Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 15 de setembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 15 de setembro de 2017

O Governador Raimundo Colombo fala sobre o saúde em Santa Catarina e a retomada na economia.


Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Billy Culleton / PGE

Um terreno no Centro de Florianópolis foi retomado pelo Estado de Santa Catarina nesta quarta-feira, 20, devido a uma ação judicial promovida pela Procuradoria Geral do Estado (PGE). O imóvel, ao lado do Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), estava sob judice desde 2011 e era ocupado irregularmente pela Associação Florianopolitana de Voluntários (Aflov).

No local, a entidade explorava um estacionamento que, agora, já está sendo administrado por uma empresa que tinha vencido licitação pública realizada pelo poder público estadual.

A reintegração de posse foi determinada pela desembargadora substituta Hildemar Meneguzzi de Carvalho, do Tribunal de Justiça, após anos de imbróglio judicial. Em 2011, ao vencer o prazo de cessão à Prefeitura de Florianópolis, o Estado iniciou a tramitação pela restituição do imóvel.

Diante da negativa da Aflov em desocupar o terreno de cerca de mil metros quadrados, a PGE ingressou com ação de reintegração de posse na 3ª Vara da Fazenda Pública da Capital que, há três anos, decidiu favorável à administração pública.

Na sequência, a Associação recorreu e conseguiu suspender a determinação. Agora o TJ restabeleceu a decisão original, dando razão ao Estado. “A Aflov foi notificada a desocupar o bem em 2014. Desde então, valendo-se da mais diversa sorte de expedientes, burla o cumprimento do que foi determinado”, afirmou a desembargadora, salientando que a Aflov utiliza o bem público para desenvolvimento de atividade econômica, sem nenhum respaldo legal.

(Ação de Reintegração de Posse Nº 0324777-39.2015.8.24.0023)

Informações adicionais para a imprensa
Billy Culleton
Assessoria de Imprensa 
Procuradoria Geral do Estado - PGE
E-mail: billyculleton@gmail.com
Fone: (48) 3664-7650 / 98843-2430
Site: www.pge.sc.gov.br

 

 


Foto de arquivo: James Tavares / Secom

A Campanha Nacional de Multivacinação para atualização da caderneta de crianças e adolescentes termina nesta sexta-feira, 22. No total, 16 vacinas estão à disposição para completar a proteção de crianças e adolescentes de até 15 anos contra doenças como Sarampo, Caxumba, Varicela, Rubéola, Poliomielite, Tétano, Coqueluche, Meningite C e HPV.

No último sábado, ‘Dia D’ da campanha, foram atendidos 71.884 crianças e adolescentes nas 1,2 mil salas de vacina da rede pública de saúde nos 295 municípios catarinenses, com aplicação de 23.647 doses de vacina. “Ao todo, 32% das crianças e 35% dos adolescentes estavam com alguma vacina em atraso”, observa Vanessa Vieira da Silva, gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES). Entre os dias 11 e 16 de Setembro, 140.619 crianças e adolescentes foram às unidades de saúde. Destes, 47.009 possuíam alguma vacina em atraso e foram imunizados. Foram aplicadas 77.922 doses de vacina naquele período.

Quem deve se vacinar

Todas as crianças e adolescentes menores de 15 anos devem comparecer a uma das 1,2 mil salas de vacina da rede pública de saúde do Estado com a caderneta de vacinação. Após avaliação, aqueles que não tenham tomado alguma vacina indicada para sua faixa etária, ou que precisem completar o esquema de doses, serão imunizados.

Saiba mais sobre a campanha e onde encontrar uma sala de vacina em www.dive.sc.gov.br/multivacinacao.

Confira quais vacinas são oferecidas durante a Campanha de Multivacinação e as faixas etárias alvo correspondentes:

  • BCG (formas graves de tuberculose)  – menores de 5 anos;

  • Hepatite A – menores de 5 anos;

  • Penta (hepatite B, difteria, tétano, coqueluche e haemophilus influenzae B) – menores de 7 anos;

  • Hepatite B – crianças de até 30 dias de idade; crianças e adolescentes entre 7 anos e menores de 15 anos; 

  • VIP (vacina inativada contra a poliomielite)– menores de 5 anos;        VOPb (vacina oral contra a poliomielite) – menores de 5 anos;

  • Rotavírus humano – primeira dose: de 2 meses a 3 meses e 15 dias de idade; Segunda dose: de 4 meses a 7 meses e 29 dias de idade;

  • Pneumocócica 10 valente – menores de 5 anos;

  • Meningocócica C conjugada – crianças a partir de 3 meses de idade a menores de 5 anos e adolescentes de 12 e 13 anos;

  • Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) – crianças a partir de 12 meses de idade e adolescentes menores de 15 anos;

  • Tetraviral (sarampo, caxumba, varicela e rubéola) ou tríplice viral + varicela (atenuada) – menores de 5 anos;

  • DTP (difteria, tétano e coqueluche) – até menores de 7 anos;

  • dT (difteria e tétano) – para crianças a partir de 7 anos e adolescentes menores de 15 anos;

  • dTpa (difteria, tétano e coqueluche acelular) – para gestantes menores de 15 anos de idade;

  • HPV (papiloma vírus) – meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos;

  • Febre amarela - criança a partir de nove meses e adolescente menor de 15 anos residente ou viajante das áreas com recomendação de vacinação ou com recomendação temporária de imunização não vacinada ou sem comprovante de vacinação; e criança e adolescente indígena, independente da área onde reside, não vacinada ou sem comprovante de vacinação. 

    Informações adicionais para a imprensa:
    Letícia Wilson e Patrícia Pozzo
    Núcleo de Comunicação
    Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
    Secretaria de Estado da Saúde
    Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
    E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
    www.dive.sc.gov.br

 

 


Fotos: Ricardo Lunge/ADR Blumenau

O Governo do Estado está construindo em Blumenau, no complexo do Sesi, localizado na Rua Itajaí, um dos 19 Centros Regionais Integrados de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd). A cidade já recebeu os nove módulos (contêineres) necessários para a construçãoO investimento é de R$ 550 mil, com uma estrutura total de 152 metros quadrados de área. O local será preparado para receber e enviar informações sobre possíveis desastres naturais e auxiliar para análise e reestruturação de locais atingidos. Um dos objetivos do Cigerd é que ele atenda municípios que não têm estrutura para reconhecer e fazer levantamentos quando ocorrem eventos climáticos.

O coordenar da Defesa Civil Regional Jackson Laurindo explica a função do Centro Regional. ”A principal função do Centro Regional da Defesa Civil em Blumenau é ser um QG dos órgãos que prestam assistência em casos de eventos de desastres naturais. Deste local, estaremos nos organizando para decidir as ações necessárias”, ressalta.

Cigerd de Blumenau

A estrutura de Blumenau e dos outros municípios estará conectada com a central de Florianópolis, de onde são geradas informações de monitoramento do clima e nível das barragens e rios. A previsão de conclusão da obra é o fim dezembro deste ano

Além de Blumenau, os municípios de Gaspar, Brusque, Guabiruba, Botuverá, Apiúna, Indaial, Ascurra, Rodeio, Timbó, Benedito Novo, Pomerode, Doutor Pedrinho e Rio dos Cedros fazem parte da Defesa Civil Regional.

Informações adicionais para a imprensa:
Ricardo Lunge
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Blumenau
E-mail: imprensa@bnu.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3378-8175 / 99232-6300
Site: sc.gov.br/regionais/blumenau


Foto: Fabio Fontana / ADR Curitibanos 

Com quase 30% das obras de instalação das redes coletoras concluídas, a implantação do sistema de esgotamento sanitário de Curitibanos teve o acréscimo de mais sete trechos que estão liberados para o início dos trabalhos. Com pouco mais de um ano de execução, a obra tem mais de 70 ruas com a rede coletora instalada. Atualmente a maior frente de trabalho concentra-se no Bairro Aparecida.

Nesta primeira etapa, em que Governo de Santa Catarina, através da Casan, está investindo cerca de R$ 39 milhões, o projeto prevê que 36% do perímetro urbano de Curitibanos seja contemplados com o Esgotamento Sanitário. Ao término deverão receber o sistema 147 ruas localizadas no Centro e nos bairros Universitário, Bosque, Bom Jesus, Água Santa, Nossa Senhora Aparecida e São Francisco de Assis, beneficiando 3.898 residências.

Todos estão localizados no Bairro Aparecida (Rua Petronilho de Almeida e Avenidas Salomão Carneiro de Almeida e Duque de Caxias). No total, são 42 trechos com obras já iniciadas ou que receberão o trabalho. No cronograma anterior, divulgado na segunda quinzena de agosto eram 35.

Assim como tem acontecido desde o mês de julho deste ano, nas ruas liberadas para a obra os moradores recebem a visita da assistente social Luciana Da Cruz. O objetivo é levar a população informações sobre os benefícios que o sistema trará, além de estar esclarecendo possíveis dúvidas.

Para esclarecer dúvidas ou buscar orientações a população também pode utilizar os canais disponibilizados pela Casan: telefones: 3245-0590/ 3245-1261 e o e-mail: sescuritibanos@casan.com.br.

Crongorama de execução de redes de coleta em andamento

Centro:

Ruas: Afonso Dotti; Dr. Altair de Ganz; Quintino Bocaiúva; Irmã Florentina; Ana Costa; Frei Justino Girardi; Marechal Floriano e Benjamin Constant.

Bairro São Francisco:

Ruas: Germano Antunes de Souza; Assonipo de Morais; Frei Rogério; e Arno Willy Fauth.

Bairro Aparecida:

Ruas: Luiz Brocardo; Daniel Moraes; Theodoro Agostini; Oscar Eggers; Orocimbo C. da Silva; Maximino de Moraes; Francisco Rauen; Paulo Pedro Pereira, Boleslau Koloski, Coronel Vidal Ramos, Cornélio de Haro Varela, Petronilho de Almeida, Romário de Oliveira Lemos e Avenidas Salomão Carneiro de Almeida e Duque de Caxias;

Informações adicionais para a imprensa:
Fabio Claudino Fontana
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Curitibanos
E-mail: ascom@cbs.adr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3412-3011 / 98839-0615
Site: sc.gov.br/regionais/curitibanos

 


Foto: Jaqueline Noceti/Secom

O tempo permanece seco em Santa Catarina no último dia de inverno. A quinta-feira, 21, tem predomínio de sol em todas as regiões do estado, mantendo as temperatura bem elevadas para a época do ano. A máxima pode atingir 36ºC no Extremo-Oeste. No Litoral Sul, Planalto Norte, Oeste e Meio-Oeste, os termômetros marcam entre 31ºC e 33ºC. Já no restante do estado, as temperaturas variam entre 28ºC e 30ºC. 

>>> Mais detalhes da previsão do tempo por região

O vento, de Nordeste a Norte, tem intensidade de fraca a moderada, com rajadas mais intensas no Litoral. A primavera começa nesta sexta-feira, 22, às 17h02min. Segundo a Epagri/Ciram, a previsão é de tempo seco, com muito sol e calor em Santa Catarina. A Defesa Civil de Florianópolis monitora as praias da Ilha de Santa Catarina atingidas pela ressaca do mar, situação que deve se manter até sexta-feira.

Situação dos rios

Uma das preocupações com a falta de chuva são os níveis dos rios em Santa Catarina. O pesquisador de hidrologia da Epagri/Ciram, Guilherme Miranda, informou que há rios com os níveis de água extremamente baixos. “A chuva prevista para os próximos dias não será suficiente para suprir o déficit hídrico das bacias hidrográficas”, informou.

Os municípios com rios em estado de emergência são: de Forquilhinha, Chapadão do Lageado, José Boiteux, Taió, São João Batista, Orleans, São Martinho, Passos Maia, Rio das Antas, Camboriú e Tangará. Também há cidades com rios em situação de alerta: Bocaina do Sul, Otacílio Costa, Canoinhas, Salete, Timbó, Tubarão, Itapiranga, Joaçaba, Concórdia e Rio Negrinho.

aviso estiagem 35 21 09 2017

Falta de chuvas reforça alerta para uso responsável da água

Técnicos da Casan acreditam que a estiagem que atinge o estado no momento é uma das maiores das últimas décadas. Apesar dos investimentos da companhia em novos reservatórios, estações de tratamento, poços e adutoras, que vêm permitindo suportar a falta de chuvas, o momento exige a colaboração de todos.

A Epagri/Ciram alerta para o prolongamento da estiagem e para a necessidade de economia de água. A Casan monitora todos os seus sistemas e reforça o pedido de uso responsável da água. 

Acompanhe dicas para uso responsável da água:

Mais informações para a imprensa:
Central de Meteorologia
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5007 e (48) 3665-5172
E-mail: contatociram@epagri.sc.gov.br
Site: www.ciram.epagri.sc.gov.br
Facebook

Página 3 de 145