Fotos: Jeferson Baldo / Secom

A pavimentação da Avenida 4 de dezembro até a localidade de Santa Bárbara, no município de Antônio Carlos, renovou o ânimo de centenas de famílias, a maioria delas ligadas ao cultivo de hortaliças, que agora ganham mais conforto e segurança para escoar a produção. A chegada do asfalto foi comemorada pelos moradores na manhã deste sábado, 19, e contou com a presença do governador Eduardo Pinho Moreira. Além de destacar a importância da obra, Moreira garantiu o apoio do Governo do Estado para novas pavimentações em vias do município.

“Antônio Carlos está de parabéns ao realizar uma obra tão importante para centenas de famílias que precisam escoar a produção, que passam a ter mais facilidade para acessar serviços de saúde, educação e lazer. Um investimento como este melhora a autoestima das pessoas e oferece condições e dignidade a quem trabalha”, destacou o governador.

Detalhes sobre diversas melhorias que a Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano trará para a população serão apresentados no Seminário Transporte Coletivo na Região Metropolitana da Grande Florianópolis (RMF), na próxima segunda-feira, 21, na UFSC, em Florianópolis. A proposta foi elaborada pelo Observatório da Mobilidade Urbana da UFSC e pela Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Suderf), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Planejamento (SPG).

Durante o evento, o diretor técnico da Suderf, Célio Sztoltz, apresentará o projeto de reestruturação do transporte coletivo metropolitano, que inclui a reorganização da rede de linhas de ônibus da RMF, projetos de infraestrutura viária, terminais e pontos de integração, sistema de informação ao usuário, entre outros. Sztoltz falará ainda sobre o edital de licitação para implantação da rede, com foco nas etapas de elaboração do projeto, modernização da frota de ônibus, formas de pagamento e compra de créditos, interação dos usuários com o sistema, política tarifária e indicadores de qualidade.

Integração de 8 cidades

A intenção do Governo do Estado e dos municípios da região metropolitana é integrar os serviços de transporte municipal e intermunicipal de caráter urbano de oito cidades da Grande Florianópolis (Águas Mornas, Antônio Carlos, Biguaçu, Governador Celso Ramos, Palhoça, São José, São Pedro de Alcântara e Santo Amaro da Imperatriz). O sistema metropolitano de ônibus vai eliminar sobreposição de linhas; racionalizar o serviço; aumentar a conectividade entre as centralidades da região, como centros de Palhoça e Biguaçu, além de Campinas/Kobrasol em São José; e promover uma gestão associada do transporte coletivo entre municípios, Estado e sociedade.   

“É muito importante a participação dos representantes dos poderes públicos municipais, da sociedade civil organizada e de todos os demais interessados em contribuir com a qualificação dos serviços de transporte coletivo na região”, destaca Sztoltz.

O seminário, organizado pelo Observatório da Mobilidade Urbana da UFSC com apoio da Suderf, é aberto ao público. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através de formulário online.

Sobre os palestrantes

Werner Kraus Jr. é professor titular do Departamento de Automação e Sistemas da Universidade Federal de Santa Catarina e coordenador do Observatório da Mobilidade Urbana (UFSC). Coordenou o projeto "Plamus na UFSC", e vem atuando no desenvolvimento da rede integrada de transporte coletivo metropolitano da RMF. É diretor da Associação Nacional de Ensino e Pesquisa em Transportes (ANPET).

Carolina Stolf Silveira é arquiteta e urbanista, doutora com o foco nos processos de orientação espacial e mobilidade de pessoas com cegueira e baixa visão no meio urbano e de transporte. Atuou na elaboração do Plano de Mobilidade Urbana e Plano Diretor de Transportes Ativos de Joinville, bem como membro do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Conselho da Cidade, em Joinville.

Olimpio de Melo Alvares Junior é um dos responsáveis pelo desenvolvimento do Programa de Inspeção Veicular Ambiental Brasileiro e do Programa Nacional de Controle de Ruído de Veículos (Cetesb). É coordenador do Grupo de Trabalho de Transporte Limpo e Energias Renováveis do Comitê de Mudanças Climáticas de São Paulo. Docente sobre gestão ambiental, energia e meio ambiente em diversas instituições de ensino, nacionais e internacionais. Fundador e coordenador da Comissão de Meio Ambiente da Associação Nacional de Transportes Públicos.

Fernando Nunes da Silva é professor catedrático no Departamento de Engenharia Civil, Arquitetura e Georrecursos no Instituto Superior Técnico, da Universidade de Lisboa, sendo docente na área do planeamento urbano e investigador do Cesur/CERis. Foi consultor do BID; secretário de Mobilidade e Infraestruturas de Lisboa; membro do Conselho Nacional para o Desenvolvimento Sustentável; dirigente das associações internacionais de urbanismo e ordenamento do território: AESOP, IFHP, ISoCaRP e INTA.

Célio José Sztoltz Júnior é diretor técnico da Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis. Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela UFSC, foi coordenador do Observatório de Mobilidade Urbana da Universidade Federal de Santa Catarina. Atuou como diretor técnico do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF) e como gerente de Normas Urbanísticas na Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Florianópolis (SMDU).

Serviço:

O quê: Seminário Transporte Coletivo na Região Metropolitana da Grande Florianópolis (RMF)  
Onde: Auditório Teixeirão, na UFSC (Servidão Eusébia Vidal, Carvoeira) em Florianópolis
Quando: segunda-feira, 21 de maio, das 13h30 às 17h30
Inscrições: bit.ly/seminariotransporte

Mais informações para a imprensa:
Rosália Dors Pessato
Assessoria de Comunicação 
Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis - Suderf
E-mail: rosalialdors@gmail.com
Fone: (48) 99150-1222

Mauren Rigo
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Planejamento - SPG
E-mail: mauren@spg.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3319 / 99186-9740

Lei sancionada pelo governador Eduardo Pinho Moreira torna obrigatório a empresas prestadoras de serviço de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros, que executam as linhas regulares, os fretamentos e as viagens especiais, fornecerem informações relativas às normas de segurança e bem-estar dos passageiros, antes do início das viagens com percurso superior a 50 quilômetros.

A lei prevê, em relação à segurança, que devem ser prestadas informações sobre uso de cinto de segurança, permanência dos passageiros nos assentos ou possibilidade de ficar em pé, sistema de abertura das janelas e portas de emergência, localização dos extintores de incêndio e modos de utilização, além de outros equipamentos de segurança disponíveis no interior do veículo e eventuais procedimentos a serem adotados pelos passageiros em caso de acidentes.

Em relação ao bem-estar os passageiros, as empresas deverão informar sobre serviços de bordo e eventuais preços e formas de pagamento, tempo previsto para a viagem até o destino final, bem como das paradas intermediárias, localização dos banheiros e procedimentos vedados aos passageiros.

O passageiro que se sentir prejudicado pela ausência ou insuficiência de informações poderá registrar reclamação junto à empresa que deverá repassar ao órgão de fiscalização para as providências cabíveis.

A lei 17.517/2018 foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 16 de maio. 

Informações adicionais para a imprensa:
Maiara Gonçalves
Assessoria de Comunicação
Secretaria da Casa Civil de Santa Catarina
comunicacao@casacivil.sc.gov.br
(48) 3665-2005 – 98843-3497


Foto: Jaqueline Noceti / Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado da Infraestrutura, Paulo França, receberam o prefeito da Capita, Gean Loureiro, e representantes da prefeitura de Florianópolis na tarde desta quinta-feira, 10, para debater as possibilidades de uso da Ponte Hercílio Luz após o término da reforma. No encontro na Casa D’Agronômica, Estado e município acordaram em buscar uma solução conjunta para a utilização do principal cartão postal de Santa Catarina.

Além da ponte, também foram debatidas outras possibilidades para a melhoria da mobilidade não apenas na Capital, mas em toda a Grande Florianópolis.

>>> Galeria de fotos

"Foi uma apresentação importante de uma conversa integrando o Governo do Estado com o município em diversas ações. É fundamental essa tratativa, esse início de ajuste para que a gente consiga usar todas as ferramentas para construir a melhoria da mobilidade urbana da nossa Capital ", disse o secretário Paulo França.

Por parte da prefeitura, participaram do encontro, além do prefeito, o superintendente do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf), Ildo Rosa, e o diretor da região metropolitana do mesmo órgão, Michel Mittmann.

Mittmann destacou a necessidade de se olhar não apenas para a forma de utilização da ponte, mas também para o seu entorno, utilizando a revitalização como uma maneira de facilitar o desenvolvimento da cidade.

No próximo domingo, a ponte Hercilio Luz completa 82 anos de inauguração. Ela foi a primeira ligação rodoviária entre a Ilha de Santa Catarina e a região continental.

Informações adicionais para a imprensa:
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
Fone: (48) 3665-3014 
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 


Fotos: James Tavares / Secom

Com o compromisso de fomentar o desenvolvimento econômico, com segurança e trafegabilidade, o governador Eduardo Pinho Moreira inaugurou, nesta quarta-feira, 10, a maior obra de infraestrutura viária do governo no Norte do Estado. Com investimentos de R$ 85 milhões, a Avenida Santos Dumont, uma das principais vias de acesso ao município de Joinville, recebeu uma completa restauração e duplicação, além da construção do elevado Luiz Henrique da Silveira.

“São investimentos que estão à altura de uma cidade importante como Joinville, a maior do nosso Estado, que é também a locomotiva do nosso desenvolvimento. Esta ligação com o aeroporto da cidade é vital para o conforto e a segurança das pessoas que chegam e saem do município”, comentou o governador.

A avenida, com oito quilômetros de extensão, é um dos principais acessos ao Norte do município. A obra promoverá uma melhora significativa na mobilidade urbana e vai atender também o fluxo no eixo industrial, na rota para o aeroporto e para os bairros populosos da região.



>>> Fotos na galeria

“É uma obra de grande complexidade, não só pelo investimento, mas pelo que significa para a cidade inteira em termos de mobilidade. Nosso aeroporto se prepara para a internacionalização e a obra é de suma importância para isso”, destacou o prefeito Udo Dohler.

Além dos investimentos do governo estadual, a prefeitura de Joinville garantiu as desapropriações necessárias para a conclusão da obra.

HOMENAGEM

No dia em que se completam três anos do falecimento do ex-senador, governador e prefeito de Joinville, Luiz Henrique da Silveira, ele foi homenageado com a designação do seu nome à maior obra de infraestrutura do município. A viúva, Ivete Appel da Silveira, lembrou como Luiz Henrique desejava uma Joinville mais desenvolvida.

“Passávamos por aqui e ele planejava como gostaria que fosse esta avenida e hoje é uma realidade. A obra é de uma importância fundamental para a mobilidade urbana de Joinville”, salientou Ivete.

A OBRA

A restauração da avenida compreende o trecho entre a Rua Dona Francisca até o entroncamento com a Rua Tenente Antônio João. Já a duplicação inicia no cruzamento da Rua Tenente Antônio João até o aeroporto Lauro Carneiro de Loyola, totalizando R$ 58 milhões em investimentos.

O elevado Luiz Henrique da Silveira é uma intersecção em dois níveis, no cruzamento com a Rua Tuiuti, e teve investimentos de aproximadamente R$ 26 milhões. A obra conta com quatro pistas de rolagem e altura livre de passagem para caminhões de 5,5 metros.

“A infraestrutura é o elo entre o desenvolvimento econômico e o desenvolvimento social. Esta obra garante segurança no deslocamento para a região Norte, para sair e chegar ao trabalho, por exemplo, ou para ir ao aeroporto”, explicou o secretário de Estado da Infraestrutura, Paulo França.

CONVÊNIOS

Durante a cerimônia de inauguração, o governador assinou o convênio de R$ 5,5 milhões, sendo R$ 3,9 em recursos estaduais, para a requalificação da Rua Prudente de Moraes, uma das principais vias da Zona Norte da cidade. Os recursos serão aplicados na adequação de toda a rede de microdrenagem, pavimentação asfáltica e sinalização de trânsito em 2,1 quilômetros da rodovia.

Após o ato de inauguração, o governador assinou, na Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville (ADR), o termo de fomento para a Associação dos Bombeiros Voluntários do Estado de Santa Catarina (ABVESC) no valor de R$ 4,9 milhões para investimentos, como aquisição de equipamentos.

“É um pleito de muitas cidades e autoridades desde fevereiro do ano passado. Vencemos as burocracias e assinamos o convênio da descentralização que serão repassados mensalmente e já estão na programação do Tesouro do Estado e desta forma esperamos atender a demandas”, finalizou Moreira.

Mais informações para a imprensa:
Paula Darós Darolt
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Fone: (48) 3665-3009 / 9 9909-4482
Site: www.sc.gov.br


Fotos: Ana Paula Keller / ADR Joinville 


O governador Eduardo Pinho Moreira inaugura nesta quinta-feira, 10, as obras da avenida Santos Dumont, região Norte da cidade de Joinville, que incluem requalificação, duplicação e construção de elevado. Com R$ 85.173.520,00 investidos pelo Governo do Estado, os trabalhos tiveram a parceria da Prefeitura de Joinville nas desapropriações. A solenidade será às 14h na pista do elevado, bloqueada para trânsito e com liberação total para tráfego terminada a cerimônia.

"Esta é a maior obra de infraestrutura do governo na região e vai ajudar na mobilidade urbana na cidade. O elevado é uma homenagem ao grande parceiro Luiz Henrique da Silveira, que foi o personagem que vislumbrou uma Joinville mais desenvolvida", destaca o governador Eduardo Pinho Moreira.

OITO QUILÔMETROS DE DUPLICAÇÃO

Serão entregues oficialmente à comunidade o trecho de oito quilômetros de duplicação e restauração da avenida Santos Dumont e o elevado Luiz Henrique da Silveira, localizado no entroncamento com a rua Tuiuti. 

As obras foram contratadas pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e começaram em fevereiro de 2013. "A duplicação da avenida Santos Dumont e o elevado melhorarão sensivelmente a mobilidade urbana da cidade. Estão certamente entre as maiores obras viárias de Joinville”, avalia o secretário de Estado da Infraestrutura, Paulo França.

A duplicação e a restauração de pavimento da avenida Santos Dumont compreendem o trecho entre a Rua Dona Francisca até o Aeroporto Lauro Carneiro de Loyola. O projeto custou R$ 613.659,00 e a obra R$ 58.188.148,00, incluindo a supervisão executadas pela empresa Infrasul Estrutura e Empreendimentos.

A outra obra é a interseção em dois níveis (elevado) da avenida Santos Dumont com a Rua Tuiuti, no município de Joinville, cujo custo total foi de R$ 26.371.709,00 com execução pela empresa Traçado Engenharia.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Keller
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville
E-mail: anakeller@jve.adr.sc.gov.br / imprensa@jve.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3461-1225 / 99240-8064
Site: sc.gov.br/regionais/joinville


Foto arquivo: Marcius Furtado  / Secom

O Governo do Estado deu mais um passo fundamental para o término das obras de acesso ao Sul da Ilha e ao novo terminal do aeroporto de Florianópolis. Foi lançado nesta sexta-feira, 4, o aviso de licitação de concorrência para pavimentação asfáltica, drenagem, obras de arte corrente, sinalização, obras complementares e meio ambiente da SC-401, lote 1-B. O secretário de Estado da Infraestrutura, Paulo França, informou que aviso será publicado no Diário Oficial na próxima segunda-feira, 7. As empresas têm 30 dias, até 7 de junho, para apresentar propostas.

Este é o último trecho de 1,4 km, que prevê a execução dos trabalhos no Lote 1-B, que liga o Viaduto do Carianos até o Rio Fazendinha. A obra está sendo licitada depois de receber a licença do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), com condicionantes apresentadas pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio). 

MELHORIA NA MOBILIDADE URBANA

As obras de implantação, pavimentação e duplicação do novo acesso ao Sul da Ilha de Santa Catarina e ao novo terminal de passageiros do Aeroporto Hercílio Luz começaram em 13 de agosto de 2015 e contam com um investimento aproximado de R$ 229,1 milhões. Essencial para a operação do novo terminal do aeroporto de Florianópolis, a conclusão irá beneficiar todo o tráfego no Sul da Ilha e da cidade. 

“Esta é uma obra fundamental para o desenvolvimento econômico e turístico do Estado, vamos acelerar o ritmo de trabalho para entregar o acesso pronto o quanto antes”, salientou o governador Eduardo Pinho Moreira.

De acordo com o secretário da Infraestrutura, a estimativa é de que 60% do tráfego do Sul da Ilha irá utilizar este novo acesso, desafogando vias atualmente congestionadas, o que irá resultar em melhoria para a mobilidade urbana e condições para ampliação do turismo.

LOTES

Lote 02- A

Com extensão de 3,78 quilômetros o trecho que vai do Rio Fazendinha até a entrada do novo terminal está totalmente concluído. O Governo do Estado pretende liberar o trecho para facilitar o transporte de materiais para a construção do novo terminal.

LOTE 01-A

Começa na interseção da SC-405 (Trevo da Seta) e vai até o acesso ao Bairro Carianos (Estádio da Ressacada). Este lote está em plena execução: 90,10% da terraplenagem e 88,40% da pavimentação já estão concluídas. As obras complementares neste trecho também estão dentro do cronograma previsto, com a restauração e prolongamento da ponte existente sobre o Rio Tavares.

Também neste trecho, está sendo construído o Viaduto de Carianos, obra iniciada em janeiro de 2015, a um custo de R$ 4.928.124,17. Estão em execução os serviços de cravação de estacas, vigas longarinas, pré-lages e blocos de fundação. De acordo com as ultimas medições, a obra está com mais de 67% do cronograma executado.

Mais informações para a imprensa:
Júlio Cancelier
Secretaria de Estado da Infraestrutura
Fone: (48) 3664-2008 / (48) 9-9641-0037

Em reunião do Comitê de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Coderf) nessa quarta-feira, 2, na Granfpolis, representantes da sociedade civil organizada e de prefeituras da região metropolitana de Florianópolis formaram um grupo de trabalho para elaborar os termos do contrato de programa do transporte coletivo metropolitano. Essa comissão também dará apoio à Suderf na construção do edital de licitação, que está em andamento.

“A ideia é a gente dar a maior segurança jurídica possível e a autonomia que é tão ressaltada nesse processo de os municípios poderem continuar opinando, dando seu poder de voto para as questões do transporte coletivo dentro dos municípios. Então esse contrato de programa, apesar de termos uma gestão global do sistema, vai resguardar esse poder de palavra e de voto para que os municípios possam, conhecendo do seu zoneamento e municipalidade, intervir no processo de uma maneira positiva”, comentou o presidente da Comissão de Transportes e Mobilidade da Ordem dos Advogados do Brasil, Antonio de Arruda Lima.

Os contratos de programa, cujo objetivo é disciplinar a prestação de serviço do transporte coletivo metropolitano de forma cooperada entre Estado e os municípios, serão firmados entre cada município da região metropolitana de Florianópolis e a Suderf. Esse sistema integrado metropolitano de ônibus urbano irá reunir os serviços municipais e intermunicipais em um único sistema de transporte com ampliação da abrangência das linhas, integração física e tarifária e um único cartão de transporte para toda a área continental da RMF, facilitando os deslocamentos entre os bairros e municípios da região e beneficiando mais de 150 mil usuários do transporte coletivo diariamente.

“A proposta de gestão associada do serviço de transporte metropolitano elaborada pela Suderf prevê participação direta de técnicos e prefeitos dos municípios da RMF nas decisões de planejamento, gestão e fiscalização do serviço. Hoje 70% dos usuários de ônibus da região utilizam o transporte intermunicipal, que está sob a responsabilidade do Governo do Estado, ou seja, os prefeitos não têm qualquer ingerência sobre o serviço, seja quanto à qualidade, valor da tarifa ou utilização das vias municipais pelos ônibus. Com a Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano implantada, eles (os prefeitos) terão mais voz e poder de decisão sobre todo o sistema”, completou o diretor técnico da Suderf Célio Sztoltz.

Edital de licitação do transporte          

Hoje, com exceção de Florianópolis, todos os outros oito municípios da região metropolitana (Águas Mornas, Antônio Carlos, Biguaçu, Governador Celso Ramos, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, São José e São Pedro de Alcântara) precisam regularizar os contratos de prestação de serviço de transporte coletivo, por meio de concorrência pública. Por isso, a Suderf, em parceria com o Observatório de Mobilidade Urbana da UFSC, elaborou proposta de integração dos serviços de transportes municipais com os intermunicipais, criando um sistema metropolitano.   

A Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano atende à Política Nacional de Mobilidade Urbana e ao Estatuto da Metrópole (Leis Federais 12.587, de 3 de janeiro de 2012, e 13.089, de 12 de janeiro de 2015), mas depende de aprovação de projeto de lei estadual que transfere as competências e atribuições do transporte público coletivo intermunicipal de caráter urbano do Deter para a Suderf, no território da RMF, e autoriza o Governo do Estado e a Suderf a celebrarem convênio de cooperação e contratos de programa com os municípios da região, para integrar as linhas municipais com as intermunicipais.

O texto do edital de licitação está sendo elaborado por técnicos da Suderf e da UFSC.

Mais informações para a imprensa:
Rosália Dors Pessato
Assessoria de Comunicação
Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis - Suderf
E-mail: rosalialdors@gmail.com
Fones: (48) 3665-3334 e (48) 99150-1222
Site: www.spg.sc.gov.br/suderf


Foto: Clarissa Margotti/Detran

O Detran/SC participa nesta quinta-feira, 3, às 8h, da abertura oficial da campanha mundial “Maio Amarelo”, na Assembleia Legislativa, na Capital. O evento, que chega a sua 5ª edição, com o tema “Nós somos o trânsito”, tem como objetivo sensibilizar e conscientizar a população dos altos índices de mortes e feridos no trânsito.  

Assim como em 2017, o tema de 2018 propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e uma reflexão sobre a nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

Engajados nesta ação, o Detran/SC, disponibiliza um número de WhatsApp (48) 99971-9179, no qual o cidadão poderá gravar um vídeo de 10 segundos, expondo sua ideia: “Que trânsito você quer para sua cidade”. O vídeo deverá ser feito na horizontal, com seu nome e a cidade onde está sendo gravado. Os 10 melhores vídeos serão selecionados e apresentados no evento nacional, no mês de junho, em São Paulo.

Uma coletiva de imprensa está marcada para as 9h desta quinta-feira, 3, na Alesc, para divulgar as ações em SC.

Cronograma das Atividades- MAIO AMARELO

Dia

Hora

Local

Atividade

Participantes

Responsável

03

9h

ALESC- Auditório Antonieta de Barros

Abertura Maio Amarelo-

I Mostra Catarinense de Experiências em Promoção da Cultura de Paz no Transito

DIVE/DETRAN/ Órgãos Fiscalização

DIVE

48 3664 7455-Adriana

04

9h

Frente Prefeitura Indaial

Solenidade de Abertura

Prefeitura Indaial – Órgãos de Transito

Prefeitura Indaial

05

9h às 12h

Gaspar-Local a definir

Ação - Pedestre

Município/DETRAN e sociedade civil

DITRAN 47 3332 3811

05

10h às 12h

Rodovia SC 401- Posto da PMRV

Conscientização de pedestres, ciclistas e motociclistas.

ASBBEAD/PMRV/DETRAN e sociedade civil

ASBEAD

12

9h às 12h

São Bento do Sul- Local a definir

Ação- Automóvel

Município/DETRAN e sociedade civil

DETRU 47 3631 6034

19

9h às 12h

Camboriú- Ginásio de Esporte Irineu Bornhausen- Rua Maria da Glória Pereira-Centro

Ação-1º Pit Stop Motos

Município/DETRAN e sociedade civil

DEMUTRAN

 47 3050 4943

19

13h30min às 17h

Camboriú-Praça Central

Check up Motos-Manutenção Preventiva

SEST SENAT/ Município/DETRAN e sociedade civil

SEST SENAT Itajaí

47 3346 1556

26

9h às 12h

Timbó-Local a definir

Ação- Ciclista

Município/DETRAN e sociedade civil

DEMUTRAN

47 3382 3655

30

9h às 17h

Lages

Seminário

Arteris Planalto Sul/ DETRAN/PRF/Municípios e sociedade civil

Arteris Planalto Sul

29

9h às 15h

Balneário Camboriú

Ação Educativa Integrada da PRF e AGTs no Posto de Itapema

PRF / AGTs

PRF / AGTs

Atualizado em 30/04. Informações  atualizadas pelos organizadores de cada atividade.

Mais informações para a imprensa:
Clarissa Margotti
Assessoria de Comunicação
Detran/SC
Fone: (48) 3381-2100 
www.detran.sc.gov.br


Fotos: James Tavares / Secom

Uma obra esperada há 30 anos pela população de Braço do Norte está mais próxima de começar. O governador Eduardo Pinho Moreiro autorizou nesta segunda-feira, 30, a licitação para a construção da ponte de rodagem que vai ligar o Centro da cidade com o Bairro União. 

“Essa ponte vai ligar dois locais importantes da cidade. Esse é um compromisso que tínhamos e agora vamos tornar realidade. Hoje conheci a ponte pênsil que existe e realmente constatei a necessidade desse investimento”, disse o governador, que, momentos antes da da assinatura, visitou o local onde será construída a nova ponte que ligará os dois bairros.