Foto: Glauco Benetti/ADR Seara

A 3ª Companhia Polícia Militar de Seara lançou nesta sexta-feira, 7, os grupos que compõem o programa de vigilância “Rede de Vizinhos”. A estratégia de policiamento convida o comércio e a população em geral a participarem de grupos em aplicativos de mensagens via celular, multiplicando a vigilância e melhorando a comunicação com a PM.

Em Seara, o programa já foi implantado no Centro, na Avenida Anita Garibaldi, no Bairro Bairro Industrial, na Rua Herculano Hercules Zanuzzo, e no Bairro São João na Avenida Paludo. Mais de 150 pessoas já foram cadastradas. 

De acordo com o comandante, tenente Claudemir Ronning, o passo seguinte é a expansão do programa para outros bairros e interior do município. “Os moradores interessados já podem organizar pequenos grupos e procurar a sede da Polícia Militar para obter maiores informações”, estimula Ronning.

“Neste primeiro mês, realizamos alguns testes e já tivemos bons resultados. Conseguimos, com a ajuda da comunidade, localizar os envolvidos em ocorrências. Com a expansão programada para outros bairros e o interior do município, esta será uma grande ferramenta para segurança pública”, destaca a soldado Iluza Carraro.  

A secretária executiva Gládis Regina Bizolo dos Santos enfatiza o relevante trabalho desenvolvido pela PM de Seara. “É importante ressaltar o comprometimento do comandante da PM de Seara e de toda equipe. Juntos teremos mais segurança e qualidade e vida”, destaca.

Mais informações para a imprensa

Glauco Benetti
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Seara
E-mail: comunicacao@sar.adr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3452-8600 / 98837-7430
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrseara 

 

A Polícia Civil, através da Divisão de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV/Deic), em operação conjunta com a Delegacia da Comarca de Maravilha, dando prosseguimento às investigações que desmantelaram uma quadrilha especializada na falsa comunicação de roubo de caminhões e desvio de cargas, deram cumprimento, na manhã desta segunda-feira, 10, a mandados de prisão preventiva e de buscas e apreensões em Riqueza e Iraceminha, no Oeste do Estado. 

De acordo com o delegado Rodrigo Falck Bortolini, na residência de um dos alvos, um homem, de 48 anos, empresário de Iraceminha, foi cumprido um mandado de prisão preventiva contra ele e um de busca e apreensão, ocasião, em que foi apreendido um revólver calibre 38 municiado, resultando em sua prisão flagrante. “Além de integrar a organização criminosa, o empresário vinha há tempos intimidando testemunhas que atuaram no processo para que mudassem seus depoimentos em benefício de seu comparsa, de 46 anos, um dos líderes do esquema, residente em Riqueza e que permanece foragido”, explica. 

Segundo o delegado, são 10 prisões resultantes da operação. “Diligências continuam sendo realizadas visando à localização e captura do outro integrante do esquema, um homem, de 46 anos”, concluiu.

Informações adicionais para a imprensa
Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2313 / 99968-9600
Site: www.policiacivil.sc.gov.br


Foto: Maira Porto Monterio/Ascom SSP

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, coordenou na manhã desta segunda-feira, 10, reunião do gabinete de crise com os gestores da Segurança Pública para definir ações de combate ao crime e reduzir os assassinatos registrados na Capital desde o início do ano.

Dentre as ações estão intensificar o policiamento ostensivo em áreas vulneráveis, reforçar o efetivo da Delegacia de Homicídios, criar uma força-tarefa para cumprimento de mandados de prisão de acusados de crimes e reforçar as ações de inteligência.

Desde o dia 1º de janeiro até 10 de abril, Florianópolis registrou um total de 59 mortes violentas, que é o somatório de homicídios dolosos (58) mais latrocínio (1). No ano passado, no mesmo período, foram 23 mortes violentas – 22 homicídios dolosos e um latrocínio.

Participaram da reunião o Secretário Adjunto da Segurança Pública, delegado Aldo Pinheiro D’Ávila; comandante-geral da Polícia Militar, coronel PM Paulo Henrique Hemm; delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, e o diretor de Informação e Inteligência, delegado Mauro Cândido Rodrigues.    

No final da manhã, o secretário Grubba foi recebido pelo governador Raimundo Colombo na Casa d'Agronômica. 

Informações adicionais para a imprensa
João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Segurança Pública
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Fone: (48) 3251-1117 / 98843-7615
Site: www.ssp.sc.gov.br

A construção do Complexo da Polícia Civil de Itajaí começará ainda neste mês, conforme a Secretaria de Estado da Segurança Pública. A obra será edificada no terreno da antiga 1ª DP, na Rua Joca Brandão, no Centro. Os projetos estruturais foram aprovados pela Prefeitura de Itajaí e os alvarás foram emitidos. Os serviços serão executados pela Nakazima Engenharia. De acordo com o contrato firmado entre Governo do Estado e construtora, a conclusão da obra está prevista para agosto de 2018, com investimento de R$ 2,6 milhões.

A Polícia Civil, através da 3ª Delegacia da Comarca de Joinville, na tarde de terça-feira, 4, efetuou a prisão de integrantes de uma quadrilha de estelionatários, que aplicavam golpes do “conto do bilhete premiado”. Três homens (de 38 anos, 57 e 61 anos), foram presos e um quarto integrante conseguiu fugir.

O Secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, participou nesta terça-feira, 4, da abertura da 65ª reunião do Colégio Nacional de Secretários da Segurança Pública (Consesp), evento realizado no Rio de Janeiro e que vai até quarta-feira, 5. 

A Polícia Civil, através da Delegacia de Combate as Drogas (Decod), deflagrou nesta sexta-feira, 31, a operação Ligna (que significa madeira em latim, em virtude do envolvimento de um empresário do ramo de madeiras), e que resultou na prisão dos principais líderes do tráfico de drogas, na Costeira do Pirajubaé, no Sul da Ilha.

A Polícia Civil, através da Delegacia da Comarca de Mondaí, na manhã da terça-feira, 28, cumpriu 17 Mandados de Busca e Apreensão e a quatro Mandados de Prisão Temporária, com base em inquéritos policiais. A investigação apura possíveis práticas de crimes de associação criminosa, crimes contra a administração pública e fraudes a licitações, ocorridos entre o ano de 2012 e 2015. Foram apreendidos computadores, processos licitatórios e documentos diversos, que serão analisados nos inquéritos policiais, conduzidos pela Delegacia da Comarca de Mondaí.

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC), deflagrou nesta terça-feira, 28, a operação “Narciso”, com o cumprimento de cinco Mandados de Busca e Apreensão, que resultaram em três prisões em flagrante por crimes contra a saúde pública. A ação policial foi realizada em residências e numa clínica de estética nos bairros Costa e Silva, Petrópolis e Área Central de Joinville, no Norte do Estado.

A Polícia Civil, através da Delegacia de Homicídios cumpriu um mandado de prisão, nesta segunda-feira, 27, de um homem, de 37 anos, considerado o mandante do homicídio que vitimou um homem, de 29, morto a tiros, quando chegava ao Mercado Público, no último dia 3, no Centro, de Florianópolis.