O secretário adjunto da Segurança Pública, Fernando Rodrigues de Menezes, acompanhado do Diretor de Integração da SSP, delegado de polícia César Amorim Krieger, coordenou na tarde desta segunda-feira, 24, reunião preparatória da Operação Veraneio 2014/2015. O encontro definiu a atuação das instituições que irão participar da cerimônia de abertura, às 10 horas, do próximo dia 4 de dezembro, na Avenida Beira-Mar do Estreito.

A SSP projeta um investimento de mais de R$ 20 milhões, que serão usados no pagamento de diárias para os policiais transferidos de sua base para o Litoral, na contratação dos guardas-vidas civis e na alimentação. Nesta temporada, serão empregados 10 mil profissionais da segurança pública. A operação será concluída em março de 2015.

Ela começa com ações que abrangem mais de 455 quilômetros de extensão de áreas de banho divididos em 155 praias e balneários de 34 municípios do Estado. Só o Corpo de Bombeiros Militar mobilizará um efetivo de 1,2 mil guarda-vidas civis e 400 guarda-vidas militares,  em mais de 280 postos de observação no Litoral e no interior. Neste ano, a novidade fica por conta da implantação do serviço no município de Itapiranga, no Extremo-Oeste, e da capacitação do guarda-vidas para orientação ao turista.

Considerada a maior ação programada da Segurança Pública, a Operação Veraneio consiste no planejamento e na execução de serviços de atendimento aos catarinenses e aos turistas que nos visitam na alta temporada.

No ano passado, o Corpo de Bombeiros Militar realizou cerca de 200 salvamentos com recuperação (banhistas que sobreviveram). Deste total, 188 foram em praias. Quase cinco mil banhistas foram levados pela correnteza em rio ou mar e resgatados por guarda-vidas. Na prevenção contra afogamento, cerca de 3,5 milhões de pessoas foram abordadas na situação de risco.

Participaram da reunião representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Instituto Geral de Perícias, Guarda Municipal de Florianópolis, Marinha do Brasil, Infraero e Departamento de Polícia Federal.

Informações adicionais para a imprensa:
jornalista João Carlos Mendonça Santo
Fones: (48) 3251.11.16/8843.7615
email: imprensa@ssp.sc.gov.br

O governador Raimundo Colombo participa nesta terça-feira, 25, da solenidade de promoção de oficiais e praças da Polícia Militar de Santa Catarina. Serão promovidos 34 oficiais e 132 praças. O evento  será às 10h no Centro de Ensino da PM, no Bairro Trindade, em Florianópolis.

“As datas de promoções são esperadas com muita expectativa pelos profissionais das diversas áreas de atuação. Muito mais do que a simples valorização salarial, elas representam a oportunidade de ascensão na carreira e a constante valorização profissional”, comentou o comandante-geral da PMSC, coronel Valdemir Cabral.

Na Polícia Militar catarinense, as solenidades de promoções ocorrem nos dias 31 de janeiro, 5 de maio, 11 de agosto e 25 de novembro. Essa última é quando se comemora o dia de Santa Catarina de Alexandria, padroeira do Estado.

{text}

O governador Raimundo Colombo autorizou na manhã desta segunda-feira, 24, a realização de um novo concurso para o ingresso de mais 500 policiais militares em Santa Catarina. O anúncio foi feito durante audiência ​com secretário de Segurança Pública, César ​Augusto ​Grubba, e o comandante-geral da Polícia ​M​ilitar, coronel Valdemir Cabral, na Casa d'Agronômica, em Florianópolis. 

O governador Raimundo Colombo informou que os novos soldados atenderão diferentes regiões do Estado e destacou a importância do policial militar na sociedade. “Este concurso para a contratação de novos profissionais significa mais proteção e mais segurança para todos os catarinenses, atendendo uma demanda ​importante ​da população”. Colombo lembrou, ainda, que em paralelo ao reforço do efetivo, o Governo do Estado está investindo fortemente em equipamentos e tecnologia para os órgãos de segurança.

O edital ​do concurso ser​á lançado ainda em 2014​, e a seleção deve ​acontecer no início do próximo ano. “Depois do resultado, os aprovados terão 10 meses de formação. Queremos que​, em 2015, os novos policiais ​já estejam nas ruas, fazendo o policiamento ostensivo e preventivo”, explicou Grubba.

Entre junho e julho deste ano,  a Polícia Militar realizou dois atos de formatura que, juntos, somaram um reforço de 1.054 novos soldados atuando no Estado, entre homens e mulheres. Com isso, o atual efetivo da Polícia Militar de Santa Catarina passa para cerca de 11.500  policiais.

{text}

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) firmou Termo de Cooperação Técnica com a Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) para itegrar os sistemas informatizados das duas instituições. Pelo termo, a SSP terá acesso ao cadastro de consumidores da Celesc e, em contrapartida, a distribuidora poderá acessar a relação de óbitos, disponibilizada pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, dentro do Sistema Integrado de Segurança Pública, o SISP.

O ato foi realizado na tarde desta terça-feira, dia 18, no gabinete da Secretário da Segurança Pública, César Grubba.

Na prática, o termo permite uma troca de informações confiável e eficiente para uso dos agentes públicos. Já a Celesc, terá economia, pois o acesso ao registro de óbitos garantirá o corte de energia usada indevidamente após o falecimento do consumidor.

“O objetivo principal é transformar o SISP num portal de acesso à informação e de atividades de segurança pública, o que estamos efetivando com a realização de outras cooperações com diversos órgãos como PF, PRF, Casan, Junta Comercial, Ministério Público, e outros, como a ampliação com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas”, destacou o secretário César Augusto Grubba.

Participaram da assinatura o presidente da Celesc, Cleverson Siewert; Diretor Comercial da Celesc, Eduardo Cesconeto de Souza; Diretora de Planejamento e Avaliação da SSP, Reginete Panceri, e o Major PM Junio José de oliveira, Gerente de Operações da Diretoria de Inteligência e Informação (DINI)

Informações adicionais para a imprensa:
Jornalista João Carlos Mendonça Santos
Fones (48) 3251.1116/8843.7615
e-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br

 

 

 

A solenidade de entrega de 31 viaturas e 155 computadores, distribuídos entre as 31 delegacias especializadas no atendimento a Criança, Adolescente, Mulher e Idoso do estado (DPCAMIs), foi realizada na manhã desta quarta-feira, 12, na Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis. 

Tanto as viaturas quanto os computadores foram adquiridos porconvênios firmados com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão vinculado ao Ministério da Justiça. O investimento das viaturas – todas Fiat Pálio Weekend caracterizadas e com cela – foi de R$ 1.506.600 e dos computadores, de R$ 491.040. A proposta é o fortalecimento das DPCAMIs.

O secretário César Augusto Grubba, da Segurança Pública, destacou em números que a violência contra mulher é alarmantes e que o trabalho de prevenção e repressão a este tipo de crime exige o reaparelhamento das unidades policiais. "Não esta limitada a uma cultura específica. Mas é fruto de uma discriminação persistente, que se repete de geração a geração. Por isso há necessidade de fortalecer o trabalho das delegacias especializadas", ressaltou. 

De acordo com o secretário, 43 mil mulheres foram mortas nos últimos 10 anos no Brasil, e a projeção indica que até 2050 serão assassinadas 330 mil. “A cada duas horas uma mulher é assassinada no país, e a cada dois minutos uma mulher é vítima de agressão. Precisamos mudar este cenário macabro”, disse Grubba.

Já o Delegado Geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, falou sobre os investimentos em materiais, equipamentos e capacitação do policial civil. “O compromisso constante de aperfeiçoamento é ratificado com mais esta entrega, visando dar um atendimento adequado à população e zelando pela segurança dos policiais civis”, frisou D’Ávila.

Ele aproveitou para fazer um balanço da sua gestão à frente da Delegacia Geral da Polícia Civil. Neste período, foram entregues 797 viaturas por intermédio da SSP. Além disto, está sendo adquirido um caminhão baú, avaliado em R$ 300 mil para o Almoxarifado Geral da Polícia Civil, e um caminhão tanque avaliado em R$ 230 mil para abastecer o helicóptero SAER de Chapecó. O Delegado Geral também citou a compra de 3.107 pistolas, 100 fuzis, 3 mil algemas e 3.518 coletes balísticos.

Durante a solenidade, o secretário Grubba foi homenageado pela Polícia Civil com uma placa em reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à instituição policial. A condecoração foi entregue pelo Diretor de Polícia do Litoral, delegado de polícia Artur Nitz.

Também participaram da solenidade o secretário-Adjunto da SSP, Coronel PMRR Fernando Rodrigues de Menezes; promotor de Justiça Onofre Carvalho Agostini, representante do MP no Conselho Deliberativo no Programa de Proteção as Testemunhas e Vítimas ameaçadas, o Provita; delegados e convidados.

Informações adicionais para a imprensa:
Jornalista João Carlos Mendonça Santos
Fones (48) 3251.1116/8843.7615
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br

Santa Catarina concluiu na tarde desta quinta-feira, 6, a participação na Operação Brasil Integrado - Ação Fronteiras, iniciada na madrugada do dia 4. A operação abordou 3.487 pessoas, 2.194 carros, 255 motos, 108 ônibus e 292 caminhões. Em Santa Catarina, foram montadas 30 barreiras nas cidades fronteiriças. Participaram da operação 386 agentes de segurança, entre policiais militares, civis, bombeiros militares, policiais federais, patrulheiros rodoviários, Forças Armadas e fiscais do Ibama.

Em 48 horas de trabalho, foram recuperados 27 veículos, produto de furto/roubo, apreendidos outros 22, 261 maços de cigarros sete caixas com agrotóxico, realizadas três prisões, sendo duas em flagrante e outra por mandado de prisão. Também foram retirados de circulação uma arma e seis munições. 

Os trabalhos começaram na madrugada da última terça-feira, 4, em 20 estados, incluindo SC entre os 11 que abrangem a faixa de fronteira. Em todo o país, foram apreendidos cerca de 5 toneladas de drogas, 100 armas de fogo, 1,7 mil munições e 427 veículos. Também foram presas 436 pessoas em flagrante ou em cumprimento de mandados.A ação nacional mobilizou mais de 20 mil profissionais.

As equipes trabalharam em esquema integrado semelhante ao executado na Copa do Mundo, realizando 70.357 revistas pessoais, 52.672 abordagens de veículos e 1.545 barreiras ou bloqueios policiais, todas com base em informação de inteligência e com respeito às leis e aos direitos humanos. Também foram cumpridos 221 mandados de busca, apreensão e prisão. Ainda foram recuperados 141 veículos furtados ou roubados.

O Brasil Integrado consiste numa parceria do setor de segurança pública do Governo Federal e dos estados. O modelo, que surgiu do plano operacional adotado para a Copa do Mundo, será gradualmente expandido para todo o país, com a implementação de Centros de Comando e Controle Regionais (CICCR) em todos os estados.

Informações adicionais para a imprensa:
João Carlos Mendonça Santos
Fone: (48) 3251.1116/8843.7615
e-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br

A Polícia Civil por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Canoinhas e a Polícia Militar evitaram na madrugada deste sábado, 1º de novembro, a explosão de um caixa eletrônico de um banco em Três Barras, Norte do Estado. A ação resultou na morte de três criminosos, dois feridos e três presos. Com o grupo, foi apreendido quatro pistolas, explosivos e um colete balístico. Todos os presos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Canoinhas.

Quando a quadrilha especializada em assaltos a banco chegou para efetuar o roubo, foram surpreendidos por cerca de 25 policiais civis e militares no interior do local. Houve troca de tiros. Nenhum policial foi morto ou ferido.

O delegado da Divisão de Roubos e Anti-Sequestros da Deic, que também participou do caso, Anselmo Cruz, informou que as investigações começaram há cerca de dois meses. A quadrilha é de Curitiba (PR), sendo que um dos integrantes presos é de Três Barras. O grupo já praticou diversos roubos na região.

Os criminosos presos vão responder pelos crimes de furto qualificado, tentativa de homicídio, associação criminosa e pelos roubos anteriores. Até o momento não foram identificados todos os integrantes da quadrilha.

 “Os explosivos chegaram a ser colocados em dois caixas eletrônicos. Mas a ação das polícias impediu a explosão. Essa é a sétima quadrilha desmantelada pelas polícias de Santa Catarina, o que faz com que a maioria desses crimes não tenham sucesso. Esse tipo de quadrilha, com esse tipo de armamento, acabam em confronto com a polícia, tendo como resultado o ocorrido desta madrugada,”, explicou o delegado.

Conforme o delegado Regional e da DIC de Canoinhas, Wagner Valdivino Meirelles, os assaltantes chegaram às 2h05min, em dois veículos em Três Barras, e de forma muito rápida, armaram os explosivos e pés-de-cabras (1,5 metro) nos caixas eletrônicos da agência do banco.

Eles estavam encapuzados e armados. Os policiais civis e militares, percebendo a ação dos assaltantes, deram ordem de prisão, que, no entanto, não foi acatada pelos autores, os quais passaram a desferir disparos contra os policiais, os quais revidaram. 

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti 
Assessoria de Imprensa Secom
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3005/8843-5460
Site: www.sc.gov.br

Em Santa Catarina as Polícias Militar e Civil vão reforçar a segurança no segundo turno das eleições. A Polícia Militar estará com todo seu efetivo atuando desde sábado, 25, até o encerramento do processo eleitoral, no domingo, 26, em todos os municípios do Estado. 

A PM estará presente nos 3.903 locais de votação, nos 83 pontos de apuração e terá oficiais atuando em parceria com os juízes eleitorais das comarcas. 

De acordo com o Delegado Geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, a Polícia Civil também estará trabalhando em regime de plantão, com equipes para prevenir e combater crimes eleitorais. As delegacias de polícia de todo Estado estarão atendendo. O serviço de disque denúncia 181 estará operando normalmente.

O Instituto Geral de Perícias também vai estar com plantão para atuar em qualquer ocorrência em que sejam necessários laudos e perícias oficiais para confirmar a legitimidade de documentos usados para votação.

Lei Seca

No Estado, não haverá Lei Seca no domingo, 26, dia do segundo turno das eleições. Desta forma a venda de bebida alcoólica está liberada.

Sobre a Lei Seca, a não adoção atende aos dispositivos da instrução normativa número 001/2014/DGPC que permite a mudanças nos horários de funcionamento de bares  e casas noturnas conforme a legislação eleitoral competente.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa Secom
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3005/8843-5460
Site: www.sc.gov.br




O projeto Operação Escola Itinerante já atendeu 460 operadores da Segurança Pública - sendo 60 policiais militares e civis, em Concórdia, São Miguel do Oeste, Chapecó e Curitibanos, durante 15 dias de treinamento.

IMG 3587 foto 1
Foto: Divulgação / SSP

O objetivo é habilitar os operadores da Segurança Pública, no emprego de arma de fogo, por meio de um Simulador Virtual de Tiro (SVT), adquirido pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), por convênio com a Secretaria Nacional da Segurança Pública (SENASP).

O resultado da avaliação de satisfação, após o treino, tem surpreendido com mais de 90% dos agentes terem recebido nota máxima “excelente” (5) e demais “muito boa” (4). Nestes 15 dias de treinamento mais de 41 mil disparos foram efetuados. 

De acordo com o Tenente Coronel Ricardo Ribeiro Freitas, gerente de ensino da Diretoria de Formação e Capacitação (DIFC) da SSP, a estimativa é atender 2,3 mil operadores até o final do projeto, previsto para dezembro. A próxima cidade a receber o SVT será Lages, em 21 de outubro.

O SVT é um sistema de tecnologia embarcada em caminhão/baú, possibilitando o treinamento simultâneo de até nove atiradores, por meio de três equipamentos de imagens projetadas em um tela de trê metros quadrados, com áudio sincronizado ao acionamento do gatilho de armamento do tipo pistola policial.

A sensação para o atirador se destaca em razão da arma ser original, com funcionamento de repetição semiautomático (ciclagem) e com som de disparo de Pistola calibre.40.

A SSP aposta que o simulador contribua para o desenvolvimento dos movimentos e do reflexo rápido, além de aprimorar o equilíbrio mental, facilitar a visualização e a aplicação das técnicas de tiro defensivo, ajudando em seu aperfeiçoamento e decisão de tiro.

Santa Catarina é o primeiro Estado a adotar este sistema para treinamento policial e de segurança. A “Operação Escola Itinerante” começou no dia 27 de setembro e se encerrará em 16 de dezembro. Outras 13 cidades vão receber o equipamento:

OUTUBRO/NOVEMBRO/DEZEMBRO 2014

Local

Data

Lages

21/10 a 25/10

Florianópolis

30/10 a31/10

São José

03/11a05/11

Criciúma

06/11a11/11

Araranguá

12/11a14/11

Tubarão

17/11a19/11

Laguna

20/11a21/11

Joinville

25/11 a29/11

Jaraguá do Sul

01/12a03/12

Blumenau

04/12a05/12

Navegantes

08/12a09/12

Bal. Camboriu

10/12a12/12

Rio do Sul

15/12a16/12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Informações adicionais para a imprensa:
Jornalista João Carlos Mendonça Santos
Fones (48) 3251.1116/8843.7615
e-mail:
imprensa@ssp.sc.gov.br

Santa Catarina passará a ter comenda honorífica própria para a área da segurança pública. A medalha de mérito “Luiz Carlos Schmidt de Carvalho” foi instituída por decreto do governador Raimundo Colombo e publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 15. A condecoração será concedida a pessoas físicas e jurídicas que tenham prestado relevantes serviços às causas da segurança pública no Estado.


Foto: Luiz Carlos Schmidt Carvalho / Arquivo Pessoal 

Luiz Carlos Schmidt de Carvalho era professor especialista em direito de família e promotor do Ministério Público de Santa Catarina. Em janeiro de 1999, assumiu o cargo de Secretário de Estado da Segurança Pública. Apenas seis meses depois, morreu em serviço em um acidente de helicóptero na localidade de Morretes, no município de Tijucas. Em 1991, Carvalho também havia passado pelo Governo do Estado na função de Secretário de Estado da Administração e Justiça.

“Com a medalha buscamos, por dever de justiça, fazer uma homenagem póstuma a uma figura ímpar e exemplar do serviço público do Estado de Santa Catarina. Carvalho foi o único titular falecido no exercício do cargo e durante ato de serviço, a exemplo de inúmeros outros profissionais dos efetivos policiais, cujas vidas ceifadas materializam o sentido do ‘dever-servir’ e do ‘compromisso de sangue’ exigido aos homens e mulheres da segurança pública”, ressalta o secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba.

A condecoração será outorgada pelo secretário da Segurança Pública e as cerimônias públicas de entrega serão realizadas nas datas comemorativas do Estado. Conforme o decreto, não poderão ser agraciados com a medalha, bem como poderão ter a honraria cassada, civis e militares condenados judicialmente em última instância à pena privativa de liberdade e, no caso dos militares, também quando punidos por faltas de natureza grave, atentatórias ao pudor individual e ao decoro da classe.

O decreto 2.420 de 14 de outubro de 2014 está disponível em http://doe.sea.sc.gov.br/Portal/VisualizarJornal.aspx?cd=1042.

Informações adicionais para a imprensa:
Maiara Gonçalves
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Casa Civil
comunicacao@scc.sc.gov.br
(48) 3665-2005 / 8843-3497