o 15º relatório das condições das praias catarinenses. De acordo com o documento, dos 215 pontos analisados, 156 (72,6%) estão próprios para banho. As coletas foram realizadas entre os dias 19 e 22 de março. O relatório completo pode ser acessado no www.fatma.sc.gov.br ou no aplicativo Praias SC, disponível para Android.

Em Florianópolis, dos 75 pontos analisados, 50 (66,7%) estão próprios para banho. No restante do Litoral de SC, 106 (75,7%) estão próprios para banho. Em relação ao relatório anterior, nove pontos passaram para a condição de impróprio e 14 para próprio. “Além do relatório, sempre orientamos que o banhista também fique atento e considere o histórico do ponto”, explica o gerente de Pesquisa e Análise da Qualidade Ambiental, Oscar João Vasques Filho.

Como a balneabilidade é feita

Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, o IMA analisa a presença da bactéria Escherichia Coli, encontrada em fezes de animais e humanos. São necessárias cinco coletas consecutivas para se obter o resultado. Além da estrutura do Instituto, outros dois laboratórios parceiros contribuem para as análises.“Começamos a colher as amostras para o início da temporada em 6 de novembro. Quando em 80% das análises a quantidade da bactéria é inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio”, explica Marlon Daniel da Silva, responsável técnico pelo laboratório do IMA.

Os pontos analisados são nos municípios Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Porto Belo e São José.

Na internet

Durante a temporada de verão, a Fatma realiza as análises semanalmente. Assim que os resultados são cadastrados no sistema, o site e o aplicativo são atualizados automaticamente.

Texto: Anne Caroline Anderson

Mais informações para a imprensa:
Instituto do Meio Ambiente (IMA)
Ênio Novaes
comunicacao@fatma.sc.gov.br
(48) 3665.4177 / 99172.8277