Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

O Governador Raimundo Colombo dá sua mensagem de agradecimento pelo ano que passou e os votos de um feliz natal e próspero ano novo.

Oportunidades

Próximos eventos



O Procon de Santa Catarina está lançando uma nova ferramenta para ajudar os contribuintes a tirarem dúvidas sem que precisem se deslocar até uma agência, para o atendimento presencial. Com base no banco de dados do Sindec  - sistema informatizado que integra Procons de todo o país - o portal proconresponde.com.br reúne os assuntos relacionados às demandas mais frequentes dos cidadãos divididas entre as áreas: Bancos e Cartões; Conta de Luz e Água; Habitação; Produtos; Recall de Produtos; Saúde; Serviços on-line; Telefonia e TV por Assinatura.


Fotos: James Tavares/Secom

"A prioridade é restabelecer a normalidade nas cidades atingidas pelas chuvas", afirmou o governador Raimundo Colombo, após receber comitiva do governo federal liderada pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, na manhã desta segunda-feira, 12, em Lages, na Serra catarinense. O ministro de Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, também participou da visita e de reuniões com lideranças estaduais para tratar de apoio aos municípios.

>>> Galeria de fotos

Os ministros chegaram ao estado pela manhã e sobrevoaram as áreas atingidas acompanhados do governador Raimundo Colombo. Em seguida, a comitiva de Brasília seguiu para o Rio Grande do Sul, que também teve cidades atingidas pelas chuvas neste mês. Em Santa Catarina, nas últimas semanas, as chuvas e os fortes ventos provocaram danos em quase cem cidades do estado, atingindo mais de 30 mil pessoas. A Serra catarinense e a região do Alto Vale do Itajaí estão entre as áreas mais afetadas.

"A ajuda do governo federal é fundamental para recuperar o que foi atingido e garantir o apoio para todas as pessoas de Santa Catarina que foram afetadas. Os atendimentos de emergência foram realizados e agora, com as águas baixando, é que precisamos trabalhar nos reparos dos estragos, principalmente na malha viária", afirmou Colombo. O governador deve ir à Brasília nesta terça para apresentar oficialmente o relatório dos estragos. Como base nos relatórios preliminares, o pedido de apoio previsto é da ordem de R$ 40 milhões. 

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, reafirmou o compromisso do governo federal em firmar parcerias com o Governo do Estado e com as prefeituras para restabelecer o mais rápido possível as áreas atingidas. "Neste momento, o Governo do Estado garante a ajuda humanitária para as famílias atingidas. E o plano de trabalho está sendo feito conjuntamente entre as equipes de Defesa Civil, temos técnicos da secretaria nacional ajudando para acelerar a produção destes planos que permitirão enviar os recursos federais necessários para as obras de reconstrução", explicou o ministro. Representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes também acompanharam o sobrevoo para verificarem a situação de rodovias que cortam a região.

O ministro de Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, anunciou ainda que o governo federal vai antecipar em 15 dias o pagamento do Bolsa Família para os beneficiados do programa que vivem nas cidades em situação de emergência.

O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, Renato Newton Rawlom; o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, e o secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages, João Alberto Duarte, também acompanharam a visita. Após o sobrevoo, ainda no aeroporto de Lages, a equipe participou de reuniões com prefeitos, entre eles o prefeito de Lages, Antonio Ceron, e o de Rio do Sul, José Thomé. Representantes catarinenses do Senado e do Congresso também estiveram no local.

Defesa Civil orienta municípios sobre a elaboração do Plano de Trabalho de Restabelecimento e Reconstrução

Após as ações de resposta aos eventos meteorológicos dos últimos dias, a próxima etapa é o restabelecimento dos serviços essenciais e reconstrução de infraestrutura pública nos municípios.

Para isso, dois escritórios regionais foram montados para orientar os municípios e regiões mais afetadas. Um em Rio do Sul e outro em Lages. Até esta terça-feira, 13, técnicos da secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), coordenadores regionais de Defesa Civil SC, engenheiros das Agências de Desenvolvimento Regional (ADR), técnicos dos municípios e associações de municípios orientam as defesas civis municipais na confecção do documento.

Além disso, nos próximos 15 dias, a gerência de Restabelecimento e Reabilitação, da Diretoria de Respostas da Defesa Civil SC continua prestando assessoria aos municípios para a elaboração e readequação dos planos de trabalho.

Assim que os municípios finalizarem os planos, a Defesa Civil SC e o governo do Estado pretendem despachar diretamente com o Ministro da Integração Nacional, visando o repasse de recursos para atender as necessidades dos municípios .

Relatório da Defesa Civil

O último relatório divulgado pela Defesa Civil de Santa Catarina, às 11h desta segunda-feira, 12, informa que 31,8 mil pessoas foram afetadas pela chuva e ventos das últimas semanas em Santa Catarina. Ao todo, 103 municípios foram afetados, com 9,1 mil residências atingidas. O número de desalojados em casas de parentes e amigos chegou a 21.631 e em abrigos públicos 2.338.


Otacílio Costa continua com áreas alagadas. Foto: James Tavares/Secom

>>> Mais fotos de Otacílio Costa

É importante ressaltar que as pessoas das áreas atingidas só devem voltar para casa após a confirmação da liberação da área pela equipe da unidade municipal da Defesa Civil. Em caso de dúvidas ou de novas ocorrências, é possível acionar a Defesa Civil de cada cidade pela central 199. 

Investimento em prevenção

O governador Colombo lembrou que o Governo do Estado tem feito uma série de investimentos em parceria com o governo federal na área da Defesa Civil nos últimos anos. Entre as obras recentes, destacou as melhorias nas barragens de Ituporanga e Taió, no Alto Vale do Itajaí, já concluídas e que fizeram diferença nas últimas semanas.

"Estes eventos ocorridos nos últimos dias demonstraram claramente a importância das obras de prevenção. E essa vertente da prevenção precisa exercer cada vez mais um protagonismo nos investimentos", acrescentou o ministro Barbalho.

Em outra frente de trabalho em Santa Catarina, as obras do radar meteorológico do Oeste, em Chapecó, estão avançando em ritmo acelerado e a inauguração está programada para agosto deste ano. O aparelho vai complementar o trabalho do radar de Lontras, já em funcionamento no Vale do Itajaí, e de um novo radar móvel que também fica pronto neste ano, tendo como base a cidade de Araranguá. Juntos, os três equipamentos vão garantir 100% de cobertura do território catarinense.

Até setembro, também devem ser inaugurados 20 centros de operação regional e salas de situação, distribuídos em cidades estratégicas de diferentes regiões catarinenses. E em outubro, está previsto o novo Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres, que está sendo construído em Florianópolis. Também está em fase de implantação o pioneiro serviço de envio de alertas por SMS. Um projeto-piloto está em andamento em 20 cidades de Santa Catarina e a previsão é que, a partir de agosto, o serviço passe a ser oferecido para todo o estado.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Julio Cavalheiro/Secom
 
O governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Pinho Moreira participaram, neste sábado, 10, em Laguna, no Sul do Estado, da procissão de transladação da imagem de Santo Antônio dos Anjos. A procissão partiu da Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, no Bairro Progresso, com destino à Igreja Matriz Santo Antônio dos Anjos, no centro da cidade. Mesmo com um frio de 14ºC, comunidade e autoridades formaram uma extensa corrente de fé, marcada por homenagens e fogos de artifícios durante a passagem do santo pelas ruas.
 
 
“A procissão tem raízes muito fortes e históricas. Aqui vemos o fortalecimento da fé, da vida em comunidade, dos valores da igreja e dos princípios humanos. Tem uma tradição turística e religiosa que merece ser preservada”, destacou o governador Raimundo Colombo. Durante a cerimônia na Igreja Matriz, o padre Lenoir Steiner agradeceu a presença do governador e contou que Colombo é devoto de Santo Antônio e carrega o terço que ganhou da mãe, Terezinha Fontana Colombo, de 95 anos.
 
 
O vice Eduardo Moreira, que nasceu em Laguna, destacou que a festa de Santo Antônio é uma das mais tradicionais de Santa Catarina. “Laguna tem essa tradição de festejo e confraternização, mas acima de tudo, de fé. Este ano, a igreja e os festeiros me deram a oportunidade de ser o orador. É a primeira vez que um homem público recebe essa missão. E eu recebo como um reconhecimento à minha história em Laguna”, disse.
 
O evento contou com apoio de R$ 280 mil do Governo do Estado. A tradicional festa de Santo Antônio dos Anjos da Laguna chega à 341ª celebração. A expectativa é que cerca de 50 mil visitantes passem pelo município. Em Laguna, o mês de junho é marcado pelas homenagens dos católicos a Santo Antônio, padroeiro do município. Os festejos começaram em 1º de junho com as trezenas cantadas pelo coral e orquestra. A festa segue até a terça -feira, 13. Nesses dias, as ruas ficam lotadas de fiéis que acompanham novenas e a imagem na transladação e procissão de Santo Antônio.
 
 
Também acompanharam a procissão, neste sábado, a secretária de Justiça e Cidadania, Ada de Luca, e o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento de Laguna, Luiz Felipe Remor, além de outras autoridades. 
 
Santo Antônio dos Anjos
 
A imagem de Santo Antônio exibida na procissão em Laguna foi esculpida em 1850, na Bahia. O padroeiro de Laguna segura, na mão direita, uma cruz e, na esquerda, as sagradas escrituras e o menino Jesus.
 
A história da festa
  
A Festa de Santo Antônio dos Anjos teve início na época colonial. As primeiras festas eram apenas procissões no dia do padroeiro, 13 de junho, onde os fiéis reuniam-se na igreja e saíam com a imagem em procissão para abençoar a vila. Por volta de 1912, começaram a existir as barraquinhas de comércio, que durante os 13 dias da festa eram montadas na praça da Matriz (Jardim Calheiros da Graça). Até hoje elas são montadas, mas agora no Centro Cultural e Social Santo Antônio dos Anjos, ao lado da Matriz.
 

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: SCPar Porto de Imbituba

O Porto de Imbituba recebeu a maior companhia de contêineres do mundo. O navio Maersk Labrea atracou no berço 2, na última semana, com aproximadamente 300 metros de comprimento e capacidade de de transporte 8.700 TEU (Unidade Equivalente de Transporte). Esta é a primeira de diversas embarcações que estão sendo desviadas para Imbituba em virtude de restrições operacionais dos demais portos da região.

>>> Galeria de fotos

A embarcação foi recepcionada pela equipe da Autoridade Portuária, liderada pelo gerente de Operações Pablo Fonseca e os colaboradores Silvio Teixeira Ferreira e Alexandre Macuglia. Os funcionários da administração foram a bordo para salientar que o Porto de Imbituba está pronto para atendê-los. De acordo com o chief office Obdin Jesse Lorenzo, essa proposta de relacionamento é extremamente interessante, pois mostra profissionalismo e atenção da Autoridade Portuária com seus clientes.

Esta é a maior embarcação recebida pelo Porto de Imbituba desde a assunção da administração pela SCPar Porto de Imbituba. O Maersk Labrea veio de Itajaí e partiu às 15h da sexta-feira, 9, em direção a Paranaguá, com carga de contêineres.

Para o diretor-presidente da Autoridade Portuária, Rogerio Pupo, o recebimento destes navios mostra ao mercado que o Porto de Imbituba está se desenvolvendo de forma exponencial e que certamente passará a figurar como um dos principais portos do Sul do Brasil. "Esperamos que este seja o primeiro de muitos", disse.

Por fim, Pablo Fonseca destaca que, apesar de complexa, a atracação desses navios demonstra que o porto e a comunidade portuária de Imbituba estão prontos para receber navios post-panamax com eficiência e agilidade.

Durante a visita, também estiveram a bordo representantes da operadora portuária Santos Brasil e das agências marítimas Friendship e Oceanus.

Mais informações para a imprensa:
Géssica da Silva
Comunicação Social
SCPar Porto de Imbituba
Fone: (48) 3355-8908
E-mail: gessica.silva@portodeimbituba.com.br
www.portodeimbituba.com.br


Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O governador Raimundo Colombo visitou neste sábado, 10, a 14ª Feira de Exposição Agropecuária do Vale do Braço do Norte e Região (Feagro), em Braço do Norte, no Sul catarinense. O evento é considerado uma das maiores feiras de gado Jersey da América Latina. A Feagro, realizada no Parque de Exposição Huberto Oenning, destaca-se ainda no cenário do agronegócio brasileiro por apresentar uma grande variedade de tecnologias, produtos, serviços e oportunidades de troca de experiência e busca de conhecimento para a cadeia produtiva do leite. O evento teve o apoio do Governo do Estado, com recursos de R$ 150 mil. 

>>> Galeria de fotos

“É uma feira que concentra, potencializa, reúne e integra todo o setor produtivo, mostra a força da economia da região e do agronegócio de Santa Catarina. A cada ano, o evento é maior e melhor, agregando tecnologia e qualidade. Braço do Norte tem uma grande produção de leite, um dos maiores rebanhos de gado Jersey e mais bem qualificados do Brasil e também possui uma suinocultura forte”, disse o governador.

O presidente da Feagro, Adir Engel, informou que a expectativa é receber cerca de 60 mil pessoas até neste domingo, 11, quando encerra-se a feira, que começou na quinta, 7.  Além da cadeia produtiva do leite, o evento dá destaque para a suinocultura, pecuária de corte, máquinas e equipamentos. Ao todo, são 76 expositores mostrando as novidades em produtos e equipamentos para as indústrias de leite e de suínos. A feira, com mais de 400 animais da raça Jersey expostos, pretende movimentar cerca de R$ 35 milhões em negócios. Em 2016, a feira gerou cerca de R$ 20 milhões e superou os 50 mil visitantes durante os cinco dias de sua realização.

A região de Braço do Norte concentra o maior rebanho de gado Jersey do Sul do país, além de se destacar na produção de suínos, sendo o segundo maior polo produtor do Estado. Em Santa Catarina, o leite representa a principal fonte de renda de mais de 70 mil famílias rurais, conforme dados da Secretaria de Estado da Agricultura. 

O governador  também ressaltou que o agronegócio está em uma boa fase de desenvolvimento. "Um setor, que apesar de todas as dificuldades  consegue agregar conhecimento e tecnologia, produz muito e faz com que nosso Estado seja referência”, finalizou Raimundo Colombo.

Incentivo para agricultura

A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca está auxiliando os agricultores para adquirir matrizes leiteiras. Ao todo, serão R$ 200 mil em recursos do Programa de Fomento à Produção Agropecuária (FDR) para financiamentos de vacas de raças leiteiras.

Um dos segredos para ampliar a produção de leite em Santa Catarina é investir no melhoramento genético do rebanho e é justamente esse o objetivo do financiamento para aquisição de matrizes leiteiras. Os produtores podem comprar animais expostos em feiras ou não, num limite de R$ 7 mil para matrizes Puro de Origem (PO) e de R$ 5 mil para animais Puro por Cruza de Origem Conhecida (PCOC), com três anos de prazo para pagar e sem juros.

Agronegócio em Santa Catarina  

Milho 

Conforme dados da Secretaria da Agricultura e do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), Santa Catarina é o maior consumidor de milho do país, são utilizadas 16,5 mil toneladas de grão por dia. Com uma produção de aproximadamente 3 milhões de toneladas por ano, o estado importa mais 3 milhões de toneladas para abastecer a cadeia produtiva de suínos, aves e bovinocultura de leite.

A safra 2015/16 teve 367 mil hectares plantados e uma produção de 2,7 milhões de toneladas. A expectativa é de que a safra 2016/17 tenha um aumento de 8,1% na produção, resultando em 2,95 milhões de toneladas de milho catarinense.

Soja

A produção de soja em SC vem aumentando nos últimos anos em decorrência do aumento da área plantada. Entre a safra de 2011/12 e 2015/16, a área destinada a soja vem crescendo num ritmo de 8% ao ano no estado. A produção de soja na safra 2015/16 foi de 2,1 milhões de toneladas e a expectativa para a safra 2016/17 é de que sejam colhidas 2,2 milhões de toneladas. Deste total, 828 mil toneladas serão destinadas para exportação. 

Leite

Santa Catarina é o quinto produtor nacional, com cerca de três bilhões de litros produzidos em 2015. O Oeste catarinense é a principal região produtora, com mais de dois milhões de litros produzidos em 2014. O leite tem o terceiro maior Valor Bruto de Produção Agropecuária catarinense, com um faturamento de R$ 3,7 milhões em 2016.

Arroz

Santa Catarina é o segundo maior produtor nacional de arroz, com mais de 30 mil pessoas envolvidas na atividade, distribuídas em 83 municípios, principalmente no Litoral Sul.  Na safra 2015/16, Santa Catarina produziu 1,04 milhão de toneladas de arroz. As estimativas da Epagri/Cepa para safra 2016/17 são de um aumento na produção de 6%, chegando a 1,10 milhão de toneladas produzidas, com um rendimento de 7.455 quilos por hectare.

Maçã

Santa Catarina é o maior produtor de maçã do país. Na safra 2015/16, produziu 525 mil toneladas em 16.916 hectares plantados, 46% do total produzido no Brasil. Santa Catarina conta com mais de três mil produtores e 77% da produção está concentrada na região Serrana.

Banana

Santa Catarina é o quarto maior produtor de banana do país, com 721 mil toneladas colhidas em 2016.

Bovinocultura

Com status sanitário privilegiado, o Estado possui o rebanho bovino todo identificado. De acordo com a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), o estado possui um rebanho de 4,39 milhões de cabeças, sendo 51% de animais de corte e 34,7% de leite, além de 13,75% de aptidão mista.  A bovinocultura está presente em 291 municípios (98% do total) e o rebanho está distribuído em 78.729 produtores.

Suinocultura

Santa Catarina é o maior produtor nacional de suínos. A produção anual de carne suína gira em torno de 950 mil toneladas/ano. Com um rebanho efetivo estimado em sete milhões de cabeças, o estado é responsável por 27% da produção nacional, cerca de 3,48 milhões de toneladas, e é o maior exportador de carne suína do país.

Avicultura

Santa Catarina é o segundo maior produtor nacional de carne de frango, com 881 milhões de aves abatidas em 2015, 15,22% do total brasileiro. A produção está concentrada no Oeste catarinense, responsável por 77% dos frangos abatidos no estado. Santa Catarina é também o segundo maior exportador nacional de carne de frango, com 984,32 mil toneladas em 2015. Entre os principais países compradores estão Japão, Países Baixos, China, Arábia Saudita e Reino Unido. A avicultura tem o maior Valor Bruto da Produção Agropecuária catarinense, com um faturamento de R$ 7,1 milhões em 2016.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Página 206 de 251