Foto: Jaqueline Noceti/Arquivo Secom

Mesmo não sendo um ano fácil para nenhum governo em razão do cenário econômico ainda desfavorável, em 2017 o Estado de Santa Catarina obteve ótimos resultados e a Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo faz um balanço muito positivo das ações no ano passado.

A conquista mais vultuosa para a região foi a conclusão da revitalização do último trecho da SC-157, numa extensão de 25,6 quilômetros entre Quilombo e Formosa do Sul, onde foram investidos R$ 54,7 milhões. Somado aos outros dois trechos das regiões de Chapecó e São Lourenço do Oeste, foram revitalizados todos os 96 quilômetros da rodovia, com investimento total de R$ 185 milhões.

“A SC-157 é a segunda maior obra em valor no Estado, e hoje tem o reconhecimento da sociedade. Um dos maiores gargalos que a gente tinha era o abastecimento de água, que já melhorou muito e está sendo solucionado, e nós conseguimos, como região, não aumentar o índice de desemprego, conseguimos melhorar bastante a produção de suínos, aves e de grãos, também aumentamos muita nossa bacia leiteira. Isso foi graças ao que o Governo fez nos últimos sete anos com os programas da agricultura, principalmente o Juro Zero”, avalia o secretário executivo da ADR de Quilombo, Jaksom Castelli.   

Na educação, também houve grandes avanços na região. Entre eles, se destacam a abertura do primeiro curso público de ensino superior no polo Universidade Aberta do Brasil (UAB) de Quilombo e a conquista do Curso Técnico em Agropecuária para a Casa Familiar Rural (CFR) Santo Agostinho. “São dois fatos relevantes que talvez não gerem resultado neste ano, mas sim no futuro”, diz Jaksom.

O curso de Pedagogia começou no segundo semestre de 2017, e a ADR trabalha para trazer novos cursos em 2018. O curso técnico da CFR foi autorizado em 2017 e abriu matrículas em novembro para o ano letivo 2018. Durante o recesso de fim de ano, algumas escolas estaduais também recebem melhorias e serviços de manutenção que perfazem um total de R$ 92,8 mil.

Esporte

Além de realizar a 33ª edição dos tradicionais Jogos Escolares da Amizade (JEA) e sediar a seletiva regional dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, a ADR trabalhou intensamente em conjunto com o município de Quilombo para que a cidade fosse eleita pelo Conselho Estadual de Esporte para sediar a fase final do Moleque Bom de Bola 2018.


JEA. Foto: Vinicios Ranzan/ADR Quilombo

Mobilidade

O Governo do Estado também apoiou Quilombo em investimentos na infraestrutura urbana, como o convênio já assinado no valor de R$ 104,9 mil para obras de drenagem, readequação e passeio público na Rua Regina Sponchiado e a pavimentação asfáltica das ruas João Goulart, Matilde Alba Pedott, Guaporé e Paulo Pasquali, em que a ADR investiu R$ 242 mil. O interior de Quilombo também contou com a ajuda de R$ 100 mil em 2017, que foram repassados para o município realizar a manutenção de estradas.

Abastecimento de água

Antes destas e outras ruas terem sido asfaltadas, a Casan substituiu a rede de distribuição de água nestes locais por tubulações novas, duplicadas e sob o passeio, não mais sob a via. Esse mesmo serviço foi realizado em diversas ruas em que ocorriam constantes vazamentos, o que vai reduzir os rompimentos da tubulação e facilitar as eventuais manutenções.

A companhia ainda perfurou e colocou em funcionamento um poço ao lado da praça municipal com vasão de 27 mil litros/hora, instalou a rede adutora para que a água do poço abasteça o reservatório principal no Bairro Santa Inês e uma adutora do reservatório aos bairros Bela Vista e Nova Esperança, cruzando o centro e aumentando a pressão nestas regiões. Entre outras ações para melhorar o abastecimento na cidade e interior de Quilombo, a Casan substituiu aproximadamente 15 mil metros de tubulação, e o reflexo é uma redução drástica nos problemas enfrentados nos últimos anos.

Menos Juros

No último trimestre do ano passado, foi lançado um novo programa de incentivo aos agricultores que se enquadram no Pronaf, o Menos Juros, em que o agricultor contrai o financiamento com prazo de oito anos e o Governo do Estado paga os juros. A Regional de Quilombo tem uma cota de R$ 2,97 milhões no programa, dividida proporcionalmente pelo número de habitantes de cada município. Até o início de dezembro, 17 produtores já haviam sido beneficiados.

“Estas foram as ações mais relevantes durante o ano, entre obras com grande volume de recursos como a SC-157, investimentos feitos no passado e que agora colhemos os frutos, como o Juro Zero, e também outras ações que não desprendemos muitos recursos, mas temos certeza que trarão resultados futuros, como a implantação da Udesc e o curso técnico em agropecuária”, finaliza o secretário Jaksom. 

Informações adicionais para a imprensa
Vinicios Antonio Ranzan
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo
E-mail: assessoriadecomunicacao@qbo.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3346-2426 / 99152-8098
Site: sc.gov.br/regionais/quilombo


Foto: Alana de Bairros/ADR Quilombo

Na tarde desta quinta-feira, 21, os prefeitos de Formosa do Sul, Santiago do Sul, Quilombo e União do Oeste estiveram na Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo para assinar termos de aditivo de prazo de convênios, termos de cessão de uso de perfuradores de solo e também para articular ações regionais para 2018 com o secretário executivo da ADR Jaksom Castelli.

Cada um dos seis municípios da regional recebeu um perfurador, equipamentos cedidos pelo Governo do Estado pelo período de dois anos. Este equipamento poderá ser utilizado para abrir buracos no solo para instalação de cercas, entre outras atividades.

Foram assinados sete termos de aditivo de prazo com o Município de Quilombo, referentes à convênios para recuperação de estradas vicinais e pavimentação de ruas urbanas, um com Irati referente à convênio para recuperação de ruas e ainda um com Formosa do Sul, o maior dos convênios, referente à construção do Ginásio de Esportes, em que o Governo do Estado investe R$ 900 mil.

O secretário executivo aproveitou a oportunidade para articular algumas ações para 2018, como o fortalecimento do polo da Udesc em Quilombo e também do curso técnico da Casa Familiar Rural Santo Agostinho.

“A Casa Familiar Rural vai contar com dois novos servidores, um para cuidar da parte técnica e outro da parte pedagógica. O Estado vai dar um bom suporte e tem alunos interessados em todos os seis municípios”, salientou Jaksom, que pediu o apoio dos demais prefeitos. “Quilombo já mantém a estrutura, professor, energia, então seria interessante se os demais municípios também auxiliassem os alunos com repasse mensal para o transporte, por exemplo, assim como já faz o município de Formosa do Sul”, sugere Castelli.

Escolinha da Chapecoense

O secretário executivo também falou da possibilidade de trazer uma escolinha de futebol da Chapecoense para Quilombo. Segundo Jaksom, o custo é de aproximadamente R$ 8 mil por mês, mais o campo à disposição e é uma iniciativa interessante para integrar as famílias ao esporte e também promover o desenvolvimento das associações esportivas locais.

Informações adicionais para a imprensa
Vinicios Antonio Ranzan
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo
E-mail: assessoriadecomunicacao@qbo.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3346-2426 / 99152-8098
Site: sc.gov.br/regionais/quilombo

Formatura de policiais militares em Chapecó

O governador Raimundo Colombo e o comandante-geral da Polícia Militar, Paulo Henrique Hemm, participaram nesta quinta-feira, 14, na sede do 2º Batalhão da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), em Chapecó, da formatura de 120 novos policiais militares. Este foi o quarto de nove grupos que estão sendo formados durante a semana, em um total de 919 soldados.

Segundo o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo, Jaksom Castelli, foram solicitados dois policiais militares para Quilombo, um para Irati e mais cinco para ficarem lotados na 5ª Companhia de São Lourenço do Oeste, mas que devem integrar uma Patrulha Agrícola nos treze municípios que compõem as regionais de Quilombo e São Lourenço do Oeste.

Colombo explica que os novos concursos são para suprir a saída de policiais aposentados. “As aposentadorias estão ocorrendo em um número bastante elevado. Então a gente tem um ingresso muito grande, mas o efetivo aumenta pouco”, informa. “É o maior número da história de Santa Catarina. Em novembro, nós chamamos 200 novos policiais civis, então é um ingresso bem expressivo e tem que continuar. Ano que vem deve haver um novo concurso, do porte deste. Também vamos continuar a investir em tecnologia e inteligência para poder se antecipar contra a criminalidade”, destacou.

“Esse reforço virá para que a gente possa promover segurança a todo o povo de Santa Catarina. Nós vamos reforçar efetivamente e procurar naquilo que compete a Polícia Militar dar a resposta”, disse o comandante-geral Paulo Henrique Hemm. “Definimos a distribuição dos nossos policiais para as cidades de forma técnica e observando vários critérios, como aumento populacional e da criminalidade, da demanda reprimida, dos policiais que foram embora, dentre outros”, explicou Hemm.

Os formados participaram do concurso público em 2015 e iniciaram o curso de formação que aconteceu de 2 de maio de 2017 até 15 de dezembro 2017 no Centro de Ensino da PMSC, em Florianópolis e em mais 15 batalhões pelo Estado.

Foram 1.284 horas compostas por estudos teóricos sobre direito penal, legislação, trânsito, ética e cidadania. Na parte prática, o treinamento compreende técnicas de policiamento ostensivo, uso de armas, defesa pessoal e participação em operações policiais.

Nesse grupo, 60 fizeram o curso de formação de soldados no 2º Batalhão de Polícia Militar de Chapecó, 30 no 11º Batalhão de Polícia Militar de São Miguel do Oeste e 30 no 20º Batalhão de Polícia Militar de Concórdia.

O soldado Claudinei Gheno disse que entrar na corporação é um sonho de longo prazo que hoje se concretiza. “Passa um filme na nossa cabeça em lembrar de tudo que passamos para chegar até aqui desde o concurso. Todas as etapas foram cumpridas e hoje estamos aqui”, comemorou.

Todas as turmas que encerram a sua trajetória de formação nos cursos da PM escolhem um nome para serem identificadas. A turma que se forma no Estado escolheu homenagear o soldado PM Jaison Carniel. Ele foi morto em 2014 durante uma emboscada dentro de um estabelecimento comercial em Campos Novos.

Informações adicionais para a imprensa
Vinicios Antonio Ranzan
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo
E-mail: assessoriadecomunicacao@qbo.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3346-2426 / 99152-8098
Site: sc.gov.br/regionais/quilombo

Gerente de políticas socioeconômicas rurais e urbanas

Dezessete produtores rurais da regional de Quilombo já foram contemplados com o Programa Menos Juros, lançado pela Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca. O programa tem como objetivo incentivar o investimento rural e apoiar os agricultores que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Quilombo, União do Oeste, Formosa do Sul, Santiago do Sul, Irati e Jardinópolis tem R$ 2.979.037,00 à disposição para o programa. Este valor é proporcional ao número de habitantes e será destinado às atividades de piscicultura, turismo rural, avicultura, caprinocultura, suinocultura, produção de leite, fruticultura, aproveitamento de dejetos da produção intensiva de animais, energia alternativa, plantas ornamentais e equipamentos da mecanização agrícola (não incluindo tratores, veículos e calcário).

O prazo para quitar os financiamentos é de oito anos e o Governo irá contribuir com o pagamento de 2,5% dos juros ao ano. Segundo o gerente de políticas sócioeconômicas rurais e urbanas da ADR, Vilso Casagranda, para participar do programa o agricultor deve procurar a Epagri, cujo técnico fará o pré-enquadramento e encaminhará para a ADR.

Informações adicionais para a imprensa
Vinicios Antonio Ranzan
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo
E-mail: assessoriadecomunicacao@qbo.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3346-2426 / 99152-8098
Site: sc.gov.br/regionais/quilombo