Compartilhe

Assinatura convênios transporte escolar
Secretário Euro Vieceli e gerente de educação Girlene Borsoi assinam convênio para transporte escolar
FOTO: Josiane Zago / ADR Videira

A 9ª Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), juntamente com a Gerência de Educação, procedeu com a assinatura de convênios que totalizam R$1.281.842, destinado ao transporte escolar de mais de 1700 alunos do ensino fundamental e médio, das 21 escolas da rede estadual da área de abrangência.

O valor representa um acréscimo de, em média, 5% dos valores contratados no último ano. Para o secretário executivo, Euro Vieceli, esse convênio alinha uma importante parceria com os municípios “Esses convênios são interessantes porque otimizam o transporte dos municípios. Tão logo o procedimento burocrático seja encerrado, os pagamentos começarão a ser emitidos”, afirmou Euro, garantindo que nenhum serviço foi interrompido nesse período.

Os contratos atendem os sete municípios da área de abrangência da 9ª ADR, com valores diferenciados de acordo com o número de estudantes atendidos. Em Videira o convênio é do valor de R$ 326.521,00 que atenderão 465 estudantes; em Fraiburgo são outros R$ 470.124,00 atendendo 616 estudantes; em Tangará atendendo os 294 estudantes o convênio é no valor de R$ 258.584,00; para 235 estudantes de Pinheiro Preto o valor do convênio foi de R$ 119.737,00; Iomerê o valor foi de R$ 36.796 para 49 estudantes e Salto Veloso foi R$ 15.852 para atender 26 alunos.

A gerente de educação, Girlene Borsoi, informa que serão 1.772 estudantes beneficiados com o convênio que possibilita a aproximação da casa à escola em que o aluno está matriculado. “Esse é um investimento significativo que a Secretaria de Estado da Educação articula e as ADRs procedem com o repasse nas regionais. Em 2016, o Estado investiu mais de 79 milhões no transporte escolar da rede estadual. Nesse ano o valor já ultrapassa os 85 milhões na garantia desse serviço essencial”, finalizou Girlene.

Escolas mudam horário de atendimento no período noturno

A EEB Adelina Régis de Videira e a EEB Gonçalves Dias de Fraiburgo serão as últimas duas escolas da regional de Videira a alterarem o horário de atendimento no período noturno. A mudança se dará a partir do dia 2 de maio. A modificação se deu em decorrência de recomendação expedida pela Secretaria de Estado da Educação as unidades escolares, solicitando que as aulas passem a iniciar a partir das 18h30 com saída prevista em torno das 22 horas, meia hora antes do que vinha sendo praticado.

Segundo a gerente de educação, Girlene Borsoi, a medida  tem a ver com o fato de o governo do Estado não dispor ainda de uma normativa para regular o pagamento do adicional noturno a professores – recurso previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), para trabalhadores urbanos, em que o valor da hora trabalhada tem acréscimo na jornada entre 22h e 5h. “O horário noturno já era pauta de discussões desde o ano passado, e defronte da não existência de uma lei especifica pelo Estado, a orientação é que nossas escolas se adéqüem a essa realidade”, justificou Girlene.

A gerente garante que não haverá impacto no conteúdo programático nem na carga horária dos alunos. A duração de cada aula no período noturno é de 40 minutos, enquanto no diurno é de 45. Para compensar e obedecer a lei de diretrizes básicas da educação, que estabelece o cumprimento máximo de 800 horas por ano ou 200 dias, as turmas do noturno já terão mais dias de aula.