Compartilhe


Foto: PC/SC

A Polícia Civil, através da Delegacia da Comarca de Santo Amaro da Imperatriz, deflagrou na manhã desta sexta-feira, 10, a segunda etapa da operação Não Contavam com Minha Astúcia. O intuito é combater os furtos realizados com objetos eletrônicos conhecidos como chapolin, que bloqueiam o sinal do controle de alarmes de carros e impedem que as travas sejam acionadas. Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos em São José. Foram apreendidos diversos celulares, óculos, dinheiro em moeda estrangeira, raquetes, pen drives e outros produtos de origem duvidosa.

De acordo com o delegado Rodrigo Mayer, os mandados são referentes a um furto praticado no final de maio. Na ocasião, um homem que mora em São José emprestou seu veículo Celta (de cor branca) para dois outros homens irem a Santo Amaro da Imperatriz praticar o crime. “Furtaram um celular e um estepe que estavam dentro de um Palio Attractive no final de maio. Pegamos imagens de segurança, conseguimos identificar os suspeitos e o veículo utilizado, e desde então estávamos no encalço deles”, explica.

O delegado alerta a população para sempre conferir se o veículo realmente está trancado depois do alarme ser acionado e afirma que os criminosos têm preferência por praticar os furtos nos veículos Palio Attractive, pela facilidade de arrombar a porta usando uma chave micha. “Esses mandados de hoje são diferentes daqueles da primeira etapa da operação, mas o método e o modus operandi são os mesmos”, afirma.

O delegado também solicita que, se alguma vítima reconhecer alguns dos objetos divulgados, entre em contato com a Delegacia de Santo Amaro da Imperatriz.

Informações adicionais para a imprensa
Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2313 / 99968-9600
Site: www.policiacivil.sc.gov.br