Compartilhe

Ferrovia da Integração

Uma ferrovia de 540 quilômetros com R$ 14 bilhões em investimentos aproximadamente. Um sonho de ligar o Oeste ao Litoral. Esta é a Ferrovia da Integração, também conhecida como a Ferrovia do Frango, que vem sendo pensada e estudada para desenvolver ainda mais Santa Catarina.

A Valec Engenharia, Construções e Ferrovias está apresentando esta semana o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e ambiental (EVTEA) da ferrovia. Em Chapecó, a sessão foi realizada nesta terça, 3 e nesta quinta, 5, será em Florianópolis, na sede do Dnit. A companhia busca com estes encontros subsídios para o aprimoramento dos estudos técnicos da construção.

 A rota mais provável começa em Dionísio Cerqueira, passando por Chapecó, Joaçaba até chegar em Curitibanos. De Curitibanos um traçado segue pela 470 até os portos de Itajaí e Navegantes. E o outro traçado seguiria por Lages até os portos de Imbituba e Laguna”, explica.

Para o secretário executivo da ADR de Curitibanos, Luiz Cesar Abrahão, a passagem da ferrovia será um grande passo para o desenvolvimento da região. “No passado, uma forma desorganizada de construção de trilhos nos trouxe a Guerra do Contestado, gerando dor e destruição. Agora, de forma organizada, queremos reescrever a história, levando pelos trilhos o desenvolvimento, a nossa produção, a geração de emprego, o turismo”, salienta.

Transporte barato, seguro e sustentável

“Uma ferrovia exige alto valor de investimento. Mas isto é recompensado com transporte mais barato, mais seguro, ambientalmente sustentável. A ferrovia também vai ajudar na condição das rodovias, que diminuirão consideravelmente o trânsito pesado, facilitando a sua conservação”, explica o professor Aldo Dolberth, que é o agente do Programa de Desenvolvimento Econômico Local (DEL) do município de Curitibanos. .

Para o prefeito de Curitibanos, José Antonio Guidi, após os estudos do traçado da Ferrovia da Integração, o próximo passo será a definição dos recursos para executar a obra. “Através do Plano Plurianual (PPA) que acontece em 2019  vai se definir o planejamento e esperamos poder contemplar um aporte de recursos para dar início a execução das obras”, definiu.

Informações adicionais para a imprensa:
Fabio Claudino Fontana
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Curitibanos
E-mail: ascom@cbs.adr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3412-3011 / 98839-0615
Site: sc.gov.br/regionais/curitibanos