Considerando a situação epidemiológica da dengue em Itapema, com a confirmação de sete casos autóctones nas últimas semanas, conforme o boletim epidemiológico n° 07/2018, o município solicitou apoio da Secretaria de Estado da Saúde para ações de bloqueio contra o mosquito Aedes aegypti. Durante reunião realizada no último dia 12 de abril em Itapema, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) propôs a criação de uma "Força Tarefa" para a realização de ações de bloqueio no município.

A ação de bloqueio será realizada no período de 23 a 27 de abril no Bairro Morretes, onde vem ocorrendo a transmissão. O objetivo da atividade é intensificar as ações tanto de eliminação, adequação e tratamento químico de recipientes, quanto de inspeção de depósitos de difícil acesso (como caixas d´água e calhas). A ação contará com a participação de 12 equipes compostas por 54 profissionais de diversas áreas, que deverão vistoriar cerca de dois mil imóveis.

A força-tarefa será coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde de Itapema em conjunto com a Gerência Regional de Saúde de Itajaí e envolverá – além de profissionais dessas instituições, incluindo Agente de Combate a Endemias e Agentes Comunitários de Saúde – a participação de técnicos da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Estado da Defesa Civil, da Coordenação Regional de Defesa Civil de Itajaí, do Corpo de Bombeiros Militar, da Secretaria Municipal de Obras e Transportes e da Defesa Civil de Itapema. 

O diretor da Dive/SC, Eduardo Marques Macário, a gerente de Zoonoses e Entomologia, Suzana Zeccer, e o coordenador do Programa de Controle da Dengue, João Fuck, estarão em Itapema acompanhando o início das atividades, a partir das 8h da próxima segunda-feira, 23, no salão de festas da Igreja Cristo Rei (Rua 402, número 128, em frente ao Colégio Bento Elói).

Mais informações para a imprensa:
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br


Fotos: Jeferson Baldo / Secom

As obras de ampliação do Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, estão 88% concluídas e a estrutura que será acrescentada à atual impressionou o governador Eduardo Pinho Moreira, em visita ao local, na manhã desta sexta-feira, 20. Com inauguração prevista ainda para 2018, o Marieta será o maior hospital de Santa Catarina com 624 leitos.

“É fundamental que essa obra fique pronta e que o hospital possa contribuir com o Estado com o atendimento que já é referência em diversas especialidades e serviços”, enfatizou o governador ao passar pelos setores de pronto atendimento, UTI e outras alas de internação da atual estrutura. “Já gostei do que vi funcionando aqui, imagina quando a nova ala estiver concluída”, elogiou o governador.

Durante reunião com a diretoria do hospital e lideranças políticas da região de Itajaí, o governador reafirmou o compromisso com a Saúde. Disse que é uma prioridade absoluta. “O Governo tem que fazer escolhas pra direcionar os investimentos no que realmente é uma necessidade da população, o restante a gente faz com parcerias. Saúde é o que não pode esperar”, reforçou Eduardo Pinho Moreira.

ATENDIMENTO ANUAL



>>> Fotos na galeria

Considerado uma referência para a região do Vale do Itajaí, o Hospital Marieta Konder Bornhausen atende cerca de 700 mil pacientes por ano. São realizadas 20 mil internações, quatro mil partos, 80 mil atendimentos de urgência e emergência e 20 mil cirurgias.

DOBRO DA CAPACIDADE

A nova ala do Marieta Konder Bornhausen é praticamente um novo hospital. O Complexo Madre Teresa, como será chamado o anexo, tem 15 pavimentos.
O novo prédio abrigará UTI adulto e neonatal, centro cirúrgico, centro obstétrico, Centro de Diagnóstico por Imagem, centro oncológico e área de internação. Estão previstos mais de 200 novos leitos, para atendimento imediato, UTI adulto e neonatal e leitos para internação geral.

A diretora do Hospital Marieta Konder Bornhausen, irmã Mércia Lemes, do Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, argumentou que o novo anexo é um reforço necessário para o tamanho da demanda de atendimentos não só a pacientes de Itajaí, mas de pelo menos outros 11 municípios da região. “A nova ala que está sendo construída aqui está entre as mais modernas do país. É um verdadeiro presente para a nossa população e que terá de nós todo o empenho em oferecer serviços com cada vez mais qualidade”, afirmou.

FUNCIONAMENTO

Com inauguração prevista para julho deste ano, as obras atingiram 88% e consumiram aproximadamente 70% dos recursos aplicados. Até agora, o investimento do Governo do Estado, chega a aproximadamente R$ 60 milhões.

De acordo com a direção, serão necessários cerca de R$ 90 milhões para equipar a nova estrutura. A ideia é que a ocupação do novo espaço seja gradativa e alcance o décimo andar até o fim do ano.

“Saúde é uma das prioridades deste Governo, seremos parceiros na conclusão da obra e temos todo o interesse que o hospital entre em pleno funcionamento e ajude o Estado a vocacionar e acelerar seus processos e atendimentos”, garantiu o secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Jeferson Baldo/Secom

Com uma capacidade de atender até 16 mil unidades consumidoras, foi inaugurada na manhã desta sexta-feira, 20, a Subestação (SE) de Bombinhas. O investimento do Governo do Estado, por meio da Celesc, foi de aproximadamente R$ 7,8 milhões e garante mais segurança no abastecimento de energia elétrica da região. O ato de inauguração contou com a presença do governador Eduardo Pinho Moreira e do presidente da Celesc, Cleverson Siewert.

A nova SE representa um incremento de cerca de 30% na rede que abastece a região. A estrutura também vai permitir mais flexibilidade na operação do sistema, que, antes, era praticamente todo concentrado na subestação de Porto Belo. “Agora, em caso de emergência, há mais uma alternativa de atendimento da demanda. Por exemplo, no caso da subestação de Porto Belo apresentar qualquer problema, a de Bombinhas assume ou vice e versa”, explicou Siewert.

Ao reconhecer e elogiar a forma como o município de Bombinhas evoluiu na vocação turística, o governador Eduardo Pinho Moreira reiterou que a oferta de energia elétrica em quantidade e qualidade é essencial para o desenvolvimento econômico e para a qualidade de vida dos moradores.

“Energia é insumo fundamental para o desenvolvimento social e econômico, e Bombinhas, que tem parte da sua captação de riqueza voltada para o Turismo, precisa dessa infraestrutura para atrair mais visitantes, especialmente, durante a temporada de verão. A finalidade desse empreendimento é assegurar que não vai faltar energia para o município continuar se desenvolvendo”, afirmou o governador.

De acordo com a Celesc, com o incremento do sistema, a demanda de energia elétrica na região de Bombinhas estará suprida nos próximos dez anos.

Subestação Bombinhas

A SE Bombinhas conta com investimentos de R$ 7,8 milhões e está construída entre as praias de Bombas e Zimbros. O valor inclui desde a compra do terreno até a infraestrutura que conecta a unidade ao sistema em operação em Bombinhas.

A Subestação conta com três alimentadores que além do município, garantem energia para as praias do Mariscal, Canto Grande, e as da região Sul de Bombinhas onde estão as praias da Tainha, Conceição e Quatro Ilhas.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

O governador Eduardo Pinho Moreira estará em Itajaí nesta sexta-feira, 20, onde visita as obras de ampliação e readequação do Hospital Marieta Konder Bornhausen. A unidade conta com investimentos de mais de R$ 50 milhões do Governo do Estado. A nova ala, chamada de Complexo Madre Teresa, tem 15 andares e está com as obras em fase final.

O novo prédio abrigará UTI adulto e neonatal, centro cirúrgico, centro obstétrico, Centro de Diagnóstico por Imagem, centro oncológico e área de internação. Estão previstos mais de 200 novos leitos, para atendimento imediato, UTI adulto e neonatal e leitos para internação geral.

O secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, acompanha o governador Eduardo Pinho Moreira na visita, que está programada para as 10h30.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC