Reunião para discutir coleta de animais mortos

Em reunião na tarde desta quarta-feira, 20, gestores públicos das regionais de Quilombo e São Lourenço do Oeste discutiram sobre a implantação de um sistema de coleta e destinação de animais mortos nas propriedades rurais.

O assunto foi discutido na Associação dos Municípios do Noroeste Catarinense (AMNOROESTE), em São Lourenço do Oeste, e contou com a presença dos secretários executivos das Agências de Desenvolvimento Regional (ADR) de Quilombo e São Lourenço do Oeste, Jaksom Castelli e Walmor Pederssetti, respectivamente, e ainda prefeitos e servidores municipais.

A ideia foi apresentada pela consultora da empresa Cebrasa, Diane Franz. Segundo ela, este é um projeto piloto que carece de avanços legais junto ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), mas que a empresa já realiza este tipo de coleta em outras regiões do estado, como Rio do Sul, Concórdia, Xanxerê e São Miguel do Oeste e busca ampliar o atendimento.

De acordo com Diane, este serviço traz vantagens nos aspectos sanitário e ambiental, poupa o agricultor de um trabalho pesado e, em média, a coleta ocorre com rapidez. “De 70% a 80% dos animais são coletados em até doze horas”, afirma. Com os resíduos recolhidos são produzidos óleo biocombustível e farelo para ração ou adubo.

Para colocar o serviço em prática é necessário construir um entreposto em um dos municípios da região, onde ficaria instalado um contêiner refrigerado. Esta estrutura e os caminhões utilizados para coleta devem obedecer a critérios a serem fiscalizados pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).

O custo informado pela empresa, proposto para ser absorvido pelos municípios, é de R$ 60 por bovino e R$ 15 por suíno. Pelo levantamento feito pela empresa sobre a média de animais mortos nas propriedades, Quilombo teria que pagar R$ 6,4 mil por mês, enquanto que União do Oeste, por sua vez, teria que pagar R$ 4,4 mil.

Seguindo sugestão do secretário Jaksom, uma reunião foi marcada com a direção da Aurora para esta sexta-feira, 22. 

Informações adicionais para a imprensa
Vinicios Antonio Ranzan
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo
E-mail: assessoriadecomunicacao@qbo.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3346-2426 / 99152-8098
Site: sc.gov.br/regionais/quilombo

Quilombo - Polícia Militar Rodoviária promove concurso nas escolas da região na Semana Nacional do Trânsito
Nesta segunda-feira, 18, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de São Lourenço do Oeste, por meio do 17º posto, começou uma série de palestras alusivas à Semana Nacional de Trânsito nas escolas estaduais da regional de Quilombo e deu início a um concurso de desenho e redação para os estudantes.

A Semana Nacional de Trânsito é comemorada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro e, durante esta semana, todas as instituições de ensino da rede estadual pertencentes à Gerência de Educação de Quilombo receberão as palestras.

Em cerca de 45 minutos, os policiais militares rodoviários apresentam noções importantes para a segurança no trânsito e explicam como funciona o concurso.

Quilombo - Polícia Militar Rodoviária promove concurso nas escolas da região na Semana Nacional do Trânsito

Com o tema: “Minha escolha faz a diferença no trânsito”, o concurso está dividido nas categorias Ensino Fundamental e Ensino Médio e para concorrer os alunos devem produzir, respectivamente em cada categoria, um desenho com slogan e uma redação.

O objetivo, segundo o comandante do 17º posto da PMRv, sargento Fabiano André dos Santos, é incentivar a conscientização para um trânsito seguro, seja como pedestre, ciclista ou condutor de veículos automotores, estimular o exercício da cidadania, da educação e da gentileza e aproximar as comunidades da instituição.

Os três melhores trabalhos em cada categoria serão selecionados por uma comissão julgadora formada pela PMRv e Gered. O prêmio de primeiro lugar de cada categoria é uma bicicleta e ainda um dia como prefeito para o vencedor do Ensino Fundamental e um dia como comandante do posto da Polícia Militar Rodoviária de São Lourenço do Oeste para o campeão do Ensino Médio. Segundo e terceiro lugares receberão medalhas e brindes.

Informações adicionais para a imprensa
Vinicios Antonio Ranzan
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo
E-mail: assessoriadecomunicacao@qbo.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3346-2426 / 99152-8098
Site: sc.gov.br/regionais/quilombo

Na quarta-feira, 13, a Fundação Aury Luiz Bodanese reuniu cinco escolas da rede estadual da Regional de Quilombo para que fossem apresentados os resultados dos projetos elaborados por alunos e professores do Ensino Médio para fomentar o cooperativismo. Foram cinco projetos elaborados e colocados em prática durante desde o início do semestre.

O projeto vencedor foi o da Escola de Educação Básica Profº Celso Rilla, de Irati. Um dos professores que ajudou os estudantes foi Edson Maria, de Filosofia e Sociologia. “A principal lição é que temos que acreditar no nosso jovem. A gente não esperava que essa turma fosse fazer um movimento tão grande, mobilizar tamanha população e, com isso, trazer um bem para a sociedade”, disse.

A presidente da fundação, Isabel Machado, parabenizou os alunos pelos projetos. “Vocês, com certeza, farão a diferença!”, encorajou. A fundação procurou, este ano, envolver as instituições de ensino no projeto, por serem formadores de opinião. Foi proposto para as escolas que realizassem iniciativas sem muito custo, mas que prmitissem que os alunos se sentissem valorizados e responsáveis por tudo o que construíram.

Informações adicionais para a imprensa
Vinicios Antonio Ranzan
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo
E-mail: assessoriadecomunicacao@qbo.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3346-2426 / 99152-8098
Site: sc.gov.br/regionais/quilombo

 

Nesta semana a Casan concentrou esforços para resolver o problema de falta de pressão na região Travessa Chapecó, próximo ao Posto de Saúde de Quilombo. Segundo o gerente da agência da companhia no município, Márcio Mattos, aquele local tinha esse problema há pelo menos oito anos.

“Foi feita uma ligação com a rede do bairro Cristo Rei então a partir de agora essa região não vai mais ser abastecida pela rede central. Assim o abastecimento deverá ser mantido para estas casas durante 24 horas por dia, a não ser que ocorra algum vazamento ou manutenção”, explica Mattos.

Também foi concluída nos últimos dias a rede no final da rua Henrique Weirich, que dá acesso ao bairro Cooper. Ali moram 16 famílias que não eram abastecidas pela Casan. Foram instalados dois mil metros de tubulação, interligada à rede da SC-157, que distribui água do reservatório elevado à margem da rodovia.

Mattos também afirma que foi verificada significativa melhora no tempo de abastecimento e na pressão da rede nos bairros Nova Esperança e Bela Vista, depois que a tubulação na Rua João Goulart foi substituída.