Foto: Glauco Benetti/ADR Seara

Nesta sexta-feira, 26, municípios integrantes das ADRs de Seara e Concórdia se reuniram para discutir proteção à população, ações preventivas, gestão de crises e desastres no 2º Seminário Regional da Defesa Civil realizado em Concórdia. O encontro visa ainda despertar o aumento da resiliência local para diminuir os efeitos adversos dos desastres.

O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, destaca que é fundamental a parceria com os municípios. “Este seminário faz parte do planejamento da construção do plano de contingência, planos de ação conjunta, evacuação e gerenciamento de riscos e chegou a hora dos municípios participarem”, explica Moratelli.

A secretária executiva da ADR de Seara, Gládis Regina Bizolo dos Santos, o evento vem ao encontro das ações preventivas desenvolvidas pelo Governo do Estado. “Santa Catarina é referência quando o assunto é a Defesa Civil. Com a inauguração do radar meteorológico do Oeste, em Chapecó, o Estado passa a ter todo o seu território monitorado. E ainda esse apoio para que cada município tenha o seu plano de gestão e contingência vão trazer ainda mais segurança para os catarinenses”, ressalta Gládis.

Investimentos no Oeste

As obras do radar meteorológico do Oeste, em Chapecó, estão avançando em ritmo acelerado e a inauguração está programada para agosto deste ano. O aparelho vai monitorar os eventos climáticos, facilitar as previsões e emissões de alertas à população em caso de emergências. O investimento do Governo do Estado no radar do Oeste é de R$ 12,8 milhões.

Oficinas

Na próxima semana, nos dias 29 e 30 serão realizadas oficinas direcionadas aos Coordenadores Municipais da Defesa Civil com os temas “Gestão de Risco e Plano de Contingência”, “Contribuições para elaboração do Plano de Contingência Municipal” e “Planos Familiares de Emergência”.

Mais informações para a imprensa
Glauco Benetti
(49) 3452-8610 / 98837-7430
comunicacao@sar.sdr.sc.gov.br


Fotos: James Tavares/Secom

Em mais uma rodada de apresentação do projeto da segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam 2), na manhã desta sexta-feira, 26, foi a vez da região de Chapecó conhecer a proposta que prevê R$ 700 milhões para investimentos em todos as cidades catarinenses. O governador Raimundo Colombo apresentou a iniciativa em reunião com representantes da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (Amosc).

>>> Acesse a galeria de fotos

O governador Colombo destacou que ao contemplar todos os 295 municípios do Estado, o Fundam favorece a boa distribuição demográfica de Santa Catarina, o que contribuiu para o equilíbrio do desenvolvimento econômico catarinense de forma conjunta. "O Fundam é um programa que beneficia todos, mas que faz diferença principalmente para as médias e pequenas cidades, garantindo que também tenham recursos para executarem obras locais que elas mesmo escolheram. Isso contribui para a promoção da qualidade de vida em cada uma destas cidades", defendeu Colombo.

O projeto para a segunda edição do Fundam já está na Assembleia Legislativa e o investimento previsto para esta nova rodada é de R$ 700 milhões, como importante medida para dinamizar a economia catarinense. Depois de lançado oficialmente, as equipes das prefeituras farão um trabalho em conjunto com as Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) na elaboração dos projetos, dentro das características previstas para depois apresentar aos gestores do programa.

Na primeira edição, foram distribuídos R$ 606 milhões para investimentos nos municípios catarinenses, em diferentes áreas, especialmente saúde, educação, saneamento básico e infraestrutura. O destino do investimento foi uma decisão de cada município, modelo que será repetido nesta segunda edição. Como cada município podia apresentar até dois projetos, foram assinados 453 convênios, que possibilitaram a compra de 976 equipamentos, máquinas e veículos, a realização de 56 obras e a pavimentação de 1.358 ruas, o que corresponde a 538 quilômetros lineares pavimentados. "Conseguimos fazer muita coisa, de forma muito mais rápida e em todas as regiões, o que comprova que o modelo do programa está certo", acrescentou o governador.

Para as nove cidades que fazem parte da Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó, foram distribuídos R$ 13 milhões na primeira edição do Fundam. Chapecó, por exemplo, recebeu R$ 3,7 milhões para pavimentação do acesso ao Distrito de Alto da Serra. E Coronel Freitas recebeu R$ 1,8 milhão, aplicados na revitalização da Avenida Santa Catarina e na pavimentação asfáltica de diferentes ruas da cidade.

Agora todos poderão novamente ser contemplados. A proposta do Fundam 2 já tem o aval do governo federal e da diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O gerenciamento e controle do programa devem ficar com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a exemplo do que ocorreu na primeira edição.

A reunião desta sexta-feira foi o quarto de um total de 21 encontros. Os demais estão programados para as próximas semanas, contemplando todas as regiões do Estado. "São reuniões de serviço, para discutir o Fundam 2 e garantir o mesmo bom rendimento que tivemos na primeira edição", afirmou Colombo. Antes de Chapecó, o governador já fez apresentações em Mafra, Tubarão e Jaraguá do Sul.

Nesta reunião da Amosc, participaram representantes de 21 municípios. São eles: Águas de Chapecó, Águas Frias, Arvoredo, Caxambu do Sul, Chapecó, Cordilheira Alta, Coronel Freitas, Formosa do Sul, Guatambu, Irati, Jardinópolis, Nova Erechim, Nova Itaberaba, Pinhalzinho, Planalto Alegre, Quilombo, Santiago do Sul, São Carlos, Serra Alta, Sul Brasil e União do Oeste. Na primeira edição do Fundam, os repasses para estas 21 cidades somaram R$ 28 milhões.

Deputados, prefeitos e lideranças da região também acompanharam a reunião.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC

Itá - Começam as obras de melhoria na Avenida Beira Lago
Foto: Glauco Benetti/ADR Seara

Começam as obras de alargamento e drenagem da Avenida Beira Lago, em Itá. Um investimento do Governo do Estado de Santa Catarina de mais de R$ 450 mil para melhoria da infraestrutura turística do município. A via urbana interliga dois importantes pontos turísticos, a Prainha e o acesso às Torres da Antiga Igreja Matriz São Pedro.

As readequações serão realizadas na primeira parte da avenida com 2,5 quilômetros de extensão a drenagem da via e alargamento da pista em mais 1,5 m.

“Esta é uma importante obra que vai fortalecer o turismo, melhorar as condições de tráfego para os moradores da região, além de embelezar e garantir a segurança de quem quer conhecer o Itá”, destaca a secretária executiva Gládis Regina Bizolo dos Santos.

O repasse financeiro é realizado por meio de convênio com a Agência de Desenvolvimento Regional de Seara no valor de R$ 457.433,54 – sem contrapartida do município. A obra deve ser concluída em até 4 meses.

Mais informações para a imprensa
Glauco Benetti
(49) 3452-8610 / 98837-7430
comunicacao@sar.sdr.sc.gov.br


Foto: Glauco Benetti/ADR Seara

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) apresentou em Chapecó nesta terça-feira, 23, o projeto SC Bem Mais Simples. O programa visa diminuir a burocracia, facilitar e agilizar a abertura de empresas. Nesta ocasião as primeiras prefeituras da região oeste puderam assinar o termo de cooperação técnica para adesão.

O projeto prevê o Enquadramento Empresarial Simplificado (EES), com base nas informações constantes da autodeclaração dos empreendedores. Objetivo é diminuir os entraves para aberturas, licenciamentos, alvarás, fechamentos, entre outros processos para empresas de baixa complexidade, ou seja, com atividades que não comprometem a segurança sanitária, ambiental e com baixo potencial poluidor.

“Iniciamos esta ação há dois anos e criamos uma força-tarefa para atender o setor produtivo. Vemos na simplificação o caminho para fortalecer nossa economia e tenho certeza que será um grande incentivo aos empreendedores”, afirma o secretário da SDS, Carlos Chiodini.

SC Bem Mais Simples

A simplificação foi criada a partir do grupo de trabalho formado por membros da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), Secretarias de Estado da Fazenda (SEF), Saúde (SES), Segurança Pública (SSP), Casa Civil (SCC), Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros Militar, além do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS).

Mais informações para a imprensa
Glauco Benetti
(49) 3452-8610 / 98837-7430
comunicacao@sar.sdr.sc.gov.br