Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

O Governador Raimundo Colombo dá sua mensagem de agradecimento pelo ano que passou e os votos de um feliz natal e próspero ano novo.

Oportunidades

Próximos eventos


Urubici - Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

Por volta das 13h desta sexta-feira, 9, São Joaquim, na Serra Catarinense, registrou a primeira neve de 2017. Foram cerca de 47 minutos de neve na área urbana, mas não houve acúmulo. A neve também foi registrada nos municípios de Urupema, Urubici, Bom Jardim da Serra e Irani.


Foto: Saul Oliveira/SOL

Propostas de objetivos estratégicos para as áreas de turismo, cultura e esporte foram definidas nesta quinta-feira, 8, na Fundação Escola de Governo ENA, em Florianópolis, por representantes do Governo do Estado e da sociedade civil organizada. A iniciativa é parte da elaboração do Plano de Desenvolvimento Catarinense para 2030, coordenado pela Secretaria de Estado do Planejamento com apoio da UFSC.

“Esse é um momento fundamental para pensar um planejamento a médio, longo prazo para o Estado de Santa Catarina. É um plano de Estado que está sendo construído. Me parece que tem muito a ver com a política deste governo, que está se pautando em planejamento. O Programa Crescendo Juntos é uma amostra disso e está muito vinculado à forma de pensar da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte hoje, que é planejar a curto prazo, executar o mais rápido possível, pois o Estado precisa de respostas rápidas. Mas, ao mesmo tempo, pensar em ações de médio e longo prazo”, comentou o secretário adjunto de Turismo, Cultura e Esporte, Francisco Antônio dos Anjos.

Dados do Ministério do Turismo mostram que o setor turístico cresceu 102% na América do Sul e 19% no Brasil entre 2000 e 2015. Mais da metade dos turistas (51%) vêm ao país a lazer, o que se repete em Santa Catarina. Mas é o turista de negócios e eventos que gera mais renda aos municípios. Florianópolis, por exemplo, aparece como o quinto destino mais procurado no país para sediar eventos internacionais.  

“Quando alguma coisa não dá certo, costuma-se dizer que faltou planejamento. Nós estamos ganhando um tempo para parar, refletir para planejar o Estado para 2030”, disse o secretário adjunto de Planejamento, Fabio Botelho.

Aqui os desafios são diminuir a sazonalidade do movimento turístico (maior entre dezembro e março), a concentração na região litorânea (que fica com 70% da renda estadual) e aumentar o gasto diário per capita do turista.

Os participantes do workshop definiram como objetivos estratégicos: desenvolver os potenciais turísticos de Santa Catarina, fortalecer o segmento de turismo de negócios, promover a interiorização do turismo e tornar SC referência em turismo inteligente, com o desenvolvimento de aplicativos e fomento à inovação.  

Cultura e Esportes

Investe-se menos de 1% do orçamento estadual e da maior parte dos municípios catarinenses em cultura e esporte. Para as duas áreas, os técnicos do Governo e de instituições da sociedade civil organizada estabeleceram como objetivo estratégico ampliar os investimentos gradualmente até 2030. Outra preocupação é quanto à implementação dos planos dos setores e à defesa do patrimônio cultural material e imaterial. Também foram destacadas a capacitação dos profissionais e a baixa participação nos empregos formais.

“Na área da cultura, um dos grandes desafios é fazer chegar esse importante ativo à sociedade catarinense como um todo, pois o que a gente vê em geral é que o gasto corrente na atividade é muito baixo. Qualquer sociedade que queira se tornar sofisticada com uma população com uma compreensão melhor do mundo e das coisas precisa de um nível cultural alto. Para fazer isso, o principal desafio de curto prazo em Santa Catarina é promover uma adesão das gestões municipais ao Sistema Nacional de Cultura para que eles venham a ter uma politica efetiva de desenvolvimento cultural. Na área de esporte, o dado mais positivo é que, em Santa Catarina, tem ocorrido ações, programas e projetos voltados a diversas áreas do esporte, tanto na área escolar, quanto de alto rendimento como esporte de lazer, isso é um dado bastante positivo. Talvez uma das grandes dificuldades do esporte seja estar mal colocado na gestão do Estado e municípios, vinculados a áreas que nem sempre tem a ver com objetivos estratégicos do setor", concluiu o professor da UFSC Pablo Bittencourt. 

Participaram do workshop representantes das secretarias estaduais de Turismo, Cultura e Esporte, da Fazenda e do Planejamento, Santur, Conselho Estadual de Turismo, Fesporte, Tribunal de Justiça Desportiva, Secretaria de Esportes da UFSC, Fundação Catarinense de Cultura, Conselho Estadual de Cultura, Programa SC Rural, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Fecomercio, Sebrae, Badesc e BRDE.

Sobre o Plano de Desenvolvimento de Santa Catarina 2030 

O Plano de Desenvolvimento de Santa Catarina 2030 abordará quatro grandes dimensões: Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social, Infraestrutura e Meio Ambiente e Gestão Pública. É uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, em cooperação com a UFSC e com apoio da Fapesc.

Será construído de forma participativa a partir do estabelecimento de indicadores, metas, objetivos e estratégias como instrumento auxiliar para a ação governamental em Santa Catarina. Busca responder às seguintes questões: onde estamos, aonde queremos chegar, como vamos chegar lá e com quais instrumentos de governança.

Até final de junho, serão realizados workshops setoriais abordando os temas: indústria, comércio, ciência e tecnologia; pessoal e finanças; cultura, esporte e turismo; saúde; educação; segurança pública; assistência social, trabalho e habitação; agricultura e pesca; meio ambiente; infraestrutura; mobilidade urbana. Depois dessa etapa, a equipe técnica fará entrevistas com especialistas de cada área e apresentará o conteúdo em workshops regionais (Grande Florianópolis, Litoral Norte, Litoral Sul, Planalto Serrano, Planalto Norte, Alto Vale do Itajaí, Meio-Oeste e Oeste).

Informações adicionais para a imprensa
Rosália Dors Pessato
Assessoria de Imprensa SPG
Secretaria de Estado do Planejamento - SPG
E-mail: rosalia@spg.sc.gov.br
Fone: (48) 
3665-3319 / 99186-9740
Site: www.spg.sc.gov.br


Foto: Leneza Della Krás/ ADR Araranguá

A infraestrutura básica e adequação para instalação do Centro Regional de Gestão de Riscos e Desastres da Defesa Civil (Cigerd) Araranguá, deverá iniciar na próxima semana no terreno localizado no pátio do Deinfra, na Rua Coronel Apolinário Pereira, no Centro de Araranguá.

O processo licitatório que definiu a empresa executora da obra aconteceu na tarde desta quinta-feira, 8, na sala de reuniões da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá. Apresentando o menor preço global, de R$ 92.161,19, a Construtora Pais de Filhos de Araranguá foi a vencedora. Há um prazo para apresentação de recursos até a próxima terça-feira, 12.

Após a execução da estrutura básica será instalada pela Defesa Civil Estadual a estrutura modular de quase 150 metros quadrados, com previsão de inauguração para o mês de julho. O Centro Regional de Gestão de Riscos e Desastres da Defesa Civil contará com sala de videoconferência, para a realização de reuniões e capacitações, com tecnologia e agilidade no repasse de dados para a base, em Florianópolis, possibilitando uma melhor resposta e informação necessárias para a gestão do evento em andamento.

Informações adicionais para a imprensa
Leneza Della Krás
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá
E-mail: imprensa@aru.sdr.sc.gov.br
Telefones: (48) 3529-0100/(48) 99148-1191
Site: www.sc.gov.br/regionais/ararangua
Facebook: www.facebook.com/regional.ararangua

 


Foto: Divulgação / FCC

O longa-metragem Ralé, dirigido por Helena Igez e protagonizado por Ney Matogrosso, é a pedida da Sessão Cinemática para o dia 14 de junho, às 19h20, no Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC). O projeto, uma produção da Cinemateca Catarinense em parceria com o Museu da Imagem e do Som (MIS/SC) e a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), terá entrada gratuita, porém com classificação a partir de 12 anos.

Após a exibição do filme, a Sessão Cinemática promoverá um debate sobre o tema “Diversidade e protagonismo feminino no cinema brasileiro”, com a participação das cineastas Loli Menezes e Cíntia Domit Bittar e do jornalista e crítico de cinema José Geraldo Couto. A mediação ficará à cargo de Cristine Larissa Clasen, da Cinemateca Catarinense.

Com o título emprestado da obra do russo Máximo Gorki, Ralé é um “filme dentro do filme” com lógica narrativa sem lógica dramática linear e que aborda temas importantes para a cineasta, como resistência indígena, feminismo, liberação sexual, liberação das drogas, casamento gay e liberdade criativa.

O elenco traz o cantor e ator Ney Matogrosso que interpreta Barão, sujeito de origem aristocrática, ex-viciado em heroína que funda uma seita com drogas alucinógenas. Na trama, Simone Spoladore faz uma atriz escolhida para o filme "A Exibicionista" dirigido por crianças, e José Celso Martinez Corrêa interpreta um amigo do protagonista com "ares de Liberace", segundo a diretora.

O filme traz também a atriz Djin Sganzerla, filha da cineasta com o catarinense Rogério Sganzerla, e o dramaturgo Mário Bortolotto.

Cinemática

O evento produzido pela Cinemateca Catarinense tem curadoria de Pedro MC e todos os meses contará com projeção de filmes com formatos diversos, entre curtas, longas e videoarte. Segundo o curador, os temas escolhidos são emergentes e "transbordantes", com a proposta de compartilhar com o público filmes que dialoguem com temas atuais. Estreias de filmes relacionados à Santa Catarina também estarão na programação.

Na primeira edição, no dia 12 de abril, foram exibidos os curtas Heaven, S, O Novo Monumento e Modern, de Luiz Roque. As próximas edições estão previstas para os dias 14 de junho, 12 de julho, 16 de agosto, 13 de setembro, 18 de outubro, 15 de novembro e 13 de dezembro. A cada sessão será promovido debate com convidados.

Serviço

O quê: Sessão Cinemática - Ralé, de Helena Ignez
Quando: 14 de junho (quarta-feira), às 19h20min
Onde: Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
Contato: cinemateca.sc@gmail.com / (48) 9 8866-6012 / (48) 3664-2650

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/118264835428346

 

Informações adicionais para imprensa
Marcos Espíndola
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 


F
oto: Casan/Divulgação

Com o objetivo de proporcionar uma oportunidade de aprendizado a jovens estudantes, a Casan mantém há mais de 30 anos um programa de estágios destinado a alunos de nível médio, técnico e superior.

As vagas estão espalhadas em todas as unidades da empresa, por todo o Estado, e são destinadas a estudantes de Engenharia Sanitária e Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Química, Administração, Ciências Contábeis, Direito, Jornalismo e Design Gráfico, além de técnicos em Saneamento e em Química.

O processo seletivo é feito por meio de avaliação curricular e análise do perfil do candidato, tentando adequá-lo aos requisitos exigidos pelo setor específico onde o estágio será realizado.

Conforme a área de formação, o estágio pode ser obrigatório, definido no projeto pedagógico e cuja carga horária constitui requisito para aprovação e obtenção do certificado de conclusão do curso. Em casos não obrigatório, torna-se apenas uma opção de o aluno obter experiência profissional.

"O programa de estágio reforça o compromisso social da Casan e oportuniza aos jovens estudantes inserção inicial profissional e possibilita a aproximação dos conceitos e teorias oriundas do meio acadêmico e escolar com a prática corporativa", diz Alexandre Amorim de Souza, gerente da Universidade Corporativa UniCASAN, unidade gestora do projeto de estágios. "É uma excelente oportunidade de aprendizado profissional", afirma.

No momento, a Casan tem 144 estudantes em suas unidades, compartilhando espaço de trabalho e experiência com os demais 2,6 mil funcionários contratados.

Independentemente da disponibilidade de vagas, os estudantes interessados podem enviar currículo para o e-mail lnascimento@casan.com.br. Mais informações também podem ser obtidas pelos telefones: (48) 3221-5743 ou 3221-5755, na Divisão Administrativa e de Parcerias Educacionais da Empresa.

De estagiária a engenheira

Entre 1999 e 2000, a então estudante da Escola Técnica Federal de Santa Catarina (atual IFSC) Andreia May realizou na Casan o estágio do seu curso técnico de Saneamento. “Esta primeira experiência já foi muito positiva. Tive a oportunidade de ver na prática assuntos que eu estava estudando na sala de aula”, lembra Andreia. Em 2004, ela colheria os primeiros frutos daquele estágio ao ser convocada como técnica em Saneamento da empresa.

Seis anos depois, em 2010, a já engenheira sanitarista Andreia May, diplomada no ano anterior pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi aprovada em concurso público da estatal. “Durante os períodos em que atuei como estagiária tive a oportunidade de adquirir conhecimentos sobre o dia a dia de uma grande empresa de saneamento. Hoje, todo aquele aprendizado se mostra muito útil no meu dia a dia e nas minhas tarefas, inclusive trabalhando ao lado de profissionais que me orientaram nos períodos iniciais", explica.

Mais informações para a imprensa:
Gerência de Comunicação Social da Casan
Fones: (48) 3221-5034 | 3221-5035 | 3221-5036
Arley Reis 
E-mail: areis@casan.com.br
Suzete Antunes
E-mail: santunes@casan.com.br
Ricardo Stefanelli 
E-mail: ristefanelli@casan.com.br
Fone: (48) 9136-9345
www.casan.com.br

 

 

Página 208 de 251