Compartilhe

Nesta terça-feira, 16, a Celesc Distribuição realiza consulta pública sobre o programa de investimentos previstos no período de 2018 a 2022. O órgão está pleiteando financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a realização de obras. A audiência, aberta a todos os interessados, compreende os impactos ambientais e ações mitigadoras nas cidades onde serao realizadas obras. Será às 19horas na Associação Empresarial de Joinville (Acij).

Em todo o estado o financiamento do BID poderá viabilizar 20 novas subestações, ampliação de 31 subestações existentes e a instalação de 341 km de novas linhas de distribuição nas tensões 69 e 138 kV. Tais obras possibilitarão um significativo ganho operacional para o sistema elétrico, com acréscimo de 1.405 MVA de potência instalada ao sistema de transformação, volume equivalente a 20% da capacidade atual, em benefício do desenvolvimento social e econômico de Santa Catarina. O conjunto de obras contempladas no financiamento BID corresponde a aproximadamente 60% do total de obras a serem executadas no quinquênio 2018-2022.  

Para a região Norte de Santa Catarina, o plano de obras visa à implantação de seis novas subestações, sendo duas em Joinville e as outras distribuídas entre as cidades de Schroeder, Jaraguá do Sul, São Francisco e Canoinhas. Sete ampliações, sendo duas em Jaraguá e as outras nas cidades de Mafra, Guaramirim, Rio Negrinho, São Bento do Sul e Joinville e mais seis linhas de distribuição, das quais quatro apenas em Joinville e as outras em Jaraguá e Schroeder.  

Para a região do Vale do Itajaí, o plano de obras visa à implantação de cinco novas subestações em Itajaí, Itapema, Brusque, Timbó e Barra Velha. Sete ampliações em Blumenau, Ituporanga, Camboriú, Pomerode, Piçarras, Trombudo Central e Taió, além de mais cinco linhas de distribuição, em Brusque, Itapema, Piçarras, Timbó e Presidente Getúlio.

Para a região da Grande Florianópolis, o plano de obras visa à implantação de seis novas subestações, sendo três na capital catarinense e as outras em São José, Santo Amaro da Imperatriz e São João Batista. Três ampliações em Tijucas, Biguaçu e Florianópolis, além de mais sete linhas de distribuição, sendo quatro em Florianópolis e as demais em Tijucas, Palhoça e São João Batista.

Para a região Sul de Santa Catarina, o plano de obras visa à implantação de duas novas subestações, nas cidades de Criciúma e Capivari de Baixo. Sete ampliações sendo duas em Içara, duas Sombrio e as demais em Criciúma, Orleans e Laguna, além de mais oito linhas de distribuição, sendo três em Tubarão, duas em Forquilhinha e as outras em Capivari de Baixo, Ermo e Criciúma.

Para a região Oeste de Santa Catarina, o plano de obras visa à implantação de uma nova subestação, em Chapecó. Sete ampliações em São Lourenço d'Oeste, Chapecó, Palmitos, São José do Cedro, Capinzal, Videira e Itapiranga, além de mais três linhas de distribuição, nas cidades de Chapecó, Fraiburgo e Itapiranga.

*Agenda

O quê: Consulta pública

Quando: Terça-feira (16/05)

Horário: Às 19h

Onde: Associação Empresarial de Joinville (Acij)