A Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos (Fepese) divulgou, nesta segunda-feira, 21, o local das provas do concurso público do Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra). A prova será aplicada neste domingo, 27, em Florianópolis, e terá duração de quatro horas.

Para consultar o endereço da prova o candidato deve acessar o site do concurso na Internet: http://deinfra2018.fepese.org.br/ e informar o número de inscrição e cpf.

A prova objetiva será constituída de uma única etapa, de caráter eliminatório e classificatório. Ela contemplará 50 questões, sendo cinco de língua portuguesa, cinco de raciocínio lógico e 40 de conhecimentos específicos.

Abertura dos portões
De acordo com o edital os portões serão abertos às 13h e só será permitida entrada mediante apresentação de documento de identificação original e no prazo de validade. Os portões serão fechados às 13h40. O candidato só poderá entregar a prova e deixar o local após uma hora do início.
O resultado será publicado dia 6 de fevereiro de 2019, no Diário Oficial do Estado, por meio de Portaria do DEINFRA, e na internet, por meio do endereço eletrônico http://deinfra2018.fepese.org.br/.

Vagas
Foram realizadas 4.489 inscrições e o cargo que possui maior concorrência é o de engenheiro civil com 79 candidatos por vaga. Os cargos estão distribuídos entre as especialidades de engenharia civil (43 vagas), engenharia elétrica (2), engenharia florestal (2), engenharia mecânica (1) e engenharia ambiental (2).
A remuneração inicial é de R$ 6.735,24 para jornada de trabalho semanal de 40 horas, já inclusas as gratificações e o auxílio-alimentação no valor de R$ 264.
Entre as atribuições do engenheiro, estão: supervisionar, coordenar e orientar tecnicamente; executar estudo, planejamento, projeto e especificação; executar estudo de viabilidade técnico econômica; prestar assistência, assessoria e consultoria; dirigir obras e serviços técnicos; executar vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e perecer técnico; elaborar orçamento; executar outras tarefas. A lotação ocorrerá nas cidades de Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joaçaba, Joinville, Lages e São Miguel do Oeste.

Concurso Deinfra 2019

Mais informações à imprensa:
Patricia Zomer  / Vanessa Pires         
Secretaria de Estado da Infraestrutura
Fone: (48) 3664-2008 / 3664-2007 
(48) 99995-8494 / 98476-3215


Foto: James Tavares/Secom

As obras de revitalização da ponte Hercílio Luz terão continuidade em 2019, e a expectativa do governo do Estado é que a obra fique pronta até dezembro deste ano. As afirmações foram dadas pelo governador Carlos Moisés, que participou nesta sexta-feira, 18, de uma reunião com representantes do governo, da prefeitura de Florianópolis e de entidades representativas na sede da Associação Catarinense dos Engenheiros (ACE). O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler, e o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro também estiveram no encontro, além de outras autoridades.

Inicialmente, foi apresentado por Hassler um panorama do atual estágio da obra. O secretário elencou providências que precisam ser tomadas para garantir a entrega até o fim de 2019. Trata-se de investimentos ainda não contratados, no valor de R$ 41,2 milhões. No curto prazo, o mais importante deles é um reforço na estrutura que suporta a ponte, no valor de R$ 3,1 milhões, a ser realizado de maneira emergencial.

“Hoje, se esse serviço não for executado, a obra para. Por isso, a importância da celeridade no desenvolvimento desse trabalho”, explicou Hassler.

Segundo o governador, a reunião teve a intenção de dar mais transparência aos atos públicos, um lema da atual gestão. “Nós vamos trabalhar para entregar aquilo que está planejado. Iremos tomar decisões em conjunto e apresentar para a população. Esse é o objetivo do encontro. É uma forma de dar transparência ao nosso governo".

Moisés também salientou que novas reuniões ocorrerão entre representantes do governo do Estado e da prefeitura para tratar da utilização futura da ponte, com prioridade para o transporte público e para as pessoas, e da revitalização do entorno, responsabilidade da administração municipal.

Histórico da ponte

A Hercílio Luz é considerada patrimônio histórico tombado de Santa Catarina e um dos principais cartões postais do Estado. A ponte foi inaugurada em 1926, sendo fechada ao tráfego pela primeira vez em 1982. Foi parcialmente reaberta no fim da década de 1980, mas em 1991 voltou a ser fechada.

Os primeiros passos para a revitalização da ponte foram dados ainda em 2006. Desde então, foi rescindido o contrato com uma empresa que realizava os trabalhos de reforma. O atual contrato, com a empresa Teixeira Duarte, foi assinado em 2016.

>>>Confira mais imagens na galeria de fotos

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 


Foto: James Tavares/Arquivo/Secom

O Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra), por meio da Consultoria de Licitações (Colic), dará continuidade ao processo licitatório que irá selecionar a empresa responsável pela execução de serviços de supervisão das obras de manutenção das pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos, em Florianópolis, numa extensão total de 2.478,11 metros.

Na próxima terça-feira, 22, às 14h30, na sede do Deinfra, serão abertos os envelopes com as propostas técnicas apresentadas pelas concorrentes habilitadas para esta segunda fase, que são: o consórcio Pontes Sul, formado pelas empresas ESSE – Empresa Sulbrasileira de Serviços de Engenharia Ltda. e Recuperação - Serviços Especiais de Engenharia Ltda; e as empresas Falcão Bauer – Centro Tecnológico de Controle de Qualidade Ltda.; e Engevix Engenharia e Projetos S.A.

A primeira etapa consistiu na entrega de documentação e o consórcio LBR – Carmona, formado pelas empresas LBR Engenharia e Consultoria Ltda. e Carmona Soluções de Engenharia Ltda; foi inabilitado a seguir no processo licitatório.

Próximas etapas

Após a abertura dos envelopes com as propostas técnicas, a comissão de licitação tem até sete dias úteis para fazer a análise das propostas e apresentar as notas técnicas. As licitantes possuem cinco dias úteis para apresentar recurso. Após o encerramento desta fase será iniciada a terceira etapa, quando serão abertos os envelopes com as propostas de preço. As licitantes têm cinco dias úteis para apresentar recurso. Depois de finalizada a terceira etapa, a vencedora será adjudicada pela comissão e homologada pelo secretário da Infraestrutura. 

Obra

A obra de recuperação das pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos será realizada pela empresa CEJEN Engenharia Ltda., de Curitiba, vencedora do processo licitatório realizado em 2016. O valor contratado para execução da obra é de R$ 29.661.611,40, e o prazo para conclusão é de 24 meses, conforme previsto no edital.

Mais informações para a imprensa:

Patricia Zomer
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
patriciazomer@sie.sc.gov.br


Foto: Divulgação

As obras de acesso do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, de Florianópolis, foram o assunto abordado no primeiro encontro do secretário Executivo de Articulação Nacional, Diego Goulart com representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Secretaria de Aviação Civil (SAC) e da Secretaria de Articulação de Políticas Públicas. A audiência foi realizada na quinta-feira, 10, em Brasília.

A real situação das obras, com informações levantadas pela secretaria de Estado da Infraestrutura, além do cronograma de execução foram apresentadas pelo secretário Diego Goulart. A preocupação dos órgãos públicos é que o terminal aeroportuário esteja pronto antes da conclusão do novo acesso. A discussão deste assunto foi solicitada pela ANAC.

“Na próxima semana estarei em Florianópolis e, junto com o secretário de Estado da Infraestrutura, Carlos Hassler, vou conversar com o governador Moisés para marcarmos uma visita ao local, com a presença do ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, que deve acontecer no final de janeiro”, antecipou Goulart.

Ainda durante o período de transição, a vice-governadora Daniela Reinehr e o professor Luiz Felipe Ferreira, atual Controlador-Geral do Estado, se reuniram com os responsáveis pelo novo Aeroporto Internacional de Florianópolis. A primeira das reuniões aconteceu com o então Procurador-Geral do Estado, Juliano Dossena.

A vice-governadora solicitou atenção da Procuradoria Geral do Estado com as ações judiciais de desapropriação e ambientais, para que a execução da obra se mantenha dentro do cronograma. Esta é uma preocupação tanto do Governo, quanto da empresa concessionária do aeroporto. As desapropriações já estão encaminhadas e a construção de pista simples, em um primeiro momento, garante o acesso dentro do cronograma estabelecido, sem maiores prejuízos.

A vice-governadora solicitou também que a obra do elevado seja fiscalizada, já que existe investimento estadual envolvido. O próximo encontro entre o governo e a concessionária deve acontecer em fevereiro.

Informações adicionais para a imprensa:

Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
(48) 3665-3009 / (48) 9 9938-9839
melina@secom.sc.gov.br 
www.sc.gov.br 

Foto: Luciano Sens/SPI

O novo secretário de Estado da Infraestrutura, Coronel Carlos Hassler, esteve em Itajaí na última quinta-feira, 3, para participar de uma reunião com a superintendência do Porto de Itajaí. Seguindo as diretrizes do governador Carlos Moisés da Silva, que tem a infraestrutura como uma das prioridades de governo, Hassler visitou as obras da bacia de evolução do complexo portuário e também da rodovia Antônio Heil.

O investimento de R$ 147 milhões do Governo do Estado garantiu que a obra da reestruturação do canal para alargamento da bacia de evolução dos portos de Itajaí e Navegantes, iniciada em 2016, chegasse à fase final com 95% dos serviços concluídos.

Com a readequação do acesso aquaviário, a nova bacia de evolução terá um diâmetro de 530 metros e 13 metros de profundidade permitindo a manobra e atracação de navios de 335 a 366 metros de comprimento e 48 a 52 metros de largura. Atualmente, os portos do complexo operam embarcações com comprimento máximo de 306 metros.

“É uma obra de extrema importância e a conclusão trará mais desenvolvimento econômico para Santa Catarina”, afirma o secretário. 

Mais informações para a imprensa:

Patricia Zomer
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
patriciazomer@sie.sc.gov.br

Santa Catarina possui indicadores econômicos e sociais diferenciados no contexto nacional, considerando que possui apenas 1,12% da área e 3,4% da população do país, estes números ficam ainda mais robustos. A Infraestrutura tem participação decisiva neste contexto, uma vez que as rodovias são responsáveis por 80% do volume de carga transportada no estado, enquanto no Brasil este percentual representa 60%.

Em 2018, a unificação da gestão da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIE) e do Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra), sob o comando do engenheiro Paulo França, permitiu avanços em todas as frentes desde as elaborações das propostas técnicas para novos programas de financiamento como BNDES e BID até a retomada dos programas de manutenção rotineira, priorizando atenção à sinalização, roçada, conservação e tapa buraco.

A participação efetiva do corpo técnico possibilitou desobstruir ações importantes como o planejamento intermodal, o plano aeroviário; a inclusão de recursos de desapropriações em todas as ações (projetos, financiamentos, entre outros) e o aprimoramento dos editais, contratações, projetos e obras.

De fevereiro a outubro, foram investidos cerca de R$ 500 milhões na melhoria da infraestrutura catarinense, com a conclusão de diversas obras importantes e outras que seguem em ritmo acelerado.  “A infraestrutura é o elo do desenvolvimento econômico com o desenvolvimento social e o resultado destes investimentos colocam o nosso estado com o 6º maior PIB do Brasil, o que representa 7% do total nacional”, explica França.

A Secretaria e o Deinfra realizam as ações de infraestrutura do programa Pacto Por Santa Catarina, que teve início em 2012. O programa de investimentos do Governo do Estado em infraestrutura de transportes destina mais de R$ 4,4 bilhões para obras de melhoria e ampliação de capacidade de rodovias e portos catarinenses. Como ocorre com a reestruturação do canal para alargamento da bacia de evolução dos portos de Itajaí e Navegantes. A nova bacia terá um diâmetro de 530 metros e 13 metros de profundidade, podendo operar embarcações com comprimento máximo de 336 metros e largura máxima (boca) de 48 metros. Atualmente, o porto opera embarcações com até 306 metros. O investimento é de R$ 147 milhões.

Também pelo Pacto, o Governo do Estado investe R$ 225,7 milhões nas obras de implantação, pavimentação e duplicação do novo acesso ao Sul da Ilha de Florianópolis. Os trabalhos tiveram início em 2013, e o prazo de conclusão é agosto de 2019. Essencial para todo o Sul da Ilha, a obra irá beneficiar toda a região e a operação do novo terminal do aeroporto de Florianópolis irá configurar uma nova via de acesso.

Entre as obras do Pacto inauguradas em 2018, estão a implantação e pavimentação da rodovia SC-477, no trecho que liga Papanduva até o entroncamento com a SC-114; e a restauração e duplicação da Avenida Santos Dummont (acesso ao aeroporto), em Joinville, inaugurada em maio. “Todas essas obras são essenciais para o desenvolvimento de Santa Catarina”, comenta França, que ainda destaca algumas que estão em andamento, como o contorno viário de Tubarão; a implantação e pavimentação da SC-108, o acesso Norte de Blumenau; a ampliação da Rodovia Antônio Heil e a recuperação da SC-157, entre São Lourenço do Oeste e Chapecó, dentre outras.

De fevereiro a outubro de 2018, foram concluídas as reabilitações das rodovias SC-110/390, trecho São Joaquim entroncamento com Bom Jardim da Serra; e SC-283, em Planalto Alegre, totalizando 64,06 quilômetros de extensão e investimentos de R$ 43.266.676,07. No mesmo período, foram concluídas as obras de restauração da SC-355, entre Videira e Friburgo; SC-135, no trecho Videira – Tangará, e SC-390, trecho entre Campo Belo do Sul e BR – 116. Com investimentos de R$ 163.883.836,50 e total de 80,07 quilômetros restaurados.

Outras obras para garantir o desenvolvimento do estado foram inauguradas em dezembro, como a recuperação funcional da rodovia SC-390, no trecho Orleans – Lauro Müller; a execução do primeiro trecho da pavimentação da rodovia SC-440 entre Urussanga e Lauro Müller; a recuperação asfáltica da rodovia ICR-358 que dá acesso à comunidade de Barra Velha, em Balneário Rincão; a revitalização da SC-445, que liga a BR-101 entre Içara e Criciúma e a pavimentação da ICR-253, rodovia de acesso ao santuário Sagrado Coração de Jesus, em Içara.

Neste ano, a obra de restauração da Ponte Hercílio Luz teve solucionada as desapropriações, questões orçamentárias e financeiras que impediam o andamento dos serviços. Os trabalhos avançaram em todas as frentes e 71% já foram executados. A previsão de conclusão da obra é para o segundo semestre de 2019. 

Dentre as obras que estavam paralisadas e foram retomadas em 2018, o secretário destaca duas que estão em andamento em Florianópolis. Como a construção da nova ponte sobre o Canal da Barra da Lagoa, com investimentos de mais de R$ 3 milhões e com previsão de conclusão em março de 2019, que beneficiará moradores e o desenvolvimento turístico no local. E a retirada das comportas das pontes sobre o Rio Papaquara e Rio Ratones, paralisada desde 2015, que foi retomada. Uma obra que é de extrema importância e proporcionará a recuperação ambiental e também da biodiversidade local, onde são investidos mais de R$ 2,5 milhões.

Merece destaque o esforço realizado para disponibilizar recursos de conservação e manutenção da malha rodoviária – necessários para garantir a vida útil do patrimônio, a segurança dos usuários e as condições adequadas de trafegabilidade. De janeiro a setembro de 2018, foram investidos mais de R$ 30 milhões em manutenção rotineira das rodovias estaduais, que compreende serviços de tapa buracos, roçada e sinalização. Também foram realizados convênios que somam cerca de R$ 24 milhões para execução de obras de infraestrutura em municípios.

Ainda foi publicado o edital de licitação internacional, no ano corrente, para realização de obras em 15 pontos críticos e 65 passivos ambientais em todas as regiões do Estado. O processo irá atender mais de 25 rodovias. Estão previstos R$ 27 milhões de investimentos que serão financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). As obras serão divididas por superintendências e por lotes e fazem parte do Programa de Infraestrutura Logística de Santa Catarina.

Principais Obras SIE/Deinfra (2018)

Restauração da Ponte Hercílio Luz
Situação atual: Andamento
Previsão de conclusão: Segundo Semestre de 2019
Valor investido até o momento: R$ 215 milhões
Investimento total: R$ 311.839.398,87
71% da restauração está concluída. Atuação em diversas frentes como nos blocos de ancoragem das barras de olhal, colocação das grades que vão funcionar como piso, pinturas, entre outros. 

Bacia de evolução Portos de Itajaí – Navegantes
Situação atual: Andamento
Previsão de conclusão: segundo Semestre de 2019
A nova bacia de evolução terá um diâmetro de 530 metros e 13 metros de profundidade, podendo operar embarcações com comprimento máximo de 336 metros e largura máxima (boca) de 48 metros. Atualmente, o porto opera embarcações com comprimento máximo de 306 metros;
Investimento Total: R$ 147 milhões

Implantação, pavimentação e duplicação do novo acesso ao Sul da Ilha – Florianópolis
Situação atual: em andamento
Previsão de conclusão: julho de 2019
Lote 1A - Inicia na interseção da SC-405 (Trevo da Seta) e vai até o acesso ao Bairro Carianos (Estádio da Ressacada). Este lote está com 58% dos serviços executados;
Lote 1B – O trecho que tem 1,403 km e vai do Viaduto do Carianos ao Loteamento Santos Dumont teve a ordem de serviço assinada dia 20 de outubro de 2018 e serviços iniciados no dia 24 do mesmo mês e ano;
Lote 1C - Localizado entre o Loteamento Santos Dumont e a Interseção de acesso ao Sul da Ilha, a obra está com 35% dos trabalhos executados;
Lote 2A - Com extensão de 3,78 km, o trecho que vai do Rio Fazendinha até a entrada do novo terminal está concluído e foi liberado para facilitar o transporte de materiais para a construção do novo terminal;
Lotes 3A e 3B - Correspondem as Obras de Arte Especiais - Restauração e prolongamento da ponte existente sobre o Rio Tavares: a obra está em fase de acabamento. Nova ponte sobre o Rio Tavares, Viaduto do Carianos e Galeria do Rio Fazendinha: obras concluídas.
Investimento total: R$ 225,7 milhões

Ampliação da capacidade da Rodovia Antônio Heil (SC-486, BR-101 - Brusque)
Situação atual: em andamento
Previsão de conclusão: dezembro 2019
Investimento Total: R$ 185.297.294,99

Implantação e pavimentação da SC-108 – acesso Norte de Blumenau
Situação atual: em andamento
Investimento Total: R$ 141.220.289,29

Implantação e Pavimentação Asfáltica do Contorno de Capinzal
Situação atual: concluída
Investimentos: R$ 42.044.484,33

Ampliação da AV. Santos Dumont, em Joinville, incluindo elevado na Rua Tuiuti
Situação atual: concluída
Investimento Total: R$ 84.311.362,52

Licitação internacional para obras em 15 pontos críticos e 65 passivos ambientais em todas as regiões
Situação atual: em andamento
Previsão de conclusão: julho de 2019
Lote 1 - Superintendências Sul e Litoral Centro: Nessas regiões as ações serão realizadas em 7 pontos críticos e 6 passivos ambientais nas rodovias SC-108, SC-390, SC-435, SC-405, SC-406 e SC-402.
Lote 2 – Superintendência do Vale do Itajaí: Os trabalhos serão executados em 4 pontos críticos e 18 passivos ambientais nas rodovias SC-410, SC-108 e SC-486.
Lote 3 – Superintendências Norte e Planalto: As obras ocorrerão nas rodovias SC-418, SC 110, SC 370, SC-390, A280A e A280B e vão atender 2 pontos críticos e 18 passivos ambientais.
Lote 4 – Superintendências Oeste, Extremo Oeste e Meio-Oeste: As ações serão nas rodovias SC-150, SC-465, SC-120, SC-150, SC-355, SC-452, SC-154, SC-155, SC-160, SC-161, SC-163 e SC-496 e contemplam 2 pontos críticos e 23 passivos ambientais.
Investimento total: R$ R$ 27 milhões

Mais informações para a imprensa:

Patricia Zomer
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
patriciazomer@sie.sc.gov.br

 

Foto: Maurício Vieira/Secom

A infraestrutura viária de Içara, no Sul do estado, obteve importantes avanços neste mês de dezembro. Para celebrar a entrega de três importantes obras, o governador Eduardo Pinho Moreira esteve na cidade na manhã deste sábado. Por lá, realizou as inaugurações da reforma da SC-445 e da pavimentação asfáltica da ICR 253 (Segunda Linha) e da ICR 357 (Terceira Linha). 

O primeiro ato ocorreu na SC-445, que recebeu uma revitalização completa em seus 10 quilômetros de extensão. A rodovia é uma das mais movimentadas do estado e corta Içara ao meio, ligando a BR-101 com Criciúma. Nesse caso, o investimento total foi de R$ 8,9 milhões. 

Em seguida, às 11h, foi a vez de inaugurar a pavimentação asfáltica da ICR 253, que dá acesso ao Santuário do Sagrado Coração de Jesus e conecta as comunidades da Segunda Linha com as três principais rodovias de acesso a Criciúma: SC-445, Via Rápida e Rodovia Luiz Rosso. Ao todo, foram investidos R$ 5,8 milhões nos cinco quilômetros da via que conta com ciclovia em todo seu percurso. 

ICR 253, em Içara

A última agenda do dia foi na Terceira Linha, onde ocorreu a entrega de um trecho de asfalto da ICR 357, com investimento de aproximadamente R$ 1 milhão. 

O governador Eduardo Pinho Moreira lembrou que todas as três rodovias que receberam melhorias possuem caráter de ligação regional e ajudarão a trazer mais prosperidade para a região. “São obras importantes de integração e que auxiliam o escoamento da produção, rural ou urbana, e também ajudarão a impulsionar o turismo religioso, no caso da Segunda Linha. Todas elas representam conquistas importantes para o sistema viário”, disse Moreira. 

O prefeito de Içara, Murialdo Gastaldon, agradeceu em seu discurso a parceria com o governo do Estado, que possibilitou o asfaltamento de vias municipais. O chefe do Executivo local também apostou que a pavimentação trará um salto de desenvolvimento: “São estradas que fazem ligações, não é apenas asfalto. Elas representam vetores de desenvolvimento, seja no setor rural, ambiental (em função do Horto Municipal) ou religioso (por conta do Santuário)”. 

O prefeito disse ainda que os asfaltamentos facilitarão a atração de novas empresas para Içara devido à facilidade de deslocamento.

ICR 357, com pavimentação inaugurada pelo governador

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

O Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra), liberou nesta sexta-feira, 21, o tráfego de veículos no viaduto do Contorno de Garuva, sobre a BR-101.

A instalação dos postes de iluminação era a última etapa para que o trânsito de veículos fosse autorizado no local. O Contorno inicia no Km 10 da BR-101 e termina na intersecção com a SC-417, na localidade de Palmital.

Foram investidos aproximadamente R$ 30 milhões nas obras de implantação da rodovia. 

Contorno de Garuva Contorno de Garuva Contorno de GaruvaCrédito fotos: Ascom Deinfra

Foto: Maurício Vieira/Secom

O destino dos veranistas que procuram tranquilidade em Barra Velha, no Sul, ganhou um reforço em infraestrutura. Com investimentos do Governo do Estado de R$ 2,6 milhões, o governador Eduardo Pinho Moreira inaugurou, nesta quinta-feira, 20, a pavimentação da ICR 358, Rodovia Ibanês Zanette, que liga a praia de Barra Velha ao Balneário Rincão.

“Era um sonho que agora se torna realidade, pela participação da comunidade de forma organizada. O asfalto é um dos vetores de desenvolvimento, e Barra Velha tem uma população crescente. Era um compromisso do nosso governo terminar essa obra, que agora vai garantir futuros investimentos nessa região que só tem a crescer com mais qualidade de vida”, comentou o governador.

A pavimentação dos 2,7 quilômetros da rodovia é uma reivindicação antiga dos moradores da região e dos veranistas que procuram a Barra Velha pela característica de tranquilidade e chegam a mais de seis mil habitantes durante a temporada. “Essa obra representa o reflexo da felicidade para nossa comunidade e região. Foi uma luta de muitos anos dos moradores e de lideranças. É a realização de um sonho. Agora temos as portas abertas para o bairro”, comemorou o presidente da Associação de Moradores de Barra Velha, Antônio dos Santos Sebastião.

Além de facilitar o tráfego até a região, a rodovia dá acesso para os veranistas às lagoas e parque aquático e favorece, ainda, o acesso de visitantes que optam pelo trajeto via balsa pelo Rio Araranguá.

Para o prefeito de Balneário Rincão, Jairo Custódio, a obra irá fomentar o turismo na região, trazendo ainda mais emprego e renda ao município. “Uma luta de mais de 15 anos da comunidade e junto ao Governo do Estados, conseguimos garantir os recursos para construir essa importante obra que vai ajudar muito na questão econômica e trazer novos investimentos na área do turismo para essa região”, enalteceu o prefeito.

Rodovia revitalizada entre Orleans e Lauro Müller

Também na tarde desta quinta-feira, o secretário de Estado da Infraestrutura, Paulo França, representou o governador Eduardo Pinho Moreira no ato de entrega da revitalização da SC-390, no trecho entre Orleans e Lauro Müller, no Sul do Estado.

Foto: James Tavares/SECOM 

São quase 13 quilômetros totalmente revitalizados, com um investimento de R$ 6,8 milhões que facilitará o escoamento da produção local e o fluxo de moradores e turistas. Na visão do secretário, a obra é de fundamental importância para toda a região dos vales dos rios Tubarão e Braço do Norte.“Esse era uma reivindicação de 20 anos. E estamos aqui cerca de  três meses depois da assinatura da ordem de serviço concluindo essa etapa. A função da Infraestrutura é essa: permitir o fluxo de pessoas e mercadorias com segurança”, afirmou França.

Anfitrião do ato, o prefeito de Orleans, Jorge Koch, agradeceu o empenho pessoal do governador para tornar a obra possível. Ele lembrou que desde que a rodovia foi asfaltada, na década de 1980, não havia sido realizada nenhuma reforma estrutural.“Essa rodovia é importantíssima para o turismo regional, pois leva a um dos principais cartões postais de Santa Catarina, que é a Serra do Rio do Rastro.  Estamos, é claro, muito felizes com essa reforma funcional”, afirmou Koch.

Já o prefeito de Lauro Müller, Valdir Fontanella, relembrou os tempos em que usava a estrada para ir ao colégio, quando ela não era sequer pavimentada. Diante disso, ele se disse grato ao governo do Estado pelo investimento.“Essa é inclusive uma ligação do Planalto Serrano com o Litoral. Ficamos felizes porque foram muitos acidentes, com vidas perdidas, e agora temos uma rodovia mais segura”, disse Fontanella, lembrando também que a rodovia é muito utilizada por estudantes universitários que se deslocam para as cidades de Tubarão e Criciúma.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br


Foto: Maurício Vieira/Secom

Representantes do Governo do Estado estiveram em Tubarão na tarde desta sexta-feira, 14, para apresentar à sociedade local um panorama do andamento das obras da rodovia Ivane Fretta Moreira, que deve ser concluída no primeiro semestre de 2019. A estrada, com quase cinco quilômetros de extensão, fará uma nova ligação da região central de Tubarão e da BR-101 com a comunidade de São Martinho e o Vale do Rio Braço Norte.

Coube ao chefe de gabinete do governador, Miguel Ximenes, e ao secretário de Estado da Infraestrutura, Paulo França, explicarem o atual estágio da obra e os motivos que impediram a entrega ainda este ano, em especial o excesso de chuvas. O governador Eduardo Pinho Moreira, que não pôde estar presente por motivos de ordem particular, enviou um vídeo onde disse que a rodovia representará um importante vetor de desenvolvimento para o Sul do Estado. Moreira afirmou ainda que conversou com Carlos Moisés da Silva, o futuro governador, sobre a importância da obra e que ele garantiu a sua conclusão.

Ex-prefeito de Tubarão na década de 1980, Ximenes afirmou que esse é o maior investimento realizado pelo Governo do Estado nos últimos anos na região. Segundo ele, o empenho pessoal do governador no projeto fez com que ele se tornasse realidade. “Como ex-prefeito, posso dar esse testemunho. Não houve investimento tão vultuoso no perímetro urbano de Tubarão nos últimos 50 anos. A ansiedade para que essa rodovia seja concluída é tamanha que foi necessário que o governo aqui viesse para explicar o que levou à não conclusão em 2018 ”, diz Ximenes.

O secretário Paulo França salientou a importância dos investimentos em infraestrutura como aceleradores do crescimento. Nesse sentido, ele citou o boom ocorrido no Norte do Estado depois da duplicação da BR-101. “É uma rodovia que vai trazer o desenvolvimento que essa região merece, com condições de se expandir cada vez mais. A questão da mudança não interfere nas ações do Estado”, afirma França.

>>> Confira mais fotos 

Novas perspectivas

A conclusão da rodovia Ivane Fretta Moreira é esperada com ansiedade pela região da Amurel. Além de desafogar o trânsito, a estrada corta futuros empreendimentos residenciais. Na visão do presidente da Associação Empresarial de Tubarão (ACIT), Edson Martins Antônio, há um paralelo com a região da Via Rápida, em Criciúma.

“Há uma grande expectativa na cidade por tudo que essa rodovia vai atrair de investimento para a cidade, além de ajudar com que as pessoas se desloquem com mais facilidade”, diz Antônio.

O prefeito Joares Ponticelli vai na mesma linha e diz que existe a expectativa de que o desenvolvimento da cidade caminhe para os lados da rodovia Ivane Fretta Moreira até 2050. “É a Nova Tubarão. Nossa população pode dobrar até 2050 e aquela região vai impulsionar esse processo”, diz Ponticelli.

A rodovia

No começo da evento, o engenheiro Severino Soares Silva, da Esse Engenharia e Consultoria, responsável pelos trabalhos, fez uma explanação sobre os desafios enfrentados ao longo dos últimos meses, como o excesso de chuvas e as características do solo, muito mole, que obrigaram à utilização de uma tecnologia de geodrenagem. Por fim, ele elencou os benefícios da rodovia, que conta com duas pontes, ciclovia, um viaduto, iluminação com cabeamento subterrâneo e uma passarela estaiada.

>>>Confira o vídeo: 

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC