Compartilhe

Oficina Robótica

O universo fascinante da robótica e da programação faz parte do cotidiano dos alunos da EEB Bom Pastor, de Chapecó. Desde 2014 os estudantes do Ensino Médio têm a oportunidade de participar das oficinas do Projeto de Robótica. Neste ano, a equipe de alunos foi selecionada no ITR International Tournament of Robots.

A competição internacional ocorre de 6 a 9 de junho no Centro Universitário Eniac, em Guarulhos, São Paulo. A EEB Bom Pastor foi selecionada em dois desafios: o Cabo de Guerra e o Registro Multimidiático. “Em Santa Catarina foram selecionados apenas os projetos da EEB Bom Pastor e do Senai. Somos uma escola preocupada com o ensino dos nossos estudantes de uma forma diferenciada, pois acreditamos que a aprendizagem acontece de várias maneiras”, avalia a diretora da escola, Janes Giachin.

O projeto

Neste ano, 11 alunos participam da Oficina de Robótica, usam a criatividade combinada às lições de matemática e física para criar robôs. A oficina é voltada aos estudantes do 1º ano do Ensino Médio, os alunos do 2º e 3º ano podem compartilhar o conhecimento como monitores.

A iniciativa partiu do professor de matemática Carlos Rutz, que junto com os alunos dedica no mínimo uma noite da semana à oficina de robótica. O professor explica que nos dois primeiros meses as aulas são teóricas para incluir os alunos neste novo universo. “Nas oficinas são apresentadas aos estudantes as ideias de como um robô é comandado ou estimulado. A partir daí é explicado o funcionamento de várias ferramentas de programação, regras de lógica e de linguagens”, afirma o professor de matemática.

Os alunos podem ter contato básico com hardware, e  montar com a utilização do kit lego NXT o mascote da equipe. São estimulados a aplicar a criatividade e criar seus próprios robôs, com seus motores e sensores, comandados remotamente ou estimulados pelo ambiente, completando a interação entre software e hardware. “Depois da etapa de preparação, os estudantes estão prontos para montar seus próprios projetos para participações em feiras, mostras de ciências e competições de robótica e programação”, explica o professor. Nesta etapa estão focados em construir um robô Cabo de Guerra, que irá medir forças com outros robôs em competição.

A estudante da 2ª série, Alanis Moro de Oliveira, pretende ser Designer em Games, ela encontrou na oficina uma oportunidade de se preparar para o mercado de trabalho. “Gosto muito de informática e de programação na área de jogos. Estou aprendendo sobre programação para poder aplicar na minha área”, afirma.

O acadêmico Guilherme Kolakowski cursa Ciência da Computação na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), foi aluno da oficina  de Robótica e hoje contribui como monitor. “ Quando entrei em contato com este mundo tive a certeza do que queria fazer. Foi muito importante ter este primeiro contato com a programação na escola, isso faz a diferença. Agora posso ajudar outros alunos e aprender com eles”, destaca.

Reconhecimento

O estímulo a criatividade já rendeu reconhecimento em vário projetos, entre eles a “Mini Cidade”, e a  construção do mascote da equipe  chamado  de  Cachorro “Alphix”, que  rendeu para EEB Bom Pastor  a premiação  de uma viagem para o Museu da PUC, em Porto Alegre no ano de 2015.

Mais informações para a imprensa:
Andréia Cristina Oliveira
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó
Fone: (49) 2049-7427 / 99938-6966
E-mail: imprensasdrcco@gmail.com
Site: sc.gov.br/regionais/chapeco