Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 16 de junho de 2017

Com a Palavra, o Governador - 16 de junho de 2017

No programa gravado em Lages, o Governador Raimundo Colombo fala sobre o trabalho da Defea Civil, sobre o setor de tecnologia e a retomada das audiências do Fundam 2.

 

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo e o vice-governador Eduardo Pinho Moreira apresentaram nesta quarta-feira, 21, em Criciúma, no Sul catarinense, a segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam). A iniciativa do Governo do Estado prevê um investimento de R$ 700 milhões nas 295 cidades catarinenses. Participaram do encontro na Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) prefeitos e lideranças dos 12 municípios da Agência de Desenvolvimento Regional de Criciúma.


Foto: Glauco Benetti/ADR Seara

Regional de Seara tem o melhor desempenho do Estado nos resultados preliminares da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA). Os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apontam que a região tem alto desempenho de alfabetização e letramento em língua portuguesa e matemática. Passam pela avaliação todos os estudantes do 3º ano do ensino fundamental.

A avaliação classifica as escolas em quatro níveis. Sendo os níveis 1 e 2 de pouca compreensão do conteúdo e níveis 3 e 4 de maior desempenho. De acordo com a avaliação, 85% dos alunos da Regional estão nos níveis 3 e 4 na matemática e 84% nos níveis 3 e 4 na língua portuguesa.

A supervisora de gestão escolar, Marilei Maisa Furlanetto Wronski, atribui os resultados ao trabalho dos alunos, dos professores em sala de aula e das capacitações por meio do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). “Outro dado importante é que todas as escolas da ADR Seara atingiram a cota de participação de 80% dos alunos. Isso mostra o comprometimento da das instituições”, ressalta Marilei.

Prestaram esta avaliação as escolas estaduais EEB Seara e EEB Raimundo Corrêa. Os dados são preliminares para que as escolas possam interpor recursos. A divulgação dos resultados finais será em agosto.

Desempenho Regional na Avaliação Nacional da Alfabetização

Matemática

ANA - Matemática

Nível 1 – 10,36%

Nível 2 – 7,79%

Nível 3 – 20,78%

Nível 4 – 64,93%

 

Língua Portuguesa

ANA - Língua Portuguesa

Nível 1 – 1,3%

Nível 2 – 14,29%

Nível 3 – 36,36%

Nível 4 – 48,05%

Mais informações para a imprensa

Glauco Benetti
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Seara
E-mail: comunicacao@sar.adr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3452-8600 / 98837-7430
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrseara 


Foto de arquivo: Jaqueline Noceti / Secom

A indústria de transformação foi o setor com o melhor desempenho na geração de vagas com carteira assinada em Santa Catarina no mês de maio deste ano, aponta relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta terça-feira, 20. O segmento industrial registrou o saldo de 1.871 vagas no mês.

No entanto, outros setores apresentaram desempenho negativo e o saldo catarinense fechou em -614 vagas no mês. Mas considerado o acumulado de janeiro a maio deste ano, o saldo de 2017 ainda é positivo para Santa Catarina, com 22.729 vagas até agora.

“A geração de emprego é uma das nossas grandes preocupações. É para abrir vagas e dinamizar a economia que Santa Catarina não aumentou impostos, promove um cenário competitivo para atrair novas empresas e segue com o cronograma de investimentos em diferentes regiões do Estado”, avaliou o governador Raimundo Colombo.

Em maio deste ano, os setores que tiveram o pior desempenho foram agropecuária (-1.807 vagas), comércio (-686), construção civil (-153), serviços (-118) e extrativa mineral (-58). Além da indústria, a administração pública também teve saldo positivo (143 vagas).

Mesmo negativo, o resultado de maio em Santa Catarina foi melhor do que os dois últimos anos. Em maio de 2016, o saldo foi de -4.815 vagas e em maio de 2015 foi de -6.717 vagas.

Entre os municípios com mais de 30.000 habitantes em Santa Catarina, os maiores saldos de empregos gerados no mês de maio ocorreram em Blumenau (503 vagas), São José (444), e Mafra (226).

No Brasil, a média geral foi positiva, com o saldo de 34.253 novos postos de trabalho no mês de maio.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Pinho Moreira inauguraram nesta quarta-feira, 21, em Içara, no Sul do Estado, as obras de ampliação do sistema de abastecimento de água da Casan, com investimentos de R$ 1,2 milhão. Os dois autorizaram ainda o lançamento do edital para licitação da revitalização da SC-445, trecho Içara a BR-101. Também foi assinado um convênio para contratação da mão de obra de apenados do regime semiaberto do Presídio Santa Augusta para atividades de manutenção das vias públicas da cidade.


Foto: Divulgação / Epagri

Santa Catarina aumentou a área plantada de milho e espera safra 15,78% maior em 2017. Para compensar a pequena extensão territorial, os produtores catarinenses investem em tecnologias que garantam altas produtividades em pequenas propriedades. O Centro de Socioeconomia e Planejamento Agícola (Cepa/Epagri) estima que a produtividade média nas lavouras catarinenses de milho grão será de 140 sacas por hectare, 12,43% a mais do que na última safra.

A safra 2016/17 deve fechar em 3,15 milhões de toneladas e em 378.631 hectares plantados, um crescimento de 2,98% em relação ao último ano. Os bons resultados são frutos da combinação de condições climáticas favoráveis e alta produtividade.

A região de Joaçaba se tornou destaque na produção de milho em Santa Catarina. Nesta safra, a região ultrapassa Chapecó e se torna a maior produtora do grão no Estado. Com uma produtividade 32% maior, os produtores devem colher em média 176 sacas por hectare e a produção pode chegar a 630,2 mil toneladas – 42% a mais do que na última safra.

A produtividade aumentou a colheita também em regiões como Curitibanos, onde o rendimento médio das lavouras chegou a 181 sacas por hectare – um aumento de 18,38% nessa safra. Em São Miguel do Oeste a produção deve ser de 346,8 mil toneladas, levada pelo aumento de 22% na produtividade, lá os produtores irão colher em média 127 sacas por hectare.

O maior aumento na área plantada em Santa Catarina é observado na região de Xanxerê, que destina 27.300 hectares às lavouras de milho, um incremento de 16,17%. Com a ampliação da área plantada e da produtividade, a safra na região deve ser 30,64% maior este ano, chegando a 271 mil toneladas colhidas.

O incremento na produção de milho é uma grande preocupação da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca. Destaque na produção de proteína animal, Santa Catarina é o maior consumidor de milho do país e o grão é indispensável para manter a competitividade do agronegócio. “Somos grandes produtores de suínos e aves e queremos manter esse setor consolidado em Santa Catarina, para isso precisamos de milho. Não existe suinocultura e avicultura sem milho”, ressalta o secretário da Agricultura Moacir Sopelsa.

O Governo do Estado tem ainda uma parceria com produtores e cooperativas para incentivar o plantio de milho em Santa Catarina. “Nós estamos ao lado dos produtores com o programa Terra-Boa, apoiando a aquisição de sementes de milho de alta tecnologia, e também com o Programa de Incentivo ao Plantio de Milho, que garante a venda antecipada do milho para as agroindústrias. São programas que dão um suporte para os produtores e incentivam o investimento em tecnologia para aumentar a produtividade”, explica Sopelsa.

Este ano, os investimentos no Terra-Boa chegam a R$ 50,9 milhões para subsidiar a aquisição de 220 mil sacos de sementes de milho, 300 mil toneladas de calcário, 1,1 mil kits forrageira e 350 kits apicultura. A expectativa é atender 70 mil agricultores em todo o Estado.

Milho Silagem

A safra de milho silagem, utilizado na alimentação de bovinos de corte e leite, também teve crescimento em Santa Catarina. O estado deve colher 9,3 milhões de toneladas de milho silagem 14,3% a mais do que na safra 2015/16. Com uma área plantada de 220 mil hectares, a produtividade chega a 42,5 toneladas de massa verde por hectare.

Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/

Página 3 de 55