Foto IGP / Divulgação

As inscrições para o concurso do Instituto Geral de Perícias (IGP) foram prorrogadas para a próxima segunda-feira, 23, devido a problemas técnicos do site do Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul (Ieses), responsável pelo concurso. Interessados terão até as 16h para fazerem o cadastro neste endereço. O valor é de R$ 120 para o cargo de Perito Oficial e de R$ 100 para Técnico Pericial e os vencimentos para os aprovados, previstos em edital, podem chegar até R$ 15 mil.

São 49 vagas para os cargos de perito criminal, perito criminal bioquímico, perito médico-legista e perito odontolegista. Outras duas vagas são para a função de papiloscopista. As provas acontecem a partir das 13h do dia 26 de novembro nas cidades de Florianópolis, Joinville, Blumenau, Cricíuma, Itajaí, Lages, Joaçaba e Chapecó.

Para realizar a inscrição basta acessar o site www.igpsc2017.ieses.org clicar em “INSCRIÇÕES ONLINE” e preencher a ficha de inscrição até às 16h da próxima segunda-feira, 23 de outubro. Depois de concluído o cadastro, o candidato deverá pagar a taxa no mesmo dia.

O Concurso Público terá cinco fases, sendo a primeira com prova objetiva de conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório. Na segunda fase será realizado o exame de avaliação de títulos, esse de caráter classificatório. Na terceira fase, o candidato passa por um exame de avaliação da aptidão psicológica vocacionada, de caráter eliminatório. A quarta fase, também eliminatória, será realizado o exame toxcológico e na quinta e última fase ocorre uma investigação social.

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

A Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada de Combate ao Narcotráfico, da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DENARC/DEIC), deflagrou uma operação policial, na tarde de terça-feira, 17, para desarticular uma organização criminosa, responsável pelo envio de mais de 15 toneladas de maconha para Santa Catarina neste ano.

Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária, nas cidades de Lages e Imbituba, sendo presos três homens (de 27, 48 e 50 anos), responsáveis pelo transporte da droga e uma mulher, de 49 anos, que cuidava da parte financeira do grupo criminoso. Além das prisões, foi decretado o sequestro de contas bancárias utilizadas pelo grupo criminoso para movimentação financeira.

De acordo com a Polícia, as ordens judiciais foram expedidas pela Comarca de Palhoça, que contou com parecer favorável do Ministério Público. Elas foram embasadas na representação e Inquérito Policial instaurado no âmbito da DENARC/DEIC. 

Segundo as investigações, a organização criminosa é responsável pelos seguintes carregamentos apreendidos:

a) Dia 18 de maio/2017: BR-101, KM 09, na cidade de Garuva, apreensão de 5029 kg de maconha e prisão em flagrante de um homem; 
b) Dia 4 de junho/2017: BR-101, no pedágio da cidade de Porto Belo, apreensão de 4715 kg, 69 munições calibre 762; 50 munições calibre 556; 100 gramas de haxixe e ainda, na prisão em flagrante do motorista; 
c) Dia 6 de julho/2017: Rodovia 116, cidade de Ponte Alta, apreensão de 5.104 kg de maconha, 4 kg de skunk e ainda, prisão em flagrante de três pessoas;

As operações policiais contaram com apoio fundamental, da Divisão de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV/DEIC), Divisão de Investigação CriminaI (DIC), de São Lourenço do Oeste, Receita Federal do Brasil e Polícia Rodoviária Federal (PRF), para o êxito das maiores apreensões de carregamentos de maconha já registrados em território catarinense e desdobramento dos trabalhos investigativos que culminaram com as prisões de ontem, assim como no sequestro das contas bancárias.

Informações adicionais para a imprensa
Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2313 / 99968-9600
Site: www.policiacivil.sc.gov.br

 

 

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Jaguaruna, com apoio das Delegacias de Sangão, Treze de Maio e Içara, cumpriu um mandado de prisão preventiva, de um homem, de 22 anos, pelo crime de roubo, praticado contra taxistas nas cidades de Jaguaruna, Içara e Morro da Fumaça, no Sul do Estado.  A prisão ocorreu na manhã desta quarta-feira, 18, na residência da namorada, no Bairro Jaqueline, em Içara.

De acordo com a Polícia, a ação criminosa era com o emprego de violência, sempre utilizando arma de fogo ou faca e na companhia de algum comparsa. “Geralmente ele solicitava uma corrida para sua cidade natal, o Balneário Esplanada e quando chegava às praias de Jaguaruna rendia os taxistas e subtraía celulares, GPS, máquina de cartão de crédito e certa quantia em dinheiro”, explica um policial.

Segundo as investigações, o indiciado também é suspeito pela prática de diversos roubos em estabelecimentos comercias na região. “Ele já é conhecido no meio policial e pelas características descritas pelas vítimas, chegamos até o autor. Cabe ressaltar, que ele foi reconhecido pelos taxistas”, afirma.

A polícia prossegue para identificação de outros envolvidos nos assaltos.

Informações adicionais para a imprensa
Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2313 / 99968-9600
Site: www.policiacivil.sc.gov.br

 

 


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo esteve reunido nesta quarta-feira, 18, no Centro Administrativo, em Florianópolis, com o secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Valmir Comin e lideranças do Sul do Estado para tratar da pavimentação da via de acesso às estruturas de segurança, incluindo o Centro de Atendimento Sóoioeducativo (Case) e da Penitenciária Sul feminina e masculina, na região do Bairro São Domingos, em Criciúma. Colombo determinou a elaboração do projeto que será realizada pela prefeitura com recursos do Governo do Estado.

“A ideia foi bem recebida e claro que é um estudo preliminar para contratar o projeto. Será pago pelo governo e depois disso vamos avaliar um cronograma e ver onde podemos ajudar. A prefeitura vai fazer a licitação e contratar o projeto”, explicou Colombo.

ddddddddd

A Polícia Civil, através da Divisão de Defraudações (DD/DEIC), divulgou nesta terça-feira, 17, os resultados da operação Cartão Clonado, realizada para combater fraudes praticadas por associação criminosa interestadual. A ação ocorreu em outubro de 2016, sendo presas em flagrantes sete pessoas pelos crimes de associação criminosa, estelionato e furto mediante fraude. 

Segundo as investigações, todos os presos vieram de São Paulo, exclusivamente, para a prática de crimes em Florianópolis e região. “Um fato que merece destaque foi a manutenção das prisões durante toda a instrução criminal, que se findou em outubro desse ano.  Os autores paulistas ainda permanecem presos em Santa Catarina. Todos os acusados foram condenados. A soma das penas ultrapassa a 170 anos de reclusão”, explica o delegado Raphael Werling.  


Fotos: James Tavares/Secom

A Polícia Militar de Santa Catarina ganhou reforço nesta segunda-feira, 16, com a chegada de 15 novas viaturas, que foram entregues pelo governador Raimundo Colombo e pelo secretário em exercício da Segurança Pública, Aldo Pinheiro D’Ávila. Dos novos veículos, seis irão para o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e um para Guarnição Especial de Polícia Montada (Cavalaria), ambos de São José. Em Florianópolis, serão seis para o Batalhão de Operações de Choque (Choque), um para o 4º Batalhão de Polícia Militar e um para o 22º Batalhão da PM.

“Estamos renovando a nossa frota, que é utilizada 24 horas. Estes veículos representam mais segurança para os policiais e aumentam a capacidade de resposta. É preciso um equipamento novo, moderno e compatível com a necessidade que se apresenta todo dia. Por isso, nosso esforço em renovar a frota”, destacou o governador.

>>> Galeria de fotos

As camionetes são caracterizadas com sinalização de segurança padrão e adaptadas e equipadas para oferecer toda segurança para os policiais. O investimento de R$ 2,3 milhões é do Pacto por Santa Catarina.

“É um momento importante para Segurança Publica e para Polícia Militar. São viaturas modernas e adequadas para os serviços. Elas possibilitarão mais mobilidade para a realização das operações. São camionetes preparadas para os serviços policiais de cada corporação. As viaturas do Bope, Choque e Cavalaria, quando acionadas em situações de crise, atendem todo o estado”, informou o secretário em exercício da Segurança Pública.

O comandante-geral da PMSC, coronel Paulo Henrique Hemm, disse que a PM de Santa Catarina agradece ao Governo do Estado por aprimorar cada vez mais os atendimentos. "A Polícia Militar de Santa Catarina é considerada a melhor do Brasil. Desde 2011, estamos crescendo cada vez mais em resultados positivos. São muitos os investimentos em pessoal, tecnologias, equipamentos e viaturas. Isso é muito importante para que possamos dar a resposta que a comunidade quer e merece”, afirmou.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto de arquivo: Jaqueline Noceti / Secom

A Delegacia Geral da Policia Civil decidiu pela dispensa de licitação para contratação da empresa que irá aplicar as provas do concurso público para as carreiras de Agente e Escrivão de Polícia. A empresa escolhida foi a Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconônicos (Fepese). A previsão é de que edital com as regras do concurso seja divulgado até dezembro próximo.

De acordo com a Comissão Permanente de Licitação da DGPC, dentre as razões para a escolha da Fepese estão a qualificação jurídica, fiscal e econômico-financeira, dotada de inquestionável reputação ético-profissional e desprovida de fins lucrativos. Também pesou a apresentação de preços compatíveis com os de mercado. 

Serão oferecidas 394 vagas assim distribuídas: 200 vagas para Agente de Polícia e 194 vagas para escrivães de polícia.

Projeto recomposição dos efetivos

A Segurança Pública vai ganhar mais um reforço até o final do ano. Além dos 900 policiais militares em formação no Centro de Ensino da corporação, a Polícia Civil também está com curso de formação em andamento. São mais 142 agentes de polícia e 47 delegados. Esta é a quarta turma de formação do último concurso de 2014. A previsão nos dois casos é que os novos policiais concluam seus cursos até dezembro próximo.

De 2011 até 2016 mais de 9,3 mil servidores da Segurança Pública -  entre policiais militares, civis, bombeiros, peritos e auxiliares criminalísticos – ingressaram nas forças de segurança. “É um alento para a segurança, um ganho de fundamental importância para a política de recomposição permanente dos efetivos nas forças de segurança”, destaca. O secretário ressalta, ainda, que exclusivamente na Polícia Militar, 50% do atual efetivo ativo ingressou na atual administração.

Informações adicionais para a imprensa
João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Segurança Pública - SSP
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8183 / 98843-7615
Site: www.ssp.sc.gov.br

 


Foto: Iris Medeiros / SSP

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, confirmou em audiência na manhã desta terça-feira, 10, a transformação da 2ª Companhia do 11° Batalhão da Polícia Militar de Dionísio Cerqueira em Guarnição Especial de Fronteira. O assunto era motivo de reuniões desde julho quando as autoridades começaram a apresentar a proposta para SSP e Comando Geral da Polícia Militar.

O coronel PM Dirceu Neundorf, comandante da 9ª Região Policial Militar/Fronteira, disse que o objetivo é de dar autonomia e agilizar os processos relativos à preservação da segurança pública na área de Fronteira e Divisa. 

"Das mais variadas formas observa-se que falta uma estrutura que seja dirigida, e com força de atuação direta na região de fronteira, em função do investimento realizado pela Estratégia Nacional de Fronteira (Enafron)”, disse.

De acordo com o secretário Grubba, os recursos para a construção da nova sede da Guarnição Especial de Fronteira -  na ordem de R$ 1,2 milhão  - foram assegurados pelo Pacto da Segurança. Trata-se de uma obra de 750 metros quadrados, em dois pavimentos, cujas obras começam no segundo trimestre de 2018. O terreno para a construção foi doado pela prefeitura de Dionísio Cerqueira.

O secretário também reforça a tese de que uma Guarnição Especial em área de fronteira é mais uma ferramenta para combate aos crimes transnacionais. “A região de fronteira é um corredor de contrabando e descaminho, e uma estrutura oficial terá como o objetivo atacar essas organizações criminosas e frear a entrada de armas e drogas”.

Participaram da reunião o comandante-geral da PM, Paulo Henrique Hemm; sub-comandante geral carlos Alberto Araújo Gomes: secretário executivo de Supervisão de Recursos Desvinculados, Celso Calcagnotto; gerente de obras da SSP, coronel Dirceu Antônio Oldra; dretor de Integração da SSP, coronel PM Rogério Martins; secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira, Norberto Hart; prefeito de Dionísio Cerqueira, Thyago Gnoatto; prefeito de Princesa, Edilson Volksweis e oficiais da 9ª Região Policial Militar.

Informações adicionais para a imprensa:
Manoely Dias Cogo
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira
E-mail: comunicacao@dcq.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3644-3317 / 99145-7142
Site: sc.gov.br/regionais/dionisiocerqueira
 

 

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, recebeu em audiência na tarde desta quarta-feira, 4, os prefeitos de São Bernardino e Barra Bonita, no Oeste, que têm interesse na implantação do programa Bem-te-Vi de Videomonitoramento Urbano. O prefeito do município de Riqueza, também presente, agradeceu o empenho da SSP que já instalou os equipamentos na cidade.

O secretário orientou os prefeitos para que agilizem a assinatura de convênio com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, primeiro passo para a instalação das câmeras. O documento está disponível na Coordenadoria de Videomonitoramento Urbano. Atualmente, 21 cidades estão com o convênio assinado e aguardam a instalação dos equipamentos.

O programa Bem-te-vi de Videomonitoramento Urbano, projeto elaborado pela SSP, está presente em 115 cidades catarinenses com a instalação de 2.450 câmeras em funcionamento. O projeto, que começou em 2012, investiu mais de R$ 14 milhões na compra de equipamentos e colocação dos pontos. O programa começou em 2010 em 12 cidades, com 369 câmeras.

Participaram da audiência o prefeito Moacir Piroca (Barra Bonita), Reinaldo Mueller (Riqueza), Adeli Riffel (São Bernardino), vereadores e assessores.

Informações adicionais para a imprensa
João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Segurança Pública - SSP
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8183 / 98843-7615
Site: www.ssp.sc.gov.br

 


Foto: 1ºBBM

Ação integrada entre diferentes órgãos da Segurança Pública, a já tradicional Operação Veraneio de Santa Catarina é sempre planejada e organizada com meses de antecedência. Para a próxima edição, diferentes profissionais estão sendo treinados para reforçar o efetivo que vai atuar ao longo de toda temporada, especialmente no período de maior movimento nas praias catarinenses.

>>> Galeria de fotos

A logística necessária envolve todas as forças da Secretaria de Segurança Pública (SSP), que trabalham com o objetivo de promover o bem-estar e a segurança de moradores, turistas e veranistas que visitam algumas das regiões do Litoral catarinense, com mais de 560 quilômetros de praias e baías com balneabilidade que atraem pessoas do mundo inteiro. Para esta próxima edição, a Operação Veraneio 2017/2018 vai abranger 34 cidades, com 167 locais monitorados, entre praias, represas ou estâncias hidrominerais.

O período de cobertura da Operação Veraneio envolve três momentos diferentes, divididos de acordo com o movimento de pessoas nas áreas monitoradas. A pré-temporada começa nesta quinta-feira, 5 de outubro, com ênfase na atuação do Corpo de Bombeiros. A alta temporada vai de 15 de dezembro de 2017 até 4 de março de 2018, com o maior reforço de pessoal, por todos os órgãos da Segurança Pública. E ainda existe trabalho na pós-temporada, que vai de 5 de março até 15 de abril do próximo ano. Nos períodos de pré e pós-temporada, equipes do Corpo de Bombeiros Militar permanecem nas áreas mais estratégicas, em continuidade com os serviços de guarda-vidas, e a Polícia Militar segue com atuação mais seletiva e estratégica nos fins de semana e feriados.

Para o período de alta temporada, os diferentes órgãos da segurança pública ganham reforço no efetivo. O comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Onir Mocellin, explica que a corporação trabalha no monitoramento, orientação e salvamentos aquáticos, realizados em praias e balneários. Para isso, há um reforço nesses locais com efetivo próprio do Corpo Bombeiro Militar e com guarda-vidas civis, voluntários que são treinados e atuam temporariamente para execução das atividades, recebendo ajuda de custo. 

Em setembro, em Florianópolis, finalizaram o curso de recertificação guarda-vidas civis que já haviam atuado em temporadas passadas. Foram recertificados 206 guarda-vidas civis que agora estão prontos para atuar na nova operação. Nas próximas semanas, ainda serão realizados cursos com voluntários interessados em atuar pela primeira vez como guarda-vidas.

Em toda a área de cobertura, a previsão é que nesta temporada atuem temporariamente em Santa Catarina cerca de 1,4 mil guarda-vidas civis e que sejam movimentados outros 200 bombeiros militares, para cumprimento das escalas em praias e balneários.

No policiamento, como uma das novidades previstas para este ano, a Diretoria de Integração da Secretaria de Estado da Segurança Pública trabalha em parceria com a província de Misiones, na Argentina, e o Ministério das Relações Exteriores, em uma iniciativa que prevê a participação de policiais argentinos em operações nas cidades de Florianópolis e em Balneário Camboriú. Os trâmites para garantir a parceria ainda estão em andamento.

Mas além da expectativa do reforço internacional, a Polícia Militar está promovendo desde abril curso para formação de mais de 900 novos policiais, que já participarão da Operação Veraneio. Na Polícia Civil, também há equipe em treinamento: são 142 agentes de polícia e 47 delegados que estão na reta final dos cursos de formação na Academia da Polícia Civil. Depois de formados, eles atuarão em delegacias situadas em cidades do Litoral ao longo da alta temporada.

Para o secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, a meta é repetir o sucesso da operação anterior, quando o registro de ocorrências ficou dentro da normalidade. “Tudo isso se deve à união das forças e ao reforço que recebemos na Operação Veraneio, em especial ao nosso projeto de recomposição dos efetivos”, avalia.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350

João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Imprensa SSP
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-8183 / 98843-7615

Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa Corpo de Bombeiros 
E-mail: ccs@cbm.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-8426 / 98843-4427