Agroindústria orgânica de Cerro Alegre

Mais saúde na mesa, geração de emprego no campo e produção sem agrotóxicos. Esta combinação é possível  e faz parte da realidade e dos objetivos da Cooper Planalto Sul, uma cooperativa de agricultores familiares de Curitibanos. A sede de uma agroindústria de hortaliças orgânicas minimamente processadas foi inaugurada nesta quinta-feira (26) na localidade de Cerro Alegre.

“A melhoria da qualidade de vida destas pessoas sempre foi o nosso foco principal neste projeto”, destacou André Poletto, gerente técnico do programa SC Rural e um dos idealizadores da iniciativa. O trabalho com o grupo de Cerro Alegre vem sendo desenvolvido desde 2006 com apoio do Governo de Santa Catarina,  a partir do Programa Microbacias 2 da Epagri.

A cooperativa possui atualmente 47 sócios e recebeu através do estado uma sede de 83m² construída em alvenaria  e completamente equipada para produzir e processar hortaliças. “Este grupo, caracteriza-se por estar fortalecido, unido, interessado em buscar informações e trazer melhorias para as nossas atividades”, resumiu o presidente da Cooper Planalto Sul, Odirlei Daniel dos Santos.

O prefeito Dudão falou da importância do apoio aos produtores do campo. “Colaboramos aqui com a terraplanagem, patrolamento e cascalhamento para oferecer as melhores condições para que estas famílias possam garantir o seu sustento e melhorar a cada dia seu trabalho”, frisou.

De acordo com o secretário executivo do SC Rural, João Vinicius Ehara, o apoio do poder público foi fundamental para o encaminhamento de sonhos como este. “A maioria dos integrantes do grupo de Cerro Alegre, até 2006, não tinha renda fixa e trabalhava de forma não organizada. Eles atuavam individualmente em propriedades rurais de terceiros, como diaristas”, explicou.

Os agricultores realizavam antes serviços gerais de cultivo nas lavouras e criações, quase sempre com aplicações de agrotóxicos. “A partir da organização em cooperativa, o grupo optou pelo sistema de produção orgânica obtendo posteriormente sua certificação participativa através da Rede EcoVida”, observou Gilmar Dallamaria, gerente Regional da Epagri.

Investimentos ultrapassam R$ 230 mil investidos através do Estado

O sistema de produção da agroindústria de hortaliças de Cerro Alegre recebeu forte investimento do Governo de Santa Catarina. Foram R$ 231.609,72 aplicados no projeto através da Epagri. O Programa SC Rural, por exemplo, subsidiou 50%, ou R$ 115.806,04 sem necessidade de reembolso pelos agricultores. Além disso, os outros 50%, financiados pelo Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), podem ser pagos pelos produtores em cinco parcelas anuais.

“É importante ver que hoje a satisfação dos agricultores em poder trabalhar nas suas propriedades sem a utilização de agrotóxicos e ver o brilho no olhar de cada um deles por esta grande conquista ”, sintetizou Tarso Luiz Rhoden, gerente de políticas socio-econômicas rurais e urbanas da Agência de Desenvolvimento Regional de Curitibanos (ADR).  

Informações adicionais para a imprensa:
Fabio Claudino Fontana
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Curitibanos
E-mail: ascom@cbs.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3412-3011 / 98839-0615
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcuritibanos


Curitibanos - Presidente da Casan se reúne com servidores da estatal  

São praticamente R$ 40 milhões que estão sendo investidos em saneamento básico em Curitibanos. O Governo de Santa Catarina, através da Casan, vem acompanhando as obras que já ultrapassam 20% do processo de implantação, com previsão de estarem prontas em 2019. “Esta ação já ultrapassa R$ 8 milhões investidos até o final deste mês de abril”, destaca o presidente da Casan, Valter Gallina.

Segundo Gallina, a compreensão da população para este investimento é de suma importância. “A gente sabe que é uma obra que gera um certo transtorno, que não brilha os olhos porque não pode ser vista a olho nu, mas ela é imprescindível para reduzir os atendimentos hospitalares, os transtornos com mau cheiro e a garantia de um sistema sustentável de tratamento para as pessoas”, observa.

A ação é dividida em execução e fiscalização basicamente de acordo com João Maria Telles de Souza, gerente regional da Casan. “Nós acompanhamos rotineiramente com o consórcio Prosul-Engevix a fiscalização dos trabalhos que estão sendo executados pela empresa Cosatel”, ressalta.

A primeira de três etapas prevê a implantação de esgotamento sanitário em 36% do município de Curitibanos. “São mais de 14 mil habitantes beneficiados, atendendo oito bairros, 147 ruas, com ligações domiciliares em 3.898 unidades”, explica João Maria Telles de Souza, gerente regional da Casan em Curitibanos.

As obras são divididas entre a execução pela empresa Cosatel e a fiscalização pelo consórcio Prosul-Engevix. “Esses recursos foram captados pelo Governo de Santa Catarina junto a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e preveem um salto no desenvolvimento sustentável da nossa região”, observa Luiz Cesar Abrahão, secretário executivo da ADR de Curitibanos.   

Informações adicionais para a imprensa:
Fabio Claudino Fontana
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Curitibanos
E-mail: ascom@cbs.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3412-3011 / 98839-0615
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcuritibanos

 

 

Transporte Escolar
Foto: ADR Curitibanos

O caminho para a escola para alguns é próximo. Para outros nem tanto. É por isto que o Governo de Santa Catarina segue investindo no transporte escolar. São estudantes do interior, de localidades remotas, que praticamente não teriam como chegar à escola sem este apoio. Na região de Curitibanos, composta por cinco municípios, serão R$ 725,8 mil investidos em 2018 para atender uma demanda total de 776 alunos.

“O repasse do estado para o transporte escolar é destinado a atender alunos dos ensinos médio e fundamental”, destaca o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Curitibanos, Luiz Cesar Abrahão. Por meio da ADR, o Governo de Santa Catarina paga em nove parcelas, distribuidas durante o ano para os cinco municípios da região.

De acordo com o gerente de administração da ADR, Michel Moreira da Silva, existe um critério para a distribuição deste recurso. “O valor repassado é correspondente ao número de alunos e também leva em consideração os trajetos percorridos em cada um dos cinco municípios”, explica.  

O município de Curitibanos vai receber durante o ano R$ 230,4 mil para o transporte de 247 alunos. Para Santa Cecília a previsão de repasse total é de R$ 246,4 mil para atender 235 alunos. A prefeitura de Frei Rogério deve receber R$ 203,5 mil para transportar 244 alunos. São Cristóvão do Sul, com 28 alunos, receberá 22,4 mil. Ponte Alta do Norte, que transporta 22 alunos, deve receber 22,9 mil.

Informações adicionais para a imprensa:
Fabio Claudino Fontana
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Curitibanos
E-mail: ascom@cbs.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3412-3011 / 98839-0615
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcuritibanos

Curitibanos - Operação garante a manutenção da infraestrutura das escolas

As escolas estaduais da região de Curitibanos continuam a receber manutenção de seus ambientes físicos para garantir aos alunos da rede pública estadual locais adequados para o ensino. A ação faz parte da rotina de preservação de espaços pelo Governo de Santa Catarina. A execução e contratação acontece através da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Curitibanos.

O investimento estimado para este ano é de R$ 135,3 mil em reformas estruturais e de manutenção das partes elétrica, hidráulica, marcenaria, pintura, reposição de lâmpadas, conserto de telhados, entre outros serviços.“Acompanhamos com frequência os trabalhos que são realizados para melhoria das 15 EEBs que fazem parte da nossa 11ª ADR. Só esta semana assinamos mais três contratos”, destaca o secretário executivo, Luiz César Abrahão.

Na conservação e manutenção de infraestruturas o investimento atual é de R$ 72,5 mil. Para a aquisição de tintas são R$ 15,6 mil. Em serviços de limpeza e desinfecção dos reservatórios de água das escolas são R$ 5.3 mil. Na mão de obra de pintura devem ser gastos R$ 37,5 mil. Outros R$ 4,2 mil serão aplicados em dedetização e desratização.

"Desde a contratação de cada empresa até a conclusão dos serviços, a Agência de Desenvolvimento Regional fiscaliza a qualidade, os prazos, a prestação de contas, além da realização de cada processo licitatório para que as ações aconteçam”, observa a  consultora jurídica da ADR Curitibanos, Lilian Spricigo.

Informações adicionais para a imprensa:
Fabio Claudino Fontana
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Curitibanos
E-mail: ascom@cbs.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3412-3011 / 98839-0615
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcuritibanos