Em vigor desde 2009, o programa “Cem cópias, sem custos” autorizou a publicação de 25 autores com a produção gratuita de cem cópias cada. Até o momento, foram impressos livros de 17 autores. As outras oito obras devem ser lançadas até o final do ano em um ato solene. A ação incentiva a produção literária e cultural e é vinculada à Secretaria de Estado da Administração.

Com o programa, os autores, compositores e artistas em geral, carentes de recursos, ganham apoio para divulgarem e publicarem suas obras por meio de livros, CDs, folders, cartazes e marcadores de página. “Já foram contemplados textos de poesia, romance, de Medicina, de Filosofia e de Educação. Este é um projeto que permite a inclusão e abertura de espaço para novos artistas”, comenta o diretor da Imprensa Oficial e Editora de Santa Catarina (Dioesc), Valdenir Krueger.

A psicóloga Marta Carvalho publicou seu primeiro livro através do “Cem cópias, sem custo”. Trabalhando com crianças há muitos anos, ela resolveu escrever o livro “Gato e sapato”. Quando soube do programa, preencheu a ficha de inscrição. “É um livro lúdico, que desperta a criatividade das crianças através das estórias de um gato travesso”, comenta. A autora gostou tanto dos serviços que já cadastrou um novo livro no programa, que está sob avaliação da comissão. “É uma alegria muito grande ter o livro em mãos e poder fazer a alegria das crianças”, explica a psicóloga.

Pedro Penteado do Prado também já publicou seu livro, “Química Mágica: a experimentação”. O autor afirma que, do período da inscrição até a publicação, demorou cinco meses, já que houve problemas técnicos no meio do caminho. “Eles resolveram muito bem. O projeto é interessante e apoio quem tiver vontade de escrever um livro”, finaliza. 

Inscrição

Como o programa “Cem cópias, sem custos” não tem caráter de concurso, são estabelecidos critérios qualitativos para autorizar a publicação. Os interessados devem preencher a ficha de cadastro, com cópia de declaração do imposto de renda e a declaração, de próprio punho, justificando os motivos por não poder arcar com as despesas da publicação. Os autores de outros Estados e estrangeiros poderão participar do programa desde que comprovem residência em Santa Catarina há pelo menos três anos.

Após a aprovação, a Dioesc fornecerá projeto gráfico, criação de capas, tratamento de imagens e paginação eletrônica das obras a serem publicadas. “Garantimos a qualidade técnica necessária a cada uma das etapas, que vão resultar em produtos finais de elevada qualidade”, diz o diretor. Os artistas que quiserem republicar novas tiragens da mesma publicação continuarão ganhando descontos. “As cem primeiras cópias são sem despesas para o autor, mas na segunda tiragem de cem cópias ele tem um custo de 20% do valor orçado. Na terceira, o custo de 30% e assim por diante até atingir dez tiragens”, explica Valdenir Krueger. 

operacao veraneio 20130812 1106077885

O governador Raimundo Colombo assinou nesta segunda-feira, dia 12, a liberação de R$ 11 milhões para investimentos na Operação Veraneio 2013/2014, por meio do programa Pacto por SC. Trata-se do maior aporte de recursos para a compra de equipamentos e materiais desde o início do serviço de salvamento aquático na corporação, em 1962. O valor é quatro vezes maior do que o realizado na operação passada, quando foram aplicados R$ 2,4 milhões.

“Estamos investindo em segurança, e o Corpo de Bombeiros é uma prioridade. Conseguimos aplicar um recurso importante por meio do Pacto por SC e estamos nos modernizando e avançando tecnologicamente. É fundamental que um bombeiro, em um Estado como o nosso, tenha as condições modernas de atuação”, destacou o governador. A previsão é de compra de uma embarcação especializada para combate a incêndio (a primeira da corporação); uma embarcação média para busca e resgate; 16 embarcações equipadas com motores de 90 hp para operações no mar; 10 barcos equipados com motores de 25 hp para atividades em rios, lagoas e represas; 26 quadriciclos; 26 motonáuticas (jet-ski); 26 veículos de ronda; e três micro-ônibus para o transporte de tropa.

O comandante-geral dos Bombeiros, Coronel Marcos de Oliveira, lembrou que, além do Litoral, os equipamentos atenderão áreas do interior do Estado, onde lagos e piscinas naturais viram pontos turísticos durante o verão. Com o repasse, a meta é realizar as licitações para as compras em setembro, garantindo o uso dos novos equipamentos já nesta temporada. O Coronel Oliveira explicou que a Operação Veraneio é a maior operação do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina. A última edição alcançou 142 praias e balneários de 32 municípios catarinenses, totalizando mais de 445 quilômetros de extensão de áreas protegidas para banho. No auge da temporada, do dia 1º de dezembro até o Carnaval, são 800 guarda-vidas trabalhando por dia nas praias catarinenses.

A edição 2012/2013 registrou um dos menores índices de mortes por afogamento em praias monitoradas da história. Foram 10 óbitos, frente às 12 mortes da temporada anterior e outros 17 óbitos da operação em 2010/2011. “Melhoramos em 2011, melhoramos em 2012 e temos certeza de que agora teremos um bom resultado nessa nova temporada. Vamos continuar ampliando, a cada ano, essa integração entre o turismo e o trabalho de segurança nas praias. Estamos concentrando nossas forças, reforçando as unidades onde têm maior demanda e melhorando a estrutura com equipamentos e tecnologia”, destacou o governador Colombo.

>>> Confira mais imagens na Galeria de Fotos

Homenagens

operacao veraneio 20130812 1127387497

A assinatura do repasse dos R$ 11 milhões para a Operação Veraneio foi realizada durante cerimônia do Corpo de Bombeiros, em Florianópolis, para promoções de praças e oficiais e entrega de homenagens. Foram entregues medalhas alusivas aos 25 anos do Serviço de Atendimento Pré-Hospitalar do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina. O serviço pré-hospitalar consiste no atendimento clínico realizado pelos bombeiros com o uso de ambulâncias no local das ocorrências, uma etapa importante para que as vítimas sejam transportadas com segurança até os hospitais. Receberam a comenda o governador Raimundo Colombo; o secretário de Estado de Segurança Pública, César Augusto Grubba; e profissionais que contribuíram para a implantação e ampliação do serviço, que começou em 1987, em Blumenau. “O Corpo de Bombeiros é uma corporação reconhecida por toda a sociedade. Receber essa homenagem dos bombeiros reforça ainda mais nosso compromisso com a ética e a responsabilidade do nosso trabalho”, agradeceu Colombo.

Também foram entregues as medalhas Dom Pedro II para o secretário adjunto de Segurança Pública, coronel Fernando Rodrigues de Menezes; e para o chefe da secretaria executiva da Casa Militar, tenente-coronel Nildo Otávio Teixeira. A medalha Dom Pedro II é a maior honraria oferecida pelos bombeiros. Em edições passadas, o governador Colombo e o secretário Grubba receberam a comenda.

Ouça a entrevista com o governador Raimundo Colombo 

  Baixar áudio

>>> Baixe vídeos do evento no FPT - ftp://ftp2.ciasc.gov.br (login: governosc/senha:comunicacao)

{text}

A Secretaria de Estado da Fazenda adquiriu um novo computador que irá reduzir de um mês para poucas horas a análise de informações utilizadas nas operações de fiscalização feitas a partir de cruzamento de dados. O equipamento foi comprado com recursos do Programa de Modernização da Gestão Fiscal e Patrimonial da Administração Estadual (Profisco), financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O novo computador é um servidor IBM, modelo P760, com 36 núcleos de processamento e substitui um P750 com oito núcleos de processamento.

“A modernização tecnológica vai nos permitir uma fiscalização ainda mais rigorosa e eficiente, ajudando de forma significativa no combate à sonegação fiscal”, destaca Carlos Roberto Molim, diretor de Administração Tributária da SEF. O equipamento permitirá que o Fisco execute o software de BI (Business Inteligence), também adquirido com recursos do Profisco, que ajudará na tomada de decisões gerenciais. O BI facilitará, por exemplo, a obtenção de informações sobre o resultado de concessão ou revogação de benefícios fiscais, a escolha de setores econômicos para atuação da fiscalização e estudos do impacto da legislação fiscal sobre as contas do Estado.

O Sistema de Administração Tributária (SAT) também está se adequando para realizar a comparação de dados entre diversas fontes de forma automatizada, alertando os auditores fiscais quando encontrar divergências. “Todas as fontes de informação da Fazenda serão analisadas e comparadas entre si, seguindo técnicas de análise baseadas na experiência dos auditores fiscais de campo”, explica Omar Afif Alemsan, coordenador do Profisco em Santa Catarina.

Confira o boletim produzido pela Rádio Secom

  Baixar áudio

Assessoria de Comunicação SEF
Aline Cabral Vaz/Cléia Schmitz
E-mail: avaz@sef.sc.gov.br/cschmitz@sef.sc.gov.br

Entre os dias 14 e 22 de agosto, será realizada uma pesquisa inédita em Santa Catarina, denominada “Estudo da Demanda Turística Regionalizada do Vale do Rio Tijucas”. Ela será aplicada em Brusque e Tijucas, considerados portões de entrada da região.

O objetivo é caracterizar o público circulante nestas cidades. Trata-se de um estudo descritivo e quantitativo, com determinação do perfil dos visitantes (turistas, excursionistas, passantes e residentes). O projeto é da Santur, em parceria com os órgãos municipais de turismo de Botuverá, Brusque, Canelinha, Guabiruba, Major Gercino, Nova Trento, São João Batista e Tijucas.

A metodologia usada na pesquisa vem sendo implementada nas regiões turísticas do Estado do Paraná desde 2002. A Santur, através de acordo de cooperação técnica com a Secretaria de Turismo do Paraná, empregará metodologia similar, com acompanhamento da estatística Gilce Zelinda Battistuz, que é consultora no Paraná. A médio prazo pretende-se, a partir da pesquisa piloto, atingir todas as dez regiões turísticas catarinenses, utilizando os mesmos procedimentos metodológicos.

Além das parcerias com as prefeituras municipais, a Polícia Militar de Santa Catarina estará presente dando apoio com seu efetivo.

Confira o boletim produzido pela Rádio Secom

  Baixar áudio

Mais informações:

Gerência de Planejamento/Santur

Fone: (48) 3212-6310/3212-6330

E-mail: geplan@santur.sc.gov.br

A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca promove nesta terça-feira (13), no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês, em Chapecó, a partir das 19h, o painel “Qualidade da Carne Suína Catarinense e o Mercado Japonês", que será ministrado pelo adido agrícola na Embaixada do Brasil em Tóquio (Japão), Gutemberg Barone de Araújo Nojosa, na abertura da sexta edição do Simpósio Brasil Sul de Suinocultura. O evento será realizado de 13 a 15 de agosto.

O simpósio é considerado um dos mais importantes eventos técnicos de suinocultura com a missão de debater tendências e antecipar temas e tecnologias relacionadas à produção de suínos. Vão participar do painel, além do adido agrícola do Brasil na Embaixada em Tóquio, o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, João Rodrigues, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), José Zeferino Pedrozo, o presidente da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipesc), Rui Vargas, e o presidente da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), Enori Barbieri.

“Com a habilitação de frigoríficos catarinenses para exportar para o Japão, agroindústrias e técnicos estão atentos às exigências desse cobiçado mercado, por isso, a importância desse evento para o setor”, destaca o secretário João Rodrigues. O acesso ao painel de abertura do simpósio é gratuito.

As novas perspectivas mundiais com a abertura de novos mercados também serão apresentadas pelos convidados. Durante os três dias do simpósio, promovido pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnicas (Nucleovet), com a presença de palestrantes nacionais e internacionais. Uma das apostas do simpósio será a palestra "Perspectivas Mundiais para a Carne Suína Brasileira: Mitos e Fatos" com Rui Vargas, presidente da Abipecs. Vargas abordará os reflexos no país com a abertura de novos mercados como o Japão, que passará a comprar carne produzida em Santa Catarina.

Maior importador mundial do produto, o Japão compra cerca de um 1,2 milhão de toneladas por ano. Atualmente, Santa Catarina é o único Estado brasileiro que pode vender carne suína ao país japonês, pois é o único livre de febre aftosa sem vacinação.

A palestra "Qualidade da Carne Suína e Fatores que a Influenciam" será apresentada pela professora Dra. Ana Maria Bridi. Para a especialista, as etapas da cadeia produtiva devem ser normatizadas e certificadas para garantir a padronização do produto e satisfazer os novos conceitos de qualidade que foram incorporados recentemente, como a segurança alimentar e o respeito dos sistemas de produção ao bem-estar do homem, dos animais e pelo ambiente.

Entre os temas técnicos, destaque para "Disenteria Suína: Situação brasileira", "Disenteria Suína Controle e Erradicação", "Análises de Resíduos Veterinários e Contaminantes em Carnes" e "Atualizando o Manejo Nutricional de Matrizes Suínas Hiperprolíficas". Mais informações e a programação completa estão no site www.nucleovet.com.br.

Confira o boletim produzido pela Rádio Secom

  Baixar áudio

A Secretaria de Estado da Defesa Civil e a Fecam – Federação dos Municípios Catarinenses, através da Egem – Escola de Gestão Pública Municipal, promovem, a partir do dia 14 de agosto, os Seminários Regionais: Defesa Civil e a Gestão de Risco e Desastre e preparando-se para o Futuro. Serão 12 edições que fazem parte do Pacto da Prevenção do Governo e vão abranger todos os municípios do Estado através das associações de municípios de Santa Catarina. Além da entrega dos equipamentos básicos de Defesa Civil, também será debatida a conscientização dos gestores para esse novo momento de prevenção.

O secretário Milton Hobus deverá estar presente em todos os seminários, falando aos gestores sobre o Sistema Estadual de Proteção e Defesa Civil. Para Hobus, esses encontros são o grande marco da mudança estrutural que Santa Catarina passa a ter em prevenção, tendo como princípio informar o cidadão. “Os principais atores desse processo de transição da Defesa Civil são os municípios. Vamos apresentar a todos a grande transformação de um Estado preparado para o enfrentamento dos desastres de forma preventiva”, salientou Hobus.

Também serão abordados procedimentos administrativos e jurídicos para que gestores e cidadãos saibam como solicitar ajuda e quais as fontes de recursos disponíveis. Além do treinamento, cada município vai receber um kit composto por um microcomputador, impressora, televisor e GPS – Sistema Global de Posicionamento, itens que vão interligar o município ao Centro de Monitoramento e Alerta do Estado. Também serão entregues uma câmera fotográfica, trenas, capas de chuva e pranchetas para auxiliar nos trabalhos de identificação e mapeamento de áreas de risco de desastres.

Os Seminários Regionais: Defesa Civil e a Gestão de Risco e Desastre e preparando-se para o Futuro terão início no dia 14 de agosto no auditório do IFSC - Instituto Federal de Santa Catarina - Campus de São Miguel do Oeste. 

Programação

8h às 9h

Credenciamento

9h às 9h30

Abertura (Secretário SDC, FECAM, Associação de Municípios, Comitês de Bacia, Colegiados de DC, prefeitos, outros)

9h30 às 10h30

Sistema Estadual de Proteção e Defesa Civil

Palestrante: Milton Hobus – Secretário SDC

10h30min às 11h

Atendimento a imprensa - Secretário SDC

10h30 às 11h

Coffee Break

11 às 12h

Questões Administrativas

Palestrantes: Diretoria Administrativa

12 as 13h30

Almoço

13h30 às 15h

Gestão de Risco de Desastres

Palestrantes: Diretoria de Prevenção

15h às 15h30

Coffe Break

15h30 às 17h

Gestão de Desastres

Palestrantes: Diretoria de Resposta

17 às 18h

Debate


Cronograma para os seminários

Dia / Local

14/08 - São Miguel do Oeste (Auditório Amoesc)
15/08 - Xanxerê (Auditório Amai)
16/08 - Chapecó (Auditório Amosc)
21/08 - Criciúma (Auditório Amrec)
22/08 - Tubarão (Auditório Amurel)
23/08 - Grande Florianópolis (Auditório G, Unisul Pedra Branca, Palhoça)
5/9 - Lages (Auditório Amures)
6/9 - Rio do Sul (Auditório Amavi)
12/9 - Videira (Auditório Amarp)
13/9 - Joaçaba (Auditório Ammoc)
19/9 - Itajaí (Auditório Amfri)
20/9 - Joinville (Auditório Amunesc)

Inscrições gratuitas: www.egem.org.br

Confira o boletim produzido pela Rádio Secom

  Baixar áudio

Informações adicionais:
Pamela Marin
Secretaria de Estado da Defesa Civil 
E-mail: defesacivil@sdc.sc.gov.br
Telefone: (48) 9159-0445

A segunda-feira, 12, começa com nevoeiros pela manhã e sol entre algumas nuvens em Santa Cararina no decorrer do dia devido a atuação de uma massa de ar frio e seco sobre o Sul do Brasil. Temperatura baixa na madrugada e amanhecer, com condições de geada isolada nas áreas altas do Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Planalto Norte. Temperatura em pequena elevação durante o dia. 

Máxima de 22ºC no Litoral Sul. Mínima de 1ºC no Planalto Sul. Vento de nordeste a noroeste, fraco e moderado com rajadas. 

Entre a terça, 13, e quarta-feira, 14, uma nova frente fria avança por Santa Catarina, provocando chuva moderada a forte com acumulados significativos, podendo ocorrer mais uma vez pontuais acima de 100mm do Planalto ao Litoral. Na sequencia há previsão de frio mais intenso devido à chegada de uma massa de ar polar. Devido à combinação do frio e umidade retorna a condição de chuva congelada e neve na serra catarinense, entre a noite de terça e a manhã de quarta-feira, com maior possibilidade. Quinta e sexta-feira, ar seco e frio favorece a formação de geada nas áreas altas do estado. 

As informações são da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri), por meio do Centro de Informações e Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram). Mais detalhes no site da Epagri/Ciram.    

Informações adicionais:
Cláudia Menezes 
Secretaria de Estado de Comunicação 
E-mail:   claudia@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3014 

Confira o programa semanal com Raimundo Colombo. Veículos de comunicação podem baixar vídeo e áudio

 

O sábado, 10, foi de decisão da etapa Centro-Oeste dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina em Curitibanos. Lages foi a campeã do torneio ao somar 49 pontos na classificação geral. Rio do Sul ficou com 49, em segundo, e Caçador fechou sua participação em terceiro lugar com 40 pontos. O dia foi importante para o handebol masculino, futebol, futsal, basquete e vôlei. Agora, as equipes campeãs e vices se preparam para a etapa estadual dos Joguinhos, que será de 28 de setembro a 5 de outubro em Criciúma. A Etapa Centro-Oeste dos Joguinhos, iniciada terça-feira 6, foi uma promoção do Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Curitibanos.

Neste sábado, as equipes brigaram pelo título no sistema de chave única em cada modalidade com todos disputando entre si. Para sagrar-se campeã geral da competição, Lages venceu no futebol masculino, handebol e vôlei, ambos no feminino, além de ser vice no futsal e no vôlei masculino. A etapa regional Centro-Oeste contou com a participação de 975 atletas de 15 a 18 anos representando 30 municípios.

Dárcio de Saulles, coordenador técnico da competição e da Fesporte, disse que os jogos foram realizados com tranquilidade: “Tivemos bons locais de competições e alojamentos. Além disso, as pessoas que estavam envolvidas na organização já tinham experiência, por isso, a competição finalizou com o sucesso que esperávamos”.

Campeões e vices em Curitibanos:

Futebol masculino: Lages e Presidente Getúlio 

Futsal masculino: Ibirama e Lages

Futsal feminino: Caçador e Pinheiro Preto

Basquete masculino: Videira e Rio do Sul

Basquete feminino: Rio do Sul e Campos Novos

Handebol masculino: Caçador e Luzerna

Handebol feminino: Lages e Caçador

Vôlei masculino: Rio do Sul e Lages

Vôlei feminino: Lages e Rio do Sul

{text}

vargem 20130810 1541800746

O governador Raimundo Colombo esteve em Vargem, na tarde deste sábado,10, onde visitou o prefeito e oficializou o repasse de R$ 900 mil ao município, por meio do Fundo de Apoio aos Municípios, o Fundam. Colombo ressaltou que a parceria do governo do Estado é fundamental para a realização das obras que representam as prioridades locais. “No Pacto por Santa Catarina, estão contempladas as grandes obras, e, muitas vezes, os municípios pequenos, que já enfrentam dificuldades financeiras não conseguem executar suas demandas sem os recursos que o governo está repassando a todas as cidades catarinenses”, destacou o governador. 

Durante a conversa com outras autoridades da região, o governador também explicou sobre outros programas de financiamento aos quais os gestores podem ter acesso para fazerem investimentos. Entre elas, está o Badesc Cidades - o programa, lançado no mês de fevereiro, oferece financiamentos de médio e longo prazo para ações de melhorias de infraestrutura e de serviços nas cidades catarinenses, promovendo o crescimento econômico com geração de emprego e renda. Neste ano, estão disponibilizados R$ 350 milhões, com 100% dos encargos subsidiados pelo governo do Estado.

De acordo com o prefeito de Vargem, Nelson Gasperin Junior, os R$ 900 mil liberados pelo Fundam serão aplicados na execução de duas ações prioritárias, uma delas é a pavimentação da principal rua do município, a Benjamin Margotti, na área central. O projeto contempla não só o asfalto, mas a urbanização do trecho e a implantação de passeios públicos. O restante do recurso será investido na aquisição de maquinário para o trabalho de manutenção das estradas vicinais, já que a base da economia do município vem da produção agrícola.

vargem 20130810 1547866463

{text}