Araranguá - Gerência Regional da Epagri inicia reuniões municipais para planejamento plurianual

A Gerência Regional da Epagri está consultando a sociedade para planejar suas atividades para os próximos quatro anos, elaborando assim seu planejamento plurianual 2018-2021. As reuniões serão sediadas em Ermo, Meleiro, Timbé do Sul, Praia Grande, Jacinto Machado, Turvo, Maracajá, São João do Sul, Sombrio, Morro Grande, Araranguá e Santa Rosa do Sul.

A primeira reunião de planejamento foi nesta segunda-feira, 18, no município de Ermo, com a participação ativa do prefeito Aldoir Cadorin, onde o trabalho foi conduzido pela engenheira agrônoma da Epagri local, Glaura Mendes Perufo e equipe da gerência regional.

Segundo o gerente regional da Epagri de Araranguá, Reginaldo Ghellere, agricultores e lideranças de cada município são convidados para colaborarem com o planejamento. "A cada quatro anos, nós perguntamos ao nosso público quais ações ele espera que a Epagri tenha mais atuação e, para isso, utilizamos a metodologia word café, que propicia que todos os participantes expressem suas opiniões em cada grupo de trabalho. Ao final da rodada em todos os Municípios, elaboramos os projetos conforme o que foi priorizado", explica.

Reginaldo destaca ainda que é de interesse da Epagri que o máximo de pessoas participem em cada reunião, por isso, reforça o convite para a comunidade participar e dar a sua opinião.

MUNICÍPIO

DATA E HORÁRIO

LOCAL

Meleiro

20/09 – 8h30min

Auditório da Escola Municipal

Timbé do Sul

26/09 – 13h30min

CDL

Praia Grande

25/09 - 14h

Sindicato

Jacinto Machado

29/09 – 8h30h

Auditório da Cooperja

Turvo

28/09 - 14h

Centro de Eventos

Maracajá

29/09 – 14h

Sindicato

São João do Sul

03/10 - 14h

Câmara de Vereadores

Sombrio

03/10 – 13h30min

Retiro da União

Morro Grande

04/10 - 13h30min

Prefeitura

Araranguá

04/10 – 13h30min

Cetrar

Santa Rosa do Sul

05/10 - 13h30min

Prefeitura

Informações adicionais para a imprensa
Leneza Della Krás
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá
E-mail: imprensa@aru.sdr.sc.gov.br
Telefones: (48) 3529-0100/(48) 99148-1191
Site: www.sc.gov.br/regionais/ararangua
Facebook: www.facebook.com/regional.ararangua

 

 

 

 

 

 

Araranguá - Cinco Municípios da Regional de Araranguá receberão Programa Viver sem Violência voltado às mulheres rurais
Foto: Leneza Della Krás/ ADR Araranguá

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, por meio da gerência de planejamento regional e apoio a políticas públicas, promoveu na manhã desta segunda-feira, 18, no auditório da ADR, uma reunião preparatória para a vinda à região do Extremo-Sul da unidade móvel do Programa Viver Sem Violência/ Mulheres e Cidadania.

A reunião de trabalho foi coordenada pela gerente de planejamento regional e apoio a políticas públicas da ADR, Dione Helena Ramos Cesa, com a presença da coordenadora estadual da Mulher da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habilitação, Aretusa Larroyd, que apresentou o programa aos convidados.

Participaram do encontro representantes de diversos setores dos municípios da região que estarão envolvidos na ação entre os dias 6 a 11 de novembro, entre eles Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Maracajá e Sombrio (que segundo dados do IBGE de 2015, foram os que mais tiveram casos de violência contra a mulher).

A coordenadora estadual da Mulher da SST, Aretusa Larroyd, explica que o programa está ligado ao enfrentamento da violência contra a mulher que vive no campo. “O ônibus lilás, arrojado e adaptado, é na verdade um escritório itinerante, que chega nos locais distantes dos centros urbanos, oportunizando atendimento individualizado a estas mulheres da área rural”.

Para a gerente de planejamento regional e apoio a políticas públicas, Dione Helena Ramos Cesa, esta será uma importante ação, por meio da parceria entre governos Federal, Estadual e Municipal, que envolverá profissionais de diversos setores, como setor social, de saúde, área jurídica, entre outras, além de parceiros como Polícia Civil, Sindicato Rural e Epagri, com intuito de levar conhecimento e informação nos 6 dias em que percorrerá a Região.

Aretusa Larroyd destacou a preocupação com o crescente número de feminicídio (homicídios decorrentes de violência doméstica) no Estado, e salientou que o Programa permanente leva, por exemplo, conhecimento sobre a Lei nº 11.340, denominada Lei Maria da Penha. “O programa é um divisor de águas. Ele traz a oportunidade de acolhida, e não de julgamento”, concluiu a coordenadora Estadual da Mulher.

Os serviços que serão oferecidos e os locais onde a unidade móvel estará estacionada serão definidos nos próximos dias pela comissão organizadora dos municípios.

Informações adicionais para a imprensa
Leneza Della Krás
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá
E-mail: imprensa@aru.sdr.sc.gov.br
Telefones: (48) 3529-0100/(48) 99148-1191
Site: www.sc.gov.br/regionais/ararangua
Facebook: www.facebook.com/regional.ararangua

 

 

Será realizada na sede da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá na próxima segunda-feira, 18, a partir das 14h, a 10ª chamada para escolha de vagas referente ao Processo Seletivo 003/2016 da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), para admissão de professores em caráter temporário para atuação nas Apaes de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Santa Rosa do Sul e Sombrio.

A escolha de vagas acontecerá na sala 36 da ADR, lembrando que para as vagas remanescentes ofertadas e não preenchidas pelos candidatos classificados, será realizada chamada pública. Os interessados deverão estar munidos de documentos pessoais, comprovação de habilitação e comprovante de tempo de serviço.

O Setor de Educação Especial da Gerência Regional de Educação (Gered) de Araranguá destaca que a atuação dos professores admitidos iniciará no dia 2 de outubro.

Vagas disponíveis:

- APAE de Araranguá: 1 vaga de 20 horas no período vespertino, vaga vinculada Deficiência Intelectual (aguardando resultado de perícia do INSS); 1 vaga de 20 horas no período vespertino, vaga vinculada Deficiência Intelectual até 31/10/2017.

- APAE de Balneário Arroio do Silva: 1 vaga de 20 horas no período vespertino, vaga vinculada Deficiência Intelectual até 30/11/2017.

- APAE de Santa Rosa do Sul: 1 vaga de 20 horas no período vespertino, vaga vinculada Deficiência Intelectual até 09/11/2017.

- APAE de Sombrio: 1 vaga de 20 horas no período vespertino, vaga vinculada Deficiência Intelectual até 15/12/2017; 1 vaga de 20 horas no período vespertino, vaga vinculada Deficiência Intelectual (aguardando inclusão do afastamento no sistema de RH).

Informações adicionais para a imprensa
Leneza Della Krás
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá
E-mail: imprensa@aru.sdr.sc.gov.br
Telefones: (48) 3529-0100/(48) 99148-1191
Site: www.sc.gov.br/regionais/ararangua
Facebook: www.facebook.com/regional.ararangua

Neste sábado, 16, será o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, que começou segunda-feira, 11, e segue até o dia 22 de setembro. No Dia D, as unidades de saúde da Região do Extremo-Sul estarão abertas das 8h às 17h para atender a população. O objetivo da vacinação seletiva é resgatar não vacinados ou completar esquemas de vacinação, visando atualizar a caderneta.

De acordo com o enfermeiro Nilo Humberto de Souza, do setor de Imunização da Gerência de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, setor que distribui as vacinas para as 15 Secretarias Municipais de Saúde da região, esta é uma campanha diferenciada, já que não existe um número específico de pessoas a serem imunizadas. “A meta da campanha é atender quem ainda não tiver se vacinado ou completar os esquemas de vacinação”, explica.

Ele destaca que serão oferecidos nos postos dos municípios 16 tipos de vacinas para crianças e adolescentes menores de 15 anos, contra doenças como sarampo, paralisia infantil, varicela, caxumba, rubéola, meningite, hepatite A, hepatite B, febre amarela e HPV.

Vacinas oferecidas durante a campanha

BCG (contra formas graves de tuberculose) – dose única ao nascer, pode ser administrada até 4 anos, 11 meses e 29 dias;

Hepatite A – uma dose a partir dos 15 meses a menores de 5 anos;

Pentavalente (hepatite B, difteria, tétano, coqueluche e haemophilus influenzae B) – crianças a partir de dois meses a menores de 7 anos; são três doses com intervalos de dois meses entre elas (aos 2, 4 e 6 meses);

Hepatite B – uma dose ao nascer até 30 dias de idade; maiores de 30 dias: esquema com pentavalente;

VIP (vacina inativada contra a poliomielite) – crianças a partir de dois meses a menores de 5 anos; são três doses com intervalo de dois meses entre elas (aos 2, 4 e 6 meses)

VOPb (vacina oral contra a poliomielite bivalente) – crianças a partir de 15 meses de idade a menores de 5 anos (reforços aos 15 meses e 4 anos);

Rotavírus humano – Dose 1 aos 2 meses (máximo até 3 meses e 15 dias) e dose 2 aos 4 meses (máximo até 7 meses e 29 dias);

Pneumocócica 10 valente – crianças a partir de 2 meses a menores de 5 anos; crianças de 1 a 4 anos sem comprovação vacinal administrar dose única (doses aos 2 e 4 meses e reforço aos 12 meses);

Meningo C - crianças a partir de 3 meses de idade a menores de 5 anos (duas doses com intervalo de 60 dias entre elas e uma única dose de reforço aos 12 meses (doses aos 3 e 5 meses e reforço aos 12 meses);

Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) – uma dose a partir dos 12 meses de idade;

Tetraviral ou VTV + varicela mono (sarampo, caxumba, varicela e rubéola) – uma dose a partir dos 15 meses de idade a menores de 5 anos (receber a VTV anteriormente);

Varicela: Indígena – uma dose aos 4 anos de idade;

DTP (difteria, tétano e coqueluche) – a partir dos 15 meses de idade a menores de 7 anos (reforço aos 15 meses e aos 4 anos);

Dt (difteria e tétano) - para crianças a partir de 7 anos e adolescentes menores de 15 anos;

dTpa (difteria, tétano e coqueluche acelular) - para gestantes menores de 15 anos de idade;

HPV (papiloma vírus) - meninas de 9 a 14 anos, 11 meses e 29 dias e meninos de 11 a 14 anos, 11 meses e 29 dias;

Febre amarela – uma única dose a partir dos 9 meses em Área com recomendação de vacina (ACRV) ou viajante; uma única dose para indígenas, independente da área que reside.

Leneza Possamai Della Krás - ADR Araranguá

Informações adicionais para a imprensa
Leneza Della Krás
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá
E-mail: imprensa@aru.adr.sc.gov.br
Telefones: (48) 3529-0084 / 99183-1799
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrararangua
Facebook: www.facebook.com/regional.ararangua