Foto: Antonio Prado / Fesporte 

Blumenau é campeão geral da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), realizada nas cidades de Timbó, Pomerode e Indaial e que terminou neste domingo, 10. O município agora soma 42 conquistas no maior evento poliesportivo do Sul do Brasil. No festivo de encerramento, o município mais vezes campeão finalizou sua participação com mais um troféu e uma medalha de ouro. Venceu Brusque, na decisão do basquete masculino.

Na classificação geral, Blumenau somou 228 pontos, Itajaí foi segundo colocado, com 170, São José terceiro, com 138, Florianópolis quarto, com 108, e Chapecó, com 106, terminou em quinto.

>>> Confira os campeões por modalidade neste link

O presidente da Fesporte, Rui Godinho da Mota, destacou a organização por parte dos municípios-sede e o elevado nível das competições. "Foi fantástico. A abertura já foi fascinante. Percebi o altíssimo nível de competição. A ginástica rítmica, por exemplo, tinha sete atletas de seleção. Vamos batalhar para transformar os Jasc no maior evento esportivo do país e uma referência de organização esportiva", destacou Godinho.

“Estou bastante feliz com o desempenho das nossas modalidades, é um momento de grande alegria, resultados expressivos, vários troféus. É a nossa delegação honrando a bandeira, a camisa de Blumenau, com muito orgulho, muita garra e felicidade, levando o nosso município para todo o estado, com muito carinho”, avaliou Egídio Beckhauser, diretor executivo da Secretaria do Esporte de Blumenau.

Neste domingo ainda de disputas, o basquete masculino de Blumenau entrou em quadra para fazer mais uma final. Na decisão, venceu Brusque por 85 a 58, e levou mais um ouro para casa. Com o resultado, ampliou a performance e o rendimento na campanha dos Jogos Abertos de 2019.

Beckhauser tem a receita do sucesso do município: “Os resultados vieram com a dedicação dos nossos técnicos, dos dirigentes, de toda a comunidade blumenauense, do poder público, do investimento da iniciativa privada e das parcerias”.

Os Jasc foram promovidos pelo Governo de Santa Catarina e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Olavo Moraes

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 


Fotos: Doia Cercal / Secom

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) tem 166 mulheres no efetivo. Para compartilhar ações e melhorar resultados nos quartéis do estado, foi realizado durante este sábado, 9, o 8º Encontro e Capacitação Estadual de Bombeiras Militares de Santa Catarina, na cidade de Capivari de Baixo. O governador Carlos Moisés e a primeira-dama Késia Martins da Silva estiveram no evento.


Fotos: Doia Cercal / Secom

O governador Carlos Moisés assinou dois decretos na manhã deste sábado, 9, durante o evento de abertura da XVIII Olimpíada Catarinense de Bombeiros na cidade de Tubarão. Um deles vai desburocratizar procedimentos para empresários que precisam do alvará de funcionamento para os estabelecimentos.

"Estamos flexibilizando e facilitando o processo para os empresários que querem abrir o próprio empreendimento. Agora, eles podem ter acesso ao alvará de funcionamento pela autodeclaração. Sendo assim, eles vão preencher toda a documentação necessária e poderão receber o alvará. Depois órgãos do governo passarão para fiscalização. Essa é uma maneira de agilizar os processos. Estamos confiando na palavra dos empresários catarinenses", disse Carlos Moisés. 

:: Mais fotos na galeria 

A liberação do alvará por autodeclaração é para empreendimentos de até 750 metros quadrados. O pedido deve ser feito nas unidades do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC).

O outro decreto assinado pelo governador dá liberdade para o  comandante-geral do CBMSC, coronel Charles Alexandre Vieira, redistribuir a quantidade de bombeiros comunitários por quartel operacional, conforme necessidade.

"Nós já temos 97% de confiança da sociedade catarinense. Isso é um orgulho e vamos seguir nesse desafio. Com essas mudanças, vamos melhorar sempre nossas operações para continuar atendendo nossa comunidade", comentou Charles Alexandre Vieira.

O governador ainda aproveitou o ato para liberar R$ 200.000,00 para a aquisição de uniformes para os bombeiros da Federação Catarinense de Bombeiros Comunitários (Fecabom). 

"Com esse ato poderemos continuar com o nosso trabalho em Santa Catarina. Vamos comprar fardamentos e equipamentos para seguir na nobre missão de auxiliar os bombeiros militares no que for preciso", falou o presidente da Fecabom, Marcelo Schrubbe. 

Sobre a Olimpíada

Mais de mil bombeiros militares e comunitários de Santa Catarina se reuniram para a XVIII Olimpíada Catarinense de Bombeiros. O governador abriu o evento, realizado na Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva, em Tubarão. 

"Esse é um evento que eu participava quando era bombeiro militar da ativa. Eu me sinto em casa relembrando alguns desses momentos", disse o Carlos Moisés.

O evento reúne os participantes para provas que remetem às atividades diárias da corporação, como atendimento pré-hospitalar; subida no cabo de sisal; montagem de estabelecimento; natação e combate a incêndio com extintores. Na programação, ainda tem a Corrida do Fogo, com a participação da comunidade.

Informações adicionais para imprensa:
Luiz Gustavo Silva
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99609-7077
E-mail: luizgustavosilva@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 


Fotos: Heda Wezel / Celesc

A Celesc inaugurou nesta sexta-feira, 8, uma nova subestação (SE) no Bairro Capoeiras, em Florianópolis. A estrutura tem potência instalada de 40 MVA, suficiente para garantir o crescimento da região continental de Florianópolis nos próximos 10 anos, especialmente dos bairros de Capoeiras, Estreito, Coqueiros, Itaguaçu, Bom Abrigo e Abraão, com reflexos também nos bairros limítrofes do município de São José, antes atendidos pelas subestações Coqueiros e Roçado.

A SE representa investimento de aproximadamente R$ 9,4 milhões, valor que também contempla a construção da Linha de Transmissão entre ela e o seu ponto de conexão no sistema elétrico existente, na Via Expressa. “A SE Florianópolis Capoeiras é mais uma obra que confirma o compromisso da Celesc com o desenvolvimento e com a qualidade de vida de quem mora, trabalha e investe em Florianópolis e na região metropolitana”, comentou o presidente da Empresa, Cleicio Poleto Martins.

“Neste primeiro momento, a Subestação vai operar com 50% da sua capacidade total de transformação e, ao longo do ano de 2020 ganhará  novos alimentadores e trabalhará à plena carga, em benefício de toda a região na sua área de abrangência”, conta o diretor de Distribuição, Sandro Ricardo Levandoski. Ainda com o intuito de garantir o abastecimento do mercado futuro, a obra também foi projetada com espaço suficiente para abrigar novos transformadores de potência, dobrando a capacidade instalada.



Informações técnicas

A Subestação Florianópolis Capoeiras está ligada na Linha de Transmissão em 138.000 volts, que interliga a Subestação Palhoça (pertencente ao sistema Eletrosul e localizada naquele município) à Subestação Trindade (do sistema Celesc), localizada no Bairro Córrego Grande, já na Ilha, por meio de uma intersecção no trecho desta LT na BR-282 (Via Expressa).

Novos investimentos reforçam o sistema elétrico na Grande Florianópolis

A construção da subestação Florianópolis Capoeiras faz parte de um grande pacote de obras de alta tensão projetado para atender a região da grande Florianópolis, que incluem a instalação de novas SEs em São José, Palhoça, Santo Amaro e Governador Celso Ramos. Os empreendimentos integram o Programa Quinquenal de Obras da Celesc e deverão estar implantados até 2022, sendo que a nova subestação do município de São José, localizada no Bairro Real Parque, deverá ser energizada até dezembro deste ano. Para essas obras, a Celesc prevê investimentos de R$ 60 milhões, incluindo as Linhas de Distribuição necessárias para conectar as novas subestações ao sistema elétrico existente.

Outro empreendimento de grande importância para a região metropolitana da Grande Florianópolis, que também está em vias de finalização, e foi anunciada pelo diretor Sandro Levandoski, é a nova Linha de Transmissão, em 138 mil Volts, entre as subestações Biguaçu (do sistema Eletrosul) e Tijucas (do sistema Celesc). Quando energizada, ela permitirá o alívio de carga da Linha pertencente ao sistema Eletrosul que hoje abastece as subestações de Tijucas e Camboriú Morro do Boi, pertencentes à Celesc. A Linha, de 26,5km, passa pelos municípios de Biguaçu, Canelinha e Tijucas, e representa investimento de R$ 21 milhões. “Trata-se de uma obra de grande vulto, que está sendo realizada há um ano e quatro meses, envolvendo cinco empresas e 130 profissionais”, contou Levandoski. A nova LT deve ser energizada até dezembro.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Imprensa Celesc
(48) 3231-5140 - assessoria de imprensa
(48) 99901-7767 - plantão para emergências


Foto: Julio Cavalheiro / Arquivo / Secom

A concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú pelo prazo de 20 anos foi autorizada nesta sexta-feira, 8. O decreto assinado pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, conclui mais uma etapa do processo, que vem sendo tratado como uma das prioridades na área do turismo. A próxima etapa é o lançamento da concorrência pública de seleção da empresa responsável pela gestão.

A presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de SC (Santur), Flávia Didomenico, destaca que o decreto atende ao estudo que apontou o melhor modelo de concessão para o espaço. “De acordo com esse estudo, o ideal seria a conceder a gestão do local pelo período de 20 anos, e não por 30 anos, como previa o anterior”, explica.

De acordo com o decreto, o Centro de Eventos será destinado à realização de feiras, congressos, convenções, seminários e eventos do gênero. Também estabelece quais são as fontes de receita permitidas à concessionária, decorrentes do uso do local para estes fins.

Após a publicação do decreto no Diário Oficial, a documentação será encaminhada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) que tem prazo de até 60 dias para análise e manifestação. Posteriormente a Santur lançará o edital de concorrência pública para seleção da empresa que se responsabilizará pela gestão. “A Santur, integrada a outros órgãos do governo, vence mais esta etapa para em breve iniciar o processo licitatório e ter o Centro de Eventos funcionando em um curto espaço de tempo”, destaca Flávia Didomenico.

Reta final

O cronograma da entrega das obras está dentro do previsto pelo Governo do Estado e também pela SCPar. O estipulado pela Comissão de Licitação da Santur é que os últimos ajustes nos processos licitatórios para obras nos espaços que envolvem os elevadores, as divisórias e também a climatização sejam concluídos até o final de dezembro.

Ainda dentro do previsto, o Centro de Eventos de Balneário Camboriú deverá estar em pleno funcionamento no segundo semestre de 2020. Portanto, os eventos estão sendo pré-agendados com datas somente a partir do mês de julho.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Imprensa 
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur 
E-mail: imprensa@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 98844-1240
Site: www.turismo.sc.gov.br

Dados da Síntese de Indicadores Sociais (SIS) do IBGE, divulgados nesta semana, apontam que Santa Catarina, em 2018, era o estado brasileiro com menor percentual de adolescentes de 15 a 17 anos que não frequentavam a escola (7,8%). No Brasil, essa proporção era de 11,8%.

Santa Catarina também registrou o menor índice nacional de pessoas entre 15 e 29 anos que não estudam nem estão ocupadas (14,1%) em 2018. No Brasil, a média era de 23%. A capital catarinense foi a que alcançou o menor índice entre as demais do país, com a marca de 11,1% dos jovens sem estudo e sem ocupação.

O secretário de Estado da Educação de Santa Catarina, Natalino Uggioni, analisa que o índice deve-se, ao menos, a duas razões: ao fato de o Estado ter uma economia diversificada e um nível de oferta de empregos elevado em relação ao restante do país.

“Quando temos um resultado abaixo da média nacional, ou seja, um resultado positivo neste caso, o indicador é prova de que estamos conseguindo cumprir um dos nossos objetivos, que é manter os alunos na escola e promover a formação deles na idade certa” afirmou Uggioni.

Instrução no Brasil

Em 2018, cerca de 40% da população brasileira com 25 anos ou mais não tinha instrução ou sequer concluiu o ensino fundamental. Considerando-se o analfabetismo entre pessoas com 15 anos ou mais, o Brasil teve a quinta maior taxa (8%) entre 16 países da América Latina, segundo a Unesco. A taxa nacional de brasileiros de 25 a 64 anos sem o ensino médio concluído foi de 49%, o dobro da média dos países analisados pela OCDE neste tema (21,8%).

Santa Catarina teve o sétimo maior percentual de pessoas de 25 anos ou mais de idade com ensino superior completo (17,8%) em 2018. O percentual subiu na comparação com 2016 (15%). No Brasil este percentual foi de 15,7% em 2018.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Patrícia Antunes
(48) 3664-0347 / 988177973
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br 
www.sed.sc.gov.br 


Foto: Divulgação / Diretoria de Tecnologia e Inovação/SEA

Durante a 5° edição da Semana de Inovação, promovida pelo Governo Federal em Brasília, nesta quinta-feira, 7, o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, apresentou o modelo catarinense de gestão e inovação nos serviços públicos. Durante a apresentação, Tasca destacou aspectos das principais inovações tecnológicas adotadas por Santa Catarina neste ano e que vêm gerando resultados positivos, como mais celeridade nos serviços e significativa economia aos cofres públicos.

Projetos como Governo Sem Papel, que suspendeu a emissão e circulação de documentos impressos no Executivo estadual, além da Gestão por Resultados, norteada pelos indicadores de desempenho que balizam os projetos e a gestão entre todas as áreas também foram apresentadas.

 “O evento foi uma oportunidade para mostrar a outros estados como Santa Catarina está avançada na busca por uma gestão mais inovadora e próxima das pessoas por meio da tecnologia”, disse o secretário.

Durante o encontro, também foram apresentados projetos que estão em fase de implantação no estado, como a plataforma única de dados para compartilhamento de informações entre todas as secretarias setoriais e um portal único de serviços aos cidadãos.  

A Semana da Inovação é realizada pelo Ministério da Economia,  Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Tribunal de Contas da União (TCU) e Faculdade LatinoAmericana de Ciências Sociais (Flacso), com o apoio e a participação de diversas instituições do Governo Federal, além de organismos internacionais, grupos da sociedade civil, e representantes do setor privado.

Informações adicionais para imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Administração - SEA
E-mail: comunicacao@sea.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-1636 /(48) 99105-4085
http://www.sea.sc.gov.br 

O Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS/SC) e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social realizam, nos dias 11 e 12 de novembro, a 12ª Conferência Estadual de Assistência Social. O evento ocorre no auditório Antonieta de Barros, da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis. 

O tema do evento é Assistência Social: Direito do Povo com Financiamento Público e Participação Social, e segue a Conferência Nacional Democrática de Assistência Social.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Social, Maria Elisa De Caro, ressalta que a importância da 12ª Conferência Estadual de Assistência Social é justamente a de manter o diálogo com a sociedade civil, o que auxilia na identificação dos gargalos. "Nós, em Santa Catarina, resolvemos de fato realizar o encontro, mesmo sem o apoio da Conferência Nacional, porque entendemos que se faz política publica junto com as pessoas. O lugar correto para se discutir o que é prioridade é numa conferência estadual, quando também receberemos todas as demandas das conferências municipais", explica.  

"A Conferência se caracteriza como instância máxima de participação social. É o momento de conferir a execução da política pública de assistência social no Estado, corrobora Luciane dos Passos, presidente do Conselho Estadual de Assistência Social.  A etapa estadual antecede a etapa nacional, convocada por organizações e movimentos sociais e prevista para os dias 25 e 26 de novembro no auditório da ADUnb, no Campus Universitário Darcy Ribeiro, em Brasília.  

Os representantes dos municípios catarinenses serão divididos em grupos para tratar dos temas do evento. As propostas dos catarinenses serão apresentadas na conferência nacional por oito representantes.  

Serviço:
O quê? Conferência Estadual de Assistência Social
Quando? 11 e 12 de novembro
Onde?   No auditório Antonieta de Barros  localizado na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, em Florianópolis

Clique aqui para mais informações e programação

Mais informações para imprensa:
Marta Scherer
Assessoria de Comunicação 
Secretaria de Desenvolvimento Social - SDS
Fone: (48) 3664-0916
E-mail: ascom@sst.sc.gov.br


Governador e primeira-dama com Weslley Vieira. Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Weslley Ribeiro Vieira tem nove anos e pratica basquete em cadeira de rodas desde os cinco. O garoto é uma das mais de 9,8 mil pessoas cadastradas na Associação Florianopolitana de Deficientes Físicos (Aflodef), entidade que na manhã desta sexta-feira, 8, recebeu a visita do governador Carlos Moisés e da primeira-dama Késia Martins da Silva. O chefe do Executivo estadual e a esposa conheceram o trabalho da instituição e da Associação Catarinense de Doenças Raras (ACDR).

Carlos Moisés antecipou que deve levar a pauta das pessoas com deficiência e portadores de doenças raras à próxima reunião com o colegiado de governo. “Entidades que fazem esse tipo de trabalho prestam um serviço muito importante, e o nosso principal papel é dar uma vida melhor para as pessoas”, lembrou o governador, durante a visita.

>> Mais fotos na galeria

Na Aflodef, eles foram recepcionados pelo presidente, José Roberto Leal, que conduziu Carlos Moisés e Késia pelas dependências da sede da entidade. “Trabalhamos com vários projetos. As pessoas normalmente vêm aqui em busca de uma cadeira de rodas, mas nós vamos além. Trabalhamos com a prática esportiva, Educação de Jovens e Adultos (EJA), temos o projeto Praia Acessível e atuamos pela empregabilidade”, resumiu Leal. Segundo ele, vários governadores já foram convidados para visitar a entidade, e Carlos Moisés é o primeiro a atender ao convite.

Na visita à ACDR, o governador e a primeira-dama conheceram o trabalho feito pela associação a favor de aproximadamente 500 pessoas cadastradas que sofrem de alguma doença rara. São moradores de diversas cidades catarinenses e até de outros estados. “Eles veem que não estão sozinhos nessa luta. Uma doença rara geralmente exige providências ‘para ontem’, não é algo que possa esperar. Por isso atuamos nas áreas judicial, científica e com apoio para a família”, explicou a presidente, Margareth Carreirão.

Margareth presenteou Késia e Carlos Moisés com a camiseta da ACDR, um troféu dos 15 anos da associação e um livro “Contra a doença, o amor”, escrito por ela.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Alunos, professores, pais, corpo técnico e gestores das escolas estaduais de Santa Catarina poderão responder, entre os dias 11 e 17 de novembro de 2019, a Avaliação Institucional realizada pela Secretaria de Estado da Educação (SED). A segunda etapa do questionário é totalmente on-line e tem como objetivo identificar os desafios em diferentes áreas de cada escola.

A primeira edição da avaliação ocorreu em julho deste ano e contou com a participação de 160,6 mil pessoas, ou seja, 23,3% do público-alvo do questionário. Das 1.276 instituições de ensino da rede estadual, 1.195 (94%) tiveram registros de participação.

O próximo passo para consolidação da avaliação é transformá-la em um instrumento que represente as percepções da comunidade escolar, elaborando-se, assim, um perfil para a educação catarinense. Para este diagnóstico, o desafio é obter mais respostas em cada unidade de ensino. Os resultados auxiliarão a Secretaria de Estado da Educação (SED) a definir iniciativas baseadas na avaliação da comunidade escolar.

A segunda edição da Avaliação Institucional engloba a dimensão da “ambiência” e contém 16 questões distribuídas em quatro eixos: políticas pedagógicas; clima organizacional; infraestrutura; e política de gestão.

As orientações para a avaliação já estão no site da SED. O questionário será disponibilizado no mesmo endereço entre o dia 11 e 17 de novembro.

Quem pode responder e quais os dados necessários 

Alunos matriculados até o dia 10 de novembro de 2019 | Nº da matrícula

Alunos do ensino fundamental séries iniciais (1º ao 5º ano) com pais ou responsáveis | Nº da matrícula do aluno e CPF do Pai ou Responsável cadastrado na matrícula

Professores em atividade (aqueles que trabalham em mais de uma escola, podem responder por todas) | Nº do CPF

Equipe Administrativa em atividade | Nº do CPF

Como responder

Acesse o site, clique no banner da Avaliação Institucional, no topo da página, leia as instruções e participe. O questionário estará disponível entre 11 e 17 de novembro.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Patrícia Antunes
(48) 3664-0347 / 988177973
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br 
www.sed.sc.gov.br