Seminário das Feiras de Matemática
Foto: ADR Taió

A EEF Adele Heidrich, da Gerência de Educação da ADR Taió, participou do VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática na última semana, no Instituto Federal de Educação, Ciência de Tecnologia Catarinense, Campus de Camboriú.

A escola foi representada no evento pela professora Rosemar Junkes Preis e pelos alunos do 8º ano Daniel Pereira de Moraes e Matheus Dias do Rosário. A equipe fez a apresentação do projeto de matemática: Menos sódio, mais saúde. Outros projetos do Estado que também foram destaques para a Feira Nacional, participaram do seminário.

“O incentivo a pesquisa oferecido pelas escolas motiva o aluno a ampliar a curiosidade do aprender, possibilitando assim, o desenvolvimento do interesse na qualificação e interação com os demais alunos, no contexto escolar e comunitário”, afirmou o gerente de Educação, Moacir de Melo.

Para o estudante Daniel, participar do seminário foi uma importante experiência que o ajudou a conhecer um pouco mais sobre a matemática e também, repassar o que aprendeu com o trabalho que apresentou. “Nosso projeto mostra que ingerir sódio em excesso faz mal para a saúde e pode levar a morte. Já o sal de ervas prejudica menos e tem uma densidade menor que o sal comum”, explicou.

Segundo a professora Rosemar, foi um momento de grande importância, de socialização dos conhecimentos científicos, contextualizados de acordo com a realidade ao qual o aluno está inserido. “Nestes espaços de mostras de trabalho, professores e alunos vêem conceitos científicos sendo aplicados para solucionar problemas específicos de cada local. São momentos únicos de troca de experiências e sabedorias que desmonta aquele conceito que muitos têm de que a matemática é algo abstrato, pois você vê a sua enorme aplicabilidade nas mais variadas áreas”, destacou.

O projeto “Aedes aegypti? Aqui não!”, representante da EEB Bruno Heidrich, de Mirim Doce e da Gerência de Educação de Taió, foi anunciado como um dos finalistas na categoria impresso, do I Concurso Escola Promotora de Saúde - Todos Contra o Aedes aegypti. Promovido pela Secretaria de Estado da Educação e da Saúde, os finalistas de cada categoria do concurso serão premiados em evento na Capital, em data a ser definida.

O projeto foi elaborado pelas alunas Joana Giradi da Silva, Cintia Cristina Ignaczuk, Marcela Hellen Mundt, Sabrina Simas Schlichting e Pâmela Cristina Mauricio Machado, sob orientação das professoras Jessica Mayla Borghezan e Neide Altino de França.

O gerente de Educação, Moacir de Melo parabenizou a escola e ressaltou a importância do envolvimento de todos no combate ao mosquito. “O esforço coletivo pode conter uma possível epidemia. O controle da dengue exige uma mudança de comportamento das pessoas, é preciso que nos tornemos combatentes do Aedes aegypti”.

Conforme a coordenadora da Feira Regional de Matemática e Ciências e Tecnologia na ADR, Marcia Peters Busarello, os alunos produziram o trabalho em sala de aula e colocaram em prática, apresentando para a comunidade. “O projeto também será apresentado na Feira Regional, no dia 4 de agosto, em Taió”, complementou.

A diretora da escola Marizete Brandes Izidorio comemorou estar na final do concurso.  “Ter um trabalho finalista em um concurso estadual é um estímulo para mais alunos participarem de projetos como este”.  

Acesse o link e conheça um pouco mais sobre o projeto: Aedes aegypti? Aqui não!

Sobre o concurso

Todos contra o Aedes aegypti foi tema desta primeira edição do concurso lançado em agosto de 2016 pelo Governo do Estado de Santa Catarina. Toda a comunidade escolar da rede pública foi convidada a participar com projetos que colaboraram para a prevenção e para o combate ao mosquito transmissor da dengue, da febre de chikungunya e da febre do zika vírus.

Na fase final a SED recebeu 71 trabalhos de 31 regionais nas três categorias: trabalho pedagógico, produto de comunicação social impresso e audiovisual. 

Durante a avaliação final dos trabalhos realizada na SED sete profissionais julgadores das pastas da Saúde e Educação classificaram todos os trabalhos de acordo com critérios que variaram desde o impacto visual, até o nível de reflexão e discussão sobre mudanças de atitudes e práticas ambientais que foram promovidas pelas equipes no ambiente da comunidade escolar.

Os primeiros lugares receberão um tablet para cada estudante e para o professor orientador, diploma e placa com o ‘Título de Aluno Promotor de Saúde’. Os segundos e terceiros lugares diploma e placa com o ‘Título de Aluno Promotor de Saúde’. As escolas serão premiadas com computadores.

Secretário adjunto da Agricultura e da Pesca participa do Dia de Ação de Governo na ADR Taió

O secretário adjunto da Agricultura e da Pesca, Airton Spies visitou a Regional de Taió na tarde desta quarta-feira, 12, durante a 4ª edição do Dia de Ação do Governo. Durante encontro com as principais lideranças municipais, falou sobre os programas do governo estadual. “O Governo do Estado mantém os programas da Secretaria da Agricultura que dão suporte aos agricultores na busca de competitividade e aumento da renda. É importante que todos conheçam esses programas para orientar os agricultores de seus municípios”, afirmou.

Spies destacou que Santa Catarina completa em 2017, 10 anos como área livre de aftosa sem vacinação. “O Estado comemora 10 anos do reconhecimento como livre de febre aftosa sem vacinação, pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Para manter esse reconhecimento em sanidade animal, o Governo do Estado realiza um trabalho permanente junto ao Ministério da Agricultura, agroindústrias e produtores rurais”.

Secretário adjunto da Agricultura e da Pesca participa do Dia de Ação de Governo na ADR Taió

No final da tarde, o secretário adjunto conheceu a propriedade da família Klehm, na comunidade de Ribeirão do Salto, que buscou apoio no Programa SC Rural para ampliar o negócio no ramo de panificação.  Com investimentos de R$ 59.664,00, sendo metade em recursos do programa, o empreendimento familiar ganhou uma nova sede, além de equipamentos. A produção, que gira em torno de 500 pães por semana, bolos e cucas, é comercializada por meio da Coopertaió. “Os agricultores estão interessados em investir e ampliar sua produção. O SC Rural apoia o desenvolvimento rural promovendo a competitividade da agricultura familiar”.

O secretário executivo da ADR, Jardel Fronza, falou que a visita do secretário adjunto da Agricultura foi uma oportunidade para compartilhar informações e colocar a Secretaria à disposição dos gestores municipais. “A parceria entre Estado e municípios está sempre trazendo ações importantes para nossa região”, ressaltou.

Seminário Regional da Defesa Civil

A Secretaria de Estado da Defesa Civil realizou, na última sexta-feira, 7, o II Seminário Regional, em Taió. O evento aconteceu na Câmara de Vereadores, para os 12 municípios de abrangência da Coordenadoria Regional da Defesa Civil de Taió. O Seminário é direcionado para capacitar os novos gestores municipais, profissionais da área de proteção e defesa civil, tanto do órgão municipal quanto estadual sobre o novo sistema de proteção e defesa civil que está em implantação em Santa Catarina.

Em sua palestra, o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli falou sobre a estruturação da Defesa Civil e a importância da política de estruturação nos municípios. “O Governo do Estado está investindo em prevenção e gestão de crises. É um conjunto de ações integradas com planejamento, comunicação e ação entre Estado, municípios e regiões”.

 
Seminário Regional da Defesa Civil

Conforme Moratelli, será concluído em breve, o Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), em Florianópolis, ligado a outros 20 Centros Regionais, um deles em Taió. O secretário destacou também que o território catarinense terá 100% de cobertura por radares meteorológicos neste ano, resultado da compra de dois novos equipamentos, um para a região Oeste do Estado e outro para o Sul que vão facilitar e intensificar o trabalho de emissão de alertas e de gestão de risco.

As outras palestras foram sobre a Gestão de Risco e a Gestão do Desastre. Na segunda, 10 e terça-feira, 11, será trabalhado com os municípios, em oficinas regionais, Plano de Contingência Municipal; Planos Comunitários de Gestão de Risco; Núcleo de Proteção de Defesa Civil e Planos Familiares de Emergência.

Municípios da Coordenadoria Regional de Taió

Taió, Mirim Doce, Pouso Redondo, Presidente Getúlio, Ibirama, José Boiteux, Dona Emma, Witmarsum, Vitor Meirelles, Santa Terezinha, Rio do Campo e Salete.