Compartilhe

Com a participação de mais de 500 pessoas, foi realizada nesta quarta-feira, 17, a 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres. Com o tema: “Saúde das mulheres: Desafios para a integralidade com equidade”, o evento reuniu, no Clube Comercial de São Miguel do Oeste, os 30 municípios da Comissão Intergestores Regional (CIR) do Extremo Oeste. A Conferência contou com o apoio dos Conselhos Municipais de Saúde e das Gerências Regionais de Saúde de Dionísio Cerqueira, Itapiranga, Maravilha e São Miguel do Oeste.

Durante a abertura, o juiz da Comarca de São Miguel do Oeste, Márcio Cristófoli, lembrou a violência doméstica e familiar que atinge as mulheres e o trabalho realizado na Vara Criminal. “Cabe a nós mudarmos isso com políticas públicas. É uma tarefa difícil, mas percebemos a importância de eventos como este para o objetivo”, afirma.

O prefeito de São Miguel do Oeste, anfitrião do evento, Wilson Trevisan, deu as boas vindas a todos e parabenizou pela Conferência Regional. “Percebemos a união em um evento grande, com a participação de todos os municípios. E esse é o caminho para tudo. Precisamos pensar no coletivo”, declarou.

Foram elencadas as propostas e os delegados que representarão a região Extremo Oeste na 1ª Conferência Estadual de Saúde das Mulheres de Santa Catarina, que acontece nos dias 13 e 14 de junho de 2017, em Florianópolis. Esta é uma etapa preliminar da 2ª Conferência Nacional de Saúde das Mulheres, que acontecerá de 1 a 4 de agosto de 2017, em Brasília.

O evento contou com quatro palestras ministradas pelos profissionais: a delegada, Joelma Stang; a responsável pelo Setor de Epidemiologia da Gerência de Saúde de São Miguel do Oeste, Ana Moser; a assistente social, Greici Farias; e o enfermeiro e mestrando em Biociências e Saúde da Universidade do Oeste de Santa Catarina, Jorge Fernando Soares.

Propostas

Foram abordados e trabalhados quatro eixos temáticos: O papel do Estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres; O mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres; Vulnerabilidades e equidade na vida e na saúde das mulheres; Políticas públicas para as mulheres e a participação social.

Entre as propostas, estão os temas: Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos; saneamento básico; licença maternidade; promoção social; educação permanente dos profissionais da saúde; liberdade na escolha da reprodução; implementação da Rede de Atenção Básica e Rede Cegonha e o aprimoramento de estratégias e ações na discussão da feminilidade e empoderamento feminino.

--
Gisele Vizzotto
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste
E-mail: imprensa@sge.adr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3631-2900
Site: www.sc.gov.br/regionais/saomigueldooeste
Facebook: www.facebook.com/regional.saomigueldooeste