Foto: Clarissa Margotti/Detran

O Detran/SC participa nesta quinta-feira, 3, às 8h, da abertura oficial da campanha mundial “Maio Amarelo”, na Assembleia Legislativa, na Capital. O evento, que chega a sua 5ª edição, com o tema “Nós somos o trânsito”, tem como objetivo sensibilizar e conscientizar a população dos altos índices de mortes e feridos no trânsito.  

Assim como em 2017, o tema de 2018 propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e uma reflexão sobre a nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

Engajados nesta ação, o Detran/SC, disponibiliza um número de WhatsApp (48) 99971-9179, no qual o cidadão poderá gravar um vídeo de 10 segundos, expondo sua ideia: “Que trânsito você quer para sua cidade”. O vídeo deverá ser feito na horizontal, com seu nome e a cidade onde está sendo gravado. Os 10 melhores vídeos serão selecionados e apresentados no evento nacional, no mês de junho, em São Paulo.

Uma coletiva de imprensa está marcada para as 9h desta quinta-feira, 3, na Alesc, para divulgar as ações em SC.

Cronograma das Atividades- MAIO AMARELO

Dia

Hora

Local

Atividade

Participantes

Responsável

03

9h

ALESC- Auditório Antonieta de Barros

Abertura Maio Amarelo-

I Mostra Catarinense de Experiências em Promoção da Cultura de Paz no Transito

DIVE/DETRAN/ Órgãos Fiscalização

DIVE

48 3664 7455-Adriana

04

9h

Frente Prefeitura Indaial

Solenidade de Abertura

Prefeitura Indaial – Órgãos de Transito

Prefeitura Indaial

05

9h às 12h

Gaspar-Local a definir

Ação - Pedestre

Município/DETRAN e sociedade civil

DITRAN 47 3332 3811

05

10h às 12h

Rodovia SC 401- Posto da PMRV

Conscientização de pedestres, ciclistas e motociclistas.

ASBBEAD/PMRV/DETRAN e sociedade civil

ASBEAD

12

9h às 12h

São Bento do Sul- Local a definir

Ação- Automóvel

Município/DETRAN e sociedade civil

DETRU 47 3631 6034

19

9h às 12h

Camboriú- Ginásio de Esporte Irineu Bornhausen- Rua Maria da Glória Pereira-Centro

Ação-1º Pit Stop Motos

Município/DETRAN e sociedade civil

DEMUTRAN

 47 3050 4943

19

13h30min às 17h

Camboriú-Praça Central

Check up Motos-Manutenção Preventiva

SEST SENAT/ Município/DETRAN e sociedade civil

SEST SENAT Itajaí

47 3346 1556

26

9h às 12h

Timbó-Local a definir

Ação- Ciclista

Município/DETRAN e sociedade civil

DEMUTRAN

47 3382 3655

30

9h às 17h

Lages

Seminário

Arteris Planalto Sul/ DETRAN/PRF/Municípios e sociedade civil

Arteris Planalto Sul

29

9h às 15h

Balneário Camboriú

Ação Educativa Integrada da PRF e AGTs no Posto de Itapema

PRF / AGTs

PRF / AGTs

Atualizado em 30/04. Informações  atualizadas pelos organizadores de cada atividade.

Mais informações para a imprensa:
Clarissa Margotti
Assessoria de Comunicação
Detran/SC
Fone: (48) 3381-2100 
www.detran.sc.gov.br


Foto: Polícia Civil/Reprodução

A Polícia Civil, através da Central de Investigação do Continente (Cicon), realizou na manhã desta sexta-feira, 27, mais uma operação no Morro do Caju, no Bairro Monte Verde, em Florianópolis. Os policiais civis, com o apoio de policiais militares, prenderam sete dos procurados. Dois estão foragidos. Outras duas pessoas foram conduzidas à 6º Delegacia de Polícia.

Também foram apreendidos nove celulares. A operação desta sexta-feira foi em razão das novas ordens judiciais expedidas após o encaminhamento final das investigações iniciadas no início do ano e que foram denominadas de Operação Morro Segura. A ação, desencadeada em 27 de fevereiro, envolvia os principais líderes do tráfico de drogas da região, que foram presos temporariamente pela Polícia Civil catarinense. As ordens judiciais foram rapidamente expedidas após a análise do inquérito policial pelo Poder Judiciário e pelo Ministério Público.

Investigações

Considerando as investigações complementares e as provas obtidas com as diligências realizadas, foram registrados indícios suficientes de autoria e materialidade em desfavor de pelo menos 15 suspeitos, principalmente, pela prática de integrar e chefiar uma perigosa organização criminosa armada que estava agindo violentamente na comunidade. Entretanto, neste momento, foram expedidas nove prisões preventivas de forma urgente contra os principais suspeitos, considerando as regras dos prazos processuais para manutenção da prisão de alguns dos investigados que já estavam presos mas poderiam ser soltos.

Os suspeitos também foram identificados como os autores da invasão de criminosos que aconteceu no Morro do Mosquito, na qual houve uma violenta disputa entre duas facções criminosas pelo comando dos pontos de vendas de drogas da região. Durante os cumprimentos das ordens judiciais, houve apoio operacional das equipes da Diretoria de Polícia Civil da Grande Florianópolis e da 4ª CIA do 4 Batalhão da Polícia Militar. Os trabalhos investigativos foram realizados pela Equipe da Cicon da Polícia Civil sob coordenação do delegado João Fleury.

Mais informações para a imprensa:
Jacqueline Iensen
Assessoria de Comunicação
Polícia Civil
Fone: (48) 99668-9634
www.policiacivil.sc.gov.br


Projeto piloto foi lançado em novembro de 2017 em Tubarão - Foto arquivo: Eduardo Zabot / ADR Tubarão

A Polícia Militar poderá implantar câmeras individuais nos uniformes dos policiais em operações nas ruas. Os recursos serão liberados pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que anunciou, na manhã desta quinta-feira, 26, um pacote de medidas para ajudar a combater a onda de criminalidade no Estado.

A instalação de câmeras no fardamento representa um custo de R$ 6,4 milhões. O Judiciário também financiará, de início, a expansão de um sistema que permite a realização de inquéritos pela Polícia Civil por meio audiovisual, orçado em R$ 2 milhões. Os recursos serão das transações penais, penas pecuniárias que substituem a prisão em crimes de menor potencial ofensivo, aplicadas pelos juízes nas 111 comarcas do Estado.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, falou da importância da iniciativa do TJ. "Com as câmeras individuais nos uniformes dos policiais poderemos filmar as interações da PM com o cidadão durante as ocorrências, ajudando na hora de colher provas em flagrantes e evitando falsas acusações contra policiais", disse.



TJ VAI CRIAR VARA EM JOINVIILE

Segundo o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rodrigo Collaço, que fez o anúncio do pacote durante a abertura do Seminário "Estratégias Integradas de Segurança Pública: os Poderes do Estado unidos no combate à criminalidade em Santa Catarina", em Florianópolis, também será criada uma Vara do Tribunal do Júri na Comarca de Joinville, maior cidade de Santa Catarina. No município, cerca de 600 processos desta natureza aguardam vazão. O investimento estimado é de R$ 600 mil/ano.

Por fim, Colaço garantiu que a atual unidade do crime organizado, em regime de exceção, será transformado em uma vara oficial, com juiz titular e permanente na sua administração. "Dentre tantas divergências que costumam marcar esta discussão, creio ser consenso que somente com a união de esforços será possível enfrentar e vencer a crise na segurança pública", comentou o presidente do TJ.

*Com informações do TJ/SC

Mais informações para a imprensa:
Secretaria de Estado da Comunicação
Fone: (48) 3665-3022
www.sc.gov.br


Foto: Divulgação / SSP

Todos os índices de violência em Santa Catarina estão em queda desde o início do ano, revelou o secretário de Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, no seminário Estratégias Integradas de Segurança Pública, promovido pelo Tribunal de Justiça, nesta quinta-feira, 26, em Florianópolis. O resultado, acrescentou, decorre da estratégia traçada para o setor junto ao comandante-geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, e o delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizzoni Júnior. Em linhas gerais, elas estabelecem investimentos em tecnologia e inteligência, operações integradas dos órgãos de segurança, interação com outros órgãos públicos, otimização do efetivo, aproximação com a sociedade e monitoramento de resultados.

O secretário salientou que, dos 295 municípios catarinenses, em 211, ou seja, 71,5%, não há registros de homicídios desde o início deste ano. Em 39 deles, 46,4%, apenas uma morte. Alceu de Oliveira disse ainda que o maior número de ocorrências desta natureza tem se concentrado na Grande Florianópolis, Norte e Vale do Itajaí.

MAIS CÂMERAS DE VIGILÂNCIA 

Entre os investimentos recentes no setor, estão os em câmeras de vigilância em áreas públicas. O Estado conta com mais de 2,5 mil delas instaladas e em operação e, em março passado, abriu a possibilidade para a sociedade disponibilizar as suas à Secretaria de Segurança Pública. O material, comentou o secretário, será avaliado por softwares específicos que estão sendo comprados pela pasta. Entre eles, de identificação facial e de voz, de comportamentos dissonantes (discrepantes) com o ambiente onde estão instaladas e de reconhecimento de caracteres de placas de veículos (OCR).

Desde o lançamento do edital, o número de câmeras já disponibilizadas é superior ao dobro das utilizadas pela SSP e a secretaria calcula que, até o final do ano, deverão se aproximar de 10 mil. O documento pode ser obtido no Portal de Compras do Governo do Estado.

ÍNDICES DE VIOLÊNCIA EM SANTA CATARINA

Homicídios: - 15,4%
Latrocínios: -28,6%
Roubo: -31,7%
Roubo de Carga: -45,1%
Roubo de Veículo: -21,3%
Furto: -18,4%
Furto de Carga: -37%
Furto de Veículo: -25,5%
Roubo/Furto à Instituição Financeira: -47,2%
Apreensão de Armas: -12,9%
Apreensão de drogas (kg): +21,1%

Mais informações para a imprensa:
Vitor Hugo Louzado
Assessoria de Comunicação
Secretaria da Segurança Pública
Fone: (48) 3665-8183 / (48) 99118 9821
E-mail: vhlouzado@hotmail.com


Foto: Divulgação / PC

A Polícia Civil prendeu 62 pessoas, sendo 54 por meio de cumprimento de mandado de prisão e outras 8 por auto de prisão em flagrante, nesta quarta-feira, 25, em uma operação estadual envolvendo 25 Divisões de Investigação Criminal em todas as regiões do Estado. Também foi realizada busca e apreensão em 53 residências e localizadas porções de droga (cocaína, crack e maconha). Uma pessoa foi presa por crime de trânsito. Esta operação deu prioridade ao cumprimento de mandados de prisão porque a maioria é resultado da coleta de indícios e informações e investigações feitas em ações policiais recentes.


Fotos: SSP/SC

A Secretaria de Segurança Pública contará com a parceria da OAB/SC em ações educativas e preventivas para auxiliar no combate à criminalidade e na exclusão social. A decisão foi tomada nesta quinta-feira, 19, em reunião da cúpula da Segurança Pública Estadual com os dirigentes da entidade. 

“As estratégias de segurança pública passam pela assistência social”, disse o secretário de Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, ao comemorar a adesão da instituição ao trabalho já desenvolvido pelo Governo do Estado e as prefeitura de Florianópolis e Joinville. Ele salientou que também fazem parte desta iniciativa a Secretaria Estadual da Assistência Social, Trabalho e Habitação e das respectivas pastas municipais.

Além do secretário, participaram do encontro o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, o delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, o diretor-geral do Instituto Geral de Perícias, Giovani Eduardo Adriano, e o diretor-geral-adjunto Júlio Fernandes, presidente da OAB/SC, Paulo Marcos Brincas, e demais conselheiros da instituição.

São José

Alceu de Oliveira também esteve reunido com a prefeita de São José, Adeliana Dal Pont. Em pauta, câmeras de videomonitoramento no município. De acordo com o secretário, desde o início de março, a pasta está com um edital para recebimento de propostas visando à disponibilização de imagens de câmeras de segurança para a secretaria.

O material será submetido à análise de softwares específicos como identificadores faciais e de voz, comportamento discrepante com o ambiente e Optical Character Recognition (OCR), tecnologia usada para reconhecer caracteres a partir de um arquivo de imagem para identificação de veículos com pendência no Detran e se estão envolvidos em ações das polícias Militar e Civil. Também participou do encontro, o diretor da Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicações, Eduardo Antonio Gomes da Rocha. 

Informações adicionais para a imprensa
Vitor Louzado
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Segurança Pública
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Fone: (48) 99118-9821
Site: www.ssp.sc.gov.br


Foto: SSP/SC

O secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, afirmou que o caminho para o aumento da resolutividade no setor passa, necessariamente, pelo incremento do uso da tecnologia e de inteligência. “Santa Catarina é um dos estados mais adiantados em inovações tecnológicas”, disse. Alceu de Oliveira participou, na noite de terça-feira, 17, em Florianópolis, do I Congresso Catarinense de Direito Processual Penal.

As reduções significativa dos índices de criminalidade nestes primeiros meses do ano, segundo ele, se devem “a análises de cenário muito bem feitas e orientadas e à definição de medidas de curto, médio e longo prazos que estão sendo implementas e estão dando certo”.

De 1º de janeiro até 17 deste mês, a redução do número de homicídios no Estado foi de 16% em relação a igual período do ano passado; a de roubos, 31%, e a de roubos e furtos a instituições financeiras, 50%. Porém, só o emprego de novas tecnologias não será suficiente, acrescentou o secretário. “Não há segurança pública sem presença policial e sem inteligência, pois precisamos identificar os atores do jogo e as regras aplicadas e definirmos os movimentos a serem executados”, explicou.

Alceu de Oliveira também salientou o esforço da pasta em ampliar o número de câmeras de vigilância das cerca de 2,7 mil existentes hoje para cerca de 8 mil e a aquisição de softwares específicos para análises das imagens. “Desde março, estamos com edital publicado para autorização de disponibilização das imagens à SSP. Ele está disponível no Portal de Compras do Governo do Estado”, afirmou. 

Segurança Pública, concluiu, “é um dever do Estado, mas também um direito e responsabilidade de todos”.

Mais informações para a imprensa:
Vitor Hugo Louzado
Assessoria de Comunicação
Secretaria da Segurança Pública
Fone: (48) 3665-8183 / (48) 99118 9821
E-mail: vhlouzado@hotmail.com

Joinville - Inauguração do hangar da 2ª Companhia do Batalhão de Aviação da Polícia Militar

O Águia 01 de Joinville ganhou nesta sexta-feira, 13, uma nova casa: o hangar Tenente Coronel Asteróide da Costa Arantes da 2ª Companhia do Batalhão de Aviação da Polícia Militar. Com investimento de R$ 607 mil do Governo do Estado, o abrigo é homologado junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e anexado ao heliponto. A aeronave atende 45 municípios da região Norte e Nordeste do Estado.

“Os gastos em manutenção serão reduzidos, pois a aeronave não ficará exposta as condições climáticas. Acredito que as pessoas que nela trabalham, para a proteção da sociedade ou para o salvamento, terão mais segurança operacional”, destacou secretária executiva da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Joinville, Simone Schramm, que representou o governador Eduardo Pinho Moreira.

O evento contou também com a participação do subcomandante geral da Polícia Militar, Claudio Roberto Koglin; o comandante do Batalhão de Aviação da Polícia Militar de Santa Catarina, cel. Luiz Eduardo Ardigó, e o comandante da 2ª Companhia de Aviação, cel. Alessandro Machado. Foi entregue a Moeda Comemorativa 15 anos da 2ª Companhia do Batalhão de Aviação da Polícia Militar como forma de homenagem para algumas autoridades. 

Com capacidade para sobrevoar Joinville em três a sete minutos, o Águia 01 realizou mais de 535,55 horas de voo em 2017. Segundo o cel. Machado, a aeronave merecia um local apropriado para descanso. “Durante 15 anos, operamos em condições não ideais. O investimento só irá contribuir para o trabalho bem sucedido já realizado”, afirma o coronel. No ano passado, o helicóptero socorreu 249 pessoas e participou da detenção de 122, além de auxiliar na recuperação de 91 veículos e na apreensão de 25 armas de fogo.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Keller
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville
E-mail: anakeller@jve.adr.sc.gov.br / imprensa@jve.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3461-1225 / 99240-8064
Site: sc.gov.br/regionais/joinville


Foto: Divulgação / PC

A Polícia Civil, por meio de suas Delegacias Especializadas, realizou uma grande operação nesta quinta-feira, 12, em Santa Catarina que prendeu pelo menos 41 criminosos - 12 em Florianópolis e 29 nas demais regiões. Na Capital, na Grande Florianópolis (São José, Palhoça, Biguaçu) e no Rio de Janeiro a Delegacia de Combate às Drogas (DECOD) mobilizou 110 policiais civis para cumprir 25 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de prisão temporária e quatro internações de adolescentes. Nas demais regiões, 325 policiais civis das Delegacias de Investigação Criminal (DIC) cumpriram 74 mandados de busca e 59 mandados de prisão.

No Bairro Monte Cristo foram presos 12 criminosos que atuavam em Florianópolis, São José, Biguaçu, Palhoça e Rio de Janeiro. O esquema foi descoberto a partir da localização de um pacote com seis quilos de maconha endereçado a uma pessoa que morava no Rio de Janeiro, pelos Correios. A partir deste fato os agentes da DECOD começaram uma investigação e descobriram que os criminosos catarinenses tinha uma conexão com traficantes independentes do Rio de Janeiro. “O grupo fazia parte de uma organização baseada no Bairro Monte Cristo e com ramificação na Grande Florianópolis e as remessas eram mensais ou quinzenais, conforme a demanda”, explicou o Delegado da DECOD, Attílio Guaspari Filho, que coordenou a operação.


Um dos cordenadores do HubSSP, major Fabiano Leandro - Reprodução / Vídeo 

Para otimizar os gastos públicos, fazer mais com menos e garantir a qualidade do serviço prestado ao cidadão, é preciso pensar fora da caixa, encontrar soluções simples e inovadoras. Um importante passo nesse sentido foi a criação do Laboratório de Inovação em Segurança Pública, o HubSSP. Localizado no Centro Administrativo da Segurança Pública de Santa Catarina, em Florianópolis, o laboratório é um espaço colaborativo que difunde a cultura da inovação e promove parcerias entre governo, universidades e comunidade em geral.

"Discutimos problemas de Segurança Pública na esperança de encontrar soluções inovadoras. Não somente com os atores internos, mas também com a comunidade que recebe esses serviços e sente os problemas de segurança pública na carne", afirmou um dos cordenadores do HubSSP, major Fabiano Leandro.



BOMBEIROS DE SC TÊM INICIATIVA INOVADORA

Entre as atividades promovidas pelo laboratório estão eventos e palestras de sensibilização. No último dia 2 de abril, o HubSSP recebeu o engenheiro paulistano Alexandre Lima, que proferiu a palestra "Como o mundo está usando smartphones para ajudar no atendimento emergencial". Lima é cofundador da organização Garatéa, que propõe soluções para agilizar o atendimento de emergências médicas, uma iniciativa semelhante ao aplicativo Firecast Comunidade, do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

“A inovação é fundamental para garantir a economia dos países em desenvolvimento. Eu, como engenheiro, acredito que a tecnologia tem que estar alinhada à inovação. A referência que temos de Santa Catarina é que é um dos estados mais inovadores do Brasil. O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina é um pilar no atendimento a situações de emergência.” destacou Lima.

INOVAÇÃO NO SERVIÇO PÚBLICO

O HubSSP foi criado a partir da participação de servidores da Secretaria de Segurança Pública no HubGov, um programa promovido pela empresa WeGov que reuniu, em 2017, representantes de 14 instituições públicas para formar pessoas inovadoras no serviço público.

O espaço físico do laboratório conta com mesas de trabalho, livros relacionados à novação, painéis, telas para apresentações e exibições de vídeos, lápis coloridos e muitos post-its.

O laboratório utiliza a metodologia do design thinking para propor soluções. O coordenador major Leandro afirma que o HubSSP está aberto a qualquer pessoa da comunidade que quiser conversar ou iniciar um projeto em conjunto com a Segurança Pública.

CONTATOS

Site: http://www.ssp.sc.gov.br/hubssp/
Twitter: @hubssp_sc
Facebook: /hubsspsc
Instagram: @hubssp

Informações adicionais para a imprensa:
Alícia Alão
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: aliciaalao@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3009
Site: www.sc.gov.br  
www.facebook.com/governosc e @GovSC