O mutirão de cirurgias de catarata promovido pela Secretaria de Estado de Saúde e realizado no Hospital Maicé, em Caçador, beneficiou 168 pacientes de 11 municípios da região de abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages, no último domingo e segunda-feira, 10 e 11 de dezembro. Mais de mil procedimentos serão realizados até dia 14 de dezembro, com pacientes de 58 municípios, incluindo as regiões de Caçador, Campos Novos, Concórdia, Curitibanos, Joaçaba e Videira.

O mutirão é realizado para atender a demanda represada da rede pública. De acordo com o Julio Cesar Machado, do Controle de Avaliação e Auditoria da gerência regional de Saúde, no último mês de novembro, uma abordagem realizada nas unidades de saúde constatou a existência de mais de 400 pacientes com dificuldades de visão. Destes, 168 estavam na lista de espera e responderam ao chamado dos municípios, que ficaram responsáveis pelo transporte até o hospital de Caçador para serem atendidos no domingo e segunda-feira, 10 e 11 de dezembro.

“É muito importante essa parceria com os municípios para que a população possa ser beneficiada e atendida pelos mutirões promovidos pelo Governo do Estado”, ressalta o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional, de Lages, João Alberto Duarte.  

A cirurgia de catarata é realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e o paciente tem direito à consulta pré-operatória, exames, cirurgia e colírios. Para realização do mutirão, uma equipe formada por 16 médicos foi contratada pela Secretaria de Estado de Saúde, que investiu mais de R$ 6 milhões para realização de seis mil cirurgias, entre novembro de 2017 a janeiro de 2018.

Atendimento de pacientes por municípios

Domingo (10 de dezembro):

Anita Garibaldi: 30 pacientes

Cerro Negro: 1 paciente 

Campo Belo: 10 pacientes

Segunda (11 de dezembro):

Ponte Alta: 11 pacientes

São José do Cerrito: 3 pacientes

Correia Pinto: 42 pacientes

Capão Alto: 5 pacientes

Otacílio Costa: 39 pacientes

Palmeira: 9 pacientes

Bocaina do Sul: 9 pacientes

Painel: 9 pacientes

Informações adicionais para Imprensa:
Cristiano Rigo Dalcin
Assessoria de Comunicação
ADR Lages
Fones: (49) 98839-1727 / (48) 99984-3619
E-mail: imprensa.sdrlages@gmail.com
Site: sc.gov.br/regionais/lages

 

 

Assinatura Termo de Compromisso Dengue
Foto: Janaína Mônego/ADR Xanxerê

A Gerência de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Xanxerê está realizando visitas nos 17 municípios que compreendem a área de abrangência da Vigilância Epidemiológica. Fazem parte, além dos 14 da ADR de Xanxerê, Jupiá, Coronel Martins e Galvão. O objetivo é buscar o compromisso dos gestores municipais através da assinatura de um termo e alertá-los para o aumento expressivo do número de focos e municípios infestados pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre de chikungunya e zika vírus.

Na região, do total de 17 municípios atendidos pela Vigilância Epidemiológica, oito estão infestados: Bom Jesus, Ipuaçu, Coronel Martins, Jupiá, Galvão, São Domingos, Xaxim e Xanxerê. Conforme o gerente de saúde, Uilian Cavalheiros, outros municípios também estão em sinal de alerta.

“É importante chamarmos a atenção dos prefeitos para fortalecer a manutenção dos serviços já existentes. Em alguns casos, fazemos apontamentos relacionados às melhorias que devem ser feitas no controle da proliferação do mosquito. Por isso, estamos visitando todos os 17 municípios para assinatura do termo”, explica Uilian Cavalheiro.

Recentemente o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, passou pela região Oeste onde reforçou a importância das ações no combate ao mosquito. “Todos nós que trabalhamos com saúde pública estamos muito preocupados com relação ao aumento do número de focos do mosquito Aedes aegytpi em Santa Catarina este ano. Isso soou o alerta e nos obrigou a fazer algumas incursões pelo estado nos locais onde estão concentradas as piores estatísticas”, afirmou o secretário.

Dos 61 municípios considerados infestados em Santa Catarina, 40 estão localizados no Oeste. Na Regional de Xanxerê, os municípios com o maior número de focos são Xanxerê, com 771, e Xaxim, com 413. Já assinaram o termo de compromisso os municípios de Entre Rios, Ipuaçu, Lajeado Grande, Marema, São Domingos, Passos Maia, Ponte Serrada, Xaxim e Xanxerê.  

Informações adicionais para a imprensa:
Janaína Mônica Mônego
Assessoria de Comunicação
Agência Desenvolvimento Regional de Xanxerê
E-mail: sdr-xanxere@xxe.adr.sc.gov.br 
Fone: (49) 3382-2019 / 99804-6060
Site: sc.gov.br/regionais/xanxere


Fotos: James Tavares/Secom

O governador Raimundo Colombo inaugurou na noite desta sexta-feira, 8, em São José, na Grande Florianópolis, a Policlínica Forquilhinha. A unidade recebeu investimento total de R$ 12 milhões, sendo R$ 2 milhões do Governo do Estado.

“Vai melhorar a saúde de um todo porque vai aliviar a sobrecarga em vários hospitais, principalmente no Regional de São José. É uma iniciativa corajosa, pois o investimento inicial foi elevado, mas está concluído e pago. Essa parceria vai produzir melhoria para a saúde da população”, disse Colombo.

>>> Galeria de fotos

Com 4,5 mil metros quadrados, a policlínica terá atendimento clínico, pediátrico e odontológico, de urgência e emergência 24 horas, com suporte diagnóstico através de exames complementares como eletrocardiograma, raio-x e exames laboratoriais. Também terá atendimentos especiais para mulher e para criança com diversos exames e consultas ambulatoriais. A estimativa de atendimento diário é de 500 pessoas, em média, principalmente no pronto atendimento.

A prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, destacou que atender urgência e emergência 24 horas era um compromisso com a população. “Tenho muita honra de entregar essa policlínica para a comunidade josefense. Foi fundamental a participação do Governo do Estado, com os recursos importantes para aquisição de todos os equipamentos", disse.

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Helena Marquardt/ADR Ibirama

O governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, inauguraram na tarde desta sexta-feira, 8, a reforma e a ampliação do Hospital e Maternidade Maria Auxiliadora em Presidente Getúlio. A obra, que recebeu mais de R$ 4,8 milhões do Governo do Estado nos últimos anos, foi executada em quatro etapas e beneficiou diferentes setores.

O hospital é administrado pela Congregação das irmãs Franciscanas de São José e completa 80 anos de fundação. Essa é a primeira reforma significativa da unidade onde foram reestruturados os setores como pronto atendimento, administrativo, de nutrição e refeitório. Foi construído ainda um Centro de Diagnóstico por Imagem. Os convênios para a obra foram assinados em 2012, 2013, 2015 e 2016 quando a unidade recebeu a maior quantia, cerca de R$ 3 milhões.

Em Presidente Getúlio, Colombo acompanhou uma missa comemorativa e depois fez uma visita pelas alas reformadas da unidade. Em seu discurso ele afirmou que apesar de todas as dificuldades financeiras Santa Catarina tem conseguido vencer desafios, principalmente na saúde. “Ficamos muito felizes de ver esse avanço na saúde e essa qualidade no atendimento  que é nosso maior objetivo. Também temos que agradecer a parceria com as irmãs e a todos que ajudaram. Aqui temos um belo exemplo da comunidade que se engaja para ajudar o hospital.”

Com investimento de R$ 4,8 milhões do Governo do Estado, Colombo inaugura reforma do hospital em Presidente Getúlio

Já o secretário da Saúde lembrou o esforço das irmãs ao longo dos anos e destacou que a missão do governo é cuidar das pessoas. “Essa é a nossa prioridade e temos feito o possível para isso. Recentemente conseguimos abrir a UTI de Ibirama que também é tão importante para a região e a partir de janeiro teremos a oncologia no Hospital Regional de Rio do Sul, investimentos significativos que vão fazer a saúde avançar ainda mais.”

O secretário executivo da ADR de Ibirama, Jamir Marcelo Schmidt, parabenizou o trabalho que as irmãs franciscanas realizam no hospital e falou sobre a importância da reforma para toda a população. “Sabemos o quanto é difícil passar por problemas de saúde e mais difícil ainda é ter que se deslocar para outra cidade para receber tratamento, ficar longe de casa e da família. Por isso nada mais justo do que investir nesse hospital que é referência, para que a comunidade possa se tratar aqui, onde recebem um excelente atendimento”.

A diretora do HMMA, irmã Aurélia Pauli, falou da união das irmãs que se colocam voluntariamente a serviço dos mais fragilizados e agradeceu ainda a toda a equipe médica e demais colaboradores que não medem esforços para prestar um serviço humanizado e de qualidades. Ela também ressaltou e agradeceu as autoridades que entenderam a importância da obra e liberaram recursos e a toda comunidade que ajuda o hospital com benfeitorias. “Com isso conseguimos manter esse serviço tão importante que completa 80 anos salvando vidas”, ressaltou.

Mais informações para a imprensa:
Helena Marquardt
Assessoria de comunicação 
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.adr.sc.gov.br
Site: sc.gov.br/regionais/ibirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama


Foto: Cleiton C. Ferrasso/Ascom Defesa Civil

Santa Catarina participou da mobilização nacional contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, proposta pelo Ministério da Saúde para esta sexta-feira, 8, em todo o país. Comandada pela Sala Estadual para o Combate ao Aedes aegypti, foi feita uma videoconferência com as Gerências Regionais de Saúde, no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), em Florianópolis.

“Estamos aqui para buscar o comprometimento do Poder Público, das prefeituras, das secretarias municipais de saúde, dos gerentes regionais de saúde e dos agentes de endemias para combatermos o mosquito Aedes aegypti em nosso estado, pois este ano tivemos um aumento expressivo no número de focos. Acredito que, a partir desta videoconferência, todos irão triplicar as ações para evitar que essas doenças graves ocorram em Santa Catarina”, disse o secretário adjunto de Estado da Saúde, Murillo Ronald Capella, na abertura do evento. Até o dia 25 de novembro, foram identificados 10.361 focos de Aedes aegypti em Santa Catarina, número 57% maior ao registrado no mesmo período do ano passado.

O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, reforçou o apoio da equipe da Defesa Civil nesse combate. “Temos um batalhão de agentes pelo Estado e nossa preocupação é tornar efetivo esse trabalho de campo para reduzirmos o impacto na nossa sociedade”, enfatizou. 

Também participaram do encontro o chefe da divisão de Gestão Estadual do Ministério da Saúde, Rogério Mendes Ribeiro, o superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Fábio Gaudenzi, o diretor de Vigilância Epidemiológica da SES, Eduardo Macário, o coordenador da Sala Estadual para o Combate ao Aedes aegypti/SC, João Fuck, e os coordenadores do Programa de Controle da Dengue dos municípios de Florianópolis e São José. “É importante que fique bem claro que, sem mosquito, não teremos as doenças transmitidas por ele. Então, o foco das ações deve ser o controle do vetor”, frisou Fábio Gaudenzi.

Na videoconferência, as Gerências Regionais de Saúde participantes estiveram conectadas em tempo real. Esta foi a primeira transmissão realizada pelo Cigerd, que deverá ser oficialmente inaugurado no primeiro trimestre de 2018, marcando o início de uma nova política de gestão de riscos em território catarinense. “Todas as interfaces do governo estarão reunidas nesta estrutura, acelerando os atendimentos. Ao diminuir o tempo de resposta, evitamos que uma crise se transforme num desastre e que um desastre se transforme em catástrofe”, enfatizou o secretário Moratelli.

Índice de Infestação

Durante a videoconferência foram apresentados os resultados do Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa) realizado por 58 dos 61 municípios considerados infestados pelo mosquito em novembro. “Destes, 34 estão em situação de alerta, com índices de infestação entre 1 e 3,9; 23 apresentam situação satisfatória, com índices abaixo de 1; e um município está em situação de risco – São Domingos – que apresentou índice de infestação acima de 3,9”, explicou João Fuck, coordenador da Sala Estadual para o combate ao Aedes aegypti/SC. O LIRAa prevê a vistoria de uma amostra de 20% do total de imóveis existentes no município e calcula o índice de infestação para cada 100 imóveis inspecionados. Até o momento, os municípios de Florianópolis, Nova Itaberaba e Joinville ainda não concluíram o LIRAa.

De acordo com o levantamento, dos 40.653 depósitos que continham água parada inspecionados, ou seja, todos potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti, a maioria era lixo ou sucata (15.003) e depósitos móveis, como balde, prato de planta, bebedouro de animais e reservatório de geladeira (12.139). Recipientes fixos, como calhas, piscinas e ralos, totalizaram 7.045.

Importante instrumento para direcionar as ações de controle do mosquito, o LIRAa é realizado anualmente de abril e de novembro, por orientação da Estratégia Operacional para Prevenção e Controle da Dengue, Febre de Chikungunya e do Zika Vírus no estado de Santa Catarina. No LIRAa de abril, foram inspecionados 43.814 depósitos que continham água parada em 55 municípios. “Com base nestas informações, o gestor municipal e suas equipes têm um diagnóstico da situação entomológica local, permitindo melhor condução das ações de combate ao Aedes aegypti durante o verão, época de maior proliferação do mosquito e de transmissão das doenças”, frisou Eduardo Macário, diretor da DIVE.

Clique aqui e confira a apresentação, com os resultados do LIRAa, na íntegra.

Informações adicionais para a imprensa:
Letícia Wilson e Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br

No próximo domingo, 10, o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, acompanhará as atividades do Mutirão das Cirurgias de Catarata 2017, no Hospital Maicé, em Caçador. A previsão é que mil procedimentos sejam realizados entre os dias 9 e 14 de dezembro.

A campanha ocorre em todas as unidades de saúde do Estado que aderiram ao mutirão, no período entre novembro/2017 e fevereiro/2018. Serão investidos mais de R$ 9 milhões na realização de aproximadamente 8.500 cirurgias. Os municípios de São Lourenço do Oeste e Iporã do Oeste já concluíram a ação.

“Todos os nossos esforços estão voltados para zerar as filas e assim melhorar a qualidade de vida dessas pessoas. É muito gratificante e recompensador realizar esse tipo de ação”, ressalta Caropreso.

Estão aptos a fazer o procedimento os pacientes que tem a indicação cirúrgica e constam na lista de espera de seus municípios. A cirurgia é realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e o paciente terá direito a  consulta pré-operatória, exames, cirurgia e colírios.

No Alto Vale do Rio do Peixe, além de Caçador, o Hospital de Fraiburgo também participará do mutirão nos dias 11 e 12 de janeiro.

Confira abaixo as unidades que ainda realizarão as cirurgias: 

Hospital e Maternidade Rio do Testo - Pomerode

Hospital OASE - Timbó

Hospital Dom Joaquim - Brusque

Hospital Azambuja - Brusque

Hospital de Olhos - Blumenau

Hospital São Luiz - Campo Alegre

Hospital Penha - Penha

Hospital São Donato - Içara

Hospital Nossa Senhora de Fátima – Praia Grande

Hospital Bethesda – Joinville

Hospital São Francisco de Assis – Santo Amaro da Imperatriz

Hospital Chiquinha Gallotti - Tijucas

Mais informações para a imprensa:
Suelen Costa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99113-6065
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

 


Fotos: Julio Cavalheiro/Secom

A região do Alto Vale do Itajaí passa a contar com uma nova estrutura para promoção da saúde pública. O governador Raimundo Colombo inaugurou nesta sexta, 8, a reforma e ampliação do Hospital e Maternidade Dona Lisette, em Taió. O investimento do Governo do Estado, por meio do InvestSaúde, foi de R$ 1,1 milhão.

“Tenho certeza de que este é o melhor modelo, o de fortalecimento de unidades regionais para vencermos os desafios na área da saúde”, afirmou Colombo. O governador também enalteceu o trabalho de todos os envolvidos na gestão e na operação do hospital.

O secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, ressaltou que as melhorias na unidade vão fortalecer a vocação regional, atendendo também municípios vizinhos do Alto Vale.

>>> Galeria de fotos

A unidade recebeu 729 metros quadrados de melhorias. A cozinha foi reformada e ampliada e passou a contar com uma sala para preparação de nutrição dietética, atendendo às normas da Vigilância Sanitária. A lavanderia também foi ampliada e os novos equipamentos, adquiridos por meio de convênio com o Estado, foram instalados.  

Fundado em 1970, o hospital é filantrópico e a ampliação atual vai proporcionar ainda mais espaço para readequação de algumas salas e para a instalação do aparelho de densitometria óssea (para avaliar e diagnosticar casos de osteoporose) e de um tomógrafo computadorizado, cedidos pela Secretaria de Estado da Saúde.

O diretor do hospital, Valmor Busnello, lembrou que desde agosto deste ano a unidade conta com a gestão do Instituto Vidas e tem ampliado a oferta de serviços. “Trouxemos mais médicos e passamos a oferecer mais de 15 especialidades. O número médio de internações passou de 40 para 170 por mês e também passamos a fazer mais cirurgias. E o novo espaço é fundamental para garantir a qualidade nesse atendimento”, explicou.

O secretário Executivo de Desenvolvimento Regional de Taió em exercício, Moacir Oenning, prefeitos e deputados da região também acompanharam o evento desta sexta.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Paulo Goeth/SES

Na tarde desta quinta-feira, 7, o Programa de Atendimento Domiciliar Interdisciplinar (Padi) do Hospital Regional de São José (HRSJ), realizou a festa de encerramento das atividades de 2017. A comemoração ocorreu no Solarium do hospital e reuniu pacientes, ex-pacientes e familiares. Durante a confraternização, foram distribuídas lembranças aos convidados e cestas básicas às famílias carentes. A festa teve a participação do Coral do Colégio Alfa.

O Padi oferece há mais de 20 anos tratamento domiciliar, o que diminui o risco do paciente contrair infecções. Para ser atendido pelo Padi, a pessoa precisa ter sido paciente do hospital, ter cuidador, residir em domicílio de fácil acesso, ser portadora de doenças crônico-degenerativas (ter sofrido Acidente Vascular Cerebral– AVC, traumatismo raquimedular, demências, doença pulmonar obstrutiva crônica, neoplasias) e doenças incapacitantes. 

Atualmente, o Padi atende 18 pacientes. O programa conta com uma equipe multidisciplinar composta por fonoaudióloga, enfermeira, médico, técnicos de enfermagem, nutricionista, fisioterapeutas, técnico administrativo e apoio de motorista do HRSJ.

Mais informações para a imprensa:
Bruna Branco
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Saúde
Telefone: (48) 3664-8823
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br/ secretariadeestadodasaude@gmail.com

Reforma e ampliação Hospital de Taió
Fotos: Estela Stange Purnhagen/ADR Taió

O governador Raimundo Colombo inaugura nesta sexta-feira, 8, às 9h, a reforma e a ampliação do Hospital e Maternidade Dona Lisette, em Taió. O investimento do Governo do Estado, por meio do InvestSaúde, foi de R$ 1,1 milhão.

Reforma e ampliação Hospital de Taió

A unidade recebeu 729 metros quadrados de melhorias. A cozinha foi reformada e ampliada e passou a contar com uma sala para preparação de nutrição dietética, atendendo às normas da Vigilância Sanitária. A lavanderia também foi ampliada e os novos equipamentos, adquiridos por meio de convênio com o Estado, foram instalados.  

A ampliação vai proporcionar ainda mais espaço para readequação de algumas salas e para a instalação do aparelho de Densitometria Óssea e de um Tomógrafo Computadorizado, cedidos pela Secretaria de Estado da Saúde.

Serviço:

O que: Inauguração da reforma e ampliação do Hospital e Maternidade Dona Lisette
Quando: 8 de dezembro, às 9h
Onde: Rua 4 de Outubro, 115, Centro, em Taió 

Informações adicionais para a imprensa:
Estela Stange Purnhagen
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Taió
E-mail: informacao@tao.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3562-8411 / 98801-6642
Site: sc.gov.br/regionais/taio

Santa Catarina participa da mobilização nacional proposta pelo Ministério da Saúde contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, nessa sexta-feira, 8.

Em Santa Catarina, a ação será comandada pela Sala Estadual para o Combate ao Aedes aegypti, com uma videoconferência com as Gerências Regionais de Saúde.

A videoconferência será realizada a partir das 9h30, no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), para apresentação dos resultados do Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti realizado pelos municípios infestados pelo mosquito em novembro. O objetivo é informar equipes de saúde sobre o tipo e a quantidade de criadouros encontrados nesses municípios para qualificação das ações de combate ao mosquito. 

As ações contarão com a presença das seguintes autoridades:

•          Secretário adjunto de Estado da Saúde, Murillo Ronald Capella 
•          Secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli
•          Coordenador da Sala Estadual para o combate ao Aedes aegypti/SC, João Fuck 
•          Superintendente de Vigilância em Saúde, Fábio Gaudenzi
•          Diretor de Vigilância Epidemiológica da SES/SC, Eduardo Macário

Serviço:
O que: Dia D de Mobilização contra o Aedes aegypti
Quando: Sexta-feira, dia 8 de dezembro, a partir das 9h30
Onde: Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CIGERD) - Avenida Ivo Silveira 2320, Capoeiras, Florianópolis.

Mais informações para a imprensa:
Suelen Costa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99113-6065
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br


Informações adicionais para a imprensa
Cleiton Ferrasso
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br