Municípios catarinenses devem enviar até o dia 31 de março as indicações de nomes de seus representantes para participar da etapa regional para seleção dos novos membros do Conselho Estadual de Cultura, nas cadeiras ocupadas pela sociedade civil. A escolha dos novos conselheiros passará por três etapas: municipal, regional e estadual. O processo completo deve ser finalizado até o início de julho de 2019. Vale destacar que os nomes sugeridos deverão ter atuação nas áreas que vão compor o novo colegiado:

Arquivos, Bibliotecas e Museus 
Artes Visuais
Audiovisual
Cultura Popular e Diversidade
Dança
Letras
Música
Patrimônio Cultural Imaterial
Patrimônio Cultural Material
Teatro

Qualquer cidadão que tenha relação com essas áreas pode manifestar seu interesse procurando o órgão de cultura de sua cidade ou o conselho municipal de cultura, se houver. Os representantes eleitos deverão ser residentes em Santa Catarina há pelo menos dois anos e não podem ocupar cargo comissionado ou função gratificada na administração pública federal, estadual, distrital ou municipal.

Com essa iniciativa, o Conselho Estadual de Cultura quer democratizar e dar mais transparência à escolha dos novos conselheiros. Além disso, com a oficialização do Sistema Estadual de Cultura por meio da lei 17.449/2018, as indicações dos representantes da sociedade civil passam a ser, obrigatoriamente, realizadas por meio de fóruns com a exigência de respeitar as representações regionais, por isso a importância da parcipação dos municípios em todo o processo.

Para orientar a indicação dos nomes e informar sobre critérios e etapas necessárias, foi elaborada uma cartilha de instruções.

Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.bracebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial


Foto: Maurício Vieira/Secom

Com 25 anos de experiência de atuação na área de turismo, Flavia Didomenico é a nova presidente da Santur. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira,17, pelo governador Carlos Moisés. A vice-governadora Daniela Reinehr também deu as boas-vindas à gestora.

 "O desafio é muito grande, com a Santur não sendo apenas promotora do turismo de Santa Catarina, mas também absorvendo outras ações, como administração e planejamento. Vamos inovar na gestão do turismo em Santa Catarina", afirmou a nova presidente.

Flavia é especialista em Planejamento, Gestão e Marketing Turístico e bacharel em Turismo e Hotelaria. Ela já foi professora em cursos de ensino superior, trabalhou nas áreas de hotelaria, alimentos e bebidas e, mais recentemente, atuou como consultora em todas as regiões catarinenses e construiu políticas públicas para municípios, por meio do desenvolvimento de planos municipais de turismo.

O governador Moisés reiterou a confiança na capacidade de Flavia para atuar a favor do turismo catarinense. "Ela conhece vários municípios, atuou na implantação rotas turísticas. O turismo é uma atividade importante, tem participação de 13% no PIB catarinense, é uma indústria limpa. Tenho certeza que a Flavia vai contribuir muito", projetou.

A nova presidente da Santur é natural de Chapecó e reside em Florianópolis há mais de duas décadas.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: James Tavares/Secom

As cidades de Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, Águas Mornas, Angelina, Anitápolis, Rancho Queimado e São Bonifácio, na Grande Florianópolis, têm uma nova delegada regional. Tomou posse no cargo na tarde desta quinta-feira,17, a delegada Michele Alves Correa Rebelo, em ato no bairro Pedra Branca, que contou com a presença da vice-governadora Daniela Reinehr e do delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Koerich. Entre as prioridades elencadas pela nova chefe da regional de Palhoça, destacam-se a diminuição dos índices de criminalidade, a melhoria dos atendimentos prestados à população e a realização de um trabalho com base em estatísticas e metas de curto, médio e longo prazo.

“Vamos fazer um trabalho bastante técnico. Temos um planejamento estratégico para os próximos quatro anos e vamos apostar em parcerias com outros órgãos, como o Ministério Publico, a Polícia Militar e os Bombeiros”, afirmou Michele.

A vice-governadora destacou que a posse da delegada para o novo desafio é fruto da competência demonstrada ao longo de sua carreira na Polícia Civil, que começou no Oeste do Estado em 2002. Daniela Reinehr se disse muito empolgada com a chegada de mais mulheres a postos de comando dentro da organização governamental, ainda mais na área da Segurança Pública.

Durante o seu discurso, a vice-governadora salientou que a redução dos índices de criminalidade é uma prioridade da administração de Carlos Moisés, um egresso do Corpo de Bombeiros Militar. Na opinião de Daniela, é tempo de recuperar, no Estado e no Brasil, a sensação de segurança para o cidadão, que acabou se privando de algumas liberdades em função da escalada da violência:

“Essa é a nossa missão: levar a Segurança Pública para a sociedade. Uma das palavras-chave no governo é a integração. Isso vai facilitar muito a entrega do serviço para a comunidade. Temos a consciência de que segurança é o que todo catarinense pede”, disse Daniela. 

Delegado-geral comemora autonomia administrativa e financeira

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, também destacou a capacidade técnica da nova chefe da regional de Palhoça e comemorou que a posse ocorre em meio a um novo momento da corporação, que recuperou a sua autonomia administrativa nesta semana após a assinatura de um decreto por parte do secretário de Segurança Pública, o coronel Araújo Gomes.

“Com o Colegiado Superior da Segurança Pública, vivemos um momento novo. Sentados na mesa mesma, as forças policiais têm melhores condições de decidir os seus destinos. Nós já percebemos isso. Temos a responsabilidade de melhorar os índices de combate à criminalidade”, afirmou Koerich.

Quem é a nova delegada regional de Palhoça

Michele Alves Correa Rebelo é delegada de Polícia do Estado de Santa Catarina desde 2009. Sua primeira lotação foi na comarca de Coronel Freitas - Chapecó. Depois, passou a atuar na cidade de Florianópolis, na 10ª DP da Capital, na Delegacia de Repressão a Roubos – DRR, Gerência de Fiscalização de Jogos e Diversões e DPCAMI Capital.

Michele ingressou na Polícia Civil em 2002, no cargo de escrivã de Polícia. É graduada em Direito pela Fundação Educacional de Brusque e mestre em Gestão de Políticas Públicas pela Univali. Também é especialista em Gestão de Segurança Pública pela Unisul e especialista em Direito Processual e Material pela Faculdade Exponencial-FIE, de Chapecó (SC).

Atualmente, é membro da Diretoria do Instituto Brasileiro de Direito e Política de Segurança Pública e professora da Academia da Polícia Civil de Santa Catarina nas disciplinas de Legislação Penal Especial e Direito Penal.

Posse em São José

Também na tarde desta quinta-feira, tomou posse Gisele de Faria Jerônimo como delegada regional de São José. Ela está na Polícia Civil desde 2003 e é graduada em Direito pela Univali, com pós-graduação em Gestão de Segurança Pública pela mesma universidade.  Gisele também é pós-graduada em Gestão de Trânsito pelo Icetran. Ao longo de sua carreira na Polícia Civil atuou nas delegacias de Palhoça, Xanxerê, São José e na corregedoria da corporação. A regional de São José engloba os municípios de Biguaçu, Antônio Carlos, São Pedro de Alcântara e Governador Celso Ramos. 

Informações adicionais para a imprensa

Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

O primeiro boletim epidemiológico com dados da situação do mosquito Aedes aegypti, divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde (SUV), alerta que foram identificados 727 focos do mosquito em 75 municípios do Estado até o dia 12 de janeiro deste ano. O número representa 28,4% a mais do que o registrado no mesmo período do ano passado.
 
Além do alto número de focos, o boletim alerta para uma queda de 42% no número de notificações no início deste ano, comparado com o mesmo período de 2018 (até 12 de janeiro). De acordo com o gerente de zoonoses da DIVE/SC João Fuck, as notificações alertam para possíveis casos suspeitos de dengue, zika e chikungunya, o que facilita as ações de controle vetorial na região. “Os serviços de saúde precisam ficar atentos e notificar os casos suspeitos. É através das notificações que são desencadeadas as ações de controle ao mosquito”, destaca.
 
Diante do risco de epidemias das doenças transmitidas pelo mosquito, especialmente agora no verão, as ações devem ser intensificadas. A Secretaria de Estado da Saúde conta com profissionais de saúde, laboratórios, veículos, equipamentos e materiais informativos de forma a prestar apoio aos municípios nas ações locais. “Mas mesmo assim, é fundamental o envolvimento de todos para o controle do número de focos do mosquito”, salienta Maria Teresa Agostini, diretora da DIVE/SC.
 
Cenário epidemiológico
Em 2019, até o momento (dados atualizados em 12/01/2019), Santa Catarina registrou 56 notificações de dengue, oito foram descartadas e 48 continuam em investigação. Já em relação à chikungunya, oito casos foram notificados e continuam como suspeitos. Até a data de atualização do boletim, nenhum casos de zika foi notificado.

 
Informações para imprensa:
Amanda Mariano
Bruna Matos
Patrícia Pozzo
(48) 3664-7406
(48) 3664-7402
(48) 3664-8385
 

Prazo de inscrição será entre 1º de abril e 6 de maio, enquanto provas ocorrerão em 2 de junho - Foto: Luiz Eduardo Schmitt/Secom Udesc

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) já definiu datas importantes do Vestibular de Inverno 2019, como o prazo de inscrição (entre 1º de abril e 6 de maio) e o dia das provas (2 de junho). Acesse o site oficial e confira o Guia de Cursos Udesc.

Os candidatos também podem começar a se preparar para pedir isenção da taxa de inscrição: de 4 de fevereiro a 6 de março pelo critério socioeconômico e de 4 de fevereiro a 26 de março para doadores de sangue e/ou medula. Veja os editais e os formulários de solicitação.

Além disso, já é possível conferir o conteúdo das provas no programa das disciplinas e na lista das obras literárias:

  • "Marina Colasanti - Crônicas para jovens", com seleção de Antonieta Cunha (Global Editora);
  • "Os melhores contos de Lygia Fagundes Telles", com seleção de Eduardo Portella (Global Editora);
  • "Os melhores poemas de Manuel Bandeira", com seleção de Francisco de Assis Barbosa (Global Editora);
  • "Quarto de despejo - Diário de uma favelada", de Carolina Maria de Jesus (Ática).

Cursos e início das aulas

A relação dos cursos de graduação do Vestibular de Inverno 2019 e o edital serão publicados pela Coordenadoria de Vestibulares e Concursos da Udesc (Covest) no dia inicial do prazo de inscrição.

A primeira chamada dos aprovados da seleção está prevista para 24 de junho, enquanto a matrícula ocorrerá em 15 e 16 de julho e as aulas começarão em 29 de julho.

Mais informações podem ser obtidas na página oficial e com a Covest pelos telefones (48) 3664-8089 e 8091, das 13h às 19h, e pelo e-mail vestiba@udesc.br.

Acompanhe as notícias do vestibular pelo Facebook, pelo Instagram, pelo Twitter e pela Udesc em Rede.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010

Foto: Maurício Vieira/Secom

Integrar as áreas de comunicação dos diferentes órgãos e aproximar ainda mais Governo do Estado dos catarinenses. Essas são algumas das diretrizes da Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) e que foram apresentadas nesta quarta-feira, 16, pelo responsável da pasta, o jornalista Ricardo Dias.

A reunião de alinhamento e apresentação da estratégia da área reuniu jornalistas que atuam em secretarias e entidades da Administração Indireta do Estado. “Com um trabalho integrado, podemos fazer a informação chegar a muito mais pessoas”, disse o secretário.

Durante o encontro, Dias frisou que o foco da área de comunicação precisa estar na “transparência e na prestação de serviços ao cidadão”. Também citou a importância de uma comunicação ainda mais acessível. Uma intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras) já faz a tradução de notícias e comunicados do Governo, e a intenção é ampliar gradativamente esse recurso para outras secretarias e órgãos estaduais.

Os profissionais farão reuniões periódicas para melhorar a integração e tornar o trabalho de comunicação do Estado ainda mais eficiente.


Imagem: Divulgação

O Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) está com inscrições abertas para visitas mediadas e cinco oficinas de arte que oferecerá gratuitamente a crianças, jovens e adultos neste verão, por meio de seu Núcleo Educativo. O objetivo é oportunizar, neste momento de férias, visitas mediadas e oficinas, especialmente em diálogo com as exposições do 6º Prêmio Marcantonio Vilaça, para diferentes públicos interessados em interagir com a arte contemporânea e o Museu.

Serão oferecidas 15 vagas para cada dia e horário (ver cronograma abaixo). As inscrições nas oficinas propostas para crianças de faixa etária específica (de 7 a 10 anos) somente serão aceitas mediante o acompanhamento de adultos (familiares ou responsáveis). Os interessados podem inscrever-se nas visitas mediadas e oficinas que correspondem à respectiva faixa etária enviando os seguintes dados para o e-mail agendamentomasc@gmail.com:

-Nome completo e idade;
-Especificar a data desejada da visita mediada e oficina;
-E-mail e telefone (residencial/celular/comercial) para contato;
-Escolaridade;
-Profissão.

Cronograma das oficinas:

Oficina de escultura em papel para crianças
Faixa etária: de 7 a 10 anos
Dia: 23 de janeiro de 2018 (quarta-feira)
Horário: das 14h às 17h

Oficina de pintura para crianças
Faixa etária: de 11 a 13 anos
Dia: 24 de janeiro de 2018 (quinta-feira)
Horário: das 14h às 17h

Oficina de Fanzine para adolescentes
Faixa etária: de 14 a 17 anos
Dia: 29 de janeiro de 2018 (terça-feira)
Horário: das 14h às 17h

Oficina de pintura em aquarela com café
Público-alvo: adultos
Dia: 23 de janeiro de 2018 (quarta-feira)
Horário: das 19h às 21h

Oficina de pintura em aquarela com café
Público-alvo: adultos
Dia: 29 de janeiro de 2018 (terça-feira)
Horário: das 19h às 21h

Mais informações podem ser obtidas diretamente com o Núcleo Educativo do Museu pelo telefone (48) 3664-2633, de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h. O MASC está localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC), na Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600, bairro Agronômica, em Florianópolis (SC).

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial 

Foto: Nicole Barbieri / Cidasc

Quarto maior produtor de orgânicos do Brasil, Santa Catarina estimula cada vez mais a produção sem agrotóxicos e fertilizantes solúveis ou sintéticos. Os produtores catarinenses contam agora com uma Política Estadual de Incentivo às Feiras de Produtos Orgânicos. A nova lei, sancionada pelo governador Carlos Moisés da Silva e publicada no Diário Oficial de segunda-feira, 14, quer incentivar o consumo desse tipo de alimento, além de estimular o empreendedorismo e cooperativismo.

“Cada vez mais os consumidores estão voltando os olhos para os produtos orgânicos e esta se tornou uma importante atividade para os agricultores catarinenses. É uma alternativa de produção que pode agregar valor e trazer mais renda para os produtores rurais”, ressalta o secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa. 

A nova lei prevê a organização da cadeia produtiva, simplificação de licenças concedidas aos feirantes e para realização de feiras, programas e projetos voltados para organização de feiras e a possibilidade de convênios entre o Poder Público e a iniciativa privada para o apoio da comercialização de produtos orgânicos.   

Entre os objetivos da política de incentivo estão promover a segurança alimentar, estimular o empreendedorismo e o cooperativismo, contribuir com a economia solidária e conscientizar a população a respeito dos benefícios da alimentação saudável. 

As feiras de produtos orgânicos serão fiscalizadas pelas autoridades competentes da vigilância sanitária e da defesa do consumidor.

Produção de orgânicos em Santa Catarina
Segundo o Cadastro Nacional de Produtos Orgânicos do Ministério da Agricultura, Santa Catarina é o quarto maior produtor de produtos orgânicos do país. O estado tem 1.275 unidades de produção cadastradas – um aumento de 12,9% em relação a 2017. O município de Santa Rosa de Lima, na região Sul, é o principal produtor do estado.  

O que é agricultura orgânica?
A Agricultura Orgânica é um processo de produção agropecuária em que técnicas específicas são adotadas visando preservar a saúde humana e do meio ambiente. 

A produção orgânica não utiliza agrotóxicos e fertilizantes solúveis ou sintéticos, organismos geneticamente modificados e radiações ionizantes em qualquer fase do processo de produção, processamento, armazenamento, distribuição e comercialização.

Informações adicionais para a imprensa
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca 
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br

Foto: Jonas Pôrto/Udesc

Nesta quarta-feira, 16, foram abertas as inscrições para o Processo Seletivo nº 01/2019 da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), com 11 vagas para professor substituto, em Balneário Camboriú, Florianópolis, Ibirama e Joinville.  As oportunidades são temporárias, com prazo de até quatro anos, em áreas como Ensino-Aprendizagem, Fisioterapia Cardiorrespiratória, Ciência da Informação, Programação, Projetos Mecânicos e Eletrotécnica. 

As inscrições podem ser feitas no site oficial, nos seguintes períodos: até 23 de janeiro pelos candidatos doadores de sangue e/ou medula, com isenção da taxa, e até 30 de janeiro pelos demais candidatos, por meio de boleto, no valor de R$ 100. Entre 11 e 13 de fevereiro, os candidatos da seleção da Udesc realizarão as provas escrita e didática, além de passarem por avaliação de títulos.

Mais informações

Os salários variam de acordo com a titulação e as horas contratadas. Mais informações sobre vagas, endereços e horários de atendimento podem ser obtidas no edital

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010


Foto: COMPDEC

Na manhã desta quarta-feira, 16, foi realizada na prefeitura de Grão Pará, uma reunião para a avaliação da situação da SC-370 e da Serra do Corvo Branco. Segundo o laudo apresentado pela equipe técnica da Secretaria de Estado da Defesa Civil, (SDC), o risco é considerado muito alto e a indicação é para a continuidade da interdição. Da mesma forma, o relatório sugere o monitoramento topográfico e visual diário para o acompanhamento da situação. “Para a liberação total da rodovia são necessárias obras estruturantes, de recomposição de aterro, contenção e reforço na sinalização”, explicou o geólogo da SDC, Humberto Alves da Silva.

Durante a reunião ficou acertado que a SC-370 e a Serra do Corvo Branco permanecem interditadas até que ações para a redução de riscos sejam realizadas. Dentre elas: impedimento de tráfego de veículos pesados, sinalização adequada, barreiras físicas a margem da rodovia, limpeza da drenagem, desvio na área de escorregamento, monitoramento diário e o fechamento durante a noite para o tráfego de todos os tipos de veículos. Após a conclusão destas ações a via será liberada parcialmente, ou seja, apenas durante o dia. Em paralelo será realizada a busca de uma solução definitiva.

Participaram do encontro representantes das prefeituras da região, das secretarias de Estado da Defesa Civil (SDC) e da Infraestrutura, Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC) e defesas civis municipais da região.

Segundo o secretário de Estado da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Junior, o problema da Serra do Corvo Branco se arrasta há décadas e a população não pode conviver mais com o alto risco que estão expostos todos os dias na SC-370 e na Serra do Corvo Branco. “Estamos juntos buscando o mais rápido possível a liberação do local. Entendemos a importância da via para os moradores da região, por isso, pedimos paciência, pois os órgãos estão trabalhando buscando a normalidade”, destacou o secretário.

A precariedade da Serra do Corvo Branco foi agravada no último sábado, 12, após uma forte enxurrada que atingiu os municípios de Grão Pará e Rio Fortuna. A interdição ocorreu na noite da última segunda-feira, 14, após a avaliação da equipe técnica da SDC. O bloqueio ocorre no trecho da SC-370, entre o distrito de Aiuerê, em Grão Pará, e o topo da Serra, em Urubici. A interdição está sendo realizada por barreiras físicas, com o apoio PMSC.

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br