Os motoristas que trafegarem por Coqueiros, na região continental de Florianópolis, nesta quinta e sexta-feira, 7 e 8 de novembro, devem ficar atentos a alterações do trânsito no trecho inicial da Rua Pascoal Simone, nas proximidades do restaurante Trintão.

A Polícia Militar (PM) fará restrições ao tráfego na primeira quadra da rua, onde ficam a Escola de Educação Básica Presidente Roosevelt e o Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (Cefid), unidade local da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Veja no mapa o local onde o trânsito poderá ser alterado

As alterações serão feitas apenas em horários específicos. Na quinta-feira, haverá mudança no trânsito local no início e fim da tarde (das 12h às 14h e das 17h às 19h). Na sexta-feira, o tráfego será modificado no início da manhã (das 7h30 às 9h30) e à tarde (das 16h30 às 18h30). A PM avaliará a necessidade de restringir o trânsito a moradores locais e usuários da escola e da universidade ou adotar sentido único no trecho.

O motivo da alteração no tráfego é a realização do 9º Encontro de Extensão da Udesc, nesta quinta e sexta-feira, no Cefid. O encontro reunirá cerca de 400 professores e estudantes extensionistas da Udesc de todo o estado, além de oferecer 23 oficinas e minicursos gratuitos para a comunidade.

Veja mais informações sobre o evento e como participar das atividades gratuitas no site: www.cefid.udesc.br/encontrodeextensao

Assessoria de Comunicação da Udesc Cefid
Jornalista Carlito Costa
E-mail: comunicacao.cefid@udesc.br
Telefones: (48) 3321-8622/(48)9977-1832

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) aplicará no domingo, 10, as provas do Vestibular de Verão 2014 em Balneário Camboriú, Chapecó, Florianópolis, Ibirama, Joinville, Lages, Laguna e São Bento do Sul. Ao todo, 13.680 candidatos disputarão 1.237 vagas de 46 cursos gratuitos de graduação.

Desse total de vagas, 70% são para vestibulandos não optantes das cotas, 20% para quem cursou integralmente o ensino fundamental e o médio em instituições públicas de ensino e 10% para candidatos negros.

A primeira etapa do vestibular será no domingo de manhã, das 9h às 12h30, e terá prova com 50 questões objetivas de múltipla escolha, sendo oito para Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol) e 14 para cada uma das seguintes áreas: Biologia, Matemática e Português.

No domingo à tarde, das 15h às 19h30, ocorrerá a segunda etapa, com redação sobre atualidades e conhecimentos gerais e mais 50 questões de múltipla escolha: 14 em Física e 14 em Química, além de 11 em História e 11 em Geografia.

As provas e os gabaritos da seleção serão divulgados na página do vestibular a partir das 20h30 de domingo.

Recomendações
A Coordenadoria de Vestibulares e Concursos da Udesc recomenda aos candidatos que consultem os locais das provas e leiam o edital com bastante atenção.

Além disso, os vestibulandos deverão estar nos locais indicados com 30 minutos de antecedência e, para ter acesso às salas, levar o documento original de identidade atualizado e em perfeito estado de conservação. Recomenda-se ainda que se informem sobre as condições de trânsito.

Os portões serão fechados dez minutos antes do início das provas – isso ocorrerá às 8h50 na primeira etapa e às 14h50 na segunda. Quem chegar depois desses horários não poderá fazer o vestibular, independentemente dos motivos alegados.

Para a realização das provas, os vestibulandos deverão se apresentar com caneta esferográfica fabricada em material transparente com tinta de cor azul ou preta. Outros pontos sobre materiais permitidos e proibidos podem ser consultados no item 7 do edital.

Concorrência
O curso mais procurado do Vestibular de Verão 2014 é o de Fisioterapia, em Florianópolis, com 34,7 candidatos por vaga. Em segundo lugar, está Design Gráfico, também na Capital, com 33,4, e, em terceiro, Engenharia de Petróleo, em Balneário Camboriú, com 33,1.

A lista segue com Medicina Veterinária (30,8), em Lages, e Engenharia Civil (28,2), em Joinville – o curso obteve o maior número de inscritos, com 1.073 candidatos concorrendo por 38 vagas.

Boletins ao vivo na Rádio Udesc FM
As equipes da Rádio Udesc FM em Florianópolis (100,1), Joinville (91,9) e Lages (106,9) farão ampla cobertura jornalística do Vestibular de Verão 2014, com transmissão também na internet.

Haverá boletins ao vivo durante todo o dia, com as últimas notícias, informações do trânsito e entrevistas com candidatos e pais.

Leia mais:
29/10/2013 - Udesc divulga locais de provas do Vestibular de Verão 2014
21/10/2013 - Udesc divulga relação candidato por vaga do Vestibular de Verão 2014

Assessoria de Comunicação da Udesc
Jornalista Rodrigo Brüning Schmitt
E-mail: rodrigo.schmitt@udesc.br
Telefones: (48) 3321-8142/8143

O governador Raimundo Colombo autorizou, na tarde desta quarta-feira, 6, a impressão do certificado de registro e licenciamento de veículo (CRLV) para veículos zero quilômetro por meio de despachantes. O projeto para impressão do CRLV já foi aprovado por órgãos do Estado. Com a autorização, o programa que permitirá a emissão do documento, será desenvolvido pelo Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc) e poderá começar a operar a partir de abril de 2014.

licenciamento de veiculos 20131106 1236381413
Foto: Neiva Daltrozo/SECOM

>>> Mais imagens na galeria de fotos

“O beneficiado é o cidadão, que não vai precisar esperar, porque com esse novo sistema, imediatamente poderá ter o documento do seu veículo novo”, explicou Colombo.

O projeto da impressão do CRLV para veículos novos no escritório do despachante foi um pedido da Associação dos Despachantes de Trânsito do Estado de Santa Catarina (Adotesc). Já passou pela apreciação do Departamento Estadual de Trânsito de Santa Catarina (Detran/SC), nos setores de assessoria jurídica, gerência de informática, gerência de veículos e do parecer do diretor. A assessoria jurídica da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e da Procuradoria Geral do Estado (PGE), também avaliaram o projeto.

Desde 2007, a emissão do CRLV para veículos usados ou 2ª via, já são realizados pelos despachantes. “Antes demorávamos meses para emitir um documento como esse. Agora só precisamos de três minutos para imprimir o documento. É uma nova conquista dos despachantes catarinenses”, comenta o presidente da Adotesc, Osnildo Silveira.

As vantagens do novo sistema proporcionam ao governo do Estado uma melhoria na fiscalização dos serviços, segurança na emissão dos documentos, redução dos custos operacionais e o aumento dos pontos de atendimento aos usuários, passando de 83 para todos os municípios catarinenses.

“Os despachantes prestam um grande serviço para a sociedade catarinense. Foram acumulando credibilidade ao longo desses 36 anos e isso é muito importante e que só se conquista com o tempo e trabalho realizado com eficiência.”, destacou o governador.

>>> Confira o boletim da Rádio Secom e faça download

{text}

O embaixador do Japão no Brasil, Akira Miwa, visitou a colônia japonesa do Núcleo Celso Ramos, em Frei Rogério, nesta quarta-feira, 6, acompanhado do cônsul geral do Japão , Yoshio Uchiyama. O objetivo da visita foi atender a demanda dos agricultores e moradores da colônia sobre alternativas econômicas para a região.

Eu senti que o povo catarinense possui uma característica especial, a perseverança", disse Miwa, sobre a criteriosa negociação de venda da carne suína catarinense para o Japão, processo que durou seis anos. “E também não imaginava que em Santa Catarina houvesse uma comunidade que preserva tão ricamente a cultura japonesa. Fiquei maravilhado com a qualidade dos pratos típicos oferecidos no almoço”.

O secretario Regional de Curitibanos, Roque Stanguerlin, ressaltou a importância da visita. “Após uma conversa inicial sobre o desenvolvimento regional durante a Festa da Cerejeira juntamente com o cônsul e autoridades daqui da região, decidimos buscar este apoio da embaixada japonesa, e fomos atendido”, comentou o secretário.

Em tom de agradecimento, a presidente da Associação Brasil/Japão, Izumi Honda, não escondeu a alegria em receber o embaixador. “Hoje é um dia muito especial para todos nós. Fomos correspondidos e somos muito gratos por esse apoio”.

Estiveram presentes no almoço também os prefeitos Osny Batista Alberton, de Frei Rogério, e José Antônio Guidi (Dudão), de Curitibanos, além de autoridades como o gerente Regional da Epagri, Gilmar Carlos Michellon Dallamaria, o presidente ACEC Tomio Okuyama, e o presidente da Camara do Comércio e Industria Brasil Japao do Paraná, Yoshiaki Oshiro.

Leia também
>>> Embaixador do Japão visita SC e reforça comércio da carne suína

Informações adicionais:
Fabio Claudino Fontana
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Curitibanos
E-mail: ascom@cbs.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 8839-0615


O 6º Encontro Estadual de Saúde da Família – Encontro Regional QUALISUS Rede chegou ao fim nesta desta quarta-feira, 6, no Hotel Oceania, na praia dos Ingleses, com a premiação dos municípios que se destacaram em suas ações voltadas para a atenção básica, Saúde da Família e Telessaúde.

A premiação começou com 29 municípios que apresentaram experiências bem-sucedidas por meio das equipes Estratégia Saúde da Família. Em seguida foi a vez de outros 28 municípios serem premiados pelos avanços obtidos nos indicadores de suas regiões, destacando-se no cenário da saúde pública estadual. Os trabalhos foram encerrados com a entrega de prêmios a nove municípios que tiveram maior relação com o Telessaúde, um programa permanente do Ministério da Saúde para capacitação da Atenção Básica (veja lista abaixo).

O 6º Encontro Estadual Saúde da Família começou segunda-feira, 4, e reuniu cerca de mil profissionais que atuam na atenção básica dos municípios do Estado. Durante três dias os técnicos trocaram experiências, apresentaram 100 trabalhos de suas regiões e discutiram os avanços do Programa Estratégia Saúde da Família.

Clécio Espezim, Superintendente de Planejamento e Gestão da Secretaria de Estado da Saúde, destaca que “foi um encontro muito proveitoso, que permitiu a troca de experiências entre as várias equipes de Estratégia da Saúde da Família e, ao mesmo tempo, demonstrou por meio dos trabalhos e indicadores dos municípios, os motivos pelos quais a saúde pública catarinense se destaca no cenário nacional”, resumiu Espezim.

Premiação

Municípios com até 10 mil habitantes

1º lugar – Caibi (6199 habitantes) – Prêmio R$ 50 mil

2º lugar – São Miguel da Boa Vista (1.887 habitantes) – Prêmio R$ 40 mil

3º lugar – Nova Itaberaba (4.269 habitantes) – Prêmio R$ 35 mil

Municípios entre 10 mil e 25 mil habitantes

1º lugar – Bombinhas (15.136 habitantes) – Prêmio R$ 50 mil

2º lugar – Pinhalzinho (16.933 habitantes) – Prêmio R$ 40 mil

3º lugar - Cocal do Sul (15.376 habitantes) – Prêmio R$ 35 mil

Municípios entre 25 mil e 50 mil habitantes

1º lugar – Itapema (48.807 habitantes) – Prêmio R$ 50 mil

2º lugar – Pomerode (28.610 habitantes) - Prêmio R$ 40 mil

3º lugar – Timbó (37.894 habitantes) – Prêmio R$ 35mil

Municípios entre 50 mil e 100 mil habitantes

1º lugar – Rio do Sul (62.658 habitantes) – Prêmio R$ 50mil

2º lugar – Tubarão (98.412 habitantes) – Prêmio R$ 40mil

Municípios acima de 100 mil habitantes

1º lugar – Chapecó (189.052 habitantes) – Prêmio R$ 50 mil

Premiados pelo Telessaúde, por região:

Meio Oeste: Arvoredo, Presidente Castelo Branco e Vargem Bonita

Foz do Rio Itajaí: Luiz Alves

Vale do Rio Itajaí: Benedito Novo

Planalto Norte: Rio Negrinho

Sul: Içara

Grande Oeste: Novo Horizonte

Nordeste: Joinville

{text}

A Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), em parceria com o Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), promove o 2º Simpósio Internacional de Ciência, Saúde e Território e o 2º Seminário Regional de Saúde Ambiental entre esta quarta, 6, e sexta-feira, 8, em Lages. O simpósio tem o apoio também da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri).

Cerca de 250 participantes se inscreveram para participar dos dois encontros, que terão a apresentação de 260 trabalhos da Udesc Lages, Uniplac, Instituto Federal Sul-rio-grandense (Ifsul) - Campus Pelotas e universidades federais de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná.

"Tecnologias Sociais, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental" é o tema central do simpósio, que objetiva integrar a produção de conhecimentos tecnológicos regionais com os globais e possibilitar também a sua divulgação e implantação "para a melhoria da condição socioambiental".

As mesas-redondas, palestras e trabalhos científicos que integram a programação dos encontros abordarão temas como desenvolvimento sustentável, vigilância ambiental em saúde, território e cidadania, gestão das águas e relação entre trabalho, saúde e ambiente.

Na abertura, às 20h, no Auditório da Uniplac, o professor Fernando Carneiro, do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade de Brasília (UnB), falará sobre os impactos do modelo de desenvolvimento brasileiro na saúde e no ambiente.

Um dos destaques será a palestra do professor Pascual Torregrosa, da Universidade de Valência, da Espanha, que discorrerá sobre a crise da agricultura mundial e as alternativas para solucioná-la.

A professora Maria Manuela Morais, da Universidade de Évora, de Portugal, participará da mesa-redonda sobre escassez de água e tecnologia de gestão para adaptação e mitigação.

Confira a programação do simpósio.

Assessoria de Comunicação da Udesc
Jornalista Valmor Pizzetti
E-mail: valmor.pizzetti@udesc.br
Telefones: (48) 3321-8142/8143

Dia 23 de novembro é a data nacional de Combate ao Câncer Infantil, instituída por lei, em 2008, com objetivo de estimular ações preventivas e educativas relacionadas ao câncer infantil. Em Santa Catarina, haverá uma série de ações no Hospital Infantil Joana de Gusmão, organizada pela Associação dos Voluntários da Saúde do HIJG. O “Novembro Dourado”, com a adoção do laço dourado que é a cor da fita da consciência do câncer infanto-juvenil, é uma das ações de conscientização.

Haverá ainda distribuição de material educativo alertando a comunidade para os sintomas da doença. No dia 24 de novembro, na Avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis, haverá um passeio ciclístico, corrida de 5km e de 10km, além de uma caminhada com o objetivo de conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil.

Um panorama da situação no Brasil e em Santa Catarina
O câncer em crianças e adolescentes é mundialmente considerado uma doença rara. Em Santa Catarina, assim como no Brasil, atinge de 1 a 3% das pessoas com idade entre um e 19 anos. No entanto, representa a primeira causa de morte por doença nessa faixa etária. Infelizmente o diagnóstico e o encaminhamento do paciente, muitas vezes, são feitos tardiamente, diminuindo assim, as chances de cura da doença.

Santa Catarina conta com quatro centros oncológicos de alta complexidade, com equipamentos e profissionais qualificados. Os centros de terapia oncológica estão distribuídos em Florianópolis, Joinville, Blumenau e Criciúma. A estrutura para o tratamento do câncer pediátrico realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é considerada suficiente para atender toda a demanda do Estado.

As maiores dificuldades, no entanto, estão relacionadas ao diagnóstico precoce e ao encaminhamento do paciente em tempo hábil para os centros de tratamento. “Os sinais e sintomas do câncer infantil são inespecíficos, podendo ser confundidos com doenças comuns da infância. O diagnóstico precoce é influenciado por um conjunto de fatores, como a atenção da família à criança, a procura imediata por atendimento médico, a perspicácia e sabedoria do médico em considerar a possibilidade de câncer, estabelecendo o pronto diagnóstico e adequado encaminhamento, bem como pela rapidez na realização de exames que auxiliam no diagnóstico pelos municípios”, observa a coordenadora Administrativa do Serviço de Oncologia do Hospital Infantil Joana de Gusmão, a médica Tatiana El-Jaick Costa.

A coordenadora Técnica do Serviço de Oncohematologia do HIJG, médica Denise Bousfield da Silva, explica que, para que a criança receba um tratamento adequado e tenha maior taxa de cura, ela deve ser encaminhada para tratamento no estágio inicial da doença. “Os pediatras e clínicos dos municípios devem estar preparados e atentos a determinados sinais e sintomas inexplicáveis e persistentes, incluindo o câncer na sua hipótese diagnóstica”, destaca a pediatra, oncologista e hematologista.

Entre os sinais e sintomas relacionados ao câncer pediátrico são a anemia, dores ósseas e articulares, febre, emagrecimento, fraqueza persistente e inexplicável, sangramentos, cefaleia, vômitos persistentes e progressivos, transtornos na visão, pupila branca. Na pele podem ser percebidas adenomegalias (aumento dos gânglios), aumento de volume ou aparecimento de tumores pelo corpo, aparecimento de acne, pelos pubianos e voz mais grave antes da puberdade.

Muitas vezes, os pacientes são encaminhados para tratamento em estágios avançados da doença. Nesses casos, o tratamento precisa ser mais intensivo e tem menores chances de cura. A Coordenadora técnica do Serviço de Oncohematologia do HIJG destaca ainda que apesar de muitos pacientes serem encaminhados com a doença mais avançada, a taxa de sobrevida dos pacientes atendidos no HIJG foi de 75,7% nos últimos quatro anos.

Santa Catarina não tem demanda reprimida para o atendimento dos pacientes com câncer. No Estado, há quatro hospitais com centro oncológico pediátrico que prestam atendimento pelo SUS. Além do Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG), em Florianópolis, e do Hospital Infantil Doutor Jeser Amarante Faria, em Joinville, que são instituições públicas estaduais, há também tratamento contra o câncer nos hospitais Santo Antônio, em Blumenau, e no São José, em Criciúma, entidades filantrópicas credenciadas para atender pacientes com câncer pelo SUS.

Em casos pontuais, em que há necessidade da realização de transplante de medula óssea, os pacientes são encaminhados para outros Estados. O Hospital Infantil Joana de Gusmão atende, anualmente, uma média de seis crianças que precisam de transplante de medula, número considerado baixo. “De acordo com o Ministério da Saúde, para justificar a abertura de um centro específico para transplante de medula, esse número deveria ser maior”, argumenta Denise Bousfield, acrescentando que o centro especializado em transplante de Porto Alegre supre as necessidades de SC e do Rio Grande do Sul.

Hospital Infantil Joana de Gusmão
O Hospital Infantil Joana de Gusmão é referência no tratamento oncológico pediátrico em Santa Catarina e consegue atender de imediato toda a demanda do Estado que é encaminhada à unidade de saúde. O hospital conta com equipe multiprofissional, médicos com atuação clínica e cirúrgica, estrutura física hospitalar e ambulatorial, além da casa de apoio, localizada próximo ao hospital para o atendimento dos pacientes.

A instituição conta com 14 leitos para internação na Unidade de Oncohematologia e 20 leitos para administração de quimioterapia a nível ambulatorial. De acordo com a Coordenadora Técnica do Serviço de Oncohematologia do HIJG, em 2012 foram realizadas 6,846 mil consultas ambulatoriais, 6,595 mil quimioterapias sistêmicas (mais comum, através da corrente sanguínea), 545 quimioterapias intra-tecais (através de pulsão lombar para o tratamento de algumas leucemias e linfomas) e 483 procedimentos cirúrgicos. Denise informa ainda que no período de 2009 a 2012, 29,7% dos pacientes eram provenientes da Grande Florianópolis e 70,3% dos outros municípios do Estado. O serviço de radioterapia pediátrica para os pacientes do Hospital Infantil é realizado no Hospital de Caridade.

Hospital Infantil Jeser Amarante Faria atende o Norte do Estado
O Centro de Oncologia Pediátrica do Hospital Infantil Doutor Jeser Amarante Faria, em Joinville, possui 20 leitos de internação. Na unidade são realizadas, em média, 130 consultas ambulatoriais, 365 quimioterapias e quatro cirurgias oncológicas por mês. Na região, o serviço de radioterapia, mais raro em crianças, é prestado pelo Hospital Municipal São José, também em Joinville.

Gilberto Pasqualotto, responsável técnico do serviço de oncologia do Jeser Amarante Faria, explica que a instituição atende plenamente crianças das regiões do Vale do Itajaí e todo Norte de Santa Catarina. “Tratamos crianças de várias regiões do Estado. Não temos fila de espera, o paciente chega à emergência e em poucos minutos é atendido”, esclarece Pasqualotto.

Hospital Santo Antônio, apoio na região de Blumenau
O serviço oncológico pediátrico do Hospital Santo Antônio, em Blumenau, realiza, por mês, 40 consultas, 12 sessões de quimioterapia e duas radioterapias. A instituição filantrópica também possui o serviço de cirurgia pediátrica.

A pediatra Marcela Barros e Sousa, chefe da oncologia pediátrica do hospital Santo Antônio, explica que o hospital atende crianças com câncer dos municípios de Blumenau, Gaspar, Ilhota, Luís Alves e Pomerode. “Possuímos um centro oncológico muito bem equipado, com profissionais preparados para atender toda a demanda da região e com capacidade para assistir mais pacientes”, destaca Marcela.

Hospital São José, tratamento oncológico no Sul de SC
Desde fevereiro de 2012, o Hospital São José, em Criciúma, também atende crianças com câncer dos 27 municípios que fazem parte das Associações dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc) e da Região Carbonífera (Amrec). O hospital conta com oito leitos de internação, além de atendimento de quimio e radioterapia.

“Não temos demanda reprimida. Internações de urgência são feitas no mesmo dia. E quando os municípios agendam consulta, elas são marcadas para no máximo o dia seguinte”, enfatiza a pediatra Juliana Dal Ponte Bitencourt, uma das responsáveis pelo serviço de oncologia pediátrica do hospital, juntamente com a pediatra Adalisa Reinke.

O serviço de oncologia do São José possui uma equipe multidisciplinar com um fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, enfermeira, psicóloga, nutricionista e dois pediatras especialistas em câncer infantil. Além disso, possui um serviço médico de apoio com um cirurgião pediátrico e um neurocirurgião.

Dia Nacional de Combate ao Câncer Infanto-juvenil
O Dia Nacional de Combate ao Câncer Infanto-juvenil é lembrado em 23 de novembro. A data visa estimular as ações educativas associadas à doença, promovendo debates e eventos sobre as políticas públicas de atenção integral às crianças e adolescentes com câncer, além de divulgar os avanços técnico-científicos na área.

Em comemoração a esse dia, uma série de ações estão sendo programadas pelo Hospital Infantil Joana de Gusmão e pela Associação dos Voluntários da Saúde do HIJG. O “Novembro Dourado”, com a instituição do laço dourado que é a cor da fita da consciência do câncer infanto-juvenil, é uma das ações de conscientização.

Nesse dia ocorrerá a distribuição de material educativo alertando a comunidade para os sintomas da doença. No dia 24 de novembro, na Avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis, haverá um passeio ciclístico, corrida de 5km e de 10km, além de uma caminhada com o objetivo de conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil.

{text}

Cerca de 130 atletas de diversas regiões do Estado participam, no próximo fim de semana, da 3ª edição da Copa Udesc Ibirama de Badminton, promovida pelo Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí (Ceavi), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

copa udesc ibirama de badminton 20131106 1966827611
Foto: Valmor Pizzetti/Udesc

A competição, que será realizada no Ginásio Municipal João Moretti, integra a última das quatro etapas do campeonato estadual da modalidade que está sendo disputado neste ano.

Do total de participantes, 34 foram treinados pelo projeto de extensão da Udesc Ibirama e a maioria tem idades entre 10 e 16 anos. O programa, que já capacitou 110 atletas, atualmente conta com 48 atletas, divididos em três turmas, e realiza as aulas na Escola Municipal Caminho da Estação, nas terças e quintas-feiras, das 17h às 22h.

De acordo com o professor Pablo Schoeffel, principal incentivador desse esporte na Udesc e um dos responsáveis pelo projeto de extensão – o outro é o docente Osvaldo André Furlaneto Rodrigues, os três primeiros colocados de cadacategoria receberão medalhas fornecidas pelo Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade (Proex), da Udesc, que apóia a competição.

"A Copa Udesc Ibirama de Badminton vai reunir bons jogadores", diz Schoeffel, que destaca o aumento da participação e o nível técnico dos atletas da cidade. "Os projetos têm contribuído para o desenvolvimento do esporte, principalmente na capacitação de profissionais de Educação Física para trabalhar com o badminton", ressalta Rodrigues.

Criado no segundo semestre de 2011, o projeto de extensão da Udesc Ibirama conseguiu despertar na comunidade de nove municípios da região o gosto e o interesse pela prática do esporte, que integra os Jogos Olímpicos desde 1992. O trabalho, o único desenvolvido por uma universidade em SC, contribuiu ainda para incluir o badminton nas aulas de Educação Física das escolas.

Sobre o badminton
Criado pelos hindus no século 13, o badminton é um esporte de raquetes jogado com uma pequena peteca em quadras divididas por uma rede de 1,55 metro de altura. O objetivo do jogo é fazer a peteca tocar na quadra adversária. Dessa forma, o atleta ou a dupla marcam um ponto no placar. Quem deixar a volante cair dentro do seu lado da quadra ou jogá-la para fora perde a jogada.

Os pontos são corridos e, para finalizar o set, é necessário abrir uma diferença de dois pontos do adversário. O primeiro jogador que atingir 21 pontos ganha o jogo. Hoje há 153 países filiados à Federação Internacional de Badminton (BWF), e a modalidade é a segunda mais praticada no mundo, perdendo apenas para o futebol.

Leia mais:
19/9/2013 - Atletas de projeto da Udesc Ibirama conquistam medalhas em etapa estadual de badminton

19/3/2013 - Prática de badminton cresce no Alto Vale do Itajaí com projeto de extensão da Udesc Ibirama

8/11/2012 - Udesc Ibirama realiza neste final de semana a segunda edição da Copa de Badminton

Assessoria de Comunicação da Udesc
Jornalista Valmor Pizzetti
E-mail: valmor.pizzetti@udesc.br
Telefones: (48) 3321-8142/8143

Em comemoração ao Dia Municipal do Hip Hop, em 12 de novembro, a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) promove o evento Consciência Hip Hop, com atividades no Centro Integrado de Cultura (CIC) e na pista de skate localizada no bairro Trindade, ambos em Florianópolis. O evento tem participação gratuita e contará com música, dança e artes visuais das 14h às 22h, com apresentação do repórter Edsoul (RBS TV).

No Cinema do CIC estão programados debates e oficinas relacionados aos elementos da cultura Hip Hop. Nos intervalos, será realizada a Batalha de Break Dance, que consiste numa disputa feita em duplas. As performances dos dançarinos serão analisadas por jurados especializados que consagrarão os vencedores.

Logo após, o evento se transfere para a Pista de Skate da Trindade, localizada na Avenida Beira-Mar Norte, em frente ao Shopping Iguatemi. Neste segundo momento estão programadas apresentações artísticas, além da Batalha de MCs, um duelo de rimas improvisadas no qual cabe ao público escolher o vencedor.

Confira a programação completa
Local: Cinema do CIC
14h: Abertura
14h15min: Debate "Hip Hop – Elementos & Cidadania"
15h: Debate "Hip Hop – Mercado & Experiências"
15h45min: Oficina Parada Poética (Renan Inquérito)

Local: Hall de entrada do CIC
16h: Grafitti, com Gugie, Vejam, Dedogz e Ale
Local: Pista de skate da Trindade
15h: Apresentações artísticas locais, com RFL; Vando; P.D.D; Cubano; Laionel; F.Costa; L8; Fonte Natural; Makalister; DJ Gustavo Caram e Laddal Cuts
18h: DJ Magreen
18h20min: RaeLDC
18h50min: Batalha de MCs - DJ Glazer
19h20min: Show Arma-zen
20h20min: Show nacional com Renan (Inquérito)
21h: Show nacional com Rapadura
22h: Encerramento

Sobre o Dia do Hip Hop
A Câmara Municipal de Florianópolis, por meio da Lei nº 8008, de 21 de outubro de 2009, institui 12 de novembro como o Dia Municipal do Hip Hop, com o objetivo de difundir, ampliar e homenagear a prática deste movimento na cidade.

Serviço:
O quê: Consciência Hip Hop
Quando: 12/11/2013, das 14h às 22h.
Onde:
Centro Integrado de Cultura (CIC) - Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis/SC
Pista de Skate - Avenida Beira-Mar Norte (em frente ao Shopping Iguatemi) - Trindade - Florianópolis/SC
Entrada gratuita
Informações: (48) 3953-2348

{text}

São José, na Grande Florianópolis, receberá o quarto leilão de bens inservíveis do governo do Estado. Em 19 de novembro, a partir das 8h30, 293 lotes contendo veículos, motocicletas, móveis de escritório e equipamentos eletrônicos antigos, que não servem mais para o uso intensivo do Estado, estarão à venda por preços que variam de R$ 200 a R$ 7 mil. A previsão da Secretaria de Estado da Administração (SEA), organizadora do leilão, é arrecadar R$ 900 mil.

leilao estado 20131106 1309080542
Foto: Divulgação/SEA

O edital do leilão e a fotos dos bens estão à disposição no site da Administração (www.sea.sc.gov.br). Para participar do leilão, pessoas físicas e jurídicas podem fazer um cadastro por meio do ancila@badisseraleiloeiros.com.br, enviando  no email nome completo, CPF, RG, telefones, email e endereço completo. Em caso de empresas, é necessário enviar no email o CNPJ, contrato social, ter uma procuração com poderes para assinar pela empresa e dados de contato e endereço completo. Quem quiser fazer o cadastro no dia, tem que chegar ao local às 7h30.

O pagamento dos bens tem que ser a vista e terá acréscimo de 5% que corresponde à comissão da leiloeira. Além das fotos dos bens à disposição na página da SEA, os interessados também podem examinar os lotes a serem leiloados nos locais citados no edital, de 11 a 14 de novembro e em 18 de novembro, das 14h às 17h. “Quem adquirir algum dos bens está ciente de que serão leiloados no estado de conservação em que se encontram. As despesas com remoção, carregamento e descaracterização ficam por conta do arrematante”, expõe o Gerente de Bens Móveis da SEA, Adilson Luis Schmitt.

Saiba Mais
O quê: Leilão de bens móveis inservíveis do Governo do Estado
Quando: 19 de novembro, a partir das 8h30.
Onde: Auditório da Fetaesc - Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina - Av. Leoberto Leal, 976, em Barreiros, São José/SC
Informações:
SEA/Gerência de Bens Móveis, na SC 401, km 5, no Centro Administrativo do Governo do Estado, das 13h às 19h, ou no (48) 3665.1620 ou 3665.1797.

Informações para a imprensa
Claudia De Conto}
Secretaria de Estado da Administração
E-mail: comunicacao@sea.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665- 1636