Com o objetivo de promover e fortalecer a agricultura familiar dos 15 Municípios do Extremo-Sul, será realizada, nos dias 09 e 10 de agosto, a 2ª Expofeira da Agricultura Familiar do Extremo Sul Catarinense. O evento será  na Praça Hercílio Luz, em Araranguá. A realização é da Secretaria do Desenvolvimento Regional de Araranguá, Gerência Regional da Epagri, Associação dos Municípios do Extremo-Sul (Amesc), Instituto Federal Catarinense- Campus Sombrio e Prefeitura de Araranguá. A proposta da feira também é valorizar o agricultor e seus produtos, enfocando o mundo rural como um lugar de oportunidades e potencialidades, por meio da integração com o meio urbano,

A comissão composta por integrantes dos órgãos realizadores da Expofeira reúne-se constantemente desde o mês de abril para definir os detalhes do evento. O próximo encontro está agendado para a próxima quarta-feira, 31, às 14 horas no Centro de Treinamento da Epagri de Araranguá. “Iremos conversar com os agricultores dos Municípios que irão expor seus produtos na Feira. A Expofeira oportunizará a comercialização dos produtos oriundos da agricultura familiar”, explica a gerente de Agricultura e Desenvolvimento Econômico e Sustentável da 22ª SDR, Marizete de Oliveira.

A Expofeira contará com exposição e comercialização de produtos de todos os 15 Municípios da área de abrangência da SDR Araranguá, com funcionamento das 7h às 18h. Paralelamente à Feira serão realizadas apresentações culturais e demonstrações nas feiras vivas – tear de fios e de pedra, fibras naturais, artesanato em barro e em couro, e confecção de tarrafa artesanal.

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), por meio do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (Cefid), divulgou nesta segunda-feira, 29, a lista de grupos e coreografias selecionadas para a 11ª Mostra de Dança Cefid/Udesc. O festival está marcado para o dia 26 de setembro, às 20h, no Teatro Pedro Ivo Campos, em Florianópolis.

O evento, que já integra o calendário cultural catarinense, é aberto a grupos de dança de todo o Estado e integra as comemorações dos 40 anos da Udesc Cefid. A mostra não tem caráter competitivo e tanto as inscrições dos grupos de dança quanto os ingressos para público são gratuitos.

Veja a lista de grupos e coreografias selecionados

Compartilhe o evento no Facebook

A mostra é promovida pelo programa de extensão Ritmo e Movimento, da Udesc Cefid. O programa promove a prática de dança com aulas gratuitas à comunidade, projetos específicos em escolas públicas e dança como terapia (em instituições que atendem pessoas com transtornos mentais). O programa mantém ainda o Grupo de Dança da Udesc Cefid, formado por estudantes de graduação.

Saiba mais sobre a mostra em www.cefid.udesc.br/mostradedanca

Assessoria de Comunicação do Cefid/Udesc
Jornalista Carlito Costa
E-mail: comunicacao.cefid@udesc.br
Telefone: (48) 3321-8622

O Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente/SC (FEPAFD), em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) promove, nos dias 30 e 31 de julho, no Hotel Cambirela, em Florianópolis, o II Seminário Catarinense das Licenciaturas: “A formação de professores em debate!”.

O evento é direcionado a supervisores de Educação Básica e da Superior, membros do Fórum, representantes de cursos de Licenciatura das Instituições de Ensino Superior (IES), pró-reitores, representantes dos docentes das escolas municipais, privadas e estaduais, da União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), diretores e técnicos da Secretaria de Estado da Educação (SED).

O seminário tem como objetivo incentivar a discussão e elaboração de políticas para os cursos de licenciatura, visando a melhoria da formação inicial dos professores da Educação Básica e elaborar diretrizes para Projeto Político Pedagógico dos Cursos de Licenciaturas ofertados nas Instituições IES. Para subsidiar e preparar o II Seminário Estadual as IES e participantes do Fórum realizaram 13 seminários regionais.

Segundo o diretor de Ensino Superior da SED, Gilberto Agnolin, Santa Catarina tem uma atuação destacada na formação de docentes desde a década de setenta, graças a uma estratégia da oferta descentralizada de cursos de licenciaturas nas Instituições de Educação Superior do Estado.

Gilberto, que será um dos palestrantes do seminário, abordará o tema: "Panorama do Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente/SC no contexto do PARFOR". “Destacaremos a importância do trabalho técnico e político do Fórum no debate das ações e programas públicos para a formação de docentes, registrando a caminhada realizada até o momento e instigar o debate interinstitucional”, destacou.

{text}

O Ministério da Educação (MEC) aprovou o projeto de extensão denominado Promoção da Saúde de Comunidades Rurais no Oeste de Santa Catarina, que será executado  em Chapecó por professores e acadêmicos do curso de Enfermagem do Centro de Educação Superior do Oeste (CEO), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

As ações, orçadas em R$ 149 mil com 10% de contrapartida da Udesc, serão desenvolvidas de março a novembro de 2014 em comunidades que praticam agricultura familiar dos municípios de Saudades, Cunha Porã e Palmitos.

O projeto, dividido em três ações, será coordenado pela professora Bernadette Erdtmann Kreutz e executado por nove professores e seis acadêmicos do curso de Enfermagem da Udesc Oeste.

A concentração de 40,7% da população da região Oeste - cerca de um milhão de habitantes - no meio rural foi uma das principais justificativas apresentadas pelo projeto para sua aprovação. Esse fato se caracteriza como "território importante para a inserção da Udesc na região por meio de ações de ensino, pesquisa e extensão".

Ações

A primeira etapa será desenvolvida em Palmitos: as ações envolvem serviços de enfermagem em doentes com limitações de mobilidade, curativos e trocas de sondas, orientações a famílias sobre ações de higiene e conforto do paciente e a doenças como diabetes, cardiopatias, doença pulmonar obstrutiva crônica (Dpoc) e insuficiência renal crônica (IRC).

Objetivam ainda ajudar o cuidador familiar a cuidar também de si e organizar o ambiente para o conforto da família e da pessoa com necessidades de cuidado.

A segunda ação será concentrada no município de Saudades e visa promover o autocuidado ocupacional dos agricultores, com a realização de oficinas de educação em saúde com temas sobre intoxicações ocupacionais e ergonomia (adaptação do homem ao trabalho para evitar acidentes). 

Já a terceira etapa será desenvolvida em Palmitos e Cunha Porã e visa capacitar mulheres agricultoras para serem multiplicadoras de conhecimentos sobre as práticas e uso de técnicas adequadas quanto a plantio, armazenamento, preparo e uso de chás medicinais. Prevê também a realização de oficinas sobre nome popular e científico da planta, forma de plantio e de colheita.

Como integrante dessa etapa, o projeto busca ainda promover debates sobre os benefícios para a saúde e os efeitos colaterais dos chás medicinais e a interação com alimentos e outros medicamentos. E também discutir a organização do horto medicinal comunitário com enfoque na produção orgânica e livre de produtos agroquímicos.

Estímulo


A diretora de Extensão da Udesc Oeste, Bernadette Ertdtmann Kreutz, acredita que a execução desse projeto vai estimular os acadêmicos do curso de Enfermagem a desenvolver pesquisa sobre família e saúde das comunidades rurais como trabalho de conclusão do curso.

Leia mais:
8/7/2013 - Udesc obtém quase R$ 1 milhão em edital de extensão do Ministério da Educação

Assessoria de Comunicação da Udesc
Jornalista Valmor Pizzetti
E-mail: valmor.pizzetti@udesc.br
Telefones: (48) 3321-8142/8143

Para a realização do 32ª Semana Cultural de Laguna, a Fundação Lagunense de Cultura recebeu do Governo do Estado por meio da Secretaria Regional de Laguna, recursos no valor de R$ 100 mil. A abertura do evento ocorrerá na noite desta segunda-feira, 29, a partir das 19h30min, no Centro Cultural Santo Antônio dos Anjos. "Os recursos ajudam na realização do evento que resgata a história, cultura e tradições do município”, afirmou o secretário da SDR Laguna, Nazil Bento Júnior.

A temática do evento, este ano, é a pesca artesanal com auxílio dos botos. Esta cooperação implica um saber-fazer transmitido entre gerações envolvendo ritual e ética, constituindo parte do patrimônio cultural, tradições e singularidades do município.

A programação contará com exposições de artesanato, fantasias das escolas de samba e do concurso municipal. Serão expostas as renda de bilro, fotografias, boi de mamão e ainda terá a venda e laçamento de livros. Também haverá apresentações musicais, culturais, teatro, palestra, almoços e jantares com pratos típicos. A 32º Semana Cultural acontecerá de 29 de julho a 10 de agosto, em homenagem ao 337º aniversário da cidade.

Conheça mais sobre o município e sua história

A história do município começou há seis mil anos com os primeiros registros de comunidades pré-históricas. De acordo com levantamento do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) o município conta com 43 sítios arqueológicos, de artefatos do povo sambaqui e dos guaranis.

Os sambaquis, chamado pescadores-coletores, são formações elevadas compostas de conchas, ossos, restos de fogueiras e artefatos, alguns com 35 metros de altura. 

Laguna nasceu em terras de disputa colonial. Durante os séculos XVII e XVIII, as disputas entre as metrópoles portuguesa e espanhola resultaram no Tratado de Tordesilhas (1494) e desse conflito uma extensa colônia passava a se formar.

A vila de Santo Antônio dos Anjos da Laguna foi fundada em 29 de julho de 1676, pelo bandeirante Domingos de Brito Peixoto.

Segundo o historiador Antônio Carlos Marega, a cidade foi colonizada em duas etapas: a primeira, no século XVIII, meados de 1740, desbravando a região costeira da Lagoa Santo Antônio dos Anjos, do Bananal à Madre, passando por Ribeirão Pequeno. Esses primeiros colonizadores, conhecidos como portugueses dos açores, procuraram habitar o local em busca da pesca e do solo produtivo.

Já na segunda etapa da colonização, na primeira metade do século XIX, com o crescimento do porto, os chamados portugueses do continente, trouxeram o desenvolvimento econômico para a cidade.

A cidade considerada o berço da cultura catarinense, é lembrada pelas lutas da revolução farroupilha e república Catarinense, por sua heroína Anita Garibalidi, pelo fundador da imprensa Jerônimo Coelho e tantas outras personalidades da literatura, música e política.

O município possui um belo conjunto arquitetônico tombado pelo patrimônio nacional, belas praias, um dos maiores sítios arqueológicos de sambaquis da América e diversas peculiaridades  que transformaram a cidade em roteiro histórico cultural.

Fonte:  Prefeitura Municipal de laguna

Informações adicionais:
Fabrícia Silveira Carneiro
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Laguna
E-mail: imprensa@lga.sdr.sc.gov.br
Telefone: (48) 8843-3563

A secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional de Seara realizou nesta segunda-feira, 29, a entrega da ordem de serviço para reforma da Escola de Educação Básica Rosina Nardi, em Seara.

O investimento é de R$ 319.521,50 para reforma total do telhado, retirada de parede para aumentar o laboratório de informática e biblioteca, reformulação de sala de aula para atender laboratório de ciências, construção de nova área de serviço, além da construção da entrada e saída coberta aos fundos da escola.

A empresa Construlacer Comércio e Construção Lacerdópolis Ltda é a responsável pelos trabalhos e inicia a obra ainda nesta semana. De acordo com a secretária Regional de Seara, Gládis dos Santos, este é o passo inicial para outras melhorias que serão realizadas na escola. “O Governo do Estado realiza frequentemente importantes obras na área da educação, e nossa Regional tem sido muito contemplada neste sentido. Estamos felizes com mais este passo e reconhecemos que as estruturas facilitam o processo de ensino-aprendizagem”.

A solenidade foi acompanhada também pelo diretor-geral da SDR Seara, Ademar Petry, gerente de Educação, Rosemar Fiorentin, gerente de Infraestrutura, Angela Evangelista, prefeita de Seara, Laci Grigolo, vereadores, direção da escola e representantes da APP, Conselho Deliberativo, Grêmio Estudantil, pais, funcionários da unidade, convidados em geral e imprensa. O prazo para execução da obra é de 120 dias.

{text}

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) realizará nesta terça-feira, 30, a matrícula dos candidatos aprovados na segunda chamada do Vestibular de Inverno 2013.

Os novos classificados devem comparecer na secretaria de Ensino do centro onde fica o curso optado, ou enviar um procurador legalmente constituído, com a documentação exigida pelo edital, a partir da página 16.

No caso dos calouros de Enfermagem, Engenharia de Alimentos e Zootecnia, a matrícula precisa ser feita na Secretaria de Ensino do Centro de Educação Superior do Oeste (CEO), que está localizada em Chapecó, na Rua Beloni Trombeta Zanin, nº 680-E, Bairro Santo Antônio.

Quem foi aprovado na segunda chamada pelo sistema de cotas para negros será entrevistado nesta terça-feira, das 13h às 16h30, por comissões de verificação. Os locais já podem ser consultados.

Próximas chamadas
A universidade pode fazer até oito chamadas se ainda houver vagas não preenchidas. A última está marcada para 20 de agosto, com matrícula dois dias depois, permitindo que o estudante ainda tenha frequência mínima de 75% nas disciplinas da primeira fase.

A Coordenadoria de Vestibulares e Concursos da Udesc pede aos candidatos da lista de espera que providenciem antecipadamente os documentos exigidos pelo edital.

Mais informações podem ser obtidas com a coordenadoria pelos telefones (48) 3321-8098 e 8147, das 13h às 19h, e pelo e-mail vestiba@udesc.br, e com as secretarias de Ensino dos centros.

Leia mais:
26/7/2013 - Estudantes da Udesc voltam às aulas nesta segunda

25/7/2013 - Udesc divulga segunda chamada do Vestibular de Inverno 2013

 

O secretário de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis, Flávio Bernardes, assinou e entregou nesta segunda-feira, 29, ordens de serviço para a reforma parcial das escolas de Educação Básica Irineu Bornhausen e Jurema Cavalazzi, de Florianópolis, totalizando R$ 298,4 mil, recursos do Pacto pela Educação.

A EEB Irineu Bornhausen, localizada no bairro Estreito, foi fundada em 1954, possui 667 alunos e atende o ensino fundamental em três turnos. Haverá um investimento de R$ 148,8 mil para obras como revisão do madeiramento e cobertura da escola, revisão da cobertura do ginásio, acréscimo de grades laterais e colocação de forro de PVC em três salas.

Serão investidos R$ 149,6 mil na EEB Jurema Cavalazzi, que fica no bairro José Mendes, em direção ao Sul da Ilha. Fundada em 1975, a escola possui aproximadamente 370 alunos e atende o ensino fundamental e médio. Vão ser executadas a entrada de energia, nova rede para ventiladores e condicionadores de ar e iluminação externas, entre outras melhorias.

Segundo o secretário regional Flávio Bernardes, o Governo do Estado tem na Educação uma de suas prioridades. “O governador Raimundo Colombo, por meio do Pacto pela Educação, vem procurando recuperar nossas 117 escolas, dando mais segurança e conforto aos alunos e professores da Grande Florianópolis. Por isso, as obras nesses dois colégios começarão imediatamente”, salientou, adiantando que no próximo dia 6 de agosto será entregue mais uma ordem de serviço para reforma, dessa vez contemplando a EEB Tenente Almachio, do bairro Tapera.

Os eventos tiveram a participação do ex-secretário regional e deputado estadual Renato Hinnig, do chefe de Gabinete da Secretaria de Estado da Educação, Mauro Tessari, que representou o secretário Eduardo Deschamps, além do gerente regional de Educação, Mário Benedet, da gerente de Infraestrutura da SDR, Mara Terezinha Araújo, e do assessor especial de gabinete da SDR, Valdir Michelon.

Antônio Carlos da Costa
E-mail: ascom@soo.sdr.gov.br
Fone: (48) 9962-8498/3665-0451

 

 

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) lançou nesta segunda-feira, 29, um formulário de inscrição online para alunos que desejam estudar no exterior. A ação faz parte do Plano de Gestão 2012-2016 da universidade e agilizará os procedimentos de mobilidade na instituição.

“A partir de agora os acadêmicos deverão escanear os documentos exigidos e enviar pelo sistema”, diz o secretário de Cooperação Interinstitucional e Internacional, Jovane Medina.

O programa de mobilidade acadêmica da Udesc permite acadêmicos de cursar até dois semestres em uma das 90 universidades estrangeiras que possui convênio com a Udesc.

Para participar do programa, o aluno deve estar regularmente matriculado na Udesc e ter concluído os dois primeiros semestres do curso, além de ter proficiência na língua na qual as aulas serão ministradas.

Os interessados em estudar a partir de janeiro de 2014 devem realizar a inscrição pelo site até 30 de agosto. Outras informações podem ser obtidas no menu Alunos da Udesc da Secretaria de Cooperação Interinstitucional e Internacional (SCII) ou pelo telefone 48. 3321-8039.

Nesta terça-feira, 30, representantes dos 33 municípios vinculados as SDR de Lages, Curitibanos, São Joaquim e Campos Novos participarão da etapa macrorregional da 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente. O evento será às 8h30, no auditório do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) da Uniplac.

Palestras e debates sobre temas considerados relevantes no contexto socioambiental pautarão a conferência. Sustentabilidade, impactos ambientais, educação e geração de emprego, trabalho e renda são alguns dos assuntos que serão abordados.    

Os participantes farão proposições para etapa estadual, programada para os dias 29 e 30 de agosto, em Florianópolis. O evento nacional será em outubro, com a participação de delegados de todos os Estados da federação. A conferência serve como base para a elaboração de políticas públicas relacionadas ao meio ambiente.